Curso Online de Primeiros Socorros - Completo

Curso Online de Primeiros Socorros - Completo

Aprenda com o curso de Primeiros socorros os procedimentos de prestação de ajuda imediata a uma pessoa doente ou ferida até à chegada de ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 14 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Aprenda com o curso de Primeiros socorros os procedimentos de prestação de ajuda imediata a uma pessoa doente ou ferida até à chegada de ajuda profissional.
Curso indicado para estudantes e profissionais da área de saúde, segurança do trabalho, ciperos, brigadistas e demais áreas de interesse.
Curso destinado a todos os públicos.
Ajude a salvar um amigo ou parente.

Estude aqui na MIP CURSOS, cursos on line de Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Medicina do Trabalho, Ergonomia, Primeiros Socorros, Prevenção e Combate a Incêndios, Prevenção de Acidentes e vários outros temas atuais, baseados em Normas Regulamentadoras, legilações e procedimentos. Conheça os desafios enfrentados no dia-a-dia e perceba que a qualificação é essencial para o perfeito funcionamento de uma grande, media ou pequena empresa. Entenda como os profissionais atualizados, qualificados e capacitados são importantes para as operações dentro de diversos estabelecimentos Industriais e Comerciais. Estude a distância e aprenda conosco. Matricule-se e comece a aplicar coisas simples na sua empresa, evitando acidentes e garantindo o bem estar dos funcionários. CORPO DOCENTE: Engenheiro de Segurança do Trabalho, Engenheiro Ambiental, Engº Mecânico, Engº Produção, Fisioterapeuta do Trabalho, Gestor Ambiental, Técnico Segurança do Trabalho, técnico em Enfermagem do Trabalho, Bombeiro Civil.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • PRIMEIROS SOCORROS
    Conteúdo Programático

    DEFINIÇÃO-PRIMEIROS SOCORROS;
    AVALIAÇÃO DA CENA OU SINISTRO;
    AVALIAÇÃO DA VITIMA;
    PARADA RESPIRATÓRIA;
    PARADA CARDÍACA;
    ASFIXIA/SUFOCAÇÃO;
    CONVULÇÃO;
    HEMORRAGIAS;
    DESMAIOS
    FERIMENTOS;
    QUEIMADURAS;
    FRATURAS;
    LESÕES NA COLUNA;
    TRASPORTE DE VITIMAS.

  • Primeiros socorros

    De acordo com a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, define os Primeiros socorros como a prestação de ajuda imediata a uma pessoa doente ou ferida até à chegada de ajuda profissional.
    Centra-se não só no dano físico ou de doença, mas também com o atendimento inicial, incluindo o apoio psicológico para pessoas que sofrem emocionalmente devido a vivência ou testemunho de um evento traumático.

  • O melhor é conseguir treino em primeiros socorros antes de se precisar usar os procedimentos em quaisquer situações de emergência.
    Diversas situações podem precisar de primeiros socorros.

    As situações mais comuns são atendimento de vítimas de acidentes automobilísticos, atropelamentos, incêndios, tumultos, afogamentos, catástrofes naturais, acidentes industriais, tiroteios ou atendimento de pessoas que passem mal: apoplexia (ataque cardíaco), ataques epilépticos, convulsões, etc.

    Tão importante quanto os próprios primeiros socorros é providenciar o atendimento especializado. Ao informar as autoridades, deve-se ser direto e preciso sobre as condições da(s) vítima(s) e o local da ocorrência.

  • QUALIDADE DO SOCORRISTA

    CALMA
    CONHECIMENTO
    RAPIDEZ
    IMPROVISAÇÃO
    SOLIDARIEDADE

  • ATRIBUIÇÕES

    Saber o que aconteceu
    Manter a vítima calma
    Agasalhar se necessário
    Evitar comentários e aglomeração
    Não dar estimulantes ou bebidas alcoólicas
    Preparar para transporte

  • Avaliação da cena ou sinistro

    É muito importante salientar que para a abordagem de uma vítima primeiro você deverá ter idéia do contexto geral da situação, pois apenas com uma pré-avaliação do local é que se pode conhecer o tipo de vítima com a qual se está lidando.
    A ocorrência pode ser classificada como clínica (mal súbito, problemas fisiológicos) ou trauma (mecanismos de troca de energia). A avaliação da cena também é importante para que se possam dimensionar os riscos potenciais existentes na cena, prevenindo assim que a pessoa que tem o intuito de aplicar os primeiros socorros não se torne mais uma vítima da ocorrência.

  • A avaliação de cena é dividida em quatro fases:

    segurança - verificar se a cena é segura para ser abordada;

    cinemática do trauma - verificar como se deu o acidente ou sinistro;

    bioproteção;

    triagem/contagem de vítimas.

