Curso Online de MUSCULAÇÃO

Curso Online de MUSCULAÇÃO

O curso Musculação oferece ao profissional de Educação Física o conhecimento sobre História, conceitos de força, hipertrofia, controle mo...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 11 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 100 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso Musculação oferece ao profissional de Educação Física o conhecimento sobre História, conceitos de força, hipertrofia, controle motor, métodos de treino, periodização e muito mais.

Licenciado em filosofia, Técnico em Hardware (Montagem e Manutenção de Computadores) Técnico em informática,Técnico em Farmácia.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Introdução:
    Senso comum;
    Respaldo científico;
    Cinesiologia;
    Treinamento desportivo, etc.;
    Milon de Crotona;
    Trabalho com peso > músculo = musculação;
    Músculo X Homem;
    Abordagem metodológica;
    Programas individualizados;
    Presença do professor;
    Evolução constante.

    MUSCULAÇÃO = EXERCÍCIOS CONTRA A RESISTÊNCIA

  • 2. Conceituação e divisão da musculação

    2. Conceituação e divisão da musculação

    2.1. Conceituação:
    - Levantamento com pesos; - Treinamento com pesos; - Halterofilismo; - Etc.; - Conceitos errôneos e preconceitos; - Popularidade.

    “...conjunto de meios que visa o desenvolvimento e/ou a manutenção de qualidades físicas relacionadas as estruturas músculo-articulares, podendo também reabilitá-las, bem como desenvolver a capacidade orgânica.”

  • 2.2. Divisão:

    2.2. Divisão:

    Competição;
    Profilático;
    Terapêutico;
    Recreativo e estético;
    Preparação física.

  • 3. Princípios específicos da musculação:

    3. Princípios específicos da musculação:

    Da estruturação da série de exercícios;
    Da especificidade do movimento;
    *. Princípios do treinamento desportivo.

  • 4. Qualidades físicas na musculação

    4. Qualidades físicas na musculação

    4.1. Primárias:
    Força;
    R.M.L.

    4.2. Secundárias:
    Resistência aeróbica e anaeróbica.

  • 5.1. Resistências
    5.1.1. R.C. (Resistência Constante):
    Não se desloca;
    Permanece inalterada durante toda a contração;
    Está presente nos treinamentos isométricos;
    Utiliza-se em qualquer aparelho...
    5.1.2. R.D.I. (Resistência Dinâmica Invariável):
    Permite deslocamento;
    Permanece inalterada durante...
    Encontrada no maior número de aparelhos;
    Resistência desproporcional nos diversos ângulos do movimento;
    Falta de aproveitamento integral do trabalho muscular.

    5. Resistências e equipamentos

  • 5.1.3. R.D.V. (Resistência Dinâmica Variável):

    5.1.3. R.D.V. (Resistência Dinâmica Variável):

    Modifica o peso durante todo o movimento;
    Trabalho pode ser concêntrico, excêntrico ou ambos consecutivamente;
    Permite pré-alongamento;
    Resistência na articulação e nos músculos diretamente envolvidos no movimento;
    Não permite momentos de apoio articular.

  • 5.1.4. R.I. (Resistência Isocinética) Propicia, na fase concêntrica do movimento:

    5.1.4. R.I. (Resistência Isocinética) Propicia, na fase concêntrica do movimento:

    Resistência diretamente proporcional à força empregada;
    Execução em velocidade uniforme;
    OBS.: Muito utilizada na reabilitação.

    Limitações da R.I.:
    Só apresentam resistência na fase concêntrica do movimento;
    Sem resistência no final da fase concêntrica do movimento;
    Dificultam o pré-alongamento;
    Limitante no desenvolvimento da força explosiva.

  • 5.1.5. R.P. (Resistência Progressiva) * Propicia:

    5.1.5. R.P. (Resistência Progressiva) * Propicia:

    Acréscimo de resistência na fase concêntrica do movimento;
    Redução progressiva de resistência na fase excêntrica do movimento;
    Aumento da capacidade relativa de peso sem aumentar o valor absoluto de peso.

    É encontrada, normalmente, nas estações:
    Supino;
    Pressão de pernas;
    Desenvolvimento.
    * OBS.: Há o objetivo de, no final da fase concêntrica, próximo à posição de “apoio” termos uma resistência aumentada, reduzido à perda de tensão muscular.

  • 5.2. Equipamentos:

    5.2. Equipamentos:

    Módulos;
    Aglomerados;
    Barras;
    Halteres;
    Sapatos de ferro;
    Capacetes;
    Carretéis;
    Bancos, pranchas e cavaletes;

    Peças lastradas;
    Peças com areia;
    Borrachas;
    Bastões de madeira e PVC;
    Extensores elásticos;
    Aparelhos ginásticos;
    Etc...

