Curso Online de ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

Curso Online de ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

O CURSO CONTÉM MAIS DE 180 SLIDES BEM DEMONSTRATIVOS, FEITO ESPECIALMENTE PARA INTERAGIR COM O ALUNO, DEIXANDO DE FORMA BEM CLARA E DINÂM...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 18 horas

Por: R$ 120,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O CURSO CONTÉM MAIS DE 180 SLIDES BEM DEMONSTRATIVOS, FEITO ESPECIALMENTE PARA INTERAGIR COM O ALUNO, DEIXANDO DE FORMA BEM CLARA E DINÂMICA OS SEGREDOS PARA UMA BOA ADIMINISTRAÇÃO !!!

Graduado em Tecnologia em Petróleo e gás, Gestão Ambiental,Gestão Empresarial, Gestão em Biocombustíveis e Técnico em Informatica.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Administração de Empresas.

  •  Administração de Empresas

    Ambiente das Empresas
    OBJETIVO DO ESTUDO DO AMBIENTE
    As empresas não vivem isoladas e/ou alheias ao contexto no qual estão inseridas. O ambiente é um fator preponderante para a empresa sobreviver e crescer.
    É do ambiente que as empresas obtêm recursos e informações necessários para subsistência e funcionamento. Na medida em que o ambiente sofre mudanças, toda a situação das operações das empresas é influenciada por essas mudanças.

     Administração de Empresas

  • TIPOS DE AMBIENTE

    TIPOS DE AMBIENTE

    Ambiente Geral (ou macro-ambiente)
    É constituído pelas seguintes variáveis:
    Variáveis tecnológicas: A tecnologia representa um dos aspectos ambientais mais críticos em face da profunda influência e do forte impacto que exerce sobre as empresas, sobre a sua administração e principalmente sobre suas operações.
    A tecnologia envolve a experiência acumulada sobre como fazer as coisas:
    - máquinas, equipamentos, ferramentas - técnicas (mais conhecido como “know-how”) - fórmulas - manuais - diretrizes, regulamentos, planos, programas e métodos de trabalho - procedimentos
    Variáveis políticas: São as variáveis decorrentes de decisões governamentais, nas esferas federal, estadual e municipal, bem como pelos governos estrangeiros.

  • Variáveis econômicas: São decorrentes do contexto econômico geral, tais como:
    - desenvolvimento, estagnação ou recessão - inflação ou deflação - política fiscal ou tributária
    Variáveis legais: São relativas às leis, regulamentos que regulam, controlam, incentivam ou restringem as atividades das empresas.
    Variáveis sociais: Constituem as variáveis sociais:
    - tradições culturais do país e do local onde está situada a empresa; - nível sócio-econômico da população local; - comportamento da população quanto ao dinheiro e poupança; - tipos raciais e lingüísticos.
    Variáveis demográficas: Referem-se às características da população, seu crescimento, raça, religião, distribuição geográfica, distribuição por sexo e idade, etc.
    Variáveis ecológicas: Referem-se às relações entre os seres vivos e seus ambientes, bem como às condições físicas e geográficas, tais como tipo de terreno, condições climáticas, vegetação, etc.

  • Ambiente de Tarefa

    Ambiente de Tarefa

    É o meio ambiente específico da empresa.
    É constituído de 4 setores principais:
    · Consumidores ou Usuários: São os clientes dos produtos ou serviços da empresa.
    · Fornecedores de Recursos: São os fornecedores de:
    - capital e dinheiro - matérias-primas e materiais em geral - recursos humanos - máquinas e equipamentos - serviços (informática, propaganda, manutenção, etc.)
    · Concorrentes: É o setor constituído de empresas que concorrem para a conquista dos mercados para a colocação dos seus produtos ou serviços, bem como para a obtenção de recursos necessários à sua produção.
    · Grupos Regulamentadores: Incluem o governo, sindicatos, associações de classe, etc. São instituições que, de alguma maneira, impõem controles, limitações ou restrições às atividades da empresa.

  • Análise Ambiental

    Análise Ambiental

    Ao lidar com o ambiente, a empresa passa a lidar com a incerteza e com a imprevisibilidade.
    O conhecimento acerca do ambiente é essencial para o processo estratégico, no sentido de compatibilizar a empresa às forças externas que a afetam direta ou indiretamente; seus objetivos, estratégias, estrutura, recursos, planos, procedimentos, operações, entradas, saídas, etc.
    Enquanto os níveis mais elevados da empresa (nível institucional) estão estudando e mapeando as oportunidades e ameaças do meio ambiente, os níveis mais baixos (níveis gerencial e operacional) estão preocupados em adaptar os aspectos internos da organização às novas condições impostas pelo ambiente externo.

  • Empresas - Conceitos e Características

    Empresas - Conceitos e Características

    1. São orientadas para o lucro.
    2. Assumem riscos: os riscos envolvem tempo, dinheiro, recursos e esforços.
    3. São dirigidas por uma filosofia de negócios: os Administradores de cúpula tomam decisões que se relacionam com mercados, custos, preços, concorrência, planos e regulamentos do governo, legislação, além de assuntos internos relativos à estrutura e ao comportamento da empresa.
    4. São geralmente avaliadas sob um ponto de vista contábil: os investimentos e retornos são registrados, processados e analisados em termos de dinheiro (resultados).
    5. São reconhecidas como negócios pelas demais organizações e pelas autoridades governamentais: são consideradas como produtoras de bens ou de serviços e como tal passam a ser solicitadas pelas outras empresas, que lhes fornecem inputs, consomem seus outputs ou, ainda, concorrem com elas ou lhes aplicam taxas e impostos.
    6. Constituem propriedade privada que deve ser controlada e administrada pelos respectivos proprietários ou acionistas ou por administradores profissionais.

