Curso Online de Controle de Estoque Almoxarifado
4 estrelas 4 alunos avaliaram

Curso Online de Controle de Estoque Almoxarifado

Quando se pensa em Almoxarifado, imagina-se logo um local muito grande e cheio de objetos, muito bem organizado e com gente treinada exec...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 49,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Quando se pensa em Almoxarifado, imagina-se logo um local muito grande e cheio de objetos, muito bem organizado e com gente treinada executando tarefas integradas e seguras.Mas nem sempre essa é a realidade, muitas vezes o Almoxarifado transforma-se num local onde as
coisas e as pessoas se perdem, sem sequer darem conta do mal que estão fazendo a si e à organização.

Sou formado em Gestão em logística, tenho experiencia na área e em gestão da produção, onde posso agregar bastante conhecimento as pessoas que procuram se desenvolver e ter crescimento atráves dos meus cursos.


- Erualdo E De Santana

"Muito bom assim que puder farei mais, continuem executando esse ótimo trabalho."

- Leandro Barros Dias

"excelente"

- Antonio Dos Santos

"BOM!!!"

- Rodrigo Wanderley De Souza

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • CONTROLE DE ESTOQUE ALMOXARIFADO

    CONTROLE DE ESTOQUE ALMOXARIFADO

    NOÇÕES BASICAS SOBRE ALMOXARIFADO

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    Tópicos

    Espaço layout do almoxarifado

    Corredores de acesso as pilhas ou prateleiras

    Espaço no almoxarifado

    Movimentações de cargas e transportes internos

    Manuseio de materiais

    Empilhamento

    Sistema de armazenamento em prateleiras

    Simplificação do trabalho

    Controle de almoxarifado - Auditoria simplificada

    Controle de Materiais

    Localização de Materias

    Ponto de pedido de compras

    O método ABC de materiais e estoque

    Controle de qualidade

    Uma política inteligente nos estoques

    Controle de estoque mínimo

    Fórmula Simples

    Inventário Físico

    Segurança no almoxarifado

    Uso de cores como fator de segurança nos almoxarifados

  • ESPAÇO E LAYOUT DO ALMOXARIFADO

    Um dos pontos mais importantes em um Almoxarifado é seu espaço, pois e
    na verdade, toda a estratégia de compra, de estocagem e de distribuição
    Espaço deve ser planejado e estabelecido para que se possa tirar o máximo da área total.
    O espaço vertical deve ser utilizado ao máximo, fazendo-se uso de prateleiras
    Empilhamento dos materiais. No entanto, o uso do espaço vertical sem critérios podem gerar muitos transtornos, deixando de ser uma solução para tornar-se um problema.

    Caso devem ser considerados os seguintes pontos básicos:

    1) resistência dos materiais que sofrerão empilhamento;

    2) o equipamento disponível para a execução de um empilhamento seguro;

    3) a resistência dos pisos e do pavimento;

    ESPAÇO E LAYOUT DO ALMOXARIFADO

    Próximo slide

  • LAYOUT

    LAYOUT

    O Almoxarifado é um local de grande circulação de pessoas e dos mais variados tipos de produtos. Por isso, ao programar o seu LAYOUT deve se levar em conta que:

    a) A carga e a descarga de materiais devem ser sempre feitas de forma segura e ágil, por isso é necessário que os veículos transportadores (empilhadeiras, guindastes, carregadores etc.) e os responsáveis pelo armazenamento estejam sempre disponíveis.

    b) As entradas e as saídas dos materiais não devem possuir bloqueios e devem ser suficientemente compatíveis com a dimensão dos produtos em circulação.

    Próximo slide

  • LAYOUT

    LAYOUT

    c) A altura do Almoxarifado deve ser compatível com o tipo de produto a ser estocado, assim como as portas de entrada e saída.

    d) Os pavimentos devem ser projetados de maneira a suportar empilhamentos e/ou o peso dos
    materiais estocados.

    e) A largura, o comprimento, a altura, o volume etc. dos materiais que serão transportados em veículos são importantes fatores que deverão compor o planejamento do LAYOUT do almoxarifado.

    f) O trânsito interno dos veículos dentro do Almoxarifado é importante, levando-se em conta suas dimensões , tamanho dos produtos e circulação interna.