  • Avaliação das condições gerais da vítima

    Todo procedimento de primeiros socorros deve começar com a avaliação das condições da(s) vítima(s).
    Devem-se observar sinais (tudo o que se observa ao examinar uma vítima: respiração, pele fria, palidez, etc.), sintomas (é o que a vítima informa sobre si mesma: náusea, dor, vertigem, etc.) e sinais vitais (sinais cuja ausência ou alteração indica grave irregularidade no funcionamento do organismo.

    São eles: pulso (batimentos cardíacos), respiração, pressão arterial e temperatura.
    Existem estudos à luz das evidências científicas atuais que a dor pode ser considerada o quinto sinal vital, uma vez que somente os vivos sentem dor.

  • Desta forma um ponto importante tanto para o socorrista profissional ou leigo será em primeiro momento avaliar o nível de consciência de sua vítima usando um parâmetro muito simples, chamado A.V.D.S.:

    A (ALERTA)
    V (RESPONDE À VOZ)
    D (RESPONDE À DOR)
    S (SEM RESPOSTA)

    Em primeiro lugar, abordar a vítima independente do mecanismo sendo traumático ou clínico: se ao tocar na vítima o socorrista percebe uma reação espontânea, concluímos que ela está na fase A (ALERTA). Isto é um indício de que existe atividade neurológica: o cérebro está sendo suprido de oxigênio, pois para isto acontecer ele tem de estar estimulando o grupo muscular da respiração, como musculatura diafragmática e intercostal (caixa torácica).

  • Já a fase V (VOZ) é percebida quando a vítima não responde ao ser chamada pelo nome. É bom lembrar que a audição é um dos últimos sentidos a serem perdidos antes de o cérebro entrar em estado de inconsciência.
    Não havendo nenhuma resposta à solicitação verbal estimularemos a D (DOR): feche a mão e com a área da dobra dos dedos friccionar o esterno da vítima, que fica localizado no meio do tórax, na junção das costelas. Havendo uma resposta muscular da vítima tanto em tentar inibir o estímulo ou qualquer outra que seja, saberemos que ainda existe uma atividade neurológica funcional, pois o cérebro ainda recebe oxigênio.

  • Entretanto, se não houver nenhum tipo de resposta como em não estar em ALERTA, responsivo à VOZ ou à DOR, a vítima está no estágio de I (INCONSCIÊNCIA), no qual o cérebro não mais recebe oxigênio e por falta deste não haverá estímulo muscular.

    O que preocupa é a possibilidade da necrose, que é a morte de parte dos tecidos dos cérebro por escassez de oxigênio.
    Isso pode levar à paralisia, ao coma, e, em casos mais graves, à morte.
    Acontece também o que chamamos de relaxamento muscular generalizado, e o músculo da cavidade bucal, localizado imediatamente abaixo da língua, pode fazê-la inclinar-se para trás, o que obstrui a passagem de ar.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • DEFINIÇÃO-PRIMEIROS SOCORROS;
  • AVALIAÇÃO DA CENA OU SINISTRO;
  • AVALIAÇÃO DA VITIMA;
  • PARADA RESPIRATÓRIA;
  • PARADA CARDÍACA;
  • ASFIXIA/SUFOCAÇÃO;
  • CONVULSÃO;
  • HEMORRAGIAS;
  • DESMAIOS
  • FERIMENTOS;
  • QUEIMADURAS;
  • FRATURAS;
  • LESÕES NA COLUNA;
  • TRASPORTE DE VITIMAS
  • CAUSAS DE PARADA RESPIRATÓRIA
  • MECANISMO DA RESPIRAÇÃO
  • PARADA DOS MOVIMENTOS RESPIRATÓRIOS
  • PARADA CARDÍACA
  • AUSÊNCIA DOS BATIMENTOS CARDÍACOS
  • CAUSAS (PARADA CARDÍACA)
  • QUEIMADURAS
  • CAUSAS DE QUEIMADURAS
  • CLASSIFICAÇÃO DAS QUEIMADURAS
  • PEQUENAS QUEIMADURAS TÉRMICAS
  • PEQUENAS QUEIMADURAS (AGENTE QUÍMICO)
  • GRANDES QUEIMADURAS (AGENTES QUÍMICOS)
  • PRIMEIROS SOCORROS GRANDES QUEIMADURAS TÉRMICAS
  • QUEIMADURAS NOS OLHOS
  • TIPOS DE LESÃO
  • LESÃO
  • FRATURA
  • ENTORSE
  • CAUSAS DE FRATURA
  • TIPOS DE FRATURA
  • SINAIS E SINTOMAS DE FRATURAS
  • PRIMEIROS SOCORROS
  • PRIMEIROS SOCORROS EM LESÃO DE COLUNA
  • TRANSPORTE DE ACIDENTADOS