Curso Online de FARMACOLOGIA APLICADA A ENFERMAGEM
3 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de FARMACOLOGIA APLICADA A ENFERMAGEM

Conceitos básicos de farmacologia, farmacodinâmica, farmacocinética, farmacovigilância, farmacotécnica, ações das drogas no organismo, fo...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 45,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Conceitos básicos de farmacologia, farmacodinâmica, farmacocinética, farmacovigilância, farmacotécnica, ações das drogas no organismo, formas farmacêuticas, dosagem, fatos que influenciam na dosagem, biodisponibilidade, absorção e via de administração e suas vantagens e desvantagens, cuidados de enfermagem.

- Thais Abrahão

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • FARMACOLOGIA
    APLICADA A ENFERMAGEM

  • A sabedoria de um ser humano não está no quanto ele sabe, mas no quanto ele tem de consciência de que não sabe.
    Voces possuem essa consciência?

  • Conceitos Básicos de Farmacologia

    Conceitos Básicos de Farmacologia

    Medicamento: substância que introduzida no organismo, produzem um efeito terapêutico , ou seja , previnem , aliviam ou curam um estado patológico .
    Drogas: toda a substância originada dos reinos animal, mineral ou vegetal e que poderá ser transformado em medicamento.
    Veneno: toda a substância que ingerida pelo organismo ou aplicada ao seu exterior, sendo absorvida determina morte ou perigo de vida .
    Placebo: drogas inertes, ou seja, sem função.
    Nocebo: efeito placebo negativo. O “medicamento” piora a saúde.

  • Divisões da farmacologia

    Divisões da farmacologia

    Farmacodinâmica: mecanismo de ação. Farmacocinética: destino do fármaco. Farmacognosia (gnósis = conhecimento): estudo das substâncias ativas animais, vegetais e minerais no estado natural e sua fontes. Farmacotécnica: arte do preparo e conservação do medicamento em formas farmacêuticas. Farmacovigilância: controla a validade, concentração, apresentação, eficácia farmacológica, industrialização, comercialização, custo, controle de qualidade de medicamentos já aprovados e licenciados pelo Ministério da Saúde.

  • AÇÃO DAS DROGAS NO ORGANISMO

    AÇÃO DAS DROGAS NO ORGANISMO

    Local: medicamento de uso externo agem no local onde são aplicadas.
    Ex: anti-sépticos, antibióticos tópicos.
    Geral: necessitam cair na circulação geral e através desta atingir os órgãos, tecidos e células, ação sistêmica.
    Ex : antibióticos .
    Local Geral: ação simultânea.
    Ex: epinefrina – mucosa nasal para epistaxe cai na corrente circulatória produzindo vasoconstrição.

  • FORMAS FARMACÊUTICAS

    FORMAS FARMACÊUTICAS

    Comprimidos são absorvidos na cavidade oral e trato gastrodigestivo.
    Drágeas os comprimidos são recobertos por várias camadas de açúcar , amido e talco .
    Cápsulas geralmente são elaboradas com gelatina e servem para proteger o medicamento dos sucos digestivos.
    Enemas, clister, enteroclisma ou lavagens são usadas por via retal sendo que a quantidade pode ser desde poucos centímetros cúbitos até mais de um litro. A composição varia de acordo com a indicação. Pode ser com ou sem medicamento.
    Supositórios: são formas sólidas que se fundem a temperatura corporal e podem ser somente evacuantes ou conter medicamentos.

  • Xaropes: preparações aquosas, onde são dissolvidos os medicamentos.

    Elixires: preparações líquidas hidroalcoólicas, açucaradas ou glicerinadas, destinadas a uso oral , contendo substâncias aromáticas e medicamentosas.
    Emulsões: preparações fluídas e leitosas. Podem ser óleo em água ou água em óleo.

    Pastilha: é um preparo sólido, com princípio ativo unido a um excipiente constituído por açúcar e uma mucila para diluir lentamente na boca.

  • Pílulas: são formas farmacêuticas sólidas esféricas e constituídas por uma massa plástica não aderente formada por um ou vários medicamentos, unidos por um excipiente apropriado e destinado a ser administrado por deglutição.
    Óvulos supositório vaginal com excipiente em geral de glicerina solidificada com gelatina. Possui ação local.

  • DOSAGEM

    DOSAGEM

    Posologia:
    Estuda as doses dos medicamentos.
    Dose:
    Quantidade administrada no organismo capaz de produzir efeito terapêutico.
    Dose Máxima:
    Maior quantidade de medicamento que produz efeito terapêutico sem acarretar toxicidade.
    Dose Mínima menor:
    Dose dado a um organismo que produz efeito terapêutico.
    Dose Tóxica:
    Quantidade que ultrapassa a dosagem causando perturbações nocivas no organismo.
    Dose Letal:
    Quantidade de medicamento que provoca morte.

  • FATORES QUE INFLUENCIAM NA DOSAGEM

    FATORES QUE INFLUENCIAM NA DOSAGEM

    Idade
    Peso
    Sexo
    Via de administração.

  • BIODISPONIBILIDADE

    BIODISPONIBILIDADE

    O conceito de biodisponibilidade refere-se à velocidade e ao grau de absorção de determinado medicamento pela corrente sanguínea. A biodisponibilidade depende de diversos fatores, como o modo com que foi concebido e manufaturado o produto farmacológico, as propriedades físicas e químicas do medicamento e a fisiologia da pessoa tratada.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 45,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Conceitos Básicos de Farmacologia
  • Divisões da farmacologia
  • AÇÃO DAS DROGAS NO ORGANISMO
  • FORMAS FARMACÊUTICAS
  • DOSAGEM
  • FATORES QUE INFLUENCIAM NA DOSAGEM
  • BIODISPONIBILIDADE
  • ABSORÇÃO E VIAS DE ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTOSAS
  • VIA SUBLINGUAL
  • VIA RETAL
  • VIA TRANSDÉRMICA
  • INALAÇÃO
  • VIA PARENTERAL (PAR , FORA DE; ENTERO , INTESTINO)
  • VIA PARENTERAL
  • VIA PARENTERAL VANTAGENS
  • VIA PARENTERAL DESVANTAGENS
  • VIAS PARENTERAIS MAIS UTILIZADAS
  • VIAS PARENTERAIS DE COMPETÊNCIA MÉDICA
  • ANTIBIÓTICOS
  • CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO TIPO E ORIGEM
  • CLASSIFICAÇÃO QUANTO A AÇÃO
  • CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO ESPECTRO
  • Penicilinas
  • Cefalosporinas
  • Tetraciclinas
  • Eritromicinas
  • Aminoglicosídios
  • Cloranfenicol
  • ANTIBIÓTICOS
  • 1º GRUPO – De uso livre
  • 2º GRUPO – com justificativa
  • 3º GRUPO – auditoria da CCIH
  • ANTIBIOGRAMA
  • DROGAS ANTIFÚNGICAS
  • DROGAS ANTIVIRAIS
  • SULFAMIDAS OU SULFAS
  • Drogas que atuam sobre o aparelho respiratório
  • Cuidados de enfermagem
  • Drogas que atuam sobre o aparelho respiratório
  • MEDICAMENTOS QUE ATUAM SOBRE O APARELHO CIRCULATÓRIO
  • DROGAS QUE ATUAM SOBRE O APARELHO URINÁRIO
  • MEDICAMENTOS QUE ATUAM NO TRATO GASTROINTESTINAL (TGI)
  • Medicamentos que atuam no intestino
  • DROGAS QUE ATUAM NO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
  • Fármacos que atuam sobre o Sistema Nervoso Central (SNC)