    Voltar ao inicio

  • CORREDORES DE ACESSO ÁS PILHAS OU PRATELEIRAS

    CORREDORES DE ACESSO ÁS PILHAS OU PRATELEIRAS

    As passagens dos corredores devem ser retas e não devem conter obstruções causadas por empilhamento de materiais ou colunas, de forma a permitir a direta comunicação entre as portas e todos os setores do Almoxarifado, que devem estar devidamente identificados e divididos por critérios de conveniência (cores, números etc.).

    A largura dos corredores que devem ser no mínimo de 3 metros para facilitar o tráfego pesado, como empilhadeiras de 1000 a 2000 quilos. No caso das passagens transversais, as larguras devem ser de 2.80 a 3 metros, sendo que a altura das pilhas não deve ultrapassar os 3 metros.

    Os materiais devem ser armazenados de acordo com sua freqüência de saída. Por exemplo: os materiais de saída freqüente devem ter suas pilhas ou prateleiras próximas às portas de SAÍDA, enquanto os de rara saída devem ser armazenados próximos a ENTRADA.

    Próximo slide

  • CORREDORES DE ACESSO ÁS PILHAS OU PRATELEIRAS

    CORREDORES DE ACESSO ÁS PILHAS OU PRATELEIRAS

    É evidente que a maioria dos Almoxarifados Públicos encontram-se construídos e muitas vezes se tem uma área
    já delimitada para se organizar o material que chega e que será distribuído.
    No entanto, é possível se reorganizar reestruturando as formas de armazenamento, observando as sugestões acima e levando em conta os seguintes pontos:

    O número de materiais que serão mantidos armazenados.

    Dimensões do Almoxarifado (área e volume).

    Necessidades para o armazenamento (prateleiras, estantes e divisões).

    Treinamento da mão-de-obra; o tipo de trabalho a ser realizado para funcionamento do Almoxarifado.

    O máximo de operações realizadas num dia (entrada e saída de materiais).

    Reformas nas estruturas físicas do Almoxarifado (cobertura, material de estrutura).

    Material específico de transporte (carrinhos, empilhadeiras etc.).

    Aquisição do material de segurança.

    Voltar ao inicio

  • ESPAÇO NO ALMOXARIFADO

    ESPAÇO NO ALMOXARIFADO

    Um dos maiores problemas de quem cuida de um Almoxarifado é como melhor aproveitar seu espaço para manter a organização e os níveis de segurança. Uma correta distribuição do espaço dentro do Almoxarifado consiste em verificar e determinar:

    As quantidades dos materiais A, B, C, D etc.
    O espaço (em metros quadrados), que os materiais irão ocupar no Almoxarifado.
    A metragem dos suportes, prateleiras, estrados etc.,
    Onde os materiais serão armazenados.
    A área de entrada e recebimento dos materiais.
    A área de expedição dos materiais.
    Os corredores internos.
    A área ocupada pelos sistemas de manutenção interna.
    A área necessária para os serviços de controle de materiais.
    Area para possível expansão.

    Em relação ao espaço total disponível do Almoxarifado, é possível se determinar o espaço
    necessário para cada grupo de materiais, através do cálculo da área ocupada para cada um dos
    itens acima. Por exemplo: se um Almoxarifado possuir 500 metros quadrados, os espaços
    deverão ser subdivididos de tal forma que dentro dessa área caibam pelo menos os itens acima
    relacionados.

