Curso Online de NR-10 Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade
5 estrelas 93 alunos avaliaram

Curso Online de NR-10 Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade

Objetivos do Treinamento NR-10 : Capacitar os participantes para prevenção em acidentes com eletricidade, credenciando-os à autorização p...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 40 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Objetivos do Treinamento NR-10 :
Capacitar os participantes para prevenção em acidentes com eletricidade, credenciando-os à autorização para trabalhos em instalações elétricas. Nossos Treinamentos atendem as exigências da NOVA NR-10, conforme Portaria N°598 e Ementas do Ministério do Trabalho e Emprego, de forma a garantir a segurança dos trabalhadores que DIRETA ou INDIRETAMENTE interagem em instalações elétricas e serviços que envolvam eletricidade.

Formação: Ensino Superior Incompleto - Engenharia Elétrica - Eletrotécnico - CIP - Cursos Extras: Informática - Micronews & Informática - Montagem e Manutenção de Microcomputadores -AF- Eletricista Instalador Predial - SENAI - Eletricista Instalador e Mantenedor Industrial - SENAI - Comandos elétricos para eletricistas - SENAI - Eletricista de instalações veiculares - SENAI - Enrolamento de motor - IUB - NR10 Segurança em instalações e Serviços com Eletricidade - SENAI - Segurança no trabalho - SENAI - Curso de eletricidade - BAAN


"muito bom e bastante pratico."

- Érik Campos Braga

- Luciano Themotes Dos Santos

"muito bom"

- Rodrigo Ferreira Fortes

- Wellington Fialho Brito

- Jose Alves Sampaio Filho

- Welder Bernardino Da Costa

- Wellington Vicente De Jesus

"ADOREI O CURSO, O CONTEUDO E SHOW."

- Ivens De Freitas Fares

- Antonio Carlos Dos Santos

"MUITO BOM ESSE CURSO! PARABÉNS!!!"

- Charles Barros Vidal De Negreiros Junior

- Nilton Romualdo Da Silva Santos

- Thiego Leandro Alves De Oliveira

- Adailton De Magalhães Valmiro

- Joao Das Vitorias Pires

- Fabio Bispo Dos Santos

- Antônio Ruvens De Amorim Mourão

- Domingos Rodrigues De Oliveira

- Wagner Leandro Rodrigues

"o melhor cursos do Brasil"

- Vagner Batalha Dos Reis

"esse motivo seria para obter coragem para trabalhar com mais segurança próximos as eletricidades e passar informações verbais aos meus companheiros de serviços os riscos da desobediência de jogar líquidos sobre a fase. mesmo assim tenho o curso de eletricista que ainda me considero não suficiente para a minha área de auxiliar de serviços gerais; obrigado ate mais."

- Alessandro Dos Santos Almeida

- Felipe Dos Reis Ferreira

- José Antonio Monteiro De Moura

- Claudinei Da Silva Souza

- Geraldo Dos Santos

- Alan De Souza Silva

- Rodrigo Pereira Santiago

- Myller Constante Oliveira

"O conteudo abrange totalmente a area, muito bom, eu recomendar para meus colegas,sabendo deve ser reciclado de 2 em 2 anos."

- Agnaldo Fonseca

- Robson Antonio De Oliveira

"Aprendi muito com curso"

- Sandro Luiz De Andrade Costa

- Gerdean Lopes Da Silva

- Eduardo De Azevedo Melo

- Fábio Rodrigues De Lima

- Rosivan Santos Rosa

"curso muinto bom recomendo a todos qe queirao fazer"

- Wesley Silva Simao

- Ezequias Fernando Dos Santos

- Kennedy Marcelo Da Conceição Filho

"Exelente muito bom, de grande conteudo e de grande valia, obrigado buzzero."

- Erivaldo Jose Dos Santos

- Edvaldo Do Nascimento

- Daniel Ferrari Viri

- Laercio Prado

"muito bom"

- Aécio Ribas Dos Santos

- Rodrigo Silva De Paula

- Jose Roberto Da Silva Freitas

- Ed Wilson Rodrigues Santos

- Diego Pinheiro Da Silva

- Thayson Vinicius Pereira Borges

- Marcos Roberto De Almeida

"bom tem uma teoria certa e aborda bem o assunto conforme as necessidades ta de acordo com o nível exigido."

