Curso Online de Identificação Básica de Microorganismos
3 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Identificação Básica de Microorganismos

Curso de identificação básica de microorganismos; Material cedido pela equipe do Instituto de Ciências, Extensão e Pesquisas Biomédicas -...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

De: R$ 70,00 Por: R$ 42,90
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso de identificação básica de microorganismos; Material cedido pela equipe do Instituto de Ciências, Extensão e Pesquisas Biomédicas - ICESP

Biomédico, habilitado em Patologia Clínica e Micologia Médica, pela Faculdade Anhanguera de Brasília. Pesquisador voluntário da Coleção de Cultura de Fungos Micoteca Carlos Fernando dos Santos - FAB/DF, atuando com cultivo, conservação e identificação de microorganismos (2010/2012) e apoio em pesquisas relacionadas à micologia. Especialização em andamento em Saúde Pública (Unopar). Experiência com análises clínicas de bancada nas vertentes: Hematologia, Uroanálise, Microbiologia, Parasitologia, Imuno-hormônios, Bioquímica, coleta e transporte de material biológico e automação laboratorial. Experiência com docência em ensino superior na disciplinas de Genética e Evolução do curso de Graduação em Biologia da Universidade Estadual do Vale do Acaraú UVA/CE (2013). Ministrou minicursos e foi monitor do Estágio Supervisionado dos cursos de Farmácia e Biomedicina da FAB/DF. Atualmente sou professor bolsista (PRONATEC) do curso de análises clínicas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima - IFRR para as disciplinas ligadas às análises clínicas. Mais informações: www.aulasdobiomedico.com


- Andressa Martins Pereira Vatre

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Noções Básicas em Identificação de Microorganismos

    Noções Básicas em Identificação de Microorganismos

    Sobre o Professor – Titulação - Profissão

    Prof. Marcelo Oliveira
    Biomédico Hab. Análises Clínicas e Micologia
    CRBM/PA: 1896

    Identificando, fungos, bactérias e protozoários

  • BREVE INTRODUÇÃO

    BREVE INTRODUÇÃO

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    A identificação básica de microorganismos pode acontecer por várias técnicas, desde simples semeio em placas contendo meios de culturas, passando por técnicas um pouco mais seletivas como o microcultivo e até meios mais específicos para cada tipo de microorganismos.
    Neste curso abordaremos a identificação básica de três tipos de microorganismos: os fungos, bactérias de forma mais simples e protozoários.
    Utilizaremos a identificação microscópica para a maioria deles e em alguns casos será utilizada técnicas de meios específicos para alguns tipos de fungos.

  • NOÇÕES EM IDENTIFICAÇÃO DE BACTÉRIAS

    NOÇÕES EM IDENTIFICAÇÃO DE BACTÉRIAS

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    Neste curso iremos identificar as bactérias Gram positivas, Gram negativas, além de identificar suas características morfo-tintoriais como os bacilos, cocos e outros.
    Algumas bactérias são identificadas em meios específicos e através de provas bioquímicas. Para melhor especificar isso deixamos aqui o link do Manual de Identificação de Bactérias Patogênicas da ANVISA (http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/microbiologia/mod_5_2004.pdf), para que possam conhecer melhor sobre a identificação específica de cada bactéria de interesse médico.

  • Identificando bactérias em Gram positiva e Gram negativa

    Identificando bactérias em Gram positiva e Gram negativa

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    Historicamente falando a mais de 100 anos atrás o microbiologista dinamasquês Hans Christian Gram, em seus esperimentos definiu esta técnica para a diferenciação de bactérias. Quando corou um esfregaço com voleta de genciada observou que as bactérias presentes no esfregaço não se desbotavam na presença de álcool se antes fossem tratadas com iodo.
    Avançando em seus estudos Gram observou que quando adicionou safrina e fuccina pode detectar que as bactérias eram coradas em duas cores, assim às classifocou em Gram positiva e Gram negativa, quando se aproximavam do roxo ou quando eram próximas da cor vermelha respectivamente.

