Curso Online de DRY NEEDLING(AGULHAMENTO A SECO)
5 estrelas 4 alunos avaliaram

Curso Online de DRY NEEDLING(AGULHAMENTO A SECO)

Também é conhecido como agulhamento a seco(AS), é caracterizado como um tratamento específico para desativação de pontos-gatilho, com ut...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas


Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Mais de 100 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Também é conhecido como agulhamento a seco(AS), é caracterizado como um tratamento específico para desativação de pontos-gatilho, com utilização de agulhas de acupuntura que são inseridas na pele e músculo, atuando em nível local, agindo de forma antiinflamatória e a nível sistêmico, liberando endorfinas e outras substâncias que melhoram a dor e promovem o bem estar do paciente.

Fisioterapeuta integrativa,Ozonoterapeuta, Pós Graduada em: Traumato Ortopedia, Gestão de PSF, Saúde do Trabalhador, saúde Pública. Cursos de extensão em: Ozônioterapia, Manipulação Articular, Crochetagem, Mobilização Neural, Auriculoterapia, Ventosaterapia, Moxabustão, Florais de Bach, Aromaterapia,Fitoterapia, Spiral Tape, Kinesio taping, Ginástica laboral, Ergonomia, Dry Needling, Distúrbios da ATM entre outros. *OS CURSOS SÃO CURSOS BÁSICOS E INTRODUTÓRIOS, QUE TÊM POR OBJETIVO ENSINAR AO ALUNO SOMENTE O CONTEÚDO TEÓRICO SOBRE O ASSUNTO, ATRAVÉS DE APOSTILAS. SENDO ASSIM, NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS E NÃO GARANTIMOS O DESEMPENHO DO ALUNO NA PRÁTICA, POIS A EXECUÇÃO DA PARTE PRÁTICA SOBRE TUDO O QUE O ALUNO APRENDEU ESTUDANDO A TEORIA DURANTE O CURSO, DEPENDERÁ DA HABILIDADE, COMPETÊNCIA E APTIDÃO DE CADA ALUNO.


- Thais Vargas Sanchez Souza

- Drielle Carolline França Da Veiga

- Lauane Moreira De Oliveira

- Jéssica Deon Rapkevicz

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Dry Needling

    Dry Needling

    Fst. Andréa A. Costa

  • ACÓRDÃO Nº 481, DE 19 DE AGOSTO DE 2016 sobre a utilização da técnica Dry Needling (Agulhamento a Seco) pelo profissional fisioterapeuta

    ACÓRDÃO Nº 481, DE 19 DE AGOSTO DE 2016 sobre a utilização da técnica Dry Needling (Agulhamento a Seco) pelo profissional fisioterapeuta

    Data: 12 de setembro de 2016
    O PLENÁRIO DO CONSELHO FEDERAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL, no uso de suas atribuições e disposições regulamentares conferidas pela Lei nº 6.316, de 17 de dezembro de 1975, e pela Resolução-COFFITO nº 413/2012, em que ACORDAM os Conselheiros do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, reunidos na sessão da 269ª Reunião Plenária Ordinária, em aprovar, por unanimidade, a utilização da técnica Dry Needling (Agulhamento Seco ou Agulhamento a Seco) pelo profissional fisioterapeuta.

  • DRY NEEDLING

    DRY NEEDLING

    Também é conhecido como agulhamento a seco(AS), é caracterizado como um tratamento específico para desativação de pontos-gatilho, com utilização de agulhas de acupuntura que são inseridas na pele e músculo, atuando em nível local, agindo de forma antiinflamatória e a nível sistêmico, liberando endorfinas e outras substâncias que melhoram a dor e promovem o bem estar do paciente.
    No tratamento são utilizadas agulhas estéreis de mono filamento fino, a técnica é rápida e com limiar de dor muito baixa, sendo que logo após a aplicação da agulha há uma redução da dor e conseqüentemente há uma melhora na função.

  • O AS foi desenvolvido originalmente com o objetivo de desativar pontos-gatilho miofasciais (PGM).

  • História

    História

    O agulhamento a seco (dry needling, em inglês) tem como base a terapia ocidental. É considerada uma técnica muito recente, desenvolvida na década de 1940, pela médica norte-americana Janet Travell e posteriormente, pelos cientistas Karel Lewit e Chang Gun. Janet começou a prática clínica nos pontos-gatilho visando a melhora das dores miofasciais (trigger points).
    Dommerholt (2011), afirma que a técnica agulhamento a seco surgiu empiricamente, em diferentes escolas e modelos conceituais, foram desenvolvidos incluindo o modelo de radiculopatia que é uma forma de agulhamento seco profundo e o modelo de ponto-gatilho miofascial é uma forma de agulhamento supercifial.
    Vulfsons (2012), afirma que o agulhamento seco é um método relativamente novo no arsenal de remédios contra a dor. A sua utilização generalizada começou após Publicação de Lewit mais de 30 anos atrás. Desde o início do século XXI, a atenção científica séria tem sido dada a este método.

  • OBJETIVO

    OBJETIVO

    Liberar e ou inativar pontos gatilhos
    Diminuir a dor musculoesquelética, articular e neuropática.
    Reduzir a tensão muscular.
    Normalizar a disfunção bioquímica e elétrica de placas motoras.

  • Dry needling x Acupuntura

    Dry needling x Acupuntura

    Dry needling

    Baseia-se na neurofisiologia, neuroanatomia e estudos científicos modernos do sistema nervoso e musculoesquelético.
    Aplicado em Trigger Point, banda tensa e pontos de dor.
    Única semelhança é o isso da agulha.
    https://www.youtube.com/watch?v=JrHZvxRGyRU

  • Acupuntura

    Teoria dos 5 elementos
    Yin e yang
    Acupontos(resistência elétrica )
    Meridianos
    Emoções x doenças

  • Sobre a dor

    Sobre a dor

    A dor pode ser definida como uma sensação desagradável, criada por um estímulo nocivo (nociceptores), e que atinge o sistema nervoso central (principalmente o tálamo e o tronco cerebral) por meio de vias específicas, ela é causada pela modificação das condições normais de um organismo vivo.
    Há basicamente três tipos de estímulos que podem levar à geração dos potenciais de ação nos axônios desses nervos: as variações mecânicas ou térmicas que ativam diretamente as terminações nervosas ou receptores, os fatores químicos liberados na área da terminação nervosa, estes incluem compostos presentes apenas em células íntegras, e que são liberados para o meio extra-celular(ex : íons, Potássio, ácidos) e os fatores liberados pelas células inflamatórias como a bradicinina, a serotonina, a histamina e as enzimas proteolíticas.
    A via analgésica principal tem como componentes essenciais de modulação para a percepção da dor, no ser humano: a liberação de endorfina, encefalina e serotonia.

  • A Teoria da Comporta da Dor, é outro mecanismo analgésico, onde a lesão produz sinais que se transmitem por fibras periféricas finas. Estas penetram nos cornos posteriores da medula e ativam as células de transmissão que, por seu turno, enviam sinais para o cérebro. Contudo a atividade nas fibras finas cria, também, na raiz posterior, potenciais que refletem a presença de uma atividade prolongada e mais complexa no corno posterior.
    A atividade das fibras grossas excita igualmente células da substância gelatinosa e inibe, simultaneamente, a transmissão dos influxos dolorosos procedentes das fibras aferentes finas.

  • Dor miofascial (DM)

    Dor miofascial (DM)

    O AS foi desenvolvido originalmente com o objetivo de desativar pontos-gatilho miofasciais (PGM). Esses são caracterizados por um ponto hiperirritável, localizado em uma banda tensa de um músculo, ou fáscia muscular associado à dor local e/ou referida. Estão também associados às manifestações clínicas da DM e fonte de sensibilização periférica e central.
    Além de intimamente ligados à fisiopatologia da DM os PGM estão relacionados à fraqueza muscular, à irritabilidade local, ao desequilíbrio muscular e à incoordenação motora no músculo afetado e nos grupos sinérgicos a ele.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Dry Needling
  • ACÓRDÃO Nº 481, DE 19 DE AGOSTO DE 2016 sobre a utilização da técnica Dry Needling (Agulhamento a Seco) pelo profissional fisioterapeuta
  • DRY NEEDLING
  • História
  • OBJETIVO
  • Dry needling x Acupuntura
  • Sobre a dor
  • Dor miofascial (DM)
  • Modelos Teóricos
  • MECANISMOS DE AÇÃO E EFEITOS FISIOLÓGICOS
  • PONTO-GATILHO MIOFASCIAL
  • FISIOPATOLOGIA DO PONTO-GATILHO MIOFASCIAL
  • EFEITOS LOCAIS
  • EFEITOS SEGMENTARES
  • EFEITOS EXTRASSEGMENTARES
  • PONTO GATILHOS ÁREA REFERIDA DE DOR
  • TÉCNICA DE APLICAÇÃO
  • TEMPO DE APLICAÇÃO E FREQUÊNCIA
  • CONTRA INDICAÇÕES
  • CONTRA INDICAÇÕES RELATIVAS
  • Eletroagulhamento
  • Vídeos interressantes
  • REFERÊNCIAS