Curso Online de Curso de maquiagem

Curso Online de Curso de maquiagem

Neste curso você aprenderá dicas infalíveis de uma maquiagem perfeita, ideal para iniciantes neste mundo de cor e arte!

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Neste curso você aprenderá dicas infalíveis de uma maquiagem perfeita, ideal para iniciantes neste mundo de cor e arte!

Graduada em pedagogia,maquiadora e estudante de nutrição.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Curso de maquiagem

    Curso de maquiagem

    Aprenda as técnicas de uma maquiagem perfeita

  • Tópicos do curso

    Tópicos do curso

    A história da maquiagem
    Maquiador e o mercado de trabalho
    Tipos e cuidados com a o rosto e a pele
    Acessórios utilizados para maquiar
    Produtos utilizados para maquiar
    Maquiagem para sobrancelha
    Maquiagem preparação da pele
    Maquiagem para olhos
    Maquiagem para boca
    Passo a passo (dicas de maquiagens)

  • A história da maquiagem

    A história da maquiagem

    A maquiagem, assim como os cosméticos, é muito antiga, provavelmente utilizada desde a Pré-história para a prática de rituais xamânicos, cultos funerários ou cultos à fertilidade1 .

    Três mil anos antes de Jesus Cristo, os egípcios já conheciam a maquiagem: batom, maquiagem branqueadora e de luminosidade, maquiagem para reforçar os olhos e sobrancelhas (a base de chumbo, malaquita, antimônio, Kohl), blush para corar as bochechas (a partir de produtos vegetais, como pétalas de rosa ou de papoulas; animas, como larva de cochonilha; ou mineral, como argilas, óxido de cobre ou ferro ocre), pós que eram misturados com óleos ou pomadas. Outros pigmentos também eram utilizados para a maquiagem: o azul do óxido de cobre, o amarelo do auripigmento, o preto do carbono, o verde da malaquita e mais numerosas nuances obtidas dos óxidos de cobre ou ferro2 .

  • As caravanas que levavam especiarias e seda para a Europa introduziram os cosméticos e a maquiagem na Grécia (ela não se desenvolveria verdadeiramente até o início do século III, sendo anteriormente um atributo das cortesãs) e ao império romano (Nero e Popeia Sabina maquiavam-se com os mesmos produtos no século I): a maquiagem para rosto, o Kohl, foi substituído por uma maquiagem à base de açafrão, antimônio, cortiça queimada, fuligem ou cinzas; o blush corava as bochechas através de amoras esmagadas ou cinábrio. Muitos produtos da época à base de metais (chumbo, mercúrio) eram tóxicos, estragando a aparência da pele e provocando um envelhecimento prematuro da mesma. Dentre os escritos sobre cosméticos da época: A arte de amar, Os remédios do amor, Os produtos de beleza para o rosto da mulher, de Ovídio, foram perdidos. A atividade da maquiagem, que visava atender um ideal de beleza, estava sujeito a controvérsias religiosas e filosóficas da época grega.

    Foi com o retorno das cruzadas que a maquiagem se espalhou pela Europa nórdica, onde ela era somente utilizada quando da pintura para rituais. Desde o século XVIII, os nobres utilizavam bases faciais, pintura para cabelos e perfume. No século XVI, as mulheres utilizavam pó branco, bochechas vermelhas e nos lábios, uma mistura de corante de cochonilha. Os olhos, contrariamente ao período anterior, jamais eram maquiados, a fim de não esconder “a janela da alma”.

  • Desde o século XVII, a maquiagem é utilizada por todas as classes sociais. As mais abastadas utilizavam preciosidades em suas maquiagens, como pó de ouro, prata e pedras preciosas. Os manuais de civilidade dos séculos XVI e XVII recomendavam não abrir a boca, símbolo da oralidade e animalidade, devido aos dentes apodrecidos desde a introdução do açúcar no ocidente; assim, a maquiagem escondia a boca nesses séculos. As maquiagens à base de substâncias metálicas, emprestadas das artes das pinturas e das miniaturas, continuaram a ser muito tóxicas, como podemos exemplificar citando o “sublimado de mercúrio”, comum no século XVI.

    A maquiagem moderna tornou-se popular através do cinema dos anos 1920.

    Ainda no começo do século XIX, os cosméticos continham chumbo, mas os produtos modernos são testados em laboratórios e fabricados com recursos neutros como talco, caulim e amido de arroz, aos quais são adicionados óleos e corantes sintéticos.

  • Maquiador e o mercado de trabalho

    Maquiador e o mercado de trabalho

    Maquiador é o profissional que busca melhorar ou aprimorar a aparência das pessoas, por meio de produtos cosméticos conhecidos como maquiagem: base, pó compacto, blush, rímel, lápis delineador de olhos, batom, sombras, etc. Tais produtos podem ser utilizados para melhorar a estética natural, corrigir pequenos defeitos, cicatrizes, manchas, olheiras, rugas, etc ou mesmo, criar maquiagens artísticas.

