Curso Online de  URBANISMO

Curso Online de URBANISMO

Este curso aborda a temática do Urbanismo, sua evolução histórica e modelos actuais.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 90 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso aborda a temática do Urbanismo, sua evolução histórica e modelos actuais.

EUROPA LEARNING é um programa especializado em ensino à distância. Apresentamos cursos em todas as areas, criados a pensar em voce. Investimos não só na qualidade de nosso material didático, como também em novos meios para difundir conceitos e técnicas de forma eficiente para todos alunos. Por isso hoje este projeto orgulhosamente traz ao Brasil cursos de primeira linha criando novas tendências de mercado quando o assunto é e-learning



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • o “sistema natural”, composto do meio físico e biológico (solo, vegetação, animais, água, etc) e o “sistema antrópico”, consistindo do homem e de suas atividades.

    o “sistema natural”, composto do meio físico e biológico (solo, vegetação, animais, água, etc) e o “sistema antrópico”, consistindo do homem e de suas atividades.

    O Ambiente Urbano

    O ambiente urbano é formado por dois sistemas intimamente interrelacionados:

  • ROMA - SITIO

    ROMA - SITIO

    Sitio arqueológico da cidade antiga

  • URBANISMO:“ CIÊNCIA E TEORIA DA LOCALIZAÇÃO HUMANA”. (DICIONÁRIO LAROUSSE).

    PLANEJAMENTO URBANO - CELSON FERRARI

    No sentido original, planejamento ou ordenação do aspecto físico- territorial de uma cidade ou zona urbanizada; como cidade e campo interagem estreitamente, o campo de atuação estendeu-se ao território municipal e hoje a preocupação deve ser com o planejamento integrado do Município dentro de sua região.

    Planejar -> traçar diretrizes, idealizar algo, solucionar problemas, organizar, projetar

    Planejar significa tentar prever a evolução de um fenômeno ou tentar simular os desdobramentos de um processo, com o objetivo de melhor precaver-se contra prováveis problemas.

    “ EM UM SENTIDO AMPLO, PLANEJAMENTO É UM MÉTODO DE APLICAÇÃO CONTÍNUO E PERMANENTE, DESTINADO A RESOLVER, RACIONALMENTE, OS PROBLEMAS QUE AFETAM UMA SOCIEDADE SITUADA EM DETERMINADO ESPAÇO, EM DETERMINADA ÉPOCA, ATRAVÉS DE UMA PREVISÃO ORDENADA CAPAZ DE ANTECIPAR SUAS ULTERIORES CONSEQUÊNCIAS”. ( CARTA DOS ANDES, 1958).

  • Assim como em outros ambientes, o homem tem, na cidade, a capacidade de dirigir suas ações, utilizando o meio ambiente como fonte de matéria e energia necessárias à sua vida, ou como receptor de seus produtos e resíduos. A cidade como um ecossistema – “o ecossistema urbano” – com necessidades biológicas, essenciais à sobrevivência da população, e requisitos culturais, necessários ao funcionamento e crescimento da cidade.

  • O “Ecossistema Urbano” tem características e funcionamento diferentes dos sistemas ecológicos naturais, pois a ação do homem é predominante, provocando mudanças intensas e rápidas. As atividades antrópicas compreendendo as componentes políticas, econômicas, sociais e culturais, têm que ser fortemente consideradas, interligando-se aos ambientes naturais (físicos e bióticos).

  • Consideram como necessidades biológicas do ecossistema urbano:

    Ar;
    Água;
    Espaço;
    Energia (alimento e calor);
    Abrigo;
    Disposição de resíduos.
     

    Ecossistema Urbano

  • VENEZA

    VENEZA

    Grande canal – acesso aos edifícios por uma via equivalente a uma grande avenida de circulação.

  • - Organização política; - Sistema econômico (trabalho, capital, materiais e poder); - Tecnologia; - Transporte e comunicação; - Educação e informação; - Atividades social e intelectual – recreação, religião, senso de comunidade, etc; - Segurança.

    - Organização política; - Sistema econômico (trabalho, capital, materiais e poder); - Tecnologia; - Transporte e comunicação; - Educação e informação; - Atividades social e intelectual – recreação, religião, senso de comunidade, etc; - Segurança.

    As necessidades culturais
    são:

  • A cidade pode ser vista como um sistema aberto, que troca materiais e energia com outros ambientes, para atender às necessidades do homem, resultando na produção de resíduos que são lançados, geralmente, na área urbana, gerando problemas ambientais. Por outro lado, parte do que entra na cidade volta para ambientes externos, na forma de produtos e algumas vezes, como resíduos.

