Curso Online de Trilhas Eco Pedagógicas e Interpretativas

Curso Online de Trilhas Eco Pedagógicas e Interpretativas

O público alvo para este curso são educadores que hoje pretendem atuar em atividades não formais e únicas mostrando a importância de uma ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 35,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O público alvo para este curso são educadores que hoje pretendem atuar em atividades não formais e únicas mostrando a importância de uma aula diferenciada ao ar livre seja ela uma Trilha Eco Pedagógica Interpretativa ou Urbana Arqueológicas. Este curso é uma segmentação nova na educação brasileira onde muitos professores / orientadores e monitores vem buscando fazer a diferença. Lembrando também que os profissionais da área de Turismo podem realizar este curso também para aumentar seus conhecimentos nas atividades que já exercem no cotidiano.

Arte Educadora formada pela UFAM (Universidade Federal do Amazonas);Especialização em Arte Terapia (Ensino Nacional) Gestora em Educação e Responsabilidade Ambiental;Inglês (ICBEU - AM); Gerência e monitoramento em Ecoturismo e Turismo de Aventura pela Selva Dentro / Fundação Universa - Ministério do Turismo; Professora de Artes com especialização em História da Arte e Capoeira na Escola e SGS - Sistema de Gestão de Segurança (ABETA).



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Trekking e Hiking Trilhas Interpretativas ou Eco-Pedagógicas com vivências na Natureza Trilha Urbana e Arqueológica Tutora: Regina Rabello

    Trekking e Hiking Trilhas Interpretativas ou Eco-Pedagógicas com vivências na Natureza Trilha Urbana e Arqueológica Tutora: Regina Rabello

  • Bem Vindos ao Curso !

    Bem Vindos ao Curso !

    Objetivo:
    Este curso visa direcionar de forma simples uma nova atividade conhecida como produto do meio. O orientador proporcionará ao aluno uma aula pedagógica (trilhas interpretativas) ou em centros históricos (trilhas arqueológica urbana) de modo que eles interajam com a vida que os cerca , seja na cidade, seja no campo, seja na floresta …o importante é que o objetivo seja alcançado. Dar aulas em um ambiente diferenciado onde o ensino – aprendizado corresponda com a expectativa aluno / educador ou seja, educar e aprender.

  • …Simplesmente ir ver…

    …Simplesmente ir ver…

    "Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”.
    Amyr Klink

  • Antes de começarmos o assunto é necessário especificar algumas diferenças de caminhadas e os termos específicos:
    o “trekking” e o “hiking”

    Observe que a moça de branco nesta caminhada não está com o calçado específico e que esta é uma caminhada de longa distância (trekking) e por isso os alunos devem seguir a risca todas as orientações dadas pelo professor e monitor pois muitas vezes uma pessoa pode atrapalhar uma sala de aula inteira.

  • Diferença entre “trekking” e o “hiking”:

    Diferença entre “trekking” e o “hiking”:

    Existem dois tipos de trilhas: trekking e o hiking. São atividades caracterizadas basicamente pela caminhada. Significa trilhar, andar. A principal diferença esta na duração, onde o Hiking seria uma caminhada curta ou de um certo período definido enquanto que o Trekking se caracteriza por uma caminhada longa em um dia ou de vários dias e muitas vezes com pernoites.
    Logo:
    Trekking: se caracteriza por uma trilha ou caminhada longa ou com mais de um dia de duração.

    Hiking: é uma caminhada curta, normalmente de um só dia, sem pernoite na trilha. Esse termo também pode ser utilizado para se referir à caminhada esportiva ou educacional. No Brasil, este termo é praticamente desconhecido.

  • A História do Trekking:

    A História do Trekking:

    A história do trekking é antiga e teve origem no início do século XIX. A palavra trek tem sua origem na língua africâner e passou a ser empregada pelos vortrekkers, os primeiros trabalhadores holandeses que colonizaram a África do Sul. O verbo trekken significa migrar e carregava uma conotação de sofrimento e resistência física, numa época em que o único meio e locomoção era a caminhada.Quando os britânicos invadiram a região, a palavra foi absorvida pela língua inglesa e passou a designar as longas caminhadas realizadas pelos exploradores em direção ao interior do continente.Atualmente utiliza-se a palavra também em português, significando caminhadas em trilhas naturais em busca de lugares interessantes para conhecer, possibilitando um contato com a natureza. No Brasil, o trekking surgiu em 1992 em São Paulo, por amantes da natureza, que resolveram adaptar as regras dos enduros de moto e jipe à caminhada ecológica / de aventura / educacional / urbana ou de natureza.