  • PARA QUE SERVE ESTE APARELHO?

    PARA QUE SERVE ESTE APARELHO?

    OU

    ONDE POSSO REALIZAR “ESSE” MOVIMENTO?


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • 2. Conceituação e divisão da musculação
  • 2.2. Divisão:
  • 3. Princípios específicos da musculação:
  • 4. Qualidades físicas na musculação
  • 5.1.3. R.D.V. (Resistência Dinâmica Variável):
  • 5.1.4. R.I. (Resistência Isocinética) Propicia, na fase concêntrica do movimento:
  • 5.1.5. R.P. (Resistência Progressiva) * Propicia:
  • 5.2. Equipamentos:
  • PARA QUE SERVE ESTE APARELHO?
  • 6. Metodologia da musculação (Elaboração de programas)
  • 6.1. Avaliação do aluno:
  • 6.3. Testagem 6.3.1. T.P.M. (teste de peso máximo):
  • 6.3.2. T.P.R. Teste de peso por repetição: - Maior o peso que consegue suportar nas repetições desejadas. # Objetivo...............................RML # Repetições...........................em torno de 30 # Peso.......................................X quilos
  • 6.4. Montagem dos programas Programa de musculação é o conjunto de sessões a serem realizadas num determinado período.
  • A. TIPO DE MONTAGEM DAS SESSÕES:
  • 2. LOCALIZADA POR ARTICULAÇÃO
  • 3. ALTERNADA POR ORIGEM E INSERÇÃO MUSCULARES São elaboradas com base nas origens e inserções dos músculos biarticulares, promovendo-se através dos exercícios uma alternância entre as mesmas.
  • 4. ASSOCIADA A ARTICULAÇÕES ADJACENTES São elaboradas de forma a que um primeiro exercício, envolvendo apenas uma articulação, seja seguido de um outro composto, além do movimento executado no primeiro exercício, de um movimento de articulação adjacente à primeira, realizados simultâneos.
  • 5. MISTA Associação de duas ou mais montagens.
  • B. DETERMINAÇÃO DOS EXERCÍCIOS:
  • Para uma melhor compreensão, vejamos um exemplo de cada um dos tipos básicos de montagem: ALTERNADA POR SEGMENTO
  • Coxa – Pressão de Pernas – Leg Press
  • Abdominal
  • ALTERNADA POR ORIGEM E INSERÇÃO MUSCULARES
  • Puxada
  • Flexão
  • ASSOCIADA POR ARTICULAÇÃO ADJACENTE
  • Supino
  • Rosca
  • ALTERNADA POR SEGMENTO
  • LOCALIZADA POR ARTICULAÇÃO (Agonista-antagonista)
  • LOCALIZADA POR ARTICULAÇÃO (Completa)
  • C. EQUIPAMENTOS:
  • PESO
  • VELOCIDADE DE EXECUÇÃO
  • GRUPO
  • Quando queremos utilizar grupos intercalados, porém com um número elevado de exercícios, para evitar a necessidade de se repetir várias vezes o nome do exercício, podemos adotar o seguinte modelo:
  • Na realidade a seqüência seria:
  • Convém ressaltar, entretanto, que em muitos casos a determinação dos grupos não poderá ser realizada desta forma. Ela sofrerá modificações em relação ao exposto, no caso dos seguintes tipos de montagens de sessões:
  • Isto significa que o executante seguirá os seguintes passos:
  • * NÚMERO DE PASSAGENS
  • NÚMERO DE PASSAGENS
  • CURSO DE MUSCULAÇÃO: Fundamentos
  • ANAMNESE
  • Tipos de treinamento de força - 03
  • Forma de sobrecarga
  • 1.Treinamento Isométrico
  • 2.Treinamento Dinâmico
  • 2.1.Treinamento
  • 2.3.Treinamento Excêntrico
  • TIPOS DE TREINAMENTO
  • Tipos de Treinamento
  • Sistemas Piramidais
  • Tipos de Treinamento
  • Distribuição de treinos - 04
  • Distribuições de treinos Fleck & Kraemer, 1999; Uchida et al., 2003
  • Treinamento único
  • Rotina dividida 1 AxB
  • Rotina dividida 2 AxBxC
  • Rotina dividida 3 AxBxA / BxAxB
  • Rotina dividida 4 (Blitz) AxBxCxDxExF
  • Treinamento único
  • Treino A x B
  • Treino A x B x C
  • Treino A x B x C x D x E x F
  • BUZZERO.COM