Curso Online de Bursites e Tendinites: Definição,Avaliação e Tratamento Fisioterápico

Curso Online de Bursites e Tendinites: Definição,Avaliação e Tratamento Fisioterápico

Definição,Etiologia,Anatomia das estruturas mais acometidas,Avaliação através de testes ortopédicos,Exames de imagem e tratamento fisiote...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Definição,Etiologia,Anatomia das estruturas mais acometidas,Avaliação através de testes ortopédicos,Exames de imagem e tratamento fisioterápico.

Graduado em Fisioterapia,cursando pós graduação em Fisioterapia Desportiva,Curso de Pilates na Conduta Cinesioterapêutica.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Bursites e Tendinites

    Bursites e Tendinites

  • BURSITE

    Definição: consiste numa inflamação nas estruturas em forma de
    saco que se formam in útero para proteger os tecidos
    moles das proeminências ósseas adjacentes.
    Função: Reduzir o atrito nas Interfaces Tendão-Osso

    Bursa-estruturas em forma de saco.

    Composição básica: As bursas se formam como resposta ao mo-
    vimento, sendo revestidas por células sinoviais
    que secretam colágenos, proteoglicanos, cola-
    genases e outras enzimas.

    A bursa normal: consiste numa camada delicada de células sinoviais
    escassas sustentadas por uma camada fibrosa, reti-
    cular e adiposa.

  • INFLAMAÇÃO.

    A inflamação traumática das bursas profundas, resulta em desnuda-
    mento do revestimento de células sinoviais nos locais de depósito de
    fibrina e espessamento das paredes da bursas.

    Em alguns casos de bursite metatársica a parede da bursa exibe necro-
    se fibrinóide.

    Outras causas de inflamação das bursas seriam: doenças septicas,
    metabólicas , hematológicas e inflamatória do colágeno.

  • Doenças metabólicas geradora de bursite

    Gota, pseudogota e doenças de depósito de apatita cálcica:

    1- freqüentemente provocam bursite.
    2- ocorre intensa reação inflamatória( 5 sinais evidentes).
    3- depósito de apatita cálcica, pode afetar os tendões,as
    bainhas tendinosas, a sinóvia articular e as bursas.

    A sinovite vilonodular, pode resultar numa bursite hemorrágica.
    isto mostra que além do traumatismo, as bursas podem ser afeta-
    da por outras patologias que afligem as articulações sinoviais, em-
    bora a resposta do líquido sinovial costume ser menos intensa.

  • Regiões mais comuns à bursite

    Ombro, cotovelo, punho, quadril, joelho e pé

  • Bursite subacromial

  • Síndrome do Pinçamento Subacromial

    Bursa Subacromial

  • Bursite de joelho

    ( bursite da pata de ganso )

  • Bursite Pré-Patelar

  • TRATAMENTO FISIOTERÁPICO

    Classificação quanto ao estado fisiopatológico:

    1- Fase aguda:

    A- reduzir a mobilização da articulação( movimentar fora da dor)
    B- orientar quanto ao uso de resfriamento e posicionamento.
    C- cinesioterapia visando o relaxamento peri-articular ( passivo em
    relaxamento, alongamento ).
    D- uso de massoterapia visando relaxamento das estruturas elásticas
    e contrátil.
    E- utilização de eletroterapia visando a redução do processo inflama-
    tório.( depressão pós excitátória ortossimpatica ).

  • 2-Fase subaguda:

    A- controlar a inflamação por meio de eletrotermofototerapia.
    B- ganhar ADM por meio cinesioterápico. ( mobilização passiva )
    C- relaxamento muscular peri-articular – massagem do conjuntivo
    profundo.
    D- restabelecer o equilíbrio da musculatura peri-articular- cinesiotera-
    pia. Ex. alongamento e fortalecimento ( trabalho de co-contrações)
    E- orientação quanto ao uso da articulação envolvida- movimentos
    repetitivos, força em posicionamento inadequado, e postura de re-
    pouso com sofrimento estrutural.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Bursites e Tendinites
  • Tendinites
  • Etiologia
  • Quadro Clínico
  • Tendinites
  • Testes Especiais
  • Tendinite do Supra Espinal
  • Manguito Rotador
  • Teste de Neer
  • Teste de Hawkins/Kennedy
  • Arco Doloroso
  • Tendinite Biciptal
  • Tendinite de Quervain
  • Epicondilites
  • Epicondilite Lateral
  • Tendinite Infrapatelar
  • Tendinite do Calcâneo
  • Diagnóstico por Imagem
  • Ultrasonografia
  • Ressonância Magnética
  • Ressonância magnética
  • Tratamento - fase Aguda
  • Tratamento - fase Sub aguda
  • Tratamento fase final