Curso Online de Drogas com efeito no Sistema Nervoso Autônomo

Curso Online de Drogas com efeito no Sistema Nervoso Autônomo

INTRODUÇÃO Drogas ativadoras dos receptores colinérgicos e inibidores da colinesterase Drogas bloqueadoras dos receptores colinérgicos D...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

INTRODUÇÃO
Drogas ativadoras dos receptores colinérgicos e inibidores da colinesterase
Drogas bloqueadoras dos receptores colinérgicos
Drogas ativadoras dos receptores adrenérgicos e outras drogas simpaticomiméticas
Drogas antagonistas dos receptores adrenérgicos

Graduado em Farmácia pela Universidade Federal do Maranhão (1981), Mestrado em Microbiologia e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985) e Doutorado em Ciências (Microbiologia) pela Universidade de São Paulo (1996). Pós-doutorado em nanotecnologia pela Universidade de Brasilia (2012). Atualmente é professor titular da disciplina de microbiologia da Universidade Federal do Maranhão e Professor Adjunto do Curso de Medicina da Universidade Estadual do Maranhão.Tem experiência na área de ensino superior desde 1985, estando apto para ministrar as seguintes disciplinas: microbiologia, imunologia, patologia, farmacologia, biofisica, saúde ambiente, epidemiologia, genética e embriologia. Endereço para acessar o CV: http://lattes.cnpq.br/9584161299199568



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • 1

    DROGAS AUTONÔMICAS

  • DROGAS AUTONÔMICAS

    2

    DROGAS AUTONÔMICAS

    Drogas ativadoras dos receptores colinérgicos e inibidores da colinesterase
    Drogas bloqueadoras dos receptores colinérgicos
    Drogas ativadoras dos receptores adrenérgicos e outras drogas simpaticomiméticas
    Drogas antagonistas dos receptores adrenérgicos

  • 3

    DROGAS ATIVADORAS DOS RECEPTORES COLINÉRGICOS E INIBIDORES DA COLINESTERASE

  • USO TERAPÊUTICOS

    4

    USO TERAPÊUTICOS

    DOENÇA DO OLHO: Glaucoma, esotropia acomodativa
    TRATO GASTROINTESTINAL E TRATO URINÁRIO: Atonia pós-operatória, bexiga neurogênica
    JUNÇÃO NEUROMUSCULAR: Miastemia grave, paralisia neuromuscular induzida por curare, Doença de Alzeimer
    CORAÇÃO: Certas arritmias atriais
    Outros: Em algumas ocasiões são utilizados inibidores da colinesterase para o tratamento de superdosagem de atropina

  • Colinomiméticos de ação direta

    5

    Colinomiméticos de ação direta

    ACETILCOLINA ( Miochol). Oftalmica. Solução intra-ocular a 1:100 (10mg⁄mL)
    BETANECOL (Genérico, Urecholine). Oral = comprimidos de 5, 10,25, 50mg. Parenteral = 5 mg⁄mL para injeção SC
    CARBACOL. Oftálmico (tópico, Isopto Carbachol): gotas a 0,75%; 1,5%; 2,25% e 3%). Oftálmico (intra-ocular, Miostar): solução a 0,01%

  • Colinomiméticos de ação direta

    6

    Colinomiméticos de ação direta

    CEVIMELINA ( Evosac). Oral – capsula de 30mg
    PILOCARPINA (Genérico, Isopto Carpine). Oftalmico (tópico): soluções a 0,25%, 0,5%, 1%, 2%, 3%, 4%, 6%, 8%, 10%, gel a 4%.
    Inserções oftálmicas de liberação´prolongada (Ocusert Pilo-20, Ocusert Pilo-40); liberação de 20 a 40 ug de pilocarpina por hora, durante uma semana, respectivamente.

  • Inibidores da colinesterase

    7

    Inibidores da colinesterase

    AMBENÔNIO (Mytelase). Oral – comprimidos de 10mg
    DEMECÁRIO (Humorsol). Oftálmico. Gotas a 0,125%, 0,25%
    DONEPEZIL ( Aricept). Oral. Comp. 5, 10mg
    ECOTIOFATO ( Phospholine). Oftálmico: pó para reconstituição para gotas a 0,03%; 0,06%; 0,125%; 0,25%
    EDROFÔNIO (Genérico. Tensilon) Parenteral: 10mg⁄mL para injeção IM ou IV

  • Inibidores da colinesterase

    8

    Inibidores da colinesterase

    FISOSTIGMINA, ESERINA ( Genérico). Oftálmico: pomada a 0,25%; Parenteral: 1mg⁄mL para injeção IM ou IV lenta
    ISOFLUROFATO (Floropryl). Oftálmico: pomada a 0,025%
    NEOSTIGMINA (Genérico, Prostigmin). Oral: comp. de 15mg. Parenteral: 1:1000 em 10mL; 1:2000; 1:4000 em 1 mL

  • Inibidores da colinesterase

    9

    Inibidores da colinesterase

    PIRIDOSTIGMINA (Mestinon). Oral: comprimido de 60mg; comprimidos de liberação prolongada de 180mg; Xarope a 15mg⁄mL. Parenteral: 5mg⁄mL para injeção IM ou IV lenta
    TACRINA ( Cognex). Oral: comprimidos de 10mg, 20mg, 30mg e 40mg.

  • 10

    DROGAS BLOQUEADORAS DOS RECEPTORES COLINÉRGICOS

  • Drogas bloqueadoras dos receptores muscarínicos

    11

    Drogas bloqueadoras dos receptores muscarínicos

    DOENÇA DE PAKINSON
    CINETOSE
    DISTÚRBIOS OFTALMOLÓGICOS
    DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS
    DISTÚRBIOS GASTROINTESTINAL
    DISTÚRBIOS URINÁRIOS


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • DROGAS AUTONÔMICAS
  • USO TERAPÊUTICOS
  • Colinomiméticos de ação direta
  • Inibidores da colinesterase
  • Drogas bloqueadoras dos receptores muscarínicos
  • Drogas antimuscarínicas utilizadas em oftalmologia
  • Drogas antimuscarínicas utilizadas em condições gastrointestinais e genitourinária – Aminas quartenárias
  • Drogas antimuscarínicas utilizadas em condições gastrointestinais e genitourinária – Aminas terciárias
  • Drogas anticolinérgicas antimuscarínicas
  • Drogas anticolinérgicas Bloqueadores Ganglionares
  • Regenerador da Colinesterase
  • Drogas ativadoras dos Receptores adrenérgicos
  • DROGAS ADRENÉRGICAS
  • ESTIMULANTES DIRETOS DOS RECEPTORES
  • PROMOTORES DA LIBERAÇÃO DE NORADRENALINA
  • ADRENÉRGICOS DIRETOS
  • ADRENÉRGICOS DIRETOS CATECOLAMINAS
  • ADRENÉRGICOS DIRETOS ESTIMULADORES SELETIVOS DOS RECEPTORES ADRENÉRGICOS ?2
  • ADRENÉRGICOS DIRETOS CATECOLAMINAS
  • DROGAS ADRENÉRGICAS AMINAS DE AÇÃO INDIRETA E MISTA
  • Drogas ativadoras dos receptores adrenérgicos
  • BLOQUEADORES ADRENÉRGICOS
  • DROGAS QUE REDUZEM A FUNÇÃO DO NEURÔNIO ADRENÉRGICO
  • ALFA-BLOQUEADORES
  • BETA-BLOQUEADORES
  • EFEITOS ADVERSOS