Curso Online de Enfermagem e a Saúde da Mulher e seus Princípios Básicos

Curso Online de Enfermagem e a Saúde da Mulher e seus Princípios Básicos

Este curso foi desenvolvido com o objetivo de facilitar o estudo da A Enfermagem e a Saúde da Mulher, destacando seus Princípios Básicos,...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 45 horas

Por: R$ 49,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso foi desenvolvido com o objetivo de facilitar o estudo da A Enfermagem e a Saúde da Mulher, destacando seus Princípios Básicos, para que estudantes e professores possam ter, uma alternativa atualizada sobre o tema. Aprendi durante muitos anos de estudo que não existe AQUELE que não cometa erros, pois qualquer um pode errar, porém só os GRANDES admitem seus erros e os corrigem rapidamente para não prejudicar seus outras pessoas.
Este curso será desenvolvido de uma forma autônoma pelo aluno, através da Plataforma de ensino e exigirá de você que estude o conteúdo de forma online, a fim de ter conhecimentos sobre os conteúdos do curso. Todo o estudo é individualizado. Caso necessite se tirar alguma duvida sobre alguns assuntos do curso, poderá faze-lo por meio de perguntas através da plataforma de ensino.
O estudo e avaliação são simples, mas exigirão atenção para que possa obter sucesso, pois o curso é um curso livre e você terá o tempo que quiser para fazer o estudo da matéria.

Nossos cursos são elaborados por grandes profissionais e feitos com dedicação, temos intuito de propagar o conhecimento de uma forma fácil e eficiente, sem complicação, visando principalmente a qualidade de nossos cursos e a satisfação de nosso alunos e cursistas.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • A Enfermagem e a Saúde da Mulher e seus Princípios Básicos

    45 Horas/Aulas

  • Cursos Profissionalizantes

    Como podemos perceber, atualmente o mercado de trabalho vem exigindo muito de seus profissionais, justamente por isso as pessoas estão sempre procurando novas formas de se adaptar e assim conseguir ainda mais espaço para sua atuação profissional. Entre um dos principais fatores que dividem as pessoas de uma vaga de emprego é o fato de não estar apta a adquirir uma determinada vaga de emprego, sendo algo que vem gerando muita dor de cabeça não só para os profissionais mas também para as empresas que estão tendo dificuldades em encontrar profissionais especializados.

  • IMPORTANTE:
    Fique atento para o dia do inicio do curso, pois é importante que não venha concluir o curso em menos de 10 (dez) dias, porque no certificado contará a data de início e data de término do curso e a carga horária de 45 horas.

    Olá, seja bem vindo ao Curso A Enfermagem e a Saúde da Mulher Princípios Básicos

  • O bom profissional é aquele que tem uma base sólida e nunca para de aprender porque o aprendizado é para a vida toda, enquanto estamos vivos temos que estar aprendendo, independente da nossa idade. É preciso revisar as bases de conhecimento e pesquisar constantemente para poder estar sempre atualizado.

  • Apresentação do curso

    Apresentação do curso

    Este curso será desenvolvido de uma forma autônoma pelo aluno, através da Plataforma de ensino e exigirá de você que estude o conteúdo de forma online, a fim de ter conhecimentos sobre os conteúdos do curso. Todo o estudo é individualizado. Caso necessite se tirar alguma duvida sobre alguns assuntos do curso, poderá faze-lo por meio de perguntas através da plataforma de ensino.
    O estudo e avaliação são simples, mas exigirão atenção para que possa obter sucesso, pois o curso é um curso livre e você terá o tempo que quiser para fazer o estudo da matéria.

  • Prova final

    Prova final

    As questões são elaboradas a partir do conteúdo que irá estudar e todo o processo é online, você fará tudo a partir de um computador com acesso a internet. Para ter sucesso no curso você deve seguir os seguintes passos:
    Estudar várias vezes o conteúdo do curso;
    Anotar algumas observações importantes do texto; e
    Realizar o teste apenas quando se sentir preparado.

  • Apresentação Inicial

    Apresentação Inicial

    Este curso foi desenvolvido com o objetivo de facilitar o estudo da A Enfermagem e a Saúde da Mulher, destacando seus Princípios Básicos, para que estudantes e professores possam ter, uma alternativa atualizada  sobre o tema. Aprendi durante muitos anos de estudo que não existe AQUELE que não cometa erros, pois qualquer um pode errar, porém só os GRANDES admitem seus erros e os corrigem rapidamente para não prejudicar seus outras pessoas.

