Curso Online de Biossegurança e Manipulação de Animais em Laboratório e Biotério
5 estrelas 10 alunos avaliaram

Curso Online de Biossegurança e Manipulação de Animais em Laboratório e Biotério

Em todo o mundo, animais contribuem de forma inequívoca para a melhoria da qualidade de vida, sendo amplamente utilizados em pesquisas pa...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 22 horas

Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Em todo o mundo, animais contribuem de forma inequívoca para a melhoria da qualidade de vida, sendo amplamente utilizados em pesquisas para o desenvolvimento de novas tecnologias, vacinas e fármacos, além da geração de conhecimento sobre a biologia das espécies e a interação com o meio ambiente.

Assim, este curso aborda aspectos de biossegurança em laboratórios e biotérios que utilizam animais para experimentação.

Bons estudos!

Graduada em Ciências Biológicas, especialista em Gestão Ambiental e em Saneamento Ambiental. Conhecimento e experiência nas áreas de Gestão ambiental, Consultoria ambiental, Ecologia, Biologia da Conservação, Zoologia, Herpetologia, Limnologia, Ictiologia, Botânica, Etologia, Educação Ambiental e Enriquecimento Ambiental. Habilidades como gestora e consultora ambiental:ISO 9000 e 14000 (Sistemas de Gestão Ambiental - SGA), Sistema de Informação Geográfica (SIG), Licenciamento ambiental, Estudo de Impacto Ambiental - EIA/RIMA, Estudo de Impacto de Vizinhança - EIV, legislação ambiental, gerenciamento de resíduos sólidos, gestão em unidades de conservação e áreas verdes, outorga de recursos hídricos, passivo ambiental, monitoramento de fauna, dentre outros. Docente em cursos (presenciais e a distância) e palestrante nas áreas de Biologia, Ecologia e Meio Ambiente.


- Eliane Macedo Sobrinho Santos

- Débora De Jesus Camargos

- Hirla Costa Silva Fukushima

- Ana Cristina Oliveira

- Joice Neves Da Silva

- Cristiane Freire Miranda

- Marcio Cedenilla Dos Santos

- Mônica Aparecida De Souza Felinto

- Maria Regina F. Pires

- Danielly Veloso Blanck

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • curso

    biossegurança
    e manipulação de animais em laboratório e biotério

    2011

  • flavienne cruvinel carvalho

    bióloga/gestora ambiental
    crbio 57266/04-d
    flaviennecarvalho@hotmail.com
    flaviennecarvalho@yahoo.com.br

  • introdução

    em todo o mundo, animais contribuem de forma inequívoca para a melhoria da qualidade de vida, sendo amplamente utilizados em pesquisas para o desenvolvimento de novas tecnologias, vacinas e fármacos, além da geração de conhecimento sobre a biologia das espécies e a interação com o meio ambiente.

  • entretanto, o trabalho com animais sadios, infectados e/ou geneticamente modificados (ogms), expõe médicos veterinários, pesquisadores e técnicos a diversos riscos associados às atividades desenvolvidas em laboratórios de contenção e também em pesquisas de campo.

  • durante a realização de experimentos é necessário manipular o animal, coletar amostras de tecidos, realizar exames, inoculações e necropsias.

    animais podem provocar ferimentos e doenças, escapar e disseminar contaminações ao meio ambiente.

    a manutenção de animais em biotérios envolve o trabalho rígido de manejo, higienização rotineira do ambiente onde vivem, se alimentam, produzem dejeto, amplificando riscos de agravos à saúde.

  • histórico

    o questionamento quanto à utilização de animais para as mais diversas atividades é um fato antigo.

    pitágoras (582-500 ac) - acreditava que a amabilidade para com todas as criaturas não-humanas era um dever.

    hipócrates (450 ac) – relacionou o aspecto de órgãos humanos doentes com o de animais, com finalidade claramente didática.

    galeno (129-210 dc), em roma, foi talvez o primeiro a realizar vivissecção com objetivos experimentais, ou seja, testar variáveis por meio de alterações provocadas nos animais.

  • acredita-se que a primeira pesquisa científica que utilizou animais sistematicamente tenha sido a realizada por william harvey, em 1638, sob a forma de livro, com o título "exercitatio anatomica de motu cordis et sanguinis in animalibus".

    a publicação do livro “a origem das espécies” de charles darwin, em 1859, estabeleceu os pressupostos do vínculo existente entre as diferentes espécies animais num único processo evolutivo. desta forma, a teoria de darwin possibilitou a extrapolação dos dados obtidos em pesquisas com modelos animais para seres humanos.

  • em 1959, o zoologista william m.s. russell e o microbiologista rex l. burch publicaram um livro, no qual estabeleceram os três “rs” da pesquisa em animais:

    replace (substitua).

    reduce (reduza).

    refine (refine).

    tal proposta não impede a utilização de modelos animais em experimentação, mas realiza uma adequação no sentido de humanizá-la.

  • “replace” - a substituição de animais já avançou muito. inúmeras alternativas já são utilizadas, tais como o uso de culturas de células, de modelos matemáticos e simuladores, dentre outros.

    “reduce” - a redução do número de animais utilizados nos experimentos pode ser obtida de maneira bastante simples e rápida. os comitês responsáveis pela avaliação devem exigir que os pesquisadores apresentem o cálculo de tamanho da amostra que irão utilizar no projeto. quando não for possível realizar este cálculo, o pesquisador deverá apresentar uma estimativa do número de animais. este questionamento tem reduzido o número de animais utilizados, além de aprimorar o aspecto metodológico do projeto.

  • “refine” - o refinamento dos projetos de pesquisa acarreta um aprimoramento metodológico e ético dos mesmos. os experimentos devem ser melhor planejados e as instalações devem ser adequadas.

    o aspecto mais importante deste item deve ser o relacionado ao questionamento dos deveres dos pesquisadores para com os animais de experimentação.

    os animais merecem serem tratados de forma que tenham criação, manutenção e manejo adequados, não sofram estresse, dor ou outros sofrimentos desnecessários e tenham morte adequada.

    os pesquisadores devem ser capacitados para fazerem pesquisa em animais dentro desta perspectiva.

  • peter singer - livro "animal liberation", 1975 - ressurgimento do debate sobre a utilização de animais em pesquisas e em outras atividades, tais como as realizadas em abatedouros, indústrias de cosméticos, criação e transporte.

    tal livro causou uma polêmica mundial, principalmente no tocante aos relatos das condições a que os animais eram submetidos pela indústria de cosméticos e no processo de produção de alimentos.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Histórico
  • Diretrizes para a utilização de animais em experimentos científicos
  • Biotério
  • Instalação de Biotérios
  • Tipos de Biotério
  • Caracterização de Biotérios
  • Zoonoses associadas aos animais de laboratório
  • Padrões sanitários
  • Caracterização genética dos animais
  • Caracterização Ambiental
  • Condições Ambientais
  • Manipulação dos animais
  • Cobaia(Cavia porcellus)
  • Hamster(Mesocricetus auratus)
  • Coelho(Oryctolagus cuniculus)
  • Administração de medicamentos em animais de laboratório e biotério
  • Técnicas de administração
  • Subcutânea
  • Intramuscular
  • Endovenosa
  • Intraperitoneal
  • Técnicas anestésicas em animais de laboratório
  • Monitoramento de Anestesia
  • Teste de aprendizado e memória