  • Técnica de Gram

    Técnica de Gram

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    Neste momento para aprimorar cada vez mais os nossos conhecimentos nós vamos ensinar como fazer a técnica de Gram. Lembrando que: a técnica de Gram não serve apenas para a classificação de bactérias, mas também para ver leveduras em outras culturas.
    A coloração de Gram se refere à composição da parede celular. As Gram-positivas possuem uma espessa camada de peptideoglicano e ácido teicóico, e as Gram-negativas, uma fina camada de peptideoglicano, sobre a qual se encontra uma camada composta por lipoproteínas, fosfolipídeos, proteínas e lipopolissacarídeos.

  • Técnica

    Técnica

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    Cobrir toda a lâmina com solução cristal violeta, aguardar um minuto;
    Lavar rapidamente em água destilada;
    Cobrir a lâmina com solução de lugol por um minuto;
    Lavar em água destilada;
    Inclinar a lâmina e gotejar álcool-acetona ou álcool absoluto (cerca de 15 segundos).
    Lavar a lâmina rapidamente em água corrente;
    Cobrir com fucsina de Gram e aguardar 30 segundos;
    Lavar a lâmina em água destilada e secar (sem esfregar).
     

  • Morfologia básica das bactérias

    Morfologia básica das bactérias

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    A parede celular bacteriana é composta por tetrapeptídeos, peptideoglicanos e inúmeros outros componentes lipídicos. Contudo esses componentes são responsáveis pela forma e coloração da parede bacteriana.

    DE MODO GERAL, ELAS SE DIVIDEM EM:
    Cocos: diplococos; estreptococos; estafilococos; tétrades; sarcinas.
    Bacilos: isolado; diplobacilos; Paliçadas, estreptobacilos e cocobacilos.
    Espiroladas: Espiroquetas; espirilos; vibriões.

  • COCOS

    COCOS

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    DIPLOCOCOS (cocos aos pares). Ex:. Diplococos Gram negativos.

    Patrícia Freitas, Yane Cabral e Ângela Veras – Microbiologia Didática

  • COCOS

    COCOS

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    ESTREPTOCOCOS (cocos cadeias). Ex:. Estreptococos Gram positivos.

    Patrícia Freitas, Yane Cabral e Ângela Veras – Microbiologia Didática

  • COCOS

    COCOS

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    ESTAFILOCOCOS (cocos em grupos). Ex:. Estafilococos Gram positivos e Gram negativos.

    Patrícia Freitas, Yane Cabral e Ângela Veras – Microbiologia Didática

  • COCOS

    COCOS

    Material disponível em: www.icespcursos.com

    TÉTRADES (cocos agrupados em dois planos e grupos de quatro). Ex:. Gram negativos.

    Patrícia Freitas, Yane Cabral e Ângela Veras – Microbiologia Didática


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 42,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Noções Básicas em Identificação de Microorganismos
  • BREVE INTRODUÇÃO
  • NOÇÕES EM IDENTIFICAÇÃO DE BACTÉRIAS
  • Identificando bactérias em Gram positiva e Gram negativa
  • Técnica de Gram
  • Técnica
  • Morfologia básica das bactérias
  • COCOS
  • BACILOS
  • ESPIRALADAS
  • NOÇÕES DE INDENTIFICAÇÃO DE FUNGOS
  • BIOLOGIA DOS FUNGOS
  • MORFOLOGIA
  • Conhecendo as estruturas fúngicas
  • Vamos treinar?
  • TÉCNICAS UTILIZADAS
  • Técnica da fita adesiva
  • Microcultivo
  • Técnica de identificação por Chromagar
  • NOÇÕES EM IDENTIFICAÇÃO DE PROTOZOÁRIOS
  • MORFOLOGIA
  • Formas
  • Conhecendo as estruturas
  • Identificação de amebas
  • Entamoeba coli
  • Iodamoeba butschilli
  • Entamoeba histolityca/dispar
  • Cisto de Giardia lamblia
  • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS