Curso Online de Enfermagem em Hemoterapia
4 estrelas 12 alunos avaliaram

Curso Online de Enfermagem em Hemoterapia

- Doação de sangue - Passo a passo em uma doação de sangue - Atuação da Enfermagem no Processo de Doação de Sangue Cabe ao enfermeiro:...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

Por: R$ 65,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

- Doação de sangue
- Passo a passo em uma doação de sangue
- Atuação da Enfermagem no Processo de Doação de Sangue
Cabe ao enfermeiro:
Cabe ao técnico de enfermagem
- RESOLUÇÃO-RDC Nº 153, DE 14 DE JUNHO DE 2004
- O sangue e seus constituintes
As hemácias ou Glóbulos vermelhos
Os Leucócitos ou Glóbulos brancos
O Plasma
O Sistema ABO e o Fator Rh
- TRANSFUSÃO
Hemocompetentes e hemoderivados
- Tipos de Transfusão
Transfusão homóloga ou alogênica
Transfusão autóloga
Aférese
- Transfundindo o paciente - Enfermagem da Equipe Transfusional
Reações Transfusionais
Assistência de enfermagem nas reações transfusionais imediatas
Reações Transfusionais tardias
- Hemovigilância
- Medidas de Biossegurança
Riscos Biológicos
- NR - 32 : SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO EM ESTABELECIMENTOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE
- NR 32 VACINAÇÃO DOS TRABALHADORES DA SAÚDE
- NR 06 Equipamento de Proteção Individual - EPIs
- NR 32 - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO EM ESTABELECIMENTOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

Mestre em Ensino na Saúde - UFF Especialista em Educação a Distância - UFF Especialista em Ativação de Processos de Mudanças na Formação Superior em Saúde - ENSP Especialista em Formação Pedagógica - ENSP Especialista em CTI Cardiológico - UFF Pós graduanda em Gênero, Sexualidade e Direitos Humanos - ENSP lattes: http://lattes.cnpq.br/2401227655072032 Professora do ensino médio em enfermagem e preparatório para concursos. Enfermeira assistencial do setor de Pediatria.


"Boa tarde. Me desculpem pela demora.Em primeiro lugar muito obrigada pela escolha em me fazer parte colaborando dando a minha opinião.Quanto ao curso , está muito bom ,bem explicado.Seria importante complementando mais sobre fenotipagem. Procedimentos e finalidades.Também retirar pequenas coisinhas desnecessárias, tipo recapagem de agulhas, até por- que não se usa mais.Também quanto a triagem hematológica,só poderá fazer triagem quem for nível superior, não sei se mudou alguma coisa na RDC até onde sei e aqui no banco de sangue onde trabalho,só médicos,enfermeiras e funcionarios da área de saude de nível superior poderão fazer triagem.Tbm seria importante uma revisada na parte de estocagem dos hemocomponentes(4 a 2g)me parece que esta temperatura também teve uma mudança.No mais u curso está muito bom.Espero ter contribuido com este comentário. Muito obrigada e mais uma vez me desculpe pela demora."

- Maria Da Luz Soares Ramalho Rodrigues

- João Baptista Neto

"O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO É EXCELENTE, ESTOU GOSTANDO MUITO DO CURSO ENFERMAGEM EM HEMOTERAPIA, SOU ENFERMEIRO FORMADO PELA ESTÁCIO E PRETENDO FAZER ATÉ UMA PÓS-GRADUAÇÃO NESTA ÁREA NO MOMENTO FIQUEI COM DÚVIDAS NO SISTEMA ABO DE SANGUE QUEM PODE DOAR, QUEM PODE RECEBER, UM PROFESSOR POR PERTO AJUDA, MAIS VOU BUSCAR TAMBÉM NA INTERNETE. OBRIGADO! MARCOS TOSCANO."

- Marcos Luis Toscano Da Cruz

"Conteúdo objetivo."

- Neuzira Ribas Tilly

"Apesar de ja trabalhar na área gostei mto sempre se aprende algo diferente,inovado."

