Curso Online de Entendendo A Diabetes

Curso Online de Entendendo A Diabetes

Curso que te dará muitas informações necessárias para sair das profundezas da ignorância sobre o diabetes e ir ao cume do entendimento. ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso que te dará muitas informações necessárias para sair das profundezas da ignorância sobre o diabetes e ir ao cume do entendimento. ,como causas, sintomas, efeitos colaterais às medicações, dietas e exercícios, dicas preciosas no cuidado com o diabetes, mantendo-o saudável e sentindo-se bem. Prevenir complicações tardias

*Terapeuta naturalista e massagista. *Técnico em medicina chinesa, *Técnico em medicina ayurveda *Técnico em medicina e tibetana *Consultor programação neurolinguística. *Consultor inteligência emocional aplicada em sala de aula. *Técnico em leitura dinâmica, mapas mentais e aprendizagem acelerada. *Formado em química / biologia



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Título da apresentação

    1

    Diabetes
    Para Leigos

  • Introdução

    Título da apresentação

    2

    Introdução

    Diabetes Mellitus é uma doença metabólica, causada pelo aumento da quantidade de glicose sanguínea

    A glicose é a principal fonte de energia para o organismo, mas o excesso é prejudicial.

    Quando não tratada, causa doenças como: infarto, derrame, insuficiência renal, dificuldade em cicatrizações, problemas visuais entre outras.

    A OMS estima que 240 milhões de pessoas sejam diabéticas no mundo

  • Etiologia

    Título da apresentação

    3

    Etiologia

    O Diabetes afeta cerca de 12% da população no Brasil (aproximadamente 22 milhões de pessoas)
    De acordo com a OMS, em 2006 havia cerca de 171 milhões de pessoas doentes da Diabetes.
    É estimado que em 2030 esse número dobre.
    O aumento do índice de Diabetes em países em desenvolvimento segue a tendência de urbanização e mudança de estilos de vida.
    A diabetes está na lista das 5 doenças de maior índice de morte no mundo.
    De acordo com a American Diabetes Association existem cerca de 6.2 milhões de pessoas não diagnosticadas e cerca de 41 milhões de pessoas que poderiam ser consideradas pré-diabéticas.

  • Causas e Fisiopatologia

    Título da apresentação

    4

    Causas e Fisiopatologia

    Diabetes Mellitus tipo 1:

    Falta de insulina.

    O pâncreas não produz insulina ou a produz em quantidades muito baixas.

    Com a falta de insulina, a glicose não entra nas células, permanecendo na circulação sanguínea em grandes quantidades.

    A diabetes mellitus do tipo I é também caracterizada pela produção de anticorpos à insulina (doença auto-imune). É muito recorrente em pessoas jovens, e apresenta sintomatologia definida, onde os enfermos perdem peso.

  • Causas e Fisiopatologia

    Título da apresentação

    5

    Causas e Fisiopatologia

    Diabetes Mellitus tipo 2 (DM tipo 2).

    Mal funcionamento ou diminuição dos receptores das células.

    A produção de insulina está normal.

    Como os receptores (portas) não estão funcionando direito ou estão em pequenas quantidades, a insulina não consegue promover a entrada de glicose necessária para dentro das células, aumentando também as concentrações da glicose na corrente sanguínea.

  • Genética

    Título da apresentação

    6

    Genética

    Ambos os tipos são herditário,

    O tipo 1 de diabetes parece ser desencadeado por infecções (principalmente virais) e, em uma proporção menor de pessoas, por exposições ambientais a drogas ou estresse.

    Existe um forte padrão de herança para o diabetes do tipo 2. Aquelas pessoas com parentes de primeiro grau com diabetes do tipo 2 possuem um risco muito maior de desenvolver a diabetes tipo 2, com o risco aumentando com o número de parentes acometidos.

    Gêmeos é de quase 100% e cerca de 25% das pessoas com a doença possuem uma história na família de diabetes.