    O público-alvo, na maioria é de mulheres, mas homens, principalmente que trabalham em frente a câmeras e holofotes (atores, modelos, apresentadores, cantores, etc.) também buscam o recurso da maquiagem para melhorar a aparência. O maquiador também atua realizando maquiagens de caracterização, como no caso de personagens de peças de teatro, filmes, etc.

  • O Mercado de Trabalho

    Os maquiadores normalmente costumam atuar em salões de beleza e clínicas de estética, como autônomos (atendendo à domicílio), ou no meio artístico (televisão, teatro). Outra área de atuação é em desfiles de moda, preparando as modelos de acordo com as orientações do estilista, assim como junto a fotógrafos. No meio teatral, a maquiagem é muito importante para a caracterização dos personagens. Nos salões costuma-se trabalhar realizando maquiagens para casamentos, formaturas e outras festas e eventos. Mas o setor que mais atrai o maquiador profissional é o televisivo, pelo alto salário e possibilidades de se firmar e ser reconhecido na carreira. Para trabalhar neste meio é necessário possuir muitas especializações, cursos, e é claro, experiência, já que a concorrência tende a ser grande.

  • Tipos e cuidados com a o rosto e a pele

    Tipos e cuidados com a o rosto e a pele

    Existe uma grande variedade em formato do rosto, tudo isso decorrente das miscigenações. Poucos países no mundo passaram por uma miscigenação tão intensa quanto o Brasil. Os portugueses já trouxeram para o Brasil séculos de integração genética e cultural de povos europeus, como os povos Celta, Romano, Germânico e Lusitano. Embora os portugueses sejam basicamente uma população europeia, sete séculos de convivência com mouros do norte de África e com judeus deixaram um importante legado a este povo. No Brasil, uma parte substancial dos colonizadores portugueses se miscigenou com índios e africanos, em um processo muito importante para a formação do País. Assim há essa grande variedade de formatos, cores e etc.

  • Formatos de rostos

    Formatos de rostos

    Observe as diferenças em cada formato!

    Observe que no queixo podem ser, retos, pontiagudos ou ovais!

  • Descubra qual o seu tipo de rosto

    Descubra qual o seu tipo de rosto

    Dicas:
    1. Para identificar qual o formato do rosto, prenda o cabelo e tire uma fotografia sua de frente.
    2. Imprima a imagem ou observe-a bem na tela do computador. Tente traçar alguma figura geométrica acompanhando o contorno do seu rosto.
    3. Compare a região da testa com a do maxilar. Qual dessas duas partes são maiores? O seu maxilar tem linhas mais retas do que a testa ou não? O formato da testa se mantém na linha do queixo?

    Com essas anotações e observações feitas, você já está pronta para identificar o seu tipo de rosto.

  • Rosto redondo: A largura e a altura do seu rosto são praticamente as mesmas. Os angulos são pouco definidos, tendo as linhas do maxilar mais arredondas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Curso de maquiagem
  • Tópicos do curso
  • A história da maquiagem
  • Maquiador e o mercado de trabalho
  • Tipos e cuidados com a o rosto e a pele
  • Formatos de rostos
  • Descubra qual o seu tipo de rosto
  • A pele (cútis ou tez), em anatomia, é o órgão integrante do sistema tegumentar (junto ao cabelo e pêlos, unhas, glândulas sudoríparas e sebáceas), que tem por principais funções a proteção dos tecidos subjacentes, regulação da temperatura somática, reserva de nutrientes e ainda conter terminações nervosas sensitivas. A pele é o revestimento externo do corpo, considerado o maior órgão do corpo humano e o mais pesado. Compõe-se da pele propriamente dita e da tela subcutânea . A pele apresenta duas camadas: a epiderme e a derme. A hipoderme, ou tela subcutânea, é uma camada de tecido conjuntivo frouxo, que fica logo abaixo da derme. Há ainda vários órgãos anexos, como folículos pilosos, glândulas sudoríparas e sebáceas; ou penas, escamas e cascos. A pele é praticamente idêntica em todos os grupos étnicos humanos. Nos indivíduos de pele escura, os melanócitos produzem mais melanina que naqueles de pele clara, porém o seu número é semelhante. A pele é responsável pela termorregulação, pela defesa, pela percepção e pela proteção. Ela nos protege das doenças, porém não é 100% eficaz, podendo deixar entrar larvas de esquistossomos e do ancilóstomo.
  • Tipos de Pele
  • Tipos de pele
  • Cuidados com a pele
  • Agora que você já sabe tudo sobre a pele, formato, cuidados,e a história da maquiagem, vamos de fato entrar nesse mundo de cores e arte!
  • Acessórios utilizados para maquiar
  • Produtos utilizados para maquiar
  • Não existe consenso entre passar o corretivo antes ou depois da base. Vai de cada maquiador; para uns a regra é: base, corretivo e pó. Para outros é: corretivo, base e pó. Veja o que fica melhor em sua pele; • Corretivo não é para aplicar no rosto todo como se fosse base... Aplique (sempre em batidinhas) somente onde está o “defeito”. • Você deve possuir sempre um corretivo mais claro, um corretivo mais escuro e um colorido, pois cada região do rosto pede um tipo de corretivo.