- Edimar Mússio De França

- AndrÉ Aparecido Ribeiro

- Ramon Fialho Dos Santos

- Donizete Cruz De Miranda

- Rodrigo Jose De Faria Lisboa

"Bom dia. Agradeço a todos vocês por me dar a oportunidade de fazer cursos de excelente qualidade, de uma maneira tranquila e fácil. Parabéns a todos."

- Paulo Cesar Sobrinho Lopes

- Thiago Ferraz Rodrigues

- Jefferson Felipe Santos De Lima

- Antonio Marcos De Oliveira

- Antonio Francisco Araujo De Sousa

- Anderson Da Rocha

"O curso é excelente, de qualidade, e pro futuro mais proximo estarei realizando mais cursos para minha especialização. Grato!"

- Evandro Bomfim Alves

- Jose Geraldo Martins

"O curso é muito bom, bem elaborado e de fácil compreensão."

- Eliseu De Jesus Otávio

- Jonata Mello De Oliveira

"esse curso e muito bom ,"

- Flavio De Moura Pinto

- André Agrizzi Raposo

- Marcelo Viana Rocha

- Elias Ricardo Gomes Pereira

- Ronildo Aparecido Quintiliano

- Ricardo Rodrigues Alves Martins

- Jose Renan Alexandre Oliveira

- Gustavo Marcelino Geraldi

- Eduardo José Duran

- Vincius Rodrigues Bellini

"Muito bom!!!"

- Thiago Souza Mendes

- Karla Virgínia Costa De Oliveira

- Flavio Borges Correia

- Francisco Rodrigues Da Silva

- Antoniel Silva

- Andre Luis Severo Dias

- Laércio Soares De Oliveira

"bom."

- Tiago Bruno Dos Santos Silva

"OBS: O curso é muito tecnico, não tem muitos atrativos como videos ou meios de prende atenção do aluno.. precisa melhor isso um pouco.."

- Lucinei Ribeiro De Castro

- Ailton Augusto De A. Armenini

- Tarcisio Antonio Di Bernardi Martins

- Irlan Souza Da Rocha

- Paulo Vicente Da Silva

- Alfredo Suárez Nunez Da Roza

- Adson Correia Da Silva

- Marcos Antonio Kil

- Anderson Dos Santos

- Marcos Antonio Kil

- Demetrius Emerich Quiareli

- Julio Cezar Assis Do Rego

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Apresentação

    Eletricidade mata. Esta é uma forma bastante brusca, porém verdadeira, de
    iniciarmos o estudo sobre segurança em eletricidade. Sempre que trabalhar com
    equipamentos elétricos, ferramentas manuais ou com instalações elétricas, você
    estará exposto aos riscos da eletricidade.

    E isso ocorre no trabalho, em casa, e
    em qualquer outro lugar. Você está cercado por redes elétricas em todos os
    lugares; aliás, todos nós estamos. É claro que no trabalho os riscos são bem
    maiores. É no trabalho que existe uma grande concentração de máquinas,
    motores, painéis, quadros de distribuição, subestações transformadoras e, em
    alguns casos, redes aéreas e subterrâneas expostas ao tempo. Para completar,
    mesmo os que não trabalham diretamente com os circuitos também se expõem
    aos efeitos nocivos da eletricidade ao utilizar ferramentas elétricas manuais, ou ao
    executar tarefas simples como desligar ou ligar circuitos e equipamentos, se os
    dispositivos de acionamento e proteção não estiverem adequadamente projetados
    e mantidos.

    Apresentação

  • Embora todos nós estejamos sujeitos aos riscos da eletricidade, se você trabalha diretamente com equipamentos e instalações elétricas ou próximo delas, tenha cuidado.

    O contato com partes energizadas da instalação pode fazer com que a corrente
    elétrica passe pelo seu corpo, e o resultado são o choque elétrico e as
    queimaduras externas e internas. As conseqüências dos acidentes com
    eletricidade são muito graves, provocam lesões físicas e traumas psicológicos, e
    muitas vezes são fatais. Isso sem falar nos incêndios originados por falhas ou
    desgaste das instalações elétricas. Talvez pelo fato de a eletricidade estar tão
    presente em sua vida, nem sempre você dá a ela o tratamento necessário.

    Como resultado, os acidentes com eletricidade ainda são muito comuns mesmo entre profissionais qualificados. No Brasil, ainda não temos muitas estatísticas
    específicas sobre acidentes cuja causa está relacionada com a eletricidade.
    Entretanto, é bom conhecer alguns números a esse respeito.

  • Estatísticas

    Nos EUA, por exemplo, o contato com a eletricidade é a causa de 5% dos
    acidentes fatais que ocorrem no trabalho. Em números absolutos, isso significa
    que 290 pessoas morrem por ano devido a acidentes com eletricidade no trabalho.
    Esses dados reunidos entre 1997 e 2002 correspondem a informações divulgadas
    pelo Ministério do Trabalho dos EUA.
    No Brasil, se considerarmos apenas o Setor Elétrico, assim chamado aquele que
    reúne as empresas que atuam em geração, transmissão e distribuição de energia
    elétrica, temos alguns números que chamam a nossa atenção. Em 2004,
    ocorreram 73 acidentes fatais nesse setor, incluídos aqueles com empregados das
    empreiteiras. A esse número, entretanto, somam-se 330 mortes que ocorreram
    nesse mesmo ano com membros da população que, de diferentes formas, tiveram
    contato com as instalações pertencentes ao Setor Elétrico

  • . Como exemplo desses
    contatos fatais, há os casos que ocorreram em obras de construção civil, contatos
    com cabos energizados, ligações clandestinas, instalações de antenas de TV,
    entre tantas outras causas. Um relatório completo é divulgado anualmente pela Fundação COGE.
    Para completar, entre 1.736 acidentes do trabalho analisados pelo Sistema
    Federal de Inspeção do Trabalho, no ano de 2004, a exposição à corrente elétrica
    encontra-se entre os primeiros fatores de morbidade/mortalidade, correspondendo
    a 7,61% dos acidentes analisados.
    Este módulo vai abranger vários tópicos relacionados à segurança com
    eletricidade. Os principais riscos serão apresentados e você irá aprender a
    reconhecê-los e a adotar procedimentos e medidas de controle, previstos na
    legislação e nas normas técnicas, para evitar acidentes. Da sua preparação,
    estudo e disciplina vão depender a segurança e a vida de muitas outras pessoas,
    incluindo você. Pense nisso!

  • NORMA REGULAMENTADORA Nº. 10

    10.1- OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO

    10.1.1 Esta Norma Regulamentadora – NR estabelece os requisitos e condições
    mínimas objetivando a implementação de medidas de controle e sistemas
    preventivos, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que,
    direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade.

    10.1.2 Esta NR se aplica às fases de geração, transmissão, distribuição e
    consumo, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação,
    manutenção das instalações elétricas e quaisquer trabalhos realizados nas suas
    proximidades, observando-se as normas técnicas oficiais estabelecidas pelos
    órgãos competentes e, na ausência ou omissão destas, as normas internacionais cabíveis.

    10.2 - MEDIDAS DE CONTROLE
    10.2.1 Em todas as intervenções em instalações elétricas devem ser adotadas
    medidas preventivas de controle do risco elétrico e de outros riscos adicionais,
    mediante técnicas de análise de risco, de forma a garantir a segurança e a saúdeno trabalho.

    NORMA REGULAMENTADORA Nº. 10

  • 10.2.2 As medidas de controle adotadas devem integrar-se às demais iniciativas
    da empresa, no âmbito da preservação da segurança, da saúde e do meio
    ambiente do trabalho.

    10.2.3 As empresas estão obrigadas a manter esquemas unifilares atualizados
    das instalações elétricas dos seus estabelecimentos com as especificações do
    sistema de aterramento e demais equipamentos e dispositivos de proteção.