- Elisiane Ostroski

"O Curso Enfermagem em Hemoterapia,e muito bom, atendeu toda minha espectativa.Ajudou-me a compreender melhor o papel da enfermagem no Hemoce, onde estou trabalhando atualmente.Recomendo. Sania"

- Sania Maria Holanda Castro

- Katia Virginia Dias Santos

"Seria melhor se houvesse video aula,em vez de slides,pois vendo e ouvindo se aprende melhor."

- Elizabeth Rodrigues Leal

"devido minha disponibilidade de tempo fiz poucos acessos ao material didatico, entretanto, apesar do curto periodo percebi que a proposta é excelente, os temas escolhidos e a didatica de apresentaçao são muito bons, já exerço a funçao de tecnico em hemoterapia e, pude observar que toda a explanaçao da autora é um bom direcionamento pratico-teorico que, inclusive, muito subsidia aos interessados em prestar concursos na área de hemoterapia, creio q ao adentrar nas aulas provavelmente venha ficar ainda mais interessante!! parabens!!!"

- Simone Alves De Freitas

"Achei o curso bom, mas pode melhorar. Sugiro que inclua mais conteúdo no curso relacinada a hemoterapia como por exemplo:Teste pré tranfusional,tipagem ABO,investigaçao de anticorpos imune do sistema ABO do recém-nascido,sistema de grupos Duffy,Kell e outros sistemas de importância tranfusional, reaçao tranfusional por incompatibilidade sanguinea e outros assuntos que também sao importantes na hemoterapia."

- Sonia Maria Delecrode Do Nascimento

"precisa de mais conteúdo"

- Maria Auxiliadora Bispo Almeida

"ACHEI AS EXPLICAÇOES MUITO VAZIAS SEM LOGICA PARA SE ENTENDER DEVERIA SER MAIS EXPLICADO E DETALHADO."

- Caroline Bianca Machado Costa

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • hemoterapia
    hemocomponentes
    e hemoderivados

    cuidados de enfermagem

    enf. adriane das neves silva

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    2

    doação de sangue

    doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou para um uso subseqüente em uma transfusão de sangue. trata-se de um processo de fundamental importância para o funcionamento de um hospital ou centro de saúde.

    doar sangue é um procedimento simples, rápido, sigiloso e seguro. para o doador em geral não há riscos, porém algumas complicações podem eventualmente aparecer:
     queda de pressão e tontura
     hematoma no local da punção
     náusea e vômito
     dor local e dificuldade para movimentação do braço

  • 5/5/2010

    3

    adrianeneves@bol.com.br

    doação de sangue

    deve ser voluntária, anônima, não remunerada, direta ou indiretamente.

    todo candidato a doação deve assinar um termo de consentimento, no qual declara consentir em doar o seu sangue e consentir a realização de testes de laboratório.

    condições mínimas para doar sangue

    ter boa saúde.
    ter entre 18 e 65 anos de idade.
    ter mais de 50 quilos.
    não estar resfriado.
    não estar amamentando.
    não ter comportamento de risco.
    não fazer uso regular de medicamento.
    não ter tido hepatite.
    não estar em jejum.

  • 5/5/2010

    4

    adrianeneves@bol.com.br

    passo a passo em uma doação
    de sangue

    lendo e assinando o termo de registro para doação de sangue.

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    5

    passo a passo em uma doação de sangue

    aferindo a pressão arterial, realizando
    assepsia e punção digital

    enchimento das microcubetas para avaliação dos níveis de
    hemoglobina. aparelho para aferição dos níveis de hemoglobina

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    6

    passo a passo em uma doação de sangue

    aferindo os batimentos cardíacos e o peso corporal.

    respondendo a anamnese dirigida, termo de
    consentimento e avaliando o termômetro.

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    7

    passo a passo em uma doação de sangue

    aferindo temperatura corporal e tomando suco de fruta para iniciar a doação.

    realizando assepsia cubital e punção venosa.