  • EMPRESAS COMO SISTEMAS

    EMPRESAS COMO SISTEMAS

    Conceito de Sistema:
    1. Um conjunto de elementos (que são partes ou órgãos componentes do sistema), isto é, sub-sistemas;
    2. dinamicamente inter-relacionados (isto é, em interação e interdependência), formando uma rede de comunicações e relações em função de dependência recíproca entre eles;
    3. desenvolvendo uma atividade ou função (que é a operação, atividade ou processo do sistema);
    4. visando atingir um ou mais objetivos ou propósitos (que constituem a própria finalidade para a qual o sistema foi criado).

  • Em função dessas quatro características, o sistema funciona como um todo logicamente organizado. Este aspecto de totalidade e de integridade é o fundamento de um sistema.
    Todo sistema apresenta os seguintes parâmetros para possibilitar seu funcionamento:
    Entradas ou Insumos (inputs): todo sistema recebe do ambiente externo os insumos que precisa para poder operar (sejam eles recursos, energia, informação, etc.).
    Operação ou Processamento: todo sistema processa ou converte suas entradas através dos seus subsistemas. Cada tipo de entrada (recursos materiais; como máquinas e equipamentos ou matérias-primas; recursos humanos, como mão-de-obra; recursos financeiros, como dinheiro, créditos) é processado através de subsistemas específicos, especializados no processamento daquele tipo de entrada.
    Saídas ou Resultados (outputs): todo sistema coloca no ambiente externo as saídas ou os resultados de suas operações ou de seu processamento.
    Retroação ou realimentação (feedback): é a reentrada ou o retorno no sistema de parte de suas saídas ou de seus resultados.

  • Objetivos e Níveis Hierárquicos

    Objetivos e Níveis Hierárquicos

    OBJETIVOS DAS EMPRESAS
    A razão de ser de uma empresa é atingir determinados objetivos específicos pré-estabelecidos.
    Esses objetivos não são estáticos, mas dinâmicos e em contínua evolução, alterando as relações (externas) da empresa com o seu ambiente e (internas) com os seus participantes e são continuamente reavaliados e modificados em função das mudanças do ambiente e da organização interna.

  • RECURSOS DAS EMPRESAS

    RECURSOS DAS EMPRESAS

    Entende-se por recursos os meios que as empresas possuem para realizar suas tarefas e atingir suas metas/objetivos.
    Os recursos podem ser classificados em cinco grupos:
    1. Recursos Físicos ou Materiais: recursos necessários para as operações básicas da empresa, seja para prestar serviços especializados, seja para produzir bens ou produtos. Compreendem: · espaço físico, prédios, instalações, edifícios e terrenos · máquinas, equipamentos e ferramentas · processo produtivo, a tecnologia, os métodos e procedimentos de trabalho · matérias-primas
    2. Recursos Financeiros: referem-se ao dinheiro sob a forma de: · capital · fluxo de caixa · empréstimos · financiamentos · créditos · receitas


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 120,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  •  Administração de Empresas
  • TIPOS DE AMBIENTE
  • Ambiente de Tarefa
  • Análise Ambiental
  • Empresas - Conceitos e Características
  • EMPRESAS COMO SISTEMAS
  • Objetivos e Níveis Hierárquicos
  • RECURSOS DAS EMPRESAS
  • PARTES OU NÍVEIS HIERÁRQUICOS DAS EMPRESAS
  • 1. INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO
  • EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO
  • PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO DO FAYOL
  • COMPARAÇÃO ENTRE AS CONTRIBUIÇÕES DE TAYLOR E FAYOL
  • PERSPECTIVA DA ABORDAGEM CIENTÍFICA
  • ABORDAGEM COMPORTAMENTAL
  • ABORDAGEM SISTÊMICA
  • A Tecnologia e sua Administração
  • II - ADMINISTRAÇÃO DA TECNOLOGIA
  • Teoria da Administração HISTÓRIA DA TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO.
  • TEORIA CLÁSSICA DE HENRI FAYOL (1841 – 1925)
  • TEORIA DA BUROCRACIA DE WEBER (1864 – 1920)
  • TEORIA ESTRUTURALISTA
  • ESCOLA DAS RELAÇÕES HUMANAS
  • TEORIA COMPORTAMENTAL
  • ESTRATÉGIA EMPRESARIAL
  • Tipos de Estratégias Empresariais
  • TIPOS DE ESTRATÉGIA EMPRESARIAL COMPETITIVA
  • AVALIAÇÃO DA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL
  • ADMINISTRAÇÃO DA ESTRATÉGIA
  • ESTRATÉGIA EMPRESARIAL: FORMULAÇÃO X EXECUÇÃO
  • AUTORIDADE E RESPONSABILIDADE
  • DELEGAÇÃO
  • RAZÕES PARA A DELEGAÇÃO
  • RAZÕES PARA NÃO QUERER DELEGAR
  • RAZÕES DE OS SUBORDINADOS NÃO QUEREREM A DELEGAÇÃO
  • FORMA DE DELEGAÇÃO
  • TIPOS DE AUTORIDADE
  • CARGOS E FUNÇÕES
  • Abordagem Clássica
  • Abordagem Humanística
  • Abordagem Contingencial
  • Comunicação
  • CONFLITOS ORGANIZACIONAIS
  • CONTROLE
  • DEPARTAMENTALIZAÇÃO
  • Função e Estilos de Direção
  • SISTEMAS DE ADMINISTRAÇÃO
  • Estrutura Organizacional
  • Amplitude de Comando e de Controle
  • TIPOS DE ORGANIZAÇÃO
  • SUPERVISÃO
  • MOTIVAÇÃO HUMANA
  • Liderança
  • ESTILO DE LIDERANÇA
  • Bibliografia/Links Recomendados