  • Fisiopatologia

    Título da apresentação

    7

    Fisiopatologia

    O pâncreas responsável pela produção

    insulina hormônio

    É responsável pela regulação da glicemia
    (glicemia: nível de glicose no sangue).

    Para que as células respiração aeróbica (utilizar glicose como fonte de energia) glicose esteja presente na célula.

    Receptores de insulina (tirosina quinase) membrana celular para a entrada da glicose presente na circulação sanguínea.
    Uma falha na produção de insulina:
    níveis de glicose no sangue

  • Fisiopatologia

    Título da apresentação

    8

    Fisiopatologia

    Manter Glicemia constante

    O pâncreas produz GLUCAGON

    antagônico à insulina

    quando a glicemia cai, mais glucagon é secretado


    restabelecer o nível de glicose na circulação.

    O glucagon é o hormônio predominante em situações de jejum ou de estresse, enquanto a insulina tem seus níveis aumentados em situações de alimentação recente.

  • Fisiopatologia

    Título da apresentação

    9

    Fisiopatologia

    CHO são convertidos em poucas horas em glicose

    Alguns carboidratos não são convertidos em glicose:

    Frutose:utilizada como um combustível celular, mas não é convertida em glicose e não participa no mecanismo regulatório metabólico da insulina / glicose;

    Celulose: humanos e muitos animais não têm vias digestivas capazes de digerir a celulose.

    Fructosemia: pessoa que não tem enzimas para degradar a frutose

  • Fisiopatologia

    Título da apresentação

    10

    Fisiopatologia

    A insulina é liberada células beta do pâncreas

    glicose sangue liberação célula beta

    A insulina maioria das células do corpo a absorverem a glicose do sangue e a utilizarem como combustível

    conversão em outras moléculas necessárias ou armazenamento

    A insulina é o sinal da conversão da glicose em glicogênio

    fígado e músculos

  • Diagnóstico

    Título da apresentação

    11

    Diagnóstico

    Normal: glicemia de jejum entre 70 mg/dl e 99mg/dl
    inferior a 140mg/dl 2 horas após sobrecarga de glicose. Intolerância à glicose: glicemia de jejum entre 100 a 125mg/dl. Diabetes: 2 amostras colhidas em dias diferentes com resultado igual ou acima de 126mg/dl. ou quando a glicemia aleatória (feita a qualquer hora)  estiver igual ou acima de 200mg/dl na presença de sintomas.
     
    Teste de tolerância à glicose aos 120 minutos igual ou acima de 200mg/dl.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Introdução
  • Causas
  • Genética
  • Fisiopatologia
  • Diagnóstico
  • Diabetes tipo 1
  • Diabetes tipo 2
  • Diabetes Gestacional
  • Principais Diferenças
  • Sinais e Sintomas
  • Complicações Agudas
  • Hiperglicemia
  • Amputação
  • Complicações crônicas
  • Pé diabético
  • Controle da glicemia
  • SINTOMAS E SINAIS CLÁSSICOS
  • EXAMES PARA DIAGNÓSTICO
  • CRITÉRIOS DE DM (Diabetes mellitus)
  • Características do Paciente DM tipo 1
  • DM TIPO 2
  • OUTROS TIPOS DE DIABETES MELLITUS
  • DM GESTACIONAL
  • ESTÁGIOS DO DIABETES MELLITUS
  • EXAME FÍSICO
  • O TRATAMENTO É BASEADO EM TRÊS EIXOS
  • DIETA
  • ATIVIDADE FÍSICA
  • TIPOS
  • OS MAIS UTILIZADOS
  • 1-BIGUANIDAS
  • METIFORMINA
  • Problemas
  • Uso clínico
  • 2-SULFONILURÉIAS
  • Efeitos adversos
  • 3-GLINIDAS
  • Vantagens
  • 4-TIAZOLIDINADIONAS (GLITAZONAS)
  • Mecanismo de ação
  • Efeitos adversos
  • 6-INIBIDORES DA a-GLICOSIDASE
  • INTRODUÇÃO
  • Fatores de risco
  • História natural da nefropatia diabética
  • Tratamento