  • MÓDULO 1: INTRODUÇÃO 1.1: Saúde da Mulher 1.2: Principais Causas de Morte da População Feminina Brasil 1.3: Mortalidade Ligada ao Ciclo Gravídico Puerperal e ao Aborto 1.4: Mortalidade Ligada ao Ciclo Gravídico Puerperal e ao Aborto 1.5: Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher MÓDULO 2: PANORAMA ATUAL, AVANÇOS E PERSPECTIVAS 2.1: Políticas Públicas em Saúde da Mulher 2.2: Política Nacional de Atenção Obstétrica 2.3: Atenção Obstétrica e Neonatal Humanizada 2.4: Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal MÓDULO 3: MARCO CONCEITUAL 3.1: Atuação do Enfermeiro 3.2: Responsabilidades dos Enfermeiros 3.3: Políticas de Saúde à Mulher no Brasil 3.4: Núcleos de Apoio à Saúde da Família – NASF 3.5: Equipe de Referência e Apoio Matricial 3.6: Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva 3.7: Planejamento Familiar 3.8: Características das Pílulas de Anticoncepção de Emergência MÓDULO 4: ASPECTOS LEGAIS 4.1: Marcos Evolutivos da Política de Saúde da Mulher 4.2:Linhas de Cuidado Prioritárias 4.3: Atenção à Saúde 4.4: Integração do Processo de Trabalho 4.5: Política Nacional de Humanização 4.6: Vigilância Epidemiológica

    MÓDULO 1: INTRODUÇÃO 1.1: Saúde da Mulher 1.2: Principais Causas de Morte da População Feminina Brasil 1.3: Mortalidade Ligada ao Ciclo Gravídico Puerperal e ao Aborto 1.4: Mortalidade Ligada ao Ciclo Gravídico Puerperal e ao Aborto 1.5: Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher MÓDULO 2: PANORAMA ATUAL, AVANÇOS E PERSPECTIVAS 2.1: Políticas Públicas em Saúde da Mulher 2.2: Política Nacional de Atenção Obstétrica 2.3: Atenção Obstétrica e Neonatal Humanizada 2.4: Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal MÓDULO 3: MARCO CONCEITUAL 3.1: Atuação do Enfermeiro 3.2: Responsabilidades dos Enfermeiros 3.3: Políticas de Saúde à Mulher no Brasil 3.4: Núcleos de Apoio à Saúde da Família – NASF 3.5: Equipe de Referência e Apoio Matricial 3.6: Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva 3.7: Planejamento Familiar 3.8: Características das Pílulas de Anticoncepção de Emergência MÓDULO 4: ASPECTOS LEGAIS 4.1: Marcos Evolutivos da Política de Saúde da Mulher 4.2:Linhas de Cuidado Prioritárias 4.3: Atenção à Saúde 4.4: Integração do Processo de Trabalho 4.5: Política Nacional de Humanização 4.6: Vigilância Epidemiológica

  • Saúde da Mulher

    Saúde da Mulher

    Lutas do movimento feminista: promoção, proteção e recuperação dos corpos femininos, independentes do período reprodutivo e/ou gestacional.
    1983–Ministério da Saúde - Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher (PAISM).
    2004–2007: Ministério da Saúde - Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher.
    Historicamente, as políticas de saúde da mulher são vinculadas à maternidade e à infância (Programa Materno-Infantil).
    Estas ações programáticas visam reduzir as principais causas de adoecimento e morte das mulheres.

  • CONCEITOS

    CONCEITOS

    “(...)A DOENÇA, A SAÚDE E A MORTE NÃO SE REDUZEM A UMA EVIDÊNCIA ORGÂNICA, NATURAL, OBJETIVA, MAS ESTÃO INTIMAMENTE RELACIONADAS COM AS CARACTERÍSTICAS DE CADA SOCIEDADE (...) A DOENÇA É UMA REALIDADE CONSTRUÍDA E (...) O DOENTE É UM PERSONAGEM SOCIAL.”
    (CECÍLIA MINAYO – O DESAFIO DO CONHECIMENTO)

  • Principais Causas de Morte da População Feminina Brasil – 2004.

    Principais Causas de Morte da População Feminina Brasil – 2004.

