Curso Online de EMPREGO DO LODO DE ESGOTO EM AGRICULTURA E IMPLICAÇÕES  EM SAÚDE PÚBLICA

Curso Online de EMPREGO DO LODO DE ESGOTO EM AGRICULTURA E IMPLICAÇÕES EM SAÚDE PÚBLICA

INFECÇÕES PARASITÁRIAS DE MAIOR INCIDÊNCIA NO HOMEM Responsável pela contaminação ambiental? Rotas de transmissão da neurocisticercose ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

INFECÇÕES PARASITÁRIAS DE MAIOR INCIDÊNCIA NO HOMEM
Responsável pela contaminação ambiental?
Rotas de transmissão da neurocisticercose humana
Distribuição geográfica da verminose
Tempo de sobrevivência dos microrganismos patogênicos no solo
Tempo de sobrevivência dos microrgansimos patogênicos na água
Tempo de sobrevivência de ovos de Taenia sp em condições de laboratório e de campo
Vias de infecção
Formas infectantes
De onde vem a contaminação ambiental e de frutas e verduras ?
Saneamento
Problema ambiental
Destino do lodo
Principais agentes patogênicos presentes no esgoto e no lodo
Concentração de agentes patogênicos presentes em diferentes categorias de lodo
PRINCIPAIS HELMINTOS PARASITAS ENCONTRADOS EM LODO DIGERIDO
Percentual de redução de ovos de helmintos em lodo com tratamento aeróbio
Percentual de viabilidade e de redução de ovos de helmintos em lodo de esgoto tratado por digestão anaeróbia
NÚMERO E VIABILIDADE DE OVOS DE HELMINTOS PRESENTES NO LODO , LODO INCORPORADO NO SOLO E SOLO TESTEMUNHA
Influência do tratamento pela cal sobre a viabilidade de ovos de Taenia sp
Dose mínima infectante (DMI) de agentes patogênicos para causar a infecção no homem ou animais
OBJETIVOS DO TRATAMENTO DO LODO DEVERÁ LEVAREM CONSIDERAÇÃO
Regulamentações do uso de lodo em diferentes países

Graduado em Farmácia pela Universidade Federal do Maranhão (1981), Mestrado em Microbiologia e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985) e Doutorado em Ciências (Microbiologia) pela Universidade de São Paulo (1996). Pós-doutorado em nanotecnologia pela Universidade de Brasilia (2012). Atualmente é professor titular da disciplina de microbiologia da Universidade Federal do Maranhão e Professor Adjunto do Curso de Medicina da Universidade Estadual do Maranhão.Tem experiência na área de ensino superior desde 1985, estando apto para ministrar as seguintes disciplinas: microbiologia, imunologia, patologia, farmacologia, biofisica, saúde ambiente, epidemiologia, genética e embriologia. Endereço para acessar o CV: http://lattes.cnpq.br/9584161299199568



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • EMPREGO DO LODO DE ESGOTO EM AGRICULTURA E IMPLICAÇÕES EM SAÚDE PÚBLICA.

    EMPREGO DO LODO DE ESGOTO EM AGRICULTURA E IMPLICAÇÕES EM SAÚDE PÚBLICA.

  • INFECÇÕES PARASITÁRIAS DE MAIOR INCIDÊNCIA NO HOMEM (OMS, 2004)

    INFECÇÕES PARASITÁRIAS DE MAIOR INCIDÊNCIA NO HOMEM (OMS, 2004)

  • PARASITOSES

    HELMINTOS

    PROTOZOÁRIOS

    ECTOPARASITOS

  • HELMINTOS

    VERMES

  • ANCILÓSTOMO - CAUSA O AMARELÃO

  • Ascaris lumbricoides

    Ascaris lumbricoides

  • TÊNIA OU SOLITÁRIA

  • Prevalência de Taenia sp. (OMS)

    Prevalência de Taenia sp. (OMS)

    Taenia saginata:
    Países altamente endêmicos = 10%
    Moderada prevalência = 0,1 a 10%
    Baixa endemicidade < 0,1%

    BRASIL - Moderada prevalência

    Taenia solium
    Países da América Latina  endêmica

  • PROTAGONISTAS DO COMPLEXO TENIOSE/CISTICERCOSE

    PROTAGONISTAS DO COMPLEXO TENIOSE/CISTICERCOSE

    Hospedeiro definitivo:
    HOMEM
     Taenia solium
     Taenia saginata

    Hospedeiro intermediário :
    SUÍNO  Cysticercus cellulosae
    BOVINO  Cysticercus bovis

    ZOONOSE - HOMEM X ANIMAL

  • Responsável pela contaminação ambiental?

    Responsável pela contaminação ambiental?


     contaminação de pastagens
    ou água com ovos de T. saginata

    Infecção do Bovino

    Desenvolvimento da larva

  • Rotas de transmissão da neurocisticercose humana

    Rotas de transmissão da neurocisticercose humana

    Teniose

    Teniose

    Neurocisticercose

    Cisticercose

    ingestão
    de ovos

    ingestão
    de ovos

    ingestão
    de carne com cisticerco


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • EMPREGO DO LODO DE ESGOTO EM AGRICULTURA E IMPLICAÇÕES EM SAÚDE PÚBLICA.
  • INFECÇÕES PARASITÁRIAS DE MAIOR INCIDÊNCIA NO HOMEM (OMS, 2004)
  • Ascaris lumbricoides
  • Prevalência de Taenia sp. (OMS)
  • PROTAGONISTAS DO COMPLEXO TENIOSE/CISTICERCOSE
  • Responsável pela contaminação ambiental?
  • Rotas de transmissão da neurocisticercose humana
  • Vias de Transmissão de cisticercose humana
  • Potencial biótico Taenia solium
  • Giardia
  • Ciclo Biológico
  • Doenças causadas por parasitos (s.s.) Sérias complicações em Saúde Pública
  • Distribuição geográfica da verminose (Santé Voyages, 2004)
  • Bactérias
  • Vírus
  • Tempo de sobrevivência dos microrganismos patogênicos no solo
  • Tempo de sobrevivência dos microrgansimos patogênicos na água
  • Tempo de sobrevivência de microrganismos patogênicos em vegetais e raízes
  • Tempo de sobrevivência de ovos de Taenia sp em condições de laboratório e de campo
  • Vias de infecção
  • Formas infectantes
  • De onde vem a contaminação ambiental e de frutas e verduras ?
  • Conferência Internacional para Avaliação da condição da água e Sanidade, 1990
  • Saneamento (OMS,1996) AMÉRICA LATINA
  • &gt; Saneamento &lt; neurocisticercose humana em países da América Latina.
  • Saneamento no Brasil
  • O problema ambiental
  • Destino do lodo?
  • Principais agentes patogênicos presentes no esgoto e no lodo
  • Concentração de agentes patogênicos presentes em diferentes categorias de lodo (ADEME,1994, ThomazSoccol et al., 1997,2000, EPA, 1992, Schwartzbroad et al.,1998)
  • PRINCIPAIS HELMINTOS PARASITAS ENCONTRADOS EM LODO DIGERIDO
  • Percentual de redução de ovos de helmintos em lodo com tratamento aeróbio (ETE BELEM) , segundo Thomaz Soccol et al., 1997)
  • Percentual de viabilidade e de redução de ovos de helmintos em lodo de esgoto tratado por digestão anaeróbia (Ralfs de Curitiba - Pr)
  • NÚMERO E VIABILIDADE DE OVOS DE HELMINTOS PRESENTES NO LODO , LODO INCORPORADO NO SOLO E SOLO TESTEMUNHA
  • NÚMERO TOTAL DE OVOS DE HELMINTOS E PERCENTUAL DE REDUÇÃO EM LODO COMPOSTADO NOS DIAS 0, 60 E 150 DIAS
  • Influência do tratamento pela cal sobre a viabilidade de ovos de Taenia sp
  • Dose mínima infectante (DMI) de agentes patogênicos para causar a infecção no homem ou animais (Segundo Schwartzbrod et al., 1995)
  • OBJETIVOS DO TRATAMENTO DO LODO DEVERÁ LEVAREM CONSIDERAÇÃO
  • Regulamentações do uso de lodo em diferentes países
  • Paraná - Regras de utilização Lodo tratado e sem restrições de uso
  • Regras de utilização
  • Avaliação do risco sanitários ligados a disposição do lodo
  • Gestão de risco
  • Intervenções
  • Gênesis - 1:28