Curso Online de Carboidratos

Curso Online de Carboidratos

Carboidratos

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Carboidratos

Pós Graduanda em Biortomolecular e Envelhecimento Saudável - ISEEC/RS Especializ. Biomédicina Estética - Incursos/GO Biomédica - FPM/Patos de Minas



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Carboidratos

    carboidratos

  • Carboidratos: Introdução

    carboidratos: introdução

    os carboidratos são as fontes mais importantes de energia do organismo. são poliidroxialdeídos ou poliidroxicetonas, ou ainda, substâncias que por hidrólise formam aqueles compostos.
    são também os principais constituintes dos sistemas fisiológicos e são constituídos por carbono, hidrogênio e oxigênio.
    são classificados como: monossacarídios, oligossacarídios e polissacarídios.

  • Carboidratos: Monossacarídeos

    carboidratos: monossacarídeos

    monossacarídios: açúcares simples constituídos por uma única unidade poliidroxialdeídica ou cetônica contendo 3 a 9 átomos de carbono, sendo o principal combustível para a maioria dos seres vivos.
    os mais freqüentes no homem são a glicose, frutose e galactose, todos com seis átomos de carbono.

  • Carboidratos: Oligossacarídeos

    carboidratos: oligossacarídeos

    oligossacarídios: formados por ligações
    glicosídicas de dois ou mais (até dez) monossacarídios.
    são três os mais importantes:
    maltose: duas moléculas de glicose;
    sacarose: uma molécula de glicose e uma de frutose;
    lactose: uma molécula de glicose e uma de galactose.

  • Carboidratos: Polissacarídeos

    carboidratos: polissacarídeos

    polissacarídios: carboidratos de elevada massa molecular formados por mais de dez unidades monossacarídicas.
    o amido (forma de armazenamento para a glicose nos vegetais) é o principal polissacarídio da dieta. é constituído por uma mistura de dois polissacarídios: amilose e amilopectina.
    a amilose é composta por unidades repetitivas de glicose, unidas por ligações a-1,4 (cadeias lineares). a amilopectina é uma estrutura ramificada que além dos laços a-1,4, possui ligações a-1,6 nos pontos de ramificação.
    o glicogênio é a mais importante forma de polissacarídio de armazenamento para a glicose nos animais. sua estrutura é similar à amilopectina.

  • Carboidratos: Fornecimento de energia para as células

    carboidratos: fornecimento de energia para as células

    fonte nos alimentos:
    amido, sacarose e lactose: maior quantidade.
    gligogênio, maltose, glicose e frutose: menor quantidade.
    importante fonte de energia: produção de atp
    cada grama de carboidrato: 4 kcal
    em condições normais, único combustível cerebral
    fibras (celulose e pectina) : alimento funcional, não digerível.

  • Carboidratos: Ação de enzimas para a absorção

    carboidratos: ação de enzimas para a absorção

    amido

    alfa-amilase

    maltose

    maltase

    glicose

    glicogênio

    alfa-amilase

    isomaltose

    isomaltase

    glicose

  • Carboidratos: Ação de enzimas para a absorção

    carboidratos: ação de enzimas para a absorção

    sacarose

    sacarase

    glicose

    frutose

    lactose

    lactase

    glicose

    galactose

    maltose

    maltase

    glicose

    glicose

  • Glicose: Controle da Concentração Sanguínea

    glicose: controle da concentração sanguínea

    a concentração de glicose no sangue é regulada por uma complexa interrelação de muitas vias e modulada por vários hormônios.
    hormônios: insulina, glucagon e somatostatina.

  • Glicose: Controle da Concentração Sanguínea – Vias metabólicas

    glicose: controle da concentração sanguínea – vias metabólicas

    glicogênese: conversão de glicose em glicogênio.
    glicogenólise: desdobramento de glicogênio em glicose.
    gliconeogênese: formação de glicose a partir aminoácidos, glicerol ou lactato.
    glicólise: conversão da glicose e outras hexoses em lactato ou piruvato.

  • Glicose: formação de energia

    glicose: formação de energia

    a oxidação total da glicose em dióxido de carbono e água ocorre no ciclo de krebs (ciclo do ácido cítrico) e a cadeia mitocondrial de transporte de elétrons acoplada a fosforilação oxidativa, geram energia para formar atp (adenosina trifosfato). a glicose também é oxidada em dióxido de carbono e água pela via pentose fosfato, com produção de nadph necessário para as reações anabólicas do organismo


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Carboidratos
  • Carboidratos: Introdução
  • Carboidratos: Monossacarídeos
  • Carboidratos: Oligossacarídeos
  • Carboidratos: Polissacarídeos
  • Carboidratos: Fornecimento de energia para as células
  • Carboidratos: Ação de enzimas para a absorção
  • Glicose: Controle da Concentração Sanguínea
  • Glicose: Controle da Concentração Sanguínea – Vias metabólicas
  • Glicose: formação de energia
  • Função do Pâncreas: ação endócrina e exócrina no controle do metabolismo de carboidratos
  • Função dos Hormônios Produzidos no Pâncreas
  • Insulina
  • Glucagon
  • Estados patológicos por alteração de níveis sanguíneos de Glicose
  • Hiperglicemia e Hipoglicemia
  • Consequência da Hiperglicemia: Diabetes Melito
  • Consequências do Diabetes Melito
  • Diabetes Melito Tipo I (imuno-mediado)
  • Diabetes Melito Tipo II
  • Cetoacidose Diabética
  • Tratamento de Diabetes Melito
  • Outros Tipos Específicos de Diabetes:
  • Diabetes mellitus gestacional
  • Hipoglicemia
  • Classificação dos Distúrbios Hipoglicêmicos
  • DETERMINAÇÃO DA GLICOSE
  • DETERMINAÇÃO DA GLICOSE – Glicemia de Jejum
  • DETERMINAÇÃO DA GLICOSE – Método de ? - Toluidina
  • DETERMINAÇÃO DA GLICOSE – Método Enzimático
  • DETERMINAÇÃO DA GLICOSE – Método Enzimático pela Glicose oxidase
  • DETERMINAÇÃO DA GLICOSE – Método Enzimático pela Hexoquinase
  • DETERMINAÇÃO DA GLICOSE – Método Enzimático pela Glicose Desidrogenase
  • GLICEMIA PÓS-PRANDIAL
  • TESTE DE O´SULLIVAN
  • TESTE ORAL DE TOLERÂNCIA À GLICOSE (TOTG)
  • TESTE ORAL DE TOLERÂNCIA À GLICOSE (TOTG): traçar a curva glicêmica
  • TESTE ORAL DE TOLERÂNCIA À GLICOSE (TOTG)
  • HEMOGLOBINA GLICADA
  • CRITÉRIOS PARA A TRIAGEM DO DIABETES EM ASSINTOMÁTICOS
  • CONSEQÜÊNCIAS METABÓLICAS DO DIEBETES MELLITUS
  • COMPLICAÇÕES DO DIABETES MELLITUS
  • Referências