Curso Online de SISTEMA COMPLEMENTO

Curso Online de SISTEMA COMPLEMENTO

Conceitos gerais Componentes do sistema complemeno Mecanismo de ação - via clássica Cascata de ativação - Via alternativa Cascata de ativ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Conceitos gerais
Componentes do sistema complemeno
Mecanismo de ação - via clássica
Cascata de ativação - Via alternativa
Cascata de ativação - Via das lectinas
Regulação do complemento
As atividades do complemento
A REAÇÃO DO SISTEMA COMPLEMENTO NA SUPERFÍCIE DE UMA BACTÉRIA
FUNÇÕES DO SISTEMA COMPLEMENTO


Graduado em Farmácia pela Universidade Federal do Maranhão (1981), Mestrado em Microbiologia e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985) e Doutorado em Ciências (Microbiologia) pela Universidade de São Paulo (1996). Pós-doutorado em nanotecnologia pela Universidade de Brasilia (2012). Atualmente é professor titular da disciplina de microbiologia da Universidade Federal do Maranhão e Professor Adjunto do Curso de Medicina da Universidade Estadual do Maranhão.Tem experiência na área de ensino superior desde 1985, estando apto para ministrar as seguintes disciplinas: microbiologia, imunologia, patologia, farmacologia, biofisica, saúde ambiente, epidemiologia, genética e embriologia. Endereço para acessar o CV: http://lattes.cnpq.br/9584161299199568



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • SISTEMA
    COMPLEMENTO

  • O Sistema Complemento é caracterizado por um conjunto de mais de trinta proteínas plasmáticas inativas, que desencadeiam uma reação em cascata, seqüencial, resultando na formação de um poro transmembrânico que lisa o agente infeccioso (bactérias, protozoários e fungos).
    A medida que os componentes são quebrados, adquirem atividade proteolítica (enzimática) ativando os componentes seguintes.

  • Complemento

    Complemento

    Conjunto de proteínas (fatores do complemento), a maioria das quais são proteases, produzido por macrófagos, monócitos e hepatócitos.
    Participa na ativação celular, lise celular e opsonização de microrganismos.

  • São proteínas que complementam a ação dos anticorpos na destruição de agentes infecciosos. Nesse caso, participam da Resposta Imune Específica.

    Podem também complementar a ação de proteínas da Resposta Imune Inata, como a Proteína C Reativa ou Proteína Ligadora de Manose.

  • A Via Clássica, inicia-se com a ligação do anticorpo na superfície bacteriana.
    Ligam-se as proteínas iniciais do Sistema Complemento, vão se ligando outras à essas, até a formação da enzima que quebrará o quinto componente (C5).
    A partir daí, inicia-se a Via Comum, que vai de C5b à C9.
    O C9 é a molécula responsável pela formação do poro, também chamado de MAC.

  • Apenas a IgG e IgM ativam ou fixam o complemento através da via clássica.
    Dentre as IgG, apenas as subclasses IgG1, IgG2 e IgG4;
    O componente C1, que está ligado a um sitio na região Fc, é constituido de três proteínas: C1q, C1r e C1s

  • C1qr2s2

    C1qr2s2

  • Visualizar a via clássica (I)

    Visualizar a via clássica (I)

    IgM 3 locais de ligação
    IgG 1 local de ligação
    C1q+2 Ig => Activ. C1r => activ. c1s

  • O componente C1q é um agregado de polipeptídeo que se ligam à porção Fc das IgG e IgM;
    O complexo anticorpo-antigeno ligado ao C1, ativa C1s que cliva C4 e C2, formando C4b2a (C3 convertase ativa).

  • Visualizar a via clássica (II)

    Visualizar a via clássica (II)

    C1r2s2 activado => hidrolise C4
    =>hidrolise C2

    }

    C4b2a= C3 convertase

  • O C3 convertase (C4b2a) ativa, cliva a moléculas de C3 em dois fragmentos: C3b e C3a (uma anafilatoxina);
    O C3b formam um complexo com C4b2a, produzindo uma nova enzima , a C5 convertase (C4b2a3b).


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Complemento
  • C1qr2s2
  • Visualizar a via clássica (I)
  • Visualizar a via clássica (II)
  • Visualizar a via clássica (III)
  • VIA CLÁSSICA
  • Visualizar a via clássica (IV)
  • Visualizar a via clássica (V)
  • Visualizar a via clássica (VI)
  • Visualizar a via clássica (VI) Complexo de ataque de membrana
  • Cascata de ativação
  • Via alternativa
  • VIA ALTERNATIVA
  • A via das LECTINAS
  • REGULAÇÃO DO COMPLEMENTO
  • A regulação do complemento
  • As atividades do complemento