Curso Online de Cabeamento Estruturado
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Cabeamento Estruturado

Curso para profissionais da área de TIC (Analistas, Técnicos, Tecnólogos e Engenheiros) Cabeamento Estruturado Conceitos Subsistemas Ca...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 18 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso para profissionais da área de TIC (Analistas, Técnicos, Tecnólogos e Engenheiros)

Cabeamento Estruturado

Conceitos
Subsistemas
Cabeamento Horizontal
Backbone
Sala de Telecomunicações
Sala de Equipamentos
Infraestrutura de Entrada
Certificação
Crimpagem de cabos de par trançado

Treinamento e Qualificação Profissional


- Vagner De Lima Souza Barboza

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Cabeamento Estruturado

    Cabeamento Estruturado

  • Neste curso são abordados os conceitos, os subsistemas e a certificações referentes aos sistemas de Cabeamento Estruturado.

  • É um sistema que envolve cabos e hardware de conexão capaz de atender às necessidades dos usuários desses ambientes sem um conhecimento prévio das aplicações e serviços que serão usados em cada área de trabalho.

    CABEAMENTO ESTRUTURADO

  • Vida Útil

    25 ANOS
    REVISAR A CADA 10 ANOS

    VIDA ÚTIL ESTIMADA :

  • MEIOS FÍSICOS

    CABO MAIS UTILIZADO : PAR TRANÇADO

    CABO ÓPTICO : MUITO UTILIZADO COMO BACKBONE

  • Cabo de Par Trançado

    Cabo de Par Trançado

  • PAR ELETRICAMENTE BALANCEADO

    PAR ELETRICAMENTE BALANCEADO

    O par eletricamente balanceado garante níveis mínimos de interferência dentro do cabo e uma maior transferência de potência entre o emissor e o receptor.

  • PAR ELETRICAMENTE BALANCEADO

    PAR ELETRICAMENTE BALANCEADO

  • TIPOS DE CABOS DE PAR TRANÇADO

    TIPOS DE CABOS DE PAR TRANÇADO

    ● Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem

    ● Shield Twisted Pair - STP ou Par Trançado Blindado (cabo com blindagem). Possui uma blindagem feita com a malha metálica.

    ● Foil Twisted Pair - FTP, os cabos possuem película de metal enrolada sobre cada par trançado.

  • Categorias Disponíveis (Categoria 3 somente para aplicações de telefonia, para aplicações de dados deve ser utilizada categoria 5e ou superior)

    Categorias Disponíveis (Categoria 3 somente para aplicações de telefonia, para aplicações de dados deve ser utilizada categoria 5e ou superior)

  • NORMAS ANSI/TIA – 568-C

    NORMAS ANSI/TIA – 568-C

    ANSI – Instituto Nacional Americano de Padrões

    TIA – Associação das Industrias de Telecomunicações

    EIA- Aliança das Industrias Eletrônicas

    SUBSTITUIU A SÉRIE ANSI/TIA/EIA-568-B


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Cabeamento Estruturado
  • Cabo de Par Trançado
  • PAR ELETRICAMENTE BALANCEADO
  • TIPOS DE CABOS DE PAR TRANÇADO
  • Categorias Disponíveis (Categoria 3 somente para aplicações de telefonia, para aplicações de dados deve ser utilizada categoria 5e ou superior)
  • NORMAS ANSI/TIA – 568-C
  • Série de normas ANSI/TIA – 568-C Possui os seguintes documentos:
  • BRASIL
  • Fibra Óptica
  • A fibra ótica é feita de vidro ou de materiais poliméricos com capacidade de transmitir luz.
  • Funcionamento
  • Vantagens
  • TIPOS
  • MONOMODO
  • MULTIMODO
  • Subsistemas
  • Subsistemas de Cabeamento Estruturado
  • Cabeamento Horizontal
  • Distribuição Horizontal
  • Formas de conexão
  • Conexões Cruzadas
  • Interconexão
  • MUTO
  • Exemplos de MUTO
  • Comprimentos máximos dos patch cords utilizando MUTO (24 AWG)
  • Ponto de Consolidação
  • Pontos de Consolidação
  • Limites de Distância (CP)
  • FTTD ( Fiber To The Desk)
  • Cabeamento Óptico Centralizado (interconexão)
  • Cabeamento Óptico Centralizado (emenda)
  • Cabeamento Óptico Centralizado (pull-through)
  • Subsistemas
  • Subsistemas de Cabeamento Estruturado
  • Cabeamento de Backbone
  • Cabos para subsistemas de Backbone
  • BACKBONE DE EDIFÍCIO
  • As Normas não reconhecem conexão direta entre equipamentos ativos e áreas de trabalho
  • Distâncias Máximas (Backbone) (Entre o Distribuidor de Campus e qualquer Distribuidor de Piso)
  • Subsistemas de Cabeamento Estruturado
  • Área de Trabalho
  • Tomada Padrão RJ 45
  • Configurações
  • Subsistemas de Cabeamento Estruturado
  • Sala de Telecomunicações
  • Subsistemas de Cabeamento Estruturado
  • SALA DE EQUIPAMENTOS
  • PABX
  • A localização da Sala de Equipamentos recomendada é a mais centralizada possível.
  • Dimensionamento da Sala de Equipamentos
  • Infraestrutura de Entrada
  • Subsistemas de Cabeamento Estruturado
  • Infraestrutura de entrada (Entrance Facility)
  • Certificação do Cabeamento
  • Parâmetros elétricos e mecânicos
  • Verificações do teste de wire map
  • Terminação dos pares
  • Condições Possíveis
  • Adaptador para área de trabalho 1:2
  • Adaptador para área de trabalho 1:4
  • Comprimento
  • Perda por Inserção
  • Perda por inserção (atenuação)
  • Relação de Potência em dB
  • Certificação do Cabeamento
  • Diafonia (crosstalk)
  • NEXT e FEXT
  • Paradiafonia (NEXT)
  • Telediafonia (FEXT)
  • Testes de NEXT
  • Teste de NEXT – par a par
  • PS-NEXT (PowerSum Next)
  • Resultado de teste de PS-NEXT
  • Relação atenuação/paradiafonia (ACR) e PS-ACR – (Attenuation to Crosstalk Ratio)
  • Valores medidos de ACR
  • Representação Gráfica do ACR
  • ACR
  • ELFEXT e PS-ELFEXT (Equal Level Far End Crosstalk)
  • Telediafonia (FEXT)
  • Teste FEXT e ELFEXT
  • PS-ELFEXT
  • Alien Crosstalk
  • Interferência por alien crosstalk
  • Powersum alien crosstalk
  • Velocidade Nominal de Propagação (NVP)
  • Cálculo da Velocidade de Propagação
  • Cálculo da NVP Percentual
  • Medição de comprimento
  • Refletometria
  • Cálculo de comprimento
  • Exercício
  • Resolução
  • Perda de Retorno
  • Perda de Retorno (Tensões)
  • Perda de Retorno
  • Jitter de fase
  • Certificação do Cabeamento
  • Delay Skew
  • Enlace Permanente
  • Canal
  • Certificação de campo
  • Procedimentos para Certificação do Cabeamento Estruturado
  • Opções de teste
  • Certificação
  • Modelos de Testes
  • Certificação para Cabeamento 6A
  • Método para teste de PSANEXT
  • Método de teste de PSAFEXT
  • Método para a medição de AFEXT
  • Garantias Estendidas
  • Cabeamento Blindado
  • Cabeamento Óptico
  • Atenuação
  • Comprimento
  • Perda de Retorno
  • Medição de perda de potência (Atenuação)
  • Balanço de perda de potência óptica
  • Fatores a verificar em caso de atenuação excessiva
  • Crimpagem de cabos de par trançado
  • Cabo “crossed”
  • Referências