Curso Online de AGROECOLOGIA

Curso Online de AGROECOLOGIA

Este curso apresenta um conjunto de competências em agroecologia.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso apresenta um conjunto de competências em agroecologia.

EUROPA LEARNING é um programa especializado em ensino à distância. Apresentamos cursos em todas as areas, criados a pensar em voce. Investimos não só na qualidade de nosso material didático, como também em novos meios para difundir conceitos e técnicas de forma eficiente para todos alunos. Por isso hoje este projeto orgulhosamente traz ao Brasil cursos de primeira linha criando novas tendências de mercado quando o assunto é e-learning



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Introdução à Agroecologia

    Introdução à Agroecologia

  • AGRICULTURA

    AGRICULTURA

    A expressão origina-se do Latim

    Ager = campo, do campo.

    Culture = cultivo, modo de cultivar o campo.

    AGRICULTURA: FITOTECNIA E ZOOTECNIA.

  • ORIGEM DA AGRICULTURA

    ORIGEM DA AGRICULTURA

    Acredita-se que tenha surgido quando o homem passou de nômade a sedentário.

    Os registros históricos apontam que a agricultura surgiu mais ou menos na mesma época em diversas partes do mundo, tais como na Ásia, na América, na África e na Europa.

    Evidencia-se, assim, um estágio da história da humanidade.

    Os registros também apontam que não existia contato entre estas populações.

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    NO PASSADO, a agricultura foi considerada como uma arte e um ofício.

    HOJE é uma ciência, pois se torna cada vez menos empírica e, ao mesmo tempo, mais eficiente e previsível.

    É renovada não no campo através de experimentos casuais, mas em laboratórios, campos experimentais, centros de pesquisa, universidades e escolas.

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    O desenvolvimento da agricultura associou-se à domesticação de espécies.

    O avanço da agricultura foi acompanhado pelo avanço da degradação, via-de-regra.

    Exemplos:

    Mesopotâmia – salinização das terras irrigadas;

    Grécia clássica – destruição das florestas e degradação dos campos de cultivo;

    Romanos – as ricas terras de Cartago - deserto;

    No Vale do Paraíba do Sul – da produção de café, hoje restaram morros degradados …

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    Em diversas ocasiões (Ex. final da Idade Média) houveram crises sociais ocasionadas pela baixa produção da agricultura: secas, ataque de pragas, doenças, desgaste do solo, e outras.

    Por outro lado, tais adversidades fizeram com que o homem do campo acumulasse um vasto conhecimento, ao longo da história, sobre técnicas de preparo do solo, de fertilização, de seleção de espécies e variedades, dentre outras.

    Tais avanços são registrados na história como as Revoluções Agrícolas.

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    Primeira Revolução Agrícola: ocorreu entre os séculos XVI a XIX.

    Características:

    Aproximou a produção vegetal da pecuária;

    Reduziu o problema da escassez de alimentos (maior escala de produção de alimentos);

    Foi o primeiro estágio da agricultura moderna, sendo que hoje este modelo é chamado de “tradicional”.

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    O principal alicerce foi a implantação do sistema de rotação de culturas, o que permitiu:

    Maior lotação de gado – com leguminosas;

    Aumento da fertilidade do solo;

    Aumento da diversidade de culturas na mesma propriedade;

    Intensificar o uso do solo;

    Abandonar o sistema de pousio.

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    O interesse em associar a criação de animais à atividade agrícola relacionava-se à:

    Obtenção de produtos de origem animal para o auto-consumo;

    Força de tração animal;

    Produção de esterco – para a adubação do solo.

    Dificuldades:

    Insuficiência de adubos orgânicos;

    Tempo e mão-de-obra necessária;

    Ocupação de parte das terras com os animais.

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    Segunda Revolução Agrícola: ocorreu em meados do século XIX. Características:

    Em 1840, Liebig publicou suas pesquisas em que constatou que a nutrição mineral das plantas se dá pelas substâncias químicas.

    Liebig desprezava a matéria orgânica e a baixa solubilidade do húmus era tido como evidência de sua inutilidade para a nutrição vegetal.

    Formulou a tese de que a produção agrícola seria proporcional à quantidade de substâncias químicas adicionadas ao solo – lei do mínimo.

    Tais idéias/teorias impulsionaram a adubação química e mineral (sintética).

  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    HISTÓRICO DA AGRICULTURA

    Apesar dos alertas e das descobertas dos defensores da matéria orgânica (Pasteur e a fermentação; a nitrificação; e outros), as descobertas de Liebig conquistaram o setor produtivo (industrial e agrícola), abrindo um amplo e promissor mercado de fertilizantes artificiais/sintéticos (Liebig, um industrial).

    Conseqüências:

    Os agricultores foram abandonando as criações e a rotação de cultura com leguminosas

    A substituição dos sistemas complexos, por sistemas simplificados e monoculturais.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Introdução à Agroecologia
  • AGRICULTURA
  • ORIGEM DA AGRICULTURA
  • HISTÓRICO DA AGRICULTURA
  • AGRICULTURA CONVENCIONAL
  • Perda da biodiversidade: exemplo.
  • “a agricultura moderna é insustentável – ela não pode continuar a produzir comida suficiente para a população global, a longo prazo, porque deteriora as condições que a tornam possível” (GLIESSMANN, 2001, p. 33).
  • AGRICULTURAS DE BASE ECOLÓGICA
  • “a agroecologia pode prover as diretrizes ecológicas para que o desenvolvimento tecnológico seja apontado na direção certa, mas, no processo, as questões teconlógicas devem assumir o seu devido lugar, servindo como uma estratégia do desenvolvimento rural que incorpore os problemas sociais e econômicos” (ALTIERI, 1989, P. 37)
  • CONSTRUINDO O ORGANISMO AGRÍCOLA
  • O SOLO TAMBÉM TEM VIDA!