Curso Online de Como fazer sabão de óleo usado e álcool
5 estrelas 4 alunos avaliaram

Curso Online de Como fazer sabão de óleo usado e álcool

Este curso foi elaborado para que você também possa fazer seu próprio sabão em casa com os restos de gordura. Mais importante que a econ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 100 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso foi elaborado para que você também possa fazer seu próprio sabão em casa com os restos de gordura.
Mais importante que a economia gerada é a consciência ambiental que devemos ter em relação aos resíduos que geramos.
Foi elaborado de maneira bem acessível, permitindo assim, que qualquer pessoa consiga entender e produzir seu sabão e quem sabe gerar uma renda extra.

Veja mais cursos de autoria do mesmo professor em http://www.buzzero.com/autores/rubie-giordani?a=rubie-giordani

Copie o endereço e cole em seu navegador.

Possui graduação em Matemática Licenciatura Plena pela Universidade de Passo Fundo (2003). É especialista em Matemática pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá (2009). É Técnico em Informática na Formação de Instrutores pelo IFRS - Campus Bento Gonçalves (2013). Ver currículo completo na Plataforma Lattes em http://lattes.cnpq.br/9042427482150723 Todos os cursos do autor estão no endereço a seguir. Copie o endereço e cole-o em seu navegador para ter acesso aos demais cursos do autor. http://www.buzzero.com/autores/rubie-giordani?a=rubie-giordani Contato com o autor: rubiegiordani@gmail.com


- Rute Pereira Da Rocha

- Erivan Amaral Costa

- Darme Bruna Moreira Sampaio

- Gabriel Augusto Ochoa Pinheiro De Utrilla

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Como fazer sabão DE ÓLEO USADO E ÁLCOOL

    Como fazer sabão DE ÓLEO USADO E ÁLCOOL

  • introdução

    introdução

    Este curso foi elaborado para que você também possa fazer seu próprio sabão em casa com os restos de gordura.
    Mais importante que a economia gerada é a consciência ambiental que devemos ter em relação aos resíduos que geramos.
    Foi elaborado de maneira bem acessível, permitindo assim, que qualquer pessoa consiga entender e produzir seu sabão e quem sabe gerar uma renda extra.

  • História do Sabão

    História do Sabão

    As referências mais antigas aos sabões, remontam ao início da Era Cristã.
    Gaius Plinius Secundus, 23 ou 24-79 d.C, autor da célebre História Natural, onde menciona a preparação de sabão a partir do cozimento do sebo de carneiro com cinzas de madeira.

  • De acordo com sua descrição, o procedimento envolve o tratamento repetido da pasta resultante com sal, até o produto final. Segundo Plínio, os fenícios conheciam a técnica desde 600 a.C. O médico grego Galeno (130-200d.C), que fez carreira, fama e fortuna em Roma, também descreve uma técnica segundo a qual o sabão podia ser preparado com gorduras e cinzas, apontando sua utilidade como medicamento para a remoção de sujeira corporal e de tecidos mortos da pele.

  • O alquimista árabe Geber (Jabir Hayyan), em manuscrito do século VIII da Era Cristã, também menciona o sabão como agente de limpeza.
    No século XIII, a indústria de sabão foi introduzida na França, procedente da Itália e da Alemanha.  Nessa mesma época, os árabes descobriram o processo de saponificação. Mistura de óleos naturais, gordura animal e soda cáustica que depois de fervida endurece.

  • Os espanhóis, tendo aprendido a lição com os árabes, acrescentaram-lhe óleo de oliva, para dar ao sabão um cheiro mais suave.
    No século XIV, passou a se estabelecer na Inglaterra. Na América do Norte o sabão era fabricado artesanalmente até o século XIX.
    A partir daí surgem as primeiras fábricas. No Brasil, a indústria de sabões data da segunda metade do século XIX. Dois grandes avanços químicos marcam a revolução na produção de sabões.

  • Em 1791, Nicolas Leblanc (1742-1806) concluiu o desenvolvimento do método de síntese de barrilha (carbonato de sódio) a partir da salmoura (solução de cloreto de sódio). Michel Eugéne Chevreul (1786-1889), entre 1813 e 1823, esclareceu a composição química das gorduras naturais. Assim, os fabricantes do século XIX puderam ter uma ideia do processo químico envolvido, bem como dispor de matéria prima necessária.

  • Atualmente, o sabão é obtido de gorduras animais (de boi, de porco, de carneiro etc) e de óleos (de algodão, soja e de vários tipos de palmeiras etc). A hidrólise alcalina de glicerídeos é denominada, genericamente, de reação de saponificação porque, numa reação desse tipo, quando é utilizado um éster proveniente de um ácido graxo, o sal formado recebe o nome de sabão. O mais comum de todos é o de sódio. O que é praticamente neutro, que contém glicerina, óleos, perfumes e corantes, é o sabonete.

  • Como o sabão limpa?

    Como o sabão limpa?

    A água, por si só, não remove certos tipos de sujeira, como, por exemplo, restos de gordura. Isso acontece porque as moléculas de água são polares e as de gordura são apolares.
    O sabão exerce um papel importante na limpeza porque a sua molécula possui as duas naturezas no que diz respeito à polaridade.

  • Podemos dizer que a cadeia apolar de um sabão é hidrofóbica (aversão pela água) e que o grupo polar é hidrófilo (afinidade pela água).
    Dessa maneira, ao lavarmos um prato engordurado, gotículas de gordura são envolvidas pelas moléculas de sabão (e de detergente também). Na ciência dos colóides, essa partícula, resultado da associação das moléculas de tensoativos, chama-se micela.

  • As moléculas são orientadas com a cadeia apolar direcionada para a gordura e a extremidade polar se direciona para a água.
    O sabão tem, sobre os detergentes, as seguintes vantagens: é fabricado a partir de matérias primas renováveis (óleos e gorduras), é biodegradável, é mais barato, é atóxico.
    Nos cursos d’água é degradado por microorganismos existentes na água e evita-se a poluição.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Introdução
  • História do Sabão
  • Como o sabão limpa?
  • O que são detergentes
  • Primeiro passo: Usar EPIs
  • Reunião dos utensílios
  • Utensílios necessários
  • Segundo passo: Reunião dos ingredientes
  • Onde encontrar o sebo?
  • Gorduras animais
  • Derretimento da gordura (sebo)
  • Muito cuidado com a soda
  • O Sabão pronto
  • Algumas dicas
  • Obtendo renda extra
  • Refletindo
  • Assistindo ao vídeo A história das coisas