    10.2.4 Os estabelecimentos com carga instalada superior a 75 kW devem
    constituir e manter o Prontuário de Instalações Elétricas, contendo, além do
    disposto no subitem 10.2.3, no mínimo:
    a) conjunto de procedimentos e instruções técnicas e administrativas de
    segurança e saúde, implantadas e relacionadas a esta NR e descrição das
    medidas de controle existentes;

  • b) documentação das inspeções e medições do sistema de proteção contra
    descargas atmosféricas e aterramentos elétricos;
    c) especificação dos equipamentos de proteção coletiva e individual e o
    ferramental, aplicáveis conforme determina esta NR;
    d) documentação comprobatória da qualificação, habilitação, capacitação,
    autorização dos trabalhadores e dos treinamentos realizados;
    e) resultados dos testes de isolação elétrica realizados em equipamentos de
    proteção individual e coletiva;
    f) certificações dos equipamentos e materiais elétricos em áreas classificadas; e
    g) relatório técnico das inspeções atualizadas com recomendações, cronogramas
    de adequações, contemplando as alíneas de “a” a “f”.

    10.2.5 As empresas que operam em instalações ou equipamentos integrantes do
    sistema elétrico de potência devem constituir prontuário com o conteúdo do item
    10.2.4 e acrescentar ao prontuário os documentos a seguir listados:
    a) descrição dos procedimentos para emergências; e,
    b) certificações dos equipamentos de proteção coletiva e individual;

  • 10.2.5.1 As empresas que realizam trabalhos em proximidade do Sistema Elétrico
    de Potência devem constituir prontuário contemplando as alíneas “a”, “c”, “d” e “e”,
    do item 10.2.4 e alíneas “a” e “b” do item 10.2.5.

    10.2.6 O Prontuário de Instalações Elétricas deve ser organizado e mantido
    atualizado pelo empregador ou pessoa formalmente designada pela empresa,
    devendo permanecer à disposição dos trabalhadores envolvidos nas instalações e serviços em eletricidade.

    10.2.7 Os documentos técnicos previstos no Prontuário de Instalações Elétricas
    devem ser elaborados por profissional legalmente habilitado.

  • MEDIDAS DE PROTEÇÃO COLETIVA


    10.2.8.1 Em todos os serviços executados em instalações elétricas devem ser
    previstas e adotadas, prioritariamente, medidas de proteção coletiva aplicáveis,
    mediante procedimentos, às atividades a serem desenvolvidas, de forma a
    garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

    10.2.8.2 As medidas de proteção coletiva compreendem, prioritariamente, a
    desenergização elétrica conforme estabelece esta NR e, na sua impossibilidade, o
    emprego de tensão de segurança.

    10.2.8.2.1 Na impossibilidade de implementação do estabelecido no subitem
    10.2.8.2., devem ser utilizadas outras medidas de proteção coletiva, tais como:
    isolação das partes vivas, obstáculos, barreiras, sinalização, sistema de
    seccionamento automático de alimentação, bloqueio do religamento automático.

    10.2.8.3 O aterramento das instalações elétricas deve ser executado conforme
    regulamentação estabelecida pelos órgãos competentes e, na ausência desta,
    deve atender às Normas Internacionais vigentes.

    MEDIDAS DE PROTEÇÃO COLETIVA

  • MEDIDAS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

    10.2.9.1 Nos trabalhos em instalações elétricas, quando as medidas de proteção
    coletiva forem tecnicamente inviáveis ou insuficientes para controlar os riscos,
    devem ser adotados equipamentos de proteção individual específicos e
    adequados às atividades desenvolvidas, em atendimento ao disposto na NR 6.

    10.2.9.2 As vestimentas de trabalho devem ser adequadas às atividades, devendo
    contemplar a condutibilidade, inflamabilidade e influências eletromagnéticas.

    10.2.9.3 É vedado o uso de adornos pessoais nos trabalhos com instalações
    elétricas ou em suas proximidades.

    MEDIDAS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

  • SEGURANÇA EM PROJETOS

    10.3.1 É obrigatório que os projetos de instalações elétricas especifiquem
    dispositivos de desligamento de circuitos que possuam recursos para impedimento
    de reenergização, para sinalização de advertência com indicação da condição operativa.

    10.3.2 O projeto elétrico, na medida do possível, deve prever a instalação de
    dispositivo de seccionamento de ação simultânea, que permita a aplicação de
    impedimento de reenergização do circuito.

    10.3.3 O projeto de instalações elétricas deve considerar o espaço seguro, quanto
    ao dimensionamento e a localização de seus componentes e as influências
    externas, quando da operação e da realização de serviços de construção e manutenção.

