Curso Online de  Diagnostico de Falhas
3 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Diagnostico de Falhas

FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO DE MÁQUINAS Métodos de Diagnósticos de Máquinas Diagnóstico de máquinas; 4.2 ? Desbalanceamento de eixos; De...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO DE MÁQUINAS
Métodos de Diagnósticos de Máquinas
Diagnóstico de máquinas;
4.2 ? Desbalanceamento de eixos;
Desalinhamento de eixos;
Desalinhamento de correias;
Componentes soltos;
Falhas em engrenagens;
Roçamento;
Falhas em motores elétricos

tecnico em mecanica mecanico de manutençao industrial


- Raphael Araujo Leite Oliveira

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO DE MÁQUINAS

  • Conteúdo do capítulo

    Neste capítulo efetuaremos o estudo de:
    4.1 – Diagnóstico de máquinas;
    4.2 – Desbalanceamento de eixos;
    4.3 – Desalinhamento de eixos;
    4.4 – Desalinhamento de correias;
    4.5 – Componentes soltos;
    4.6 – Falhas em engrenagens;
    4.7 – Roçamento;
    4.8 – Falhas em motores elétricos.

    4 – Métodos de Diagnósticos de Máquinas

  • AMBIENTE MULTIMÍDIA DE SUPORTE À DISCIPLINA DE PÓS-GRADUAÇÃO

    FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO DE MÁQUINAS

    Capítulo 4.8 – Falhas em motores elétricos

  • Rotor

    Falhas em motores elétricos

    Motor de Indução trifásico

    Estator

    Ventilador

  • Um motor de indução possui freqüências características mesmo que não tenha nenhuma falha, são as chamadas assinaturas de vibração do motor. Estas freqüências são(em parêntesis a notação que iremos utilizar neste curso):

    Freqüência de alimentação – (Fal)
    Freqüência de rotação – (Frt)
    Freqüência do campo magnético (Fcm)
    Freqüência de escorregamento (Fes)
    Freqüência de ranhura – (Fran)

    Falhas em motores elétricos

    Freqüências básicas de um motor elétrico

  • Freqüência de alimentação – (Fal) – É a freqüência elétrica – 60 Hz

    Freqüência de rotação – (Frt) – É a freqüência real com que o motor está girando, depende da carga que está aplicada.

    Freqüência do campo magnético (Fcm) – É a freqüência de alimentação dividida pelo numero de pólos do motor

    Falhas em motores elétricos

    Freqüências básicas de um motor elétrico

  • Freqüência de escorregamento (Fes) – O rotor do motor não gira com velocidade síncrona, mas escorrega para trás no campo girante. A freqüência de escorregamento é a diferença entre velocidade síncrona e a velocidade do rotor.
    A Fes é calculada multiplicando a freqüência de alimentação pelo escorregamento do motor, que é calculado por:

    Onde: Nm = Freqüência de rotação do motor (medida no motor)
    Ns = Rotação síncrona (do campo) 

    Falhas em motores elétricos

    Freqüências básicas de um motor elétrico

  • Freqüência de ranhura (Fran) – As ranhuras do entreferro tanto no estator quanto no rotor geram vibração, pois criam desbalanceamento de forças magnéticas de atração, conseqüência da variação da relutância do circuito, em função da taxa de passagem pelas ranhuras do estator e do rotor.

    Falhas em motores elétricos

    Freqüências básicas de um motor elétrico

    A freqüência de ranhura é calculada por:

    Fal = Freqüência da rede
    Rs = Numero de ranhuras do rotor
    S = escorregamento unitário
    P = numero de pares de pólos
    K = zero ou nº par (2,4,6,8,…)

  • Maquinas com conjunto rotativo leve e estruturas robustas e pesadas tem a maioria das forças geradas pelo rotor, como movimento relativo entre o eixo e o mancal.
    A estrutura da máquina funciona como amortecimento, assim deve-se medir a vibração no rotor, através de sensores sem contato.
    Máquinas com conjunto rotativo pesado, apoiado em mancais rígidos e com estrutura leve, tem as forças gerada pelo rotor dissipadas através dos mancais da estrutura, assim o melhor ponto para medição está localizado na estrutura da máquina, próximo a mancais de rolamentos ou chapas grossas.

    Falhas em motores elétricos

    Como medir a vibração em motores elétricos

  • Em um motor de indução os defeitos de origem elétrica podem ser resultado de:
    Degradação do isolamento da bobina do estator
    Desequilíbrio da alimentação
    Quebra das barras do rotor
    Quebra do anel curto-circuito
    Os defeitos de origem mecânica podem ser identificados como:
    Rotor excêntrico ou desbalanceado
    Ventoinha quebrada

    Falhas em motores elétricos

    Defeitos de origem elétrica e mecânica

  • As falhas:
    Degradação do isolamento da bobina do estator
    Desequilíbrio da alimentação
    Enrolamentos em curto e folgas no entreferro do motor
    Caracterizam-se por uma freqüência no espectro de vibração igual a duas vezes a freqüência de alimentação. A amplitude é determinada pela carga do motor.
    2*Fal (Freqüência de alimentação)

    Falhas em motores elétricos

    Defeitos elétricos


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail: