Curso Online de CUIDADOS TRANSPESSOAIS EM ENFERMAGEM

Curso Online de CUIDADOS TRANSPESSOAIS EM ENFERMAGEM

O homem, apesar de viver em um mundo onde as relações se estabelecem comumente de forma equivocada, tem se preocupado com os mistérios q...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

De: R$ 150,00 Por: R$ 99,90
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O homem, apesar de viver em um mundo onde as relações se estabelecem comumente de forma equivocada, tem se preocupado com os mistérios que envolvem sua existência conscientizando-se de sua unicidade com o cosmos. A Teoria de Jean Watson instiga a se pensar na Divindade do ser, no amor como manifestação mais elevada, no cuidado que transcende o físico e vai além da matéria e se conecta com o cosmos. Vale dizer, ainda, que a teoria do cuidado humano de Jean Watson traz, como conseqüência, a necessidade de reformular o ensino do cuidado voltado para a formação de futuros profissionais de enfermagem a partir da compreensão de que não existe como verdade absoluta e sim, como mais uma possibilidade, entre tantas, de exercer o cuidado especial. É relevante salientar a importância de implementação prática desse novo modo de cuidar - utilizando os elementos do processo transpessoal para que a comunidade científica de enfermagem possa se posicionar quanto a sua aplicabilidade,

Enfermeira pela Universidade Estácio de Sá, Pós Graduação em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade Cândido Mendes e Terapeuta Clínica pelo Centro de Estudos do Corpo e Terapias Holísticas/Cecth/. Professora de Curso de Extensão do Centro de Estudos/Nível Técnico e Superior. Faturista Hospitalar pelo SINDHERJ e Contra Auditora pelo SINDHERJ.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • 1

    CUIDADOS TRANSPESSOAIS
    EM
    ENFERMAGEM

    ENFERMEIRA HENRIETTE BASTOS

  • 2

    A Enfermagem

    É a atividade de cuidar e também uma ciência cuja essência e especificidade é o cuidado ao ser humano, individualmente, na família ou em comunidade de modo integral e holístico, desenvolvendo de forma autônoma ou em equipe atividades de promoção e proteção da saúde e prevenção e recuperação de doenças.O conhecimento que fundamenta o cuidado de enfermagem deve ser construído na intersecção entre a filosofia, que responde à grande questão existencial do homem, a ciência e tecnologia, tendo a lógica formal como responsável pela correção normativa e a ética, numa abordagem epistemológica efetivamente comprometida com a emancipação humana e evolução das sociedades. Como profissão, o enfermeiro é um profissional de nível superior da área da saúde, responsável inicialmente pela promoção, prevenção e na recuperação da saúde dos indivíduos, dentro de sua comunidade. O enfermeiro é um profissional preparado para atuar em todas as áreas da saúde: assistencial, administrativa e gerencial. Dentro da enfermagem, entretanto encontramos o auxiliar de enfermagem (nível fundamental) e o técnico de enfermagem (nível médio), profissionais importantes e também essenciais na grande arte de cuidar do próximo.

  • 3

    A missão desta equipe é de suma importância, pois prestam assistência ao paciente ou cliente em clínicas, hospitais, ambulatórios, transportes aéreos, navios, postos de saúde e em domicílio, realizam atendimento de enfermagem; coordenam e auditam serviços de enfermagem, implementam ações para a promoção da saúde junto à comunidade. A enfermagem é uma profissão que se desenvolveu através dos séculos, mantendo uma estreita relação com a história da civilização. Neste contexto, tem um papel preponderante por ser uma profissão que busca promover o bem estar do ser humano, considerando sua liberdade, unicidade e dignidade, atuando na promoção da saúde, prevenção de enfermidades, no transcurso de doenças e agravos, nas incapacidades e no processo de morrer. Com o avanço científico, tecnológico e a modernização de procedimentos, vinculados à necessidade de se estabelecer controle, a enfermagem passou a assumir cada vez mais encargos administrativos, afastando-se gradualmente do cuidado ao paciente, surgindo com isso a necessidade de resgatar os valores humanísticos da assistência de enfermagem.

  • 4

    A Enfermagem, vista como uma disciplina científica, como ciência e arte e como uma profissão a serviço da humanidade, tem o compromisso de contribuir para o aprimoramento das condições de viver e ser saudável, buscando um existir mais harmonioso para todos os seres. Essa idéia pode ser facilitada pelo desenvolvimento de uma consciência de cuidado presente na prática, no ensino, na teorização e na pesquisa. Os pacientes e suas famílias deveriam poder esperar uma alta qualidade de interação humana por parte desta equipe. Infelizmente, muitas das conversas que acontecem entre pacientes e a enfermagem são muito sucintas e muitas vezes desconexas. Sob o olhar da Psicologia a enfermagem deve estar mais preocupada com a saúde do que com a doença. Integra a enfermagem dos princípios técnicos, científicos, sociais com a arte, a estética, a ética, a intuição e a descoberta da relação do “processo de cuidar do homem-pelo-homem”.

  • 5

    Evidencia-se a ligação da subjetividade e da intersubjetividade na convivência com a práxis de enfermagem, atribuindo ao paradigma do cuidado o processo de conhecimento, transformação e controle dos agentes envolvidos, que devem estar conectados ao meio ambiente, à natureza e ao universo.

    Para ZEN & BRUTSHER (1986, p.06):

    “não se pode ficar atrás ou as margens desse processo. É dever de todos acompanhar o desenvolvimento das ciências humanas, científicas, culturais e tecnológicas dos tempos atuais o que vem implicar não só na necessidade da aquisição de novos conhecimentos como também na atualização dos mesmos.”