    Doenças cardiovasculares, destacando-se o infarto agudo do miocárdio.
    Acidente Vascular Cerebral – AVC (“derrame”)
    Neoplasias (câncer) - principalmente o câncer de mama, de pulmão e o de colo do útero;
    Doenças do Aparelho Respiratório, marcadamente as pneumonias (que podem estar encobrindo casos de AIDS não diagnosticados);
    Doenças Endócrinas, nutricionais e metabólicas, com destaque para o diabetes;
    Causas Externas.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 49,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Apresentação do curso
  • Prova final
  • Apresentação Inicial
  • MÓDULO 1: INTRODUÇÃO 1.1: Saúde da Mulher 1.2: Principais Causas de Morte da População Feminina Brasil 1.3: Mortalidade Ligada ao Ciclo Gravídico Puerperal e ao Aborto 1.4: Mortalidade Ligada ao Ciclo Gravídico Puerperal e ao Aborto 1.5: Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher MÓDULO 2: PANORAMA ATUAL, AVANÇOS E PERSPECTIVAS 2.1: Políticas Públicas em Saúde da Mulher 2.2: Política Nacional de Atenção Obstétrica 2.3: Atenção Obstétrica e Neonatal Humanizada 2.4: Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal MÓDULO 3: MARCO CONCEITUAL 3.1: Atuação do Enfermeiro 3.2: Responsabilidades dos Enfermeiros 3.3: Políticas de Saúde à Mulher no Brasil 3.4: Núcleos de Apoio à Saúde da Família – NASF 3.5: Equipe de Referência e Apoio Matricial 3.6: Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva 3.7: Planejamento Familiar 3.8: Características das Pílulas de Anticoncepção de Emergência MÓDULO 4: ASPECTOS LEGAIS 4.1: Marcos Evolutivos da Política de Saúde da Mulher 4.2:Linhas de Cuidado Prioritárias 4.3: Atenção à Saúde 4.4: Integração do Processo de Trabalho 4.5: Política Nacional de Humanização 4.6: Vigilância Epidemiológica
  • Saúde da Mulher
  • CONCEITOS
  • Principais Causas de Morte da População Feminina Brasil – 2004.
  • Mortalidade Ligada ao Ciclo Gravídico Puerperal e ao Aborto
  • DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E AIDS
  • Outros Grupos de Mulheres
  • ANÁLISE DO PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DAS MULHERES BRASILEIRAS
  • Políticas Públicas em Saúde Mulher
  • Coordenação
  • ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER DAPES / SAS / MS Linhas de Cuidado Prioritárias
  • Contextualização da Política Nacional da Saúde da Mulher no Cenário Mundial
  • CONTEXTUALIZAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DA SAÚDE DA MULHER NO CENÁRIO NACIONAL
  • Política Nacional de Atenção Obstétrica Atenção Obstétrica e Neonatal Humanizada Marco Conceitual Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal
  • Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher
  • Políticas de Saúde à Mulher no Brasil
  • PAISM
  • Responsabilidades dos Enfermeiros
  • Conclusão
  • Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal
  • Contextualização da Política Nacional da Saúde da Mulher no Cenário Nacional
  • Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher
  • Atenção ao Câncer nas Mulheres
  • Política Nacional de Atenção Obstétrica Atenção Obstétrica e Neonatal Humanizada
  • Prevenção na Saúde da Mulher
  • Saúde da mulher
  • SAÚDE DA MULHER
  • Gestação
  • ALTERAÇÕES FUNCIONAIS COMUNS DURANTE A GRAVIDEZ
  • FISIOTERAPIA PREVENTIVA NA GESTAÇÃO
  • CÂNCER
  • Prevenção do Câncer
  • Prevenção
  • Fisioterapia na Prevenção
  • Problemas Crônico Degenerativos
  • Atividade Física e Saúde da Mulher
  • O programa de fisioterapia na prevenção de distúrbios músculo esqueléticos
  • Saúde da Mulher
  • Câncer de Mama
  • Fatores de risco
  • Auto-exame das mamas
  • Detecção precoce
  • Como se prevenir?
  • Câncer do Colo do Útero
  • Fatores de risco
  • HPV – Papiloma Vírus Humano
  • Câncer de Colo do Útero
  • Prevenção
  • Detecção precoce
  • Preventivo
  • Orientações para realização do preventivo