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    8

    imprimindo etiquetas de identificação de tubos e bolsas de coletas. coletando o sangue.

    passo a passo em uma doação de sangue

    pesando a bolsa de coleta de sangue e colhendo
    amostras de sangue para exames.

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    9

    passo a passo em uma doação de sangue

    conferindo e homegeinizando a amostra de sangue
    coletado. finalizando a coleta com tamponando no local
    da punção venosa

    identificando as bolsas de coletas com etiquetas de
    leitura ótica. fazendo o lanche após doação de sangue.

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    10

    atuação da enfermagem no processo de doação de sangue

    cabe ao enfermeiro:

     o planejamento, organização, execução e avaliação das técnicas e atividades de enfermagem dirigidas a esta clientela específica.
     planejar e ministrar treinamentos a equipe mantendo-a motivada, integrada e preparada para atender o doador.
     realizar a triagem clínica.
     participar de programas de estágio e de pesquisa.
     participar de comissões de pesquisa, qualidade, biossegurança e ética, como membro da equipe multiprofissional.
     estabelecer, treinar e observar o cumprimento das normas de biossegurança.
     manter o material e medicamentos de urgência em condições, quanto a validade e funcionamento, para o atendimento do doador.
     assistir e orientar o doador quando houverem reações adversas e intercorrências.
     planejar a unidade de coleta , participando da definição de recursos humanos, aquisição de material e disposição de área física.
     gerenciar a unidade de coleta, estabelecendo padrões de atendimento, protocolos técnicos, relatórios, indicadores de processo e demais dados estatísticos.

  • 5/5/2010

    adrianeneves@bol.com.br

    11

    atuação da enfermagem no processo de doação de sangue

    cabe ao técnico de enfermagem

     participar de programas de treinamento e atualização.
     verificar sinais vitais.
     realizar a triagem hematológica.
     cumprir as normas de biossegurança.
     preparar e identificar o material utilizado para a coleta.
     receber o doador e encaminhá-lo para a cadeira de coleta.
     realizar atividades de limpeza e desinfecção dos materiais e equipamentos, seguindo padrões da unidade.
     participar do atendimento de urgências com os doadores.
    cumprir rotinas de aferição dos equipamentos, preenchendo planilhas e comunicando a chefia os valores fora do padrão.
     realizar a técnica de punção para a coleta.
     observar o doador durante todo o processo de coleta, comunicando qualquer alteração e tomando medidas conforme protocolo.
    coletar amostras de sangue para exames sorológicos e de imunohematologia.
     fazer o curativo após a coleta.
     orientar verbalmente o doador sobre cuidados após a doação.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 65,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • - Doação de sangue
  • - Passo a passo em uma doação de sangue
  • - Atuação da Enfermagem no Processo de Doação de Sangue
  • Cabe ao enfermeiro:
  • Cabe ao técnico de enfermagem
  • - RESOLUÇÃO-RDC Nº 153, DE 14 DE JUNHO DE 2004
  • - O sangue e seus constituintes
  • As hemácias ou Glóbulos vermelhos
  • Os Leucócitos ou Glóbulos brancos
  • O Plasma
  • O Sistema ABO e o Fator Rh
  • - TRANSFUSÃO
  • Hemocompetentes e hemoderivados
  • - Tipos de Transfusão
  • Transfusão homóloga ou alogênica
  • Transfusão autóloga
  • Aférese
  • - Transfundindo o paciente - Enfermagem da Equipe Transfusional
  • Reações Transfusionais
  • Assistência de enfermagem nas reações transfusionais imediatas
  • Reações Transfusionais tardias
  • - Hemovigilância
  • - Medidas de Biossegurança
  • Riscos Biológicos
  • - NR - 32 : SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO EM ESTABELECIMENTOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE
  • - NR 32 VACINAÇÃO DOS TRABALHADORES DA SAÚDE
  • - NR 06 Equipamento de Proteção Individual - EPIs
  • - NR 32 - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO EM ESTABELECIMENTOS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE