Curso Online de Medicina Chinesa  - Tratamento patológico

Curso Online de Medicina Chinesa - Tratamento patológico

O tratamento da Medicina Tradicional Chinesa para doenças comuns é muito diferente dos tratamentos médicos ocidentais. Embora você esteja...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 16 horas

Por: R$ 93,99
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O tratamento da Medicina Tradicional Chinesa para doenças comuns é muito diferente dos tratamentos médicos ocidentais. Embora você esteja acostumado a tomar medicamentos prescritos e canja de galinha quando fica doente, um típico plano de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa pode incluir uma combinação de moxabustão, qi gong e massoterapia - dependendo da doença.
O plano de tratamento mais comum é a mistura de acupuntura e fitoterapia.

*TERAPEUTA NATURALISTA E MASSAGISTA. *TÉCNICO EM MEDICINA CHINESA, *TÉCNICO EM MEDICINA AYURVEDA *TÉCNICO EM MEDICINA E TIBETANA *CONSULTOR PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA. *CONSULTOR INTELIGÊNCIA EMOCIONAL APLICADA EM SALA DE AULA. *TÉCNICO EM LEITURA DINÂMICA ,MAPAS MENTAIS E APRENDIZAGEM ACELERADA. *FORMADO EM QUÍMICA / BIOLOGIA



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.

  • MEDICINA CHINESA
    ELIMINAÇÃO
    DAS DOENÇAS

  • Como funcionam os órgãos yang

    Os órgão yang, ou órgãos ocos (fu), separam as substâncias impuras dos alimentos e as excretam para fora do corpo como dejetos. Os seis órgãos yang são o estômago, o intestino delgado, o intestino grosso, a bexiga, a vesícula biliar e o "triplo aquecedor".

  • A teoria oriental tradicional dos órgãos foi desenvolvida durante a época de Confúcio (559-479 a.C.), quando era considerado uma violação da santidade da vida executar dissecações.
    Em vez de usar intervenções cirúrgicas, os taoístas desenvolveram a sua compreensão da fisiologia humana baseados em observações cuidadosas de como o corpo funciona.
    Por esta razão, a teoria da medicina chinesa tende a focar mais a relação de um órgão com o outro.

  • Cada órgão yang está ligado com um órgão yin: por exemplo, o baço e o estômago trabalham juntos durante o processo digestivo. Embora nesta aproximação se encontrem algumas analogias à compreensão ocidental dos órgãos internos, é importante ver a tradição oriental em suas próprias condições.

  • Os seis órgãos yang separando
    substâncias impuras dos alimentos e excreção delas do corpo

  • Estômago, intestino delgado e intestino grosso

    Estômago, intestino delgado e intestino grosso
    O estômago (wei), intestino delgado (xiao chang) e intestino grosso (da chang) trabalham juntos durante o processo digestivo. Cada um desses órgãos yang está ligado com um órgão yin e cada um deles é essencial para o equilíbrio e boa saúde.

  • Estômago (Wei) O estômago está ligado ao baço. Ele representa o início do processo digestivo e seu funcionamento age como um complemento yang à função yin do baço. Os sintomas de disfunção do estômago incluem apetite excessivo ou prejudicado, náusea, vômito, sede excessiva ou insuficiente e feridas na boca. O estômago é responsável pelo recebimento e maturação dos alimentos.

  • O estômago funciona como um caldeirão preparando o alimento através da "decomposição e maturação" para a extração de sua essência realizada pelo baço. Considerando que o "compartimento médio" está ligado ao baço, seu funcionamento é essencial para a saúde e vitalidade. O estômago controla a digestão dos alimentos e da água. Se o estômago encontra-se débil em sua habilidade de preparar os alimentos para a digestão, o baço fica incapaz de criar qi e sangue suficiente,

  • levando ao enfraquecimento ou desequilíbrio de outros órgãos. O estômago também inicia o processo de "separação do que é puro e do que é impuro". Ele envia a essência pura dos alimentos e fluidos progressivamente para o órgão yin seguinte para armazenamento e transformação; os dejetos impuros são enviados para o órgão yang seguinte para posterior processamento ou eliminação pelo corpo.

  • O qi estômago movimenta-se para baixo. Quando o qi estômago funciona apropriadamente, ele tem um movimento para baixo. Após o estômago separar a essência pura e transferi-la para o baço, o alimento (digerido), "decomposto e maturado" é enviado ao intestino delgado para processamento posterior.
    Se a energia para baixo é todavia interrompida, o qi estômago se movimenta para cima.

  • Conhecido como um qi estomacal rebelde, esse movimento para cima produz sintomas como náusea, vômito, arrotos, soluço e regurgitação (também chamado de refluxo, no Ocidente). O estômago gosta de umidade e rejeita secura. Considerando que o estômago é um órgão yang, tende a aquecer demais quando está fora de equilíbrio.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 93,99
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • MEDICINA CHINESA E O INTESTINO DELGADO
  • INTESTINO DELGADO E SUAS FUNÇÕES
  • Energias dos Planos Universal
  • MEDICINA CHINESA E A SAÚDE
  • Acupuntura alivia depressão durante a gravidez, diz estudo
  • Acupuntura ativa os hormônios do crescimento (GH)
  • Acupuntura é melhor do que remédios para dor de cabeça
  • As seis influências nocivas
  • As sete emoções
  • Calor e umidade
  • Como a Acupuntura pode auxiliar quem sofre de Ansiedade?
  • Acupuntura combate efeitos da quimioterapia no Instituto do Câncer
  • Como a Medicina Chinesa compreende o processo de adoecimento?
  • DOENÇAS DO INTESTINO DELGADO
  • DEFEITOS CONGÊNITOS
  • MÁ ABSORÇÃO
  • Doença Celíaca classificação
  • Doença Celíaca
  • INFECÇÕES E SERES PATOGÊNICOS
  • INFECÇÕES
  • ÚLCERAS
  • ILEÍTE REGIONAL
  • ISQUEMIA INTESTINAL
  • AS LESÕES EPITELIAIS BENIGNAS
  • LESÕES EPITELIAIS BENIGNAS
  • TUMORES EPITELIAIS MALIGNOS
  • OS TUMORES MESENQUIMAIS
  • TUMORES MESENQUIMAIS
  • LINFOMAS
  • METÁSTASES E SUAS VARIAÇÕES
  • METÁSTASES