  • O Planejamento:

    O Planejamento:

    Toda e qualquer que seja a atividade deve ter um PLANEJAMENTO. Nos planejamentos não bastam técnicas e ferramentas práticas de elaboração de planos e projetos. Conceitualmente deve-se refletir sobre a atividade e seus objetivos pensando desde a sustentabilidade econômica e sócio – ambiental e passar a atender seus princípios.
    Em um planejamento deve ter o Conceito – Os Objetivos e Processos e depois passar para Os Planos – Programas e Projetos.
    Esse planejamento pode ser entendido como à definição de estratégias e meios que permitam transformá-los em preocessos dinâmicos e contínuos.

  • Planos / Programas / Projetos:

    Planos / Programas / Projetos:

    Não devemos confundir planos com programas e projetos. Um plano é uma grande missão – é o objetivo maior a ser almejado do planejador sem maiores detalhamentos de projetos ou atividades. Nele devem conter diretrizes gerais a serem adotadas por algum setor incluindo as ações e os recursos do planejamento e seus programas específicos.

  • Definições de Planejamentos:

    Definições de Planejamentos:

    Planejar é decidir antecipadamente o que deve ser feito;

    Planejar é determinar objetivos e meios para seu alcance;

    Planejar é projetar um futuro desejado e os meios específicos para torná-lo realidade.

    Planejar é um processo lógico de raciocínio e pensamento no qual o ser humano analisa a realidade que o cerca.
    Barreto (2000)

  • Dimensões de Planejamento:

    Dimensões de Planejamento:

    Elemento Temporal: planejamento de curto, médio e longo prazo;

    Elemento Político: regulador incentivador financiador integrado;

    Elemento Social: participativo ou de gabinete;

    Elemento Geográfico: internacional (continentes, países, regiões, fronteiras e espaços); nacional (país ou micro regioões); regional (pólos em desenvolvimento, bacias hidrográficas, grandes ou pequenos parques, reservas ambientais); locais (sítios arqueológicos, patrimônios históricos e culturais, propriedades e áreas protegidas de pequeno porte).

  • Identificando os Objetivos:

    Identificando os Objetivos:

    Selecionar que tipo de público será orientado na atividade e qual tipo de público queremos na trilha (ex. Infantil / de turismo / grupo escolar / maior idade / outros);
    Valorizar as culturas locais, manutenção das paisagens e biodiversidades;
    Estabelecer marcos legais para a atividade;
    Desenvolver, estabelecer e identificar produtos em forma qualitativa;
    Incentivar as instituições trabalhando os produtos e roteiros sempre atualizados potencialmente.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 35,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Trekking e Hiking Trilhas Interpretativas ou Eco-Pedagógicas com vivências na Natureza Trilha Urbana e Arqueológica Tutora: Regina Rabello
  • Bem Vindos ao Curso !
  • …Simplesmente ir ver…
  • Diferença entre “trekking” e o “hiking”:
  • A História do Trekking:
  • O Planejamento:
  • Planos / Programas / Projetos:
  • Definições de Planejamentos:
  • Dimensões de Planejamento:
  • Identificando os Objetivos:
  • Plano de Identificação:
  • Como escolher uma trilha e o que fazer?
  • Trilhas Interpretativas e Pedagógicas:
  • Nessa mesma trilha podemos encontrar um sítio arqueológico – logo ela passa a ser eco pedagógica e arqueológica onde o orientador fará algumas breves explicações sobre ela e sobre o que há nela de precioso e curioso para o aluno
  • Onde Fazer as Trilhas Interpretativas e Pedagógicas? *as trilhas não devem ser confundidas com picadas abertas nas matas, elas são de percurso interpretativo e orientados metodológicamente.
  • Qual metodologia na Trilha Urbana?
  • Trilhas Urbanas (A importância da Geografia e da História da Arte):
  • Diferença entre: Trilha Urbana Arqueológica e Trilha Arqueológica
  • Patrimônio Arquitetônico:
  • Patrimônio Cultural da Humanidade:
  • O Atlas Arqueológico:
  • Patrimônio Arqueológico:
  • Diversidade de Temas:
  • Na trilha: o que o aluno deve levar
  • O que o professor deve levar:
  • Importante saber que:
  • Dicas para adentrar em uma área Natural:
  • Procedimento do Professor ou Instrutor e monitor durante a trilha:
  • Onde pode ser trabalhada uma trilha Interpretativa / educativa?
  • O Que a Trilha espera de você:
  • Bibliografia:
  • Contato: