Curso Online de Religião

Curso Online de Religião

Realizada para o desenvolvimento cultural dos admiradores das religiões. Uma serie especial desenvolvida sobre a plataforma de pesquisas ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 21 horas

Por: R$ 59,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Realizada para o desenvolvimento cultural dos admiradores das religiões.
Uma serie especial desenvolvida sobre a plataforma de pesquisas online.

Misael C S Sobrinho. Ex Militar, Instrutor, Autor de cursos online e presencial, Conhecimentos técnicos em maquinários leves e pesados, operador de máquinas categoria E,Instrutor graduado em artes marciais, Mecânico Diesel,técnico em redes de dados e informática, (SENAI).



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Série Pesquisas Plataforma e-book

    Série Pesquisas Plataforma e-book

    Religião

  • Sobre a serie

    Uma serie especial desenvolvida sobre a plataforma de pesquisas online.

    Pesquisas essas realizada para o desenvolvimento cultural dos admiradores das religiões.

    Sobre a serie

  • Religião
    Holocausto
    Intolerância religiosa
    Iluminati
    Referencias
    O Autor

  • Religião
    É algo que não se discute, devemos sempre respeitar a crença de um povo. A Índia é um exemplo, lá é possível ter 330 milhões de deuses dividindo-se em várias religiões e doutrinas. Você perceberá que na tabela abaixo há várias religiões de origem indianas devido principalmente a sua população de 1.21 bilhões e ao fato de ter -se espalhado pelo mundo inteiro, principalmente o hinduísmo. O significado da religião se resume a conjunto de sistemas culturais e de crenças, com visões de mundo, e símbolos estabelecidos e relacionados à espiritualidade, humanidade, e valores morais.

  • Na Religião (especulam-se várias origens etimológicas.
    Detalhes na seção etimologia) é um conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e seus próprios valores morais.
    Muitas religiões têm narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas que se destinam a dar sentido à vida ou explicar a sua origem e do universo. As religiões tendem a derivar a moralidade, a ética, as leis religiosas ou um estilo de vida preferido de suas ideias sobre o cosmos e a natureza humana.

  • A palavra religião é muitas vezes usada como sinônimo de fé ou sistema de crença, mas a religião difere da crença privada na medida em que tem um aspecto público. A maioria das religiões tem comportamentos organizados, incluindo hierarquias clericais, uma definição do que constitui a adesão ou filiação, congregações de leigos, reuniões regulares ou serviços para fins de veneração ou adoração de uma divindade ou para a oração, lugares (naturais ou arquitetônicos) e/ou escrituras sagradas para seus praticantes. A prática de uma religião pode também incluir sermões, comemoração das atividades de um deus ou deuses, sacrifícios, festivais, festas, transe, iniciações, serviços funerários, serviços matrimoniais, meditação, música, arte, dança, ou outros aspectos religiosos da cultura humana.

  • O desenvolvimento da religião assumiu diferentes formas em diferentes culturas. Algumas religiões colocam a tônica na crença, enquanto outras enfatizam a prática. Algumas religiões focam na experiência religiosa subjetiva do indivíduo, enquanto outras consideram as atividades da comunidade religiosa como mais importantes. Algumas religiões afirmam serem universais, acreditando que suas leis e cosmologia são válidas ou obrigatórias para todas as pessoas, enquanto outras se destinam a serem praticadas apenas por um grupo bem definido ou localizado. Em muitos lugares, a religião tem sido associada com instituições públicas, como educação, hospitais, família, governo e hierarquias políticas.

  • Alguns acadêmicos que estudam o assunto têm dividido as religiões em três categorias amplas: religiões mundiais, um termo que se refere à crenças transculturais e internacionais; religiões indígenas, que se refere a grupos religiosos menores, oriundos de uma cultura ou nação específica; e o novo movimento religioso, que refere-se a crenças recentemente desenvolvidas. Uma teoria acadêmica moderna sobre a religião, o construtivismo social, diz que a religião é um conceito moderno que sugere que toda a prática espiritual e adoração segue um modelo semelhante ao das religiões abraâmicas, como um sistema de orientação que ajuda a interpretar a realidade e definir os seres humanos e, assim, a religião, como um conceito, tem sido aplicado de forma inadequada para culturas não-ocidentais que não são baseadas em tais sistemas ou em que estes sistemas são uma construção substancialmente mais comum.

  • Etimologia
    A palavra portuguesa religião deriva da palavra latina relligare ("Ligar-se a algo" , ou , "ligar-se a um deus), mas desconhece-se ao certo que relações estabelece relligare com outros vocábulos. Aparentemente no mundo latino anterior ao surgimento do cristianismo, religionem referia-se a um estilo de comportamento marcado pela rigidez e pela precisão.

  • A raiz da palavra religião tem ligações com o -lig- de diligente ou inteligente ou com le-, lec-, -lei, -leg- de "ler", "lecionar", "eleitor" e "eleger" respectivamente. o re- inicial é um prefixo que vem de red(i) "vir", "voltar" como em "reditivo" ou "relíquia" 
    Historicamente foram propostas várias etimologias para a origem de religio. Cícero, na sua obra De natura deorum, (45 a.C.) afirma que o termo se refere a relegere, reler, sendo característico das pessoas religiosas prestarem muita atenção a tudo o que se relacionava com os deuses, relendo as escrituras. Esta proposta etimológica sublinha o carácter repetitivo do fenómeno religioso, bem como o aspecto intelectual. Mais tarde, Lactâncio (século III e IV d.C.) rejeita a interpretação de Cícero e afirma que o termo vem de religare, religar, argumentando que a religião é um laço de piedade que serve para religar os seres humanos a Deus.

  • No livro "A Cidade de Deus" Agostinho de Hipona (século IV d.C.) afirma que religio deriva de religere, "reeleger". Através da religião a humanidade reelegia de novo a Deus, do qual se tinha separado.

    Mais tarde, na obra De vera religione Agostinho retoma a interpretação de Lactâncio, que via em religio uma relação com "religar".


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 59,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Série Pesquisas Plataforma e-book
  • Sobre a serie
  • Percentagem de cidadãos por país que consideram a religião "muito importante" (em inglês).
  • Taxas
  • Vênus de Willendorf, do Paleolítico
  • As 3 religiões
  • .
  • Referencias gerais
  • Sobre o Autor