  • 6

    WALDOW (1998, p.62), salienta a importância de conciliar e harmonizar as diversas funções do enfermeiro, quando afirma:

    “o cuidado humanístico não é rejeição aos aspectos técnicos, tão pouco aos aspectos científicos, o que se pretende ao revelar o cuidado é enfatizar a característica do processo interativo , de energia criativa, emocional e intuitiva, que compõe o lado artístico além do aspecto moral.”

    A Enfermagem e o Cuidar

    No cotidiano do trabalho da enfermagem observamos jornadas exaustivas e ininterruptas de plantões, sobrecarga de tarefas e condições precárias, seja de recursos humanos ou materiais, além da convivência com a dor e o sofrimento alheio, carregados
    de significados próprios.

  • 7

    Nightingale expressou a dimensão artística da enfermagem no cuidado quando se referiu à profissão como uma das mais belas de todas as artes, pois necessita de toda dedicação, assim como a de um artista ao realizar a sua obra de arte. Nota-se que há preocupação com uma mudança de valores, uma vez que estudiosos, na enfermagem, têm se ocupado em ampliar a visão dos profissionais acerca do cuidado.

  • 8

    Procuram vislumbrá-lo sob uma ótica mais abrangente, coligando racionalidade e sensibilidade, tornando-o um processo interativo entre quem cuida e quem é cuidado. Embora o cuidado venha sendo estudado em outras disciplinas, é na enfermagem que este se sobressai, dado ser ele a essência e a razão maior de sua existência, como disciplina e profissão. O desenvolvimento do conhecimento de enfermagem faz-se pela reflexão das ações realizadas no cotidiano e principalmente pela vontade de avançar, somando, ao fazer tecnicista, um fazer/pensar mais humanitário. Todavia, no processo de busca de conhecimentos a respeito do cuidado, faz-se necessário a realização de estudos que explorem e cultivem esse fenômeno em nossa sociedade, contribuindo para uma melhor qualidade dele. Assim, nada melhor do que tomar atitudes e ir além de ponderações teóricas e avançar para uma aventura de âmbito exploratório e prático. Podemos afirmar que os equipamentos favorecem o atendimento imediato, dão segurança para toda a equipe, porém, podem contribuir para tornar as relações humanas mais distantes, fazendo com que o cliente se sinta abandonado.

  • 9

    “[...] a visão tecnicista leva a inversão de valores, preocupação excessiva com a máquina e pouca preocupação com o ser humano internado “. Talvez saibamos mais sobre a máquina e pouco sobre o ser humano que estamos cuidando, tratando-o às vezes como objeto das determinações ou do cuidado. A enfermagem precisa assumir na prática uma atitude de cuidado humano, com sensibilidade e conhecimento, que se torne tão importante quanto à atitude técnica. A enfermagem é capaz de promover e desenvolver transformações no cuidado, necessárias ao ser humano, atingindo resultados para si e para o outro. Na relação enfermagem- cliente, ambos vivenciam, a partir de suas experiências, um processo de aprendizagem que tem o cuidado transpessoal como facilitador.

  • 10

    Psicologia Transpessoal

    Psicologia Transpessoal tem como principal objetivo tratar o homem como um ser integral, ou seja, um ente complexo que engloba aspectos biológicos, mentais, sociais, ecológicos e, muito em especial, espirituais, o que amplia grandemente o atual campo da pesquisa em psicologia. O fato é que a Psicologia Transpessoal toma como fundamento o conceito de “auto-transcendência”, que vai além do conceito fundamental próprio da Psicologia Humanista, de “auto-realização”, embora o primeiro, na maior parte das vezes, só se manifeste após um desenvolvimento satisfatório do segundo. O caso seria, pois, de entendermos o ser humano numa concepção holística e sistêmica, onde ele é, ao mesmo tempo, autônomo em alguns níveis e, ao mesmo tempo, parte integrante de outros níveis, mais elevados e sutis, como, por exemplo, a sociedade e a biosfera. Esta mesma concepção holística está presente nas palavras de Andras Angyal, escritas em 1956:

  • 11

    “Visto sob este ponto de vista o desenvolvimento integral do ser humano parece lutar basicamente para afirmar e expandir sua autodeterminação. É um ser autônomo, uma entidade que cresce por si mesma e que se faz valer de modo ativo, ao invés de reagir passivamente como um corpo físico aos impactos do mundo que o rodeia. Essa tendência fundamental se expressa na luta da pessoa para consolidar e desenvolver seu autogoverno, em outras palavras, para exercer sua liberdade e organizar os itens relevantes de seu mundo a partir do centro de governo autônomo que é o seu interior. Esta tendência que chamei de “propensão para autonomia crescente” se expressa na espontaneidade, na auto-afirmação, no esforço pela liberdade e pelo domínio de si”.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 99,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
  • Abertura ( musicoterapia)
  • A Enfermagem
  • A Enfermagem e o cuidar
  • Psicologia Transpessoal
  • Humanização
  • Organizando o ?cuidar?
  • Falando de Jean Watson
  • Teoria do Cuidado Transpessoal
  • Cuidando com qualidade/A visão de Jean Watson
  • Fatores importantes no cuidar para Jean Watson
  • Ambiente Restaurador
  • Os Direitos do Paciente
  • Relacionamento Interpessoal
  • A Importância da comunicação
  • A Importância da atuação da Enfermagem no cuidado Transpessoal
  • Como cuidar de sí para melhor cuidar do próximo
  • Enfermagem e Paciente
  • Considerações Finais