  • E se o resultado der alguma alteração?
  • Vacinas
  • E lembre-se sempre...
  • Saúde da Mulher
  • CÂNCER DE MAMA
  • Câncer de mama
  • CÂNCER DE COLO UTERINO
  • Câncer de colo de útero
  • EXAME PREVENTIVO
  • Exame preventivo
  • Atenção Integral à Saúde da Mulher
  • Histórico
  • Resultados desta prática:
  • Implantação do PAISM
  • Avanços ...
  • Atenção em Saúde Sexual e Reprodutiva
  • Mais avanços ...
  • A PNAISM:
  • Objetivos Gerais da PNAISM:
  • Conquistas femininas a partir de 2009
  • Mais conquistas:
  • Panorama atual da Saúde Mulher no Ciclo Gravídico Puerperal
  • Desafios a enfrentar;
  • A Rede Cegonha: 2011
  • PRINCIPAIS OBJETIVOS :
  • A Rede Cegonha prevê:
  • Princípios do rede cegonha
  • GARANTIAS:
  • Assegurando
  • Para gestantes:
  • Cuidados à Gestante e ao Recém-nascido
  • NO PARTO E NASCIMENTO:
  • NA ATENÇÃO AO PARTO E NASCIMENTO
  • NO PUERPÉRIO E NA SAÚDE DA CRIANÇA:
  • Sistema Logístico: Transporte Sanitário e Regulação
  • Educação, Capacitação e Gestão do Trabalho
  • Instrumentos para operacionalização da rede
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER HISTÓRICO / EVOLUÇÃO
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER 1984 - PAISM
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER HISTÓRICO / EVOLUÇÃO AÇÕES / DIRETRIZES
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER
  • POLÍTICA NACIONAL/ESTADUAL DA SAÚDE DA MULHER
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER PRINCÍPIOS: HUMANIZAÇÃO E QUALIDADE
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER DIRETRIZES:
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER OBJETIVOS GERAIS:
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER OBJETIVOS ESPECÍFICOS
  • PLANO DE AÇÃO
  • PLANO DE AÇÃO PRIORIDADES
  • POLÍTICA DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER
  • Política de Atenção à Saúde da Mulher
  • MELHORIA DA ATENÇÃO OBSTÉTRICA/ SAÚDE REPRODUTIVA
  • MELHORIA DA ATENÇÃO ONCOLÓGICA
  • MELHORIA DA ATENÇÃO ÀS VITÍMAS DE VIOLÊNCIA SEXUAL
  • APOIO TÉCNICO-LOGÍSTICO AOS MUNICÍPIOS
  • INTERFACE COM DIVERSAS ÁREAS DA SESAPI
  • AÇÕES DIVERSAS
  • ATENÇÃO À SAÚDE DA PESSOA IDOSA
  • -COMITÊ ASSESSOR PARA OSTEOPOROSE E QUEDAS EM PESSOAS IDOSAS
  • A República Federativa do Brasil
  • Marcos Legais do SUS
  • Decreto nº 7.508/11, de 28 de junho de 2011.
  • Variação de incentivo anual de desempenho do COAP no bloco de Gestão: Será concedido incentivo de desempenho ao ente signatário pelo cumprimento das metas regionais e individuais previstas na Parte II do COAP. O IDSUS será a base para aplicação do incentivo de desempenho do contrato.
  • Organizar o SUS regionalmente para conformação de uma Rede de Atenção à Saúde visando a integralidade da assistência e a equidade; Garantir à população o direito à saúde, com acesso resolutivo e de qualidade e em tempo oportuno; Definir claramente as responsabilidades sanitárias entre os entes federativos; Garantir maior segurança jurídica, transparência, controle social e resultados efetivos (gestão por resultados); Maior comprometimento dos chefes do Poder Executivo.
  • Agendamento de consultas: Agendar consultas de todo o pré-natal na 1ª consulta: - mensal até 27ª semana - a cada 3 semanas entre 28ª a 36ª semanas “ Não dar alta com 36 semanas” “NÃO EXISTE ALTA DO PRÉ-NATAL” - semanal entre 37ª e 41ª semanas - a partir de 41ª semana, encaminhar para a maternidade de referência para avaliação e agendar retorno à UBS em 1 semana -programar retorno puerperal
  • - Colpocitologia oncótica conforme rotina ginecológica - Ultra-som obstétrico: 1º preferencialmente ao redor da 12ªsemana e 2° de controle, se possível VACINAÇÃO Dupla Adulto (DT) : atualizar calendário - 3 doses: 1ª dose :1ª consulta 2ª dose: após 60 dias 3ª dose: após 120 dias
  • Grupos de gestante -Dividir em 1º, 2°e 3º trimestres temas relacionados com o trimestre -Promover discussões em grupo, participativas: podem ser veículos para mudança de atitude Efeitos dos grupos: -aumenta autoconfiança -aumenta aceitação e adesão aos tratamentos -diminui uso de analgésicos -promovem maior satisfação com o parto Prescrição pelo enfermeiro ( segundo M.S. – 2.000): Ácido fólico 5 mg – 1 cp ao dia até a 14ª semana Sulfato ferroso - 40 mg de Fe elementar(REMUME)
  • Políticas de Saúde Pública no Brasil Programas de Atenção à Saúde
  • POLÍTICA PÚBLICA
  • PROGRAMAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE
  • CONCEITOS
  • O PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA
  • NÚMEROS DA SAÚDE DA FAMÍLIA
  • As Perspectivas Contemporâneas da Enfermagem Frente a Gestação, Parto e Nascimento
  • Marcos Evolutivos da Política de Saúde da Mulher: 1974 À 2004
  • MARCOS EVOLUTIVOS DA POLÍTICA DE SAÚDE DA MULHER: 1974 À 2004
  • CONTEXTUALIZAÇÃO DE SAÚDE DA MULHER NAS POLÍTICAS DE SAÚDE BRASIL: 1974 À 2004
  • OBJETIVOS DAS POLÍTICAS DE SAÚDE DA MULHER BRASIL: 1974 À 2004
  • Saúde da Mulher: a transversalidade com outras Políticas de Saúde
  • Saúde da Mulher: Metas a ser alcançadas
  • Saúde da Mulher: Dimensão da Assistência à Saúde da Mulher
  • Enfermagem Obstétrica no Brasil: Realidades
  • TENDÊNCIAS NA ARTE DE PARTEJAR
  • A PARTERIA ARTICULADA À ENFERMAGEM
  • Enfermagem Obstétrica no Brasil: Perspectivas
  • Enfermagem Obstétrica no Brasil: Desafios
  • Núcleos de Apoio à Saúde da Família - NASF
  • O trabalho em saúde
  • Atenção Básica (Starfield, 2002)
  • Equipe de Referência e Apoio Matricial
  • Saúde da Família
  • Equipe de Saúde da Família/ Referência
  • Apoio Matricial – o que é?
  • Apoio Matricial – para quê?
  • Criação dos NASFs
  • NASF – Lógica Matricial
  • NASF – lógica matricial
  • Inserção da Saúde Mental na Atenção Básica
  • Lógica matricial – como?
  • O desafio…
  • Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva Planejamento Familiar
  • 1. Método de Amenorréia por Lactação (LAM)
  • Características do Método
  • Como Funciona?
  • 2.Métodos Hormonais
  • Quem não deve usar
  • Em caso de esquecimento da pílula:
  • 3. Anticoncepção de Emergência
  • Características das Pílulas de Anticoncepção de Emergência
  • Anticoncepção de Emergência Levonorgestrel
  • Possíveis Efeitos Colaterais das Pílulas de Anticoncepção de Emergência
  • Mecanismos de Ação das Pílulas de Emergência
  • 4. Anticoncepção Cirúrgica Voluntária
  • Características da Vasectomia
  • Quem não deve submeter-se a Vasectomia
  • Informações Gerais
  • 5.Métodos Comportamentais
  • Métodos de Abstinência Periódica
  • Cuidados Especiais
  • Método da Tabela
  • Método de Temperatura Corporal Basal (TBC)
  • Método do Muco Cervical
  • Método Sintotérmico
  • Coito Interrompido
  • 6.Métodos de Barreira
  • Camisinha feminina e masculina
  • Diafragma
  • Espermaticidas
  • Óbito Materno, Infantil e Fetal
  • Situação Demográfica
  • Linhas de Cuidado Prioritárias
  • II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres - PNPM (2008 -2011)
  • CONTEXTUALIZAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NA ATENÇÃO À MULHER E AO RECÉM-NASCIDO NOS CENÁRIOS MUNDIAL E NACIONAL
  • PRINCIPAIS OBJETIVOS DA REDE CEGONHA:
  • Lei n°  8.080/90 define a Vigilância Epidemiológica como
  • Vigilância Epidemiológica
  • Atenção à Saúde
  • Comitês de Óbito Materno Infantil e Fetal
  • Política Nacional de Humanização
  • O que entendemos por “acolhimento”?
  • O acolhimento como estratégia de interferência nos processos de trabalho
  • Bibliografia
  • BIBLIOGRAFIA
  • Bibliografia consultada
  • Para ter sucesso no curso você não pode esquecer de seguir os seguintes passos: - Estudar várias vezes o conteúdo do curso; - Anotar algumas observações importantes do texto; e - Havendo teste realiza-lo apenas quando se sentir preparado.
  • FIM