Curso Online de PHILIPE PHERRENOUD E AS DEZ NOVAS COMPETÊNCIAS PARA ENSINAR

Curso Online de PHILIPE PHERRENOUD E AS DEZ NOVAS COMPETÊNCIAS PARA ENSINAR

Desta vez, apresentamos um pouco mais do pensamento de Perrenoud, professor da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Unive...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 11 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Desta vez, apresentamos um pouco mais do pensamento de Perrenoud, professor da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Genebra.
O sociólogo suíço é autor do livro Dez Novas Competências para Ensinar e discute o que deve ser transformado na formação dos educadores para que a sala de aula tradicional possa, enfim, mudar. 

Produziu cursos na área de Instrumentação Cirúrgica, onde é formado desde 2003. Autor de mais de 100 cursos na área da saúde onde atuou por mais de 10 anos na enfermagem onde é formado desde 2004. Também produziu aproximadamente 200 cursos na área da educação (Geografia e História principalmente) onde cursou Licenciatura em História de 2009 a 2013. Autor também de alguns cursos de Administração onde cursa atualmente o 3º semestre em Administração e Gestão pela IERGS em Porto Alegre - RS. Pós-Graduado em História do Brasil pela PROMINAS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • PHILIPE PHERRENOUD E AS DEZ NOVAS Competências PARA ENSINAR

    PHILIPE PHERRENOUD E AS DEZ NOVAS Competências PARA ENSINAR

  • Uma sala de aula hoje e há cem anos não é muito diferente.
    Apesar das novidades em equipamentos e dos avanços na gestão dos espaços escolares, uma ‘classe’ ainda é, na maioria das vezes, caracterizada pela homogeneização.

  • Cadeiras iguais, devidamente organizadas, com alunos uniformizados e sentados, muitas vezes em ordem alfabética, como se aprendessem todos ao mesmo tempo e da mesma forma. 
    Nas últimas décadas, no entanto, pesquisadores da área da educação estão desmistificando este tipo de prática. 

  • Cada vez mais, termos como “diversidade” e “heterogeneidade” povoam os planejamentos escolares e os projetos político-pedagógicos das instituições de ensino.
    Ideias e conceitos como o da pedagogia diferenciada e as novas competências para ensinar, desenvolvidos pelo sociólogo suíço Philippe Perrenoud, tomam as salas de aula e os espaços de formação.

  • A aprendizagem escolar acontece de diferentes formas para diferentes pessoas e não há como pensar na sala de aula contemporânea sem pensar naquilo que é diverso.
    Desta vez, apresentamos um pouco mais do pensamento de Perrenoud, professor da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Genebra.

  • Foto: Universidade de Genebra

    Foto: Universidade de Genebra

  • O sociólogo suíço é autor do livro Dez Novas Competências para Ensinar e discute o que deve ser transformado na formação dos educadores para que a sala de aula tradicional possa, enfim, mudar. 
    “Nós passamos anos formando professores com base no pressuposto de que o aluno aprende de determinada forma”, afirma Karina Pagnez, Professora Doutora em Psicologia da Educação da Universidade de São Paulo.

  • Mas a própria formação foi mostrando que o aluno seria um sujeito epistêmico.
    Perrenoud joga na nossa cabeça uma centelha ao dizer: “gente, vamos parar para pensar nas possibilidades e desconstruir a ideia de professor detentor de saber”, explica. 

  • Para o suíço, o professor precisa dedicar mais energia e atenção aos alunos com mais dificuldades de aprendizagem.
    Assim se faz uma pedagogia diferenciada, que ajuda a desenvolver métodos para que a aprendizagem aconteça para todos os alunos.

  • Cinquenta alunos de uma mesma turma não aprendem da mesma forma. Isso depende de condições sociais, biológicas e psicológicas. 
    Eu não diria que é possível você detectar todas as diferenças, mas a partir da formação e do estudo é possível entender novas formas e utilizar diferentes recursos para ensinar, defende Karina.

  • Para que essa transformação realmente aconteça e as habilidades dos alunos comecem a ser enxergadas separadamente, Perrenoud indica que o educador deve ser detentor de uma série de competências trabalhadas desde o início da sua formação.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • PHILIPE PHERRENOUD
  • Foto: Universidade de Genebra
  • 10 novas competências para ensinar
  • 1. Organizar e dirigir situações de aprendizagem
  • 2. Administrar a progressão das aprendizagens
  • 3. Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação
  • 4. Envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho
  • 5. Trabalhar em equipe
  • 6. Participar da administração da escola
  • 7. Informar e envolver os pais
  • 8. Utilizar as novas tecnologias
  • 9. Enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão
  • 10. Administrar sua própria formação continuada
  • O coletivo pela aprendizagem
  • Novas ferramentas para uma nova sala de aula
  • LIVROS
  • RESUMO
  • Diferenciar:
  • INDIVIDUALIZAÇÃO DOS PERCURSOS DE FORMAÇÃO: 
  • TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO:
  • TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA:
  • P   - S - A      
  • COMPETÊNCIA:
  • A competência poderia ser comparada com o seguinte exemplo:
  • RESUMO
  • Capítulo 2 - Administrar a progressão das Aprendizagens
  • Capitulo 3 - Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação.
  • Capítulo 4 - Envolver os alunos em sua aprendizagem e em seu trabalho
  • Capítulo 5 - Trabalhar em equipe
  • Capítulo 6 - Participar da Administração da Escola
  • Capítulo 7 - Informar e Envolver os pais
  • Capítulo 8 - Utilizar Novas Tecnologias
  • Capítulo 9 - Enfrentar os Deveres e os Dilemas Éticos da Profissão
  • Capítulo 10 - Administrar sua própria formação contínua
  • REFERÊNCIAS