    10.3.3.1 Os circuitos elétricos com finalidades diferentes, tais como: comunicação,
    sinalização, controle e tração elétrica devem ser identificados e instalados

    SEGURANÇA EM PROJETOS


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • NORMA REGULAMENTADORA NR10
  • MEDIDAS DE PROTEÇÃO COLETIVA
  • MEDIDAS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL
  • SEGURANÇA EM PROJETOS
  • SEGURANÇA NA CONSTRUÇÃO
  • MONTAGEM
  • OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO
  • SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DESENERGIZADAS
  • SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ENERGIZADAS
  • TRABALHOS ENVOLVENDO ALTA TENSÃO (AT)
  • HABILITAÇÃO, QUALIFICAÇÃO, CAPACITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES
  • PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E EXPLOSÃO
  • SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA
  • PROCEDIMENTOS DE TRABALHO
  • SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA
  • RESPONSABILIDADES
  • SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES E SERVIÇOS COM ELETRICIDADE
  • SEGURANÇA NO SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA
  • Normas Técnicas Brasileiras Normas ABNT
  • REGULAMENTAÇÃO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO - MTE
  • RISCOS ELÉTRICOS
  • Choque estático
  • Tensão de toque
  • Tensão de passo
  • Proteção contra choques elétricos
  • Efeitos dos choques elétricos em função do trajeto
  • EFEITOS DOS CHOQUES ELÉTRICOS
  • INTENSIDADE DE CORRENTE
  • Efeitos de choques elétricos
  • Resistência elétrica do corpo humano
  • Sintomas do choque no indivíduo
  • Proteção contra queimaduras
  • Arco elétrico
  • Conseqüências de arcos elétricos (queimaduras e quedas)
  • Proteção contra perigos resultantes de faltas por arco
  • Campos eletromagnéticos
  • RISCOS ADICIONAIS
  • ALTURA
  • EQUIPAMENTOS UTILIZADOS
  • DISPOSITIVOS COMPLEMENTARES PARA TRABALHO EM ALTURA
  • SISTEMA DE ANCORAGEM
  • OUTROS MEIOS PARA TRABALHO EM ALTURA
  • ESCADA DE EXTENSÃO OU PROLONGÁVEL
  • AMBIENTES CONFINADOS
  • Programa de entrada em espaço confinado
  • Equipamentos
  • Procedimentos gerais
  • ÁREAS CLASSIFICADAS
  • Atmosfera explosiva
  • Classificação das áreas
  • Classes de temperatura
  • Outras Considerações Aterramento
  • CONDIÇÕES ATMOSFÉRICAS
  • Descargas atmosféricas (raios) Mecanismo
  • Sobretensões transitórias
  • Medidas Preventivas
  • Acidentes de origem elétrica
  • Atos inseguros
  • Condições inseguras
  • Causas indiretas de acidentes elétricos
  • Descargas atmosféricas
  • TÉCNICAS DE ANÁLISE DE RISCOS
  • Conceitos básicos Perigo
  • Método de análise de falhas e de efeitos
  • Análise preliminar de riscos
  • ETAPA RISCO
  • PERIGO
  • MODO DE DETECÇÃO EFEITO RECOMNEDAÇÕES
  • EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA
  • LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA
  • ROTINAS DE TRABALHO
  • Procedimentos de trabalho
  • Medidas de controle do risco elétrico Desenergização
  • Equipotencialização
  • DOCUMENTAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
  • ACIDENTE DO TRABALHO
  • ESTUDO DOS ACIDENTES E INCIDENTES
  • MODELO CAUSAL DE PERDAS
  • PERDAS NOS ACIDENTES Tempo do Trabalhador Ferido
  • RELATÓRIOS DE ACIDENTES
  • RESPONSABILIDADE CIVIL E CRIMINAL NO ACIDENTE DO TRABALHO
  • Responsabilidade acidentária
  • Supervisores e encarregados
  • Responsabilidade civil subjetiva
  • Responsabilidade objetiva
  • Da Obrigação de Indenizar
  • A responsabilidade de indenizar
  • Responsabilidade Criminal ou Penal
  • NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
  • PROTEÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO INTRODUÇÃO