    Voltar ao inicio

  • MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS E TRANSPORTES INTERNOS

    MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS E TRANSPORTES INTERNOS

    Em alguns Almoxarifados acontecem coisas como estas:

    Os corredores e as ruas do Almoxarifado estão sempre abarrotados de material e pessoal caminhando desordenadamente na intenção de solucionar problemas. Equipamentos quebrados e pessoal incapacitado de realizar suas atribuições; produtos que são constantemente deslocados de um lugar para outro. Grandes distâncias entre os pontos de estocagem e os de saída; desvio de função, ou seja, gente especializada executando outro serviço. Os operadores de empilhadeiras e carrinhos despendem tempo além do necessário para realizarem seu trabalho; cargas excessivamente pesadas sendo transportadas manualmente, o que gera gastos elevados de energia e problemas de pessoal. Almoxarifado sem o estabelecimento de um sistema de movimentação (por exemplo, cruzamento excessivo de carrinhos e empilhadeiras numa mesma via).
    Para solucionar tais problemas torna-se necessário uma reorganização dos fluxos e de todo sistema do movimento de cargas e transportes internos.

    Próximo slide

  • MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS E TRANSPORTES INTERNOS

    Assim, antes de toda a equipe se movimentar, é preciso levar em consideração alguns pontos básicos:
    O que deve ser removido; peso e volume do material; em que direção será removido; à distância a ser percorrida; quantas vezes a operação será repetida.

    O transporte mecânico deve ser sempre considerado, já que o transporte manual exige esforço físico e diminui a produtividade.

    MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS E TRANSPORTES INTERNOS

    Voltar ao inicio

  • MANUSEIO DE MATERIAS

    MANUSEIO DE MATERIAS

    Uma das questões mais significativas dentro do Almoxarifado é o manuseio correto dos materiais que serão, ou estão, estocados.

    É de fundamental importância que não só a mão-de-obra que lida diretamente com os
    materiais tenha treinamento mínimo, mas que também sejam seguidas algumas normas
    básicas capazes de garantir o bom estado do produto dentro do Almoxarifado. Eis algumas dicas que podem ajudar, ainda que se levando em conta a necessidade de
    adaptá-las à realidade de cada Almoxarifado:

    Os produtos deverão ser transportados sempre sobre um só veículo. As mudanças podem
    ocasionar quedas que danificarão o material; os produtos devem ser manuseados prevendo-se a ocorrência seguinte que aquele produto
    terá. Isso ajuda a evitar retrocesso ou voltas desnecessárias e o congestionamento dos
    corredores;

    Próximo slide


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 49,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • CONTROLE DE ESTOQUE ALMOXARIFADO
  • INTRODUÇÃO
  • ESPAÇO E LAYOUT DO ALMOXARIFADO
  • LAYOUT
  • CORREDORES DE ACESSO ÁS PILHAS OU PRATELEIRAS
  • ESPAÇO NO ALMOXARIFADO
  • MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS E TRANSPORTES INTERNOS
  • MANUSEIO DE MATERIAS
  • EMPILHAMENTO
  • SISTEMA DE ARMAZENAMENTO EM PRATELEIRAS
  • SIMPLIFICAÇÃO DO TRABALHO
  • CONTROLE ALMOXARIFADO – AUDITORIA SIMPLIFICADA
  • CONTROLE DE MATERIAIS
  • LOCALIZAÇÃO DE MATERIAIS
  • PONTO DE PEDIDO DE COMPRA
  • MÉTODO ABC DE MATERIAIS E ESTOQUES
  • CONTROLE DE QUALIDADE
  • UMA POLÍTICA INTELIGENTE NOS ESTOQUES
  • CONTROLE DE ESTOQUE MÍNIMO
  • FÓRMULA SIMPLES
  • INVENTÁRIO FÍSICO
  • REGISTRO DO INVENTÁRIO
  • CUT - OFF
  • ATUALIZAÇÃO E REGISTROS DE ESTOQUE
  • RECONCILIAÇÃO E AJUSTES
  • SEGURANÇA NO ALMOXARIFADO
  • USO DE CORES COMO FATOR DE SEGURANÇA NOS ALMOXARIFADOS
  • EMPREGO INDIVIDUAL DAS CORES