Curso Online de Laminação em materiais
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Laminação em materiais

aprenda tudo sobre os processos de laminação

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

aprenda tudo sobre os processos de laminação


- Anderson Padovan Perez

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Laminação

    Laminação

  • Laminação
    - Introdução;
    - Tipos de laminadores e suas aplicações;
    - Cilindros de laminação;
    - Laminação a quente;
    - Laminação a frio;
    - Laminação de barras, perfis e tubos;
    - Classificação dos produtos laminados;
    - Processamento termomecânico.

  • Laminação é um processo de conformação mecânica que consiste em modificar a seção transversal de um metal na forma de lingotes, placas, barras, tiras, chapas ou fios pela passagem entre dois cilindros com geratriz retilínea (laminação de produtos planos) ou contendo canais entalhados (laminação de produtos não planos), sendo que a distância entre os dois cilindros deve ser
    menor que a espessura inicial da peça metálica.

  • A laminação é considerada como o processo de
    conformação mecânica de metais mais utilizado em
    função de sua alta produtividade e da possibilidade
    de um preciso controle dimensional do produto.

  • Um laminador consiste basicamente de cilindros (ou rolos),
    mancais, gaiola (quadro do laminador) e um motor para
    fornecer potência aos cilindros e controlar a velocidade de
    rotação. As forças envolvidas na laminação podem facilmente
    atingir milhares de toneladas e, portanto, é necessária uma
    estrutura rígida e motores adequadamente especificados para
    fornecer a potência necessária.

  • Utilizam-se vários arranjos de cilindros na laminação,
    sendo o mais simples constituído por dois cilindros com
    eixos horizontais, colocados verticalmente um sobre o outro.
    Este equipamento é chamado de laminador duo e pode ser
    reversível ou não. Nos duos não reversíveis (Figura 2a),
    como o sentido do giro dos cilindros é fixo, o material só
    pode ser laminado em um sentido. Nos reversíveis (Figura
    2b), a inversão da rotação dos cilindros permite que a
    laminação ocorra nos dois sentidos de passagem do
    material entre os rolos.

  • A Figura 3 mostra uma vista esquemática de um
    laminador duo, constituído por um quadro, dois
    cilindros de trabalho e os mancais nos quais giram
    os cilindros. Neste laminador, o cilindro inferior é
    fixo e o cilindro superior pode se mover durante a
    operação, através de um sistema de parafusos ou
    acionamento hidráulico.

  • No laminador trio, esquematizado na Figura 4, os
    cilindros sempre giram no mesmo sentido, mas o
    material pode ser laminado nos dois sentidos,
    passando alternadamente entre o cilindro superior
    e o intermediário e entre este e o cilindro
    intermediário.

  • A medida que a laminação processa produtos cada vez
    mais finos, os cilindros tornem-se de pequeno diâmetro.
    Estes cilindros podem sofrer flexão e devem ser apoiados
    por cilindros de encosto (vide Figuras 5 e 6), formando
    um arranjo denominado como laminador quádruo,
    reversível ou não.

  • Quando os cilindros de trabalho são muito finos,
    podem sofrer flexão tanto na direção vertical
    quanto na horizontal e devem ser apoiados
    em ambas as direções. Um tipo de laminador
    que permite estes apoios é o Sendzimir,
    apresentado nas Figuras 7 e 8.

  • Cilindros de Laminação

    Os cilindros de laminação são de aço fundido ou forjado,
    ou de ferro fundido, coquilhados ou não:
    • Aços carbono e aços liga: desbaste;
    • Aços carbono e ferros fundidos: intermediários;
    • Ferros fundidos: acabamento.

    Compõem-se de três partes (vide Figura 9):
    • mesa, onde se realiza a deformação do material, que pode
    ser lisa (Figura 10), no caso de produtos planos ou com
    canais (Figura 11), no caso de perfis;
    • pescoços, onde se encaixam os mancais;
    • trevos ou garfos de acionamento, que servem de ligação
    entre o cilindro e os eixos de força.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Laminação
  • Laminação de Barras, Perfis e Tubos
  • Achatamento dos rolos e espessura limite
  • Achatamento dos rolos e espessura limite (cont.)
  • A direção da força de atrito tem sinal diferente na entrada e na saída.
  • Análise simplificada das cargas de laminação:Váriáveis de laminação
  • Torque e Potência