  • Procurar um “equilíbrio relativo” neste ecossistema é o grande desafio do homem. A questão é como compartilhar as ações do homem como a conservação dos recursos naturais, ou seja, como alcançar o desenvolvimento sustentável das cidades.

  • URBANISMO SUSTENTÁVEL

    URBANISMO SUSTENTÁVEL

    NOVO URBANISMO = tem como objetivos:
    qualidade de vida
    desenvolvimento sustentável
    crescimento ordenado


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • o “sistema natural”, composto do meio físico e biológico (solo, vegetação, animais, água, etc) e o “sistema antrópico”, consistindo do homem e de suas atividades.
  • ROMA - SITIO
  • VENEZA
  • - Organização política; - Sistema econômico (trabalho, capital, materiais e poder); - Tecnologia; - Transporte e comunicação; - Educação e informação; - Atividades social e intelectual – recreação, religião, senso de comunidade, etc; - Segurança.
  • URBANISMO SUSTENTÁVEL
  • DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL:
  • JÁ É HORA DE SE PENSAR EM:
  • MOBILIDADE URBANA
  • POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA PARA CONSTRUÇÃO DE CIDADES SUSTENTÁVEIS
  • 10 PRINCÍPIOS PARA PLANEJAMENTO DA MOBILIDADE URBANA:
  • LEI N° 12.587 DE 3/01/2012 POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA
  • ESTA É A CIDADE QUE QUEREMOS?
  • BOAS PRÁTICAS NO BRASIL
  • BOAS PRÁTICAS
  • PLANEJAMENTO AMBIENTAL “É TODO O PLANEJAMENTO QUE PARTE DO PRINCÍPIO DE VALORAÇÃO E CONSERVAÇÃO DAS BASES NATURAIS DE UM DADO TERRITÓRIO COMO BASE DE AUTO SUSTENTAÇÃO DA VIDA E DAS INTERAÇÕES QUE A MANTÉM, OU SEJA DAS RELAÇÕES ECOSSISTÊMICAS.” O OBJETIVO PRINCIPAL É ATINGIR O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.
  • 27 de fevereiro de 2010 – Rua Paulo Machado
  • 27 de fevereiro de 2010 - Posto
  • 27 de fevereiro de 2010 – Av. Afonso Pena
  • INTRODUÇÃO
  • INTRODUÇÃO – a inabitabilidade
  • INTRODUÇÃO - O âmbito físico
  • INTRODUÇÃO - O âmbito físico
  • INTRODUÇÃO – A habitabilidade
  • INTRODUÇÃO – A qualidade habitacional a nível urbano
  • INTRODUÇÃO – A formulação exigencial da qualidade da habitação
  • INTRODUÇÃO – A formulação da qualidade do espaço público
  • INTRODUÇÃO – Avaliação da satisfação dos moradores
  • INTRODUÇÃO – A Qualidade Arquitectónica Residencial (QUAR)
  • INTRODUÇÃO – Aplicação dos factores QUAR à escala urbana
  • INTRODUÇÃO – Outros estudos habitacionais à escala urbana
  • INTRODUÇÃO – Propõe-se, em resumo, que
  • INTRODUÇÃO – Conclusão
  • A CIDADE HABITÁVEL – Conjugar habitabilidade e urbanidade
  • A CIDADE HABITÁVEL – Os factores QUAD a nível citadino
  • A CIDADE HABITÁVEL –A Habitabilidade Citadina
  • A CIDADE HABITÁVEL – A Urbanidade Residencial
  • A CIDADE HABITÁVEL – A Urbanidade Residencial
  • A CIDADE HABITÁVEL – Objectivos e estratégias
  • A CIDADE HABITÁVEL – Sistema conceptual e operacional
  • A CIDADE HABITÁVEL – A-Enquadramento contextual
  • A CIDADE HABITÁVEL – A-Enquadramento contextual Subconjunto das dimensões Social e Política que suportam o enquadramento contextual geral da intervenção Urbanística
  • A CIDADE HABITÁVEL – A-Enquadramento contextual
  • A CIDADE HABITÁVEL – A-Enquadramento contextual Subconjunto das dimensões Território e Imagem que suportam o enquadramento contextual geral da intervenção Urbanística
  • A CIDADE HABITÁVEL – B - Enquadramento em aspectos conceptuais e de conteúdo
  • A CIDADE HABITÁVEL – C - Enquadramento técnico político como suporte ao Projecto de Intervenção Urbanística
  • A CIDADE HABITÁVEL - Conclusão