Curso Online de Tecnologia e Administração

Curso Online de Tecnologia e Administração

Neste curso serão abordados os temas relacionados com a tecnologia e administração.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Neste curso serão abordados os temas relacionados com a tecnologia e administração.

Estudante de Graduação em Odontologia.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • TECNOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO

    TECNOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO

    CURSO DE ATUALIZAÇÃO

  • A Cibernética é uma ciência relativamente jovem e que foi assimilada pela Informática e pela Tecnologia da Informação (TI). A Cibernética foi criada porNor- bertWiener" entre os anos de 1943 e 1947,1 na época em que Von Neuman e Morgenstern (1947) criavam a Teoria dos ]ogos,2 Shannon e Weaver (1949) cria- vam a Teoria Matemática da Informaçã03 e Von Ber- talanffy (1947) definia a Teoria Geral dos Sistemas.

  • A Cibernética surgiu como uma ciência interdis- ciplinar para relacionar todas as ciências, preencher os espaços vazios não pesquisados por nenhuma de- las e permitir que cada ciência utilizasse os conheci- mentos desenvolvidos pelas outras. O seu foco está na sinergia, conceito que veremos adiante.

  • Origens da Cibernética

    Origens da Cibernética

    As origens da CibernéticaS estão ligadas aos seguin- tes fatos:
    a. O movimento iniciado porNorbert Wiener em 1943 para esclarecer as chamadas "áreasbran- cas no mapa da ciência". A Cibernética começou como uma ciência interdisciplinar de co- nexão entre as ciências. E como uma ciência diretiva: a kybernytikys da ciências. A idéia era juntar e não separar. O mundo não se en- contra separado por ciências estanques como física, química, biologia, botânica, psicologia, sociologia etc., com divisões arbitrárias e fronteiras bem definidas. Elas constituem di- ferentes especialidades inventadas pelo ho- mem para abordar as mesmas realidades, dei- xando de lado fecundas áreas fronteiriças do conhecimento humano - as áreas brancas - que passaram a ser negligenciadas, formando barreiras que impedem ao cientista o conheci- mento do que está se passando nos outros campos científicos. A única maneira de explo- rar essas áreas brancas é reunir uma equipe de cientistas de diferentes especialidades e criar uma ciência capaz de orientar o desenvolvi- mento de todas as demais ciências.

  • b. Os primeiros estudos sobre o cálculo de varia- ções da Matemática, o princípio da incerteza mecânica quântica, a descoberta dos filtros de onda, o aparecimento da mecânica estatística etc., levaram a inovações na Engenharia, na Fí- sica, naMedicina etc., as quais exigiram maior conexão entre esses novos domínios e o inter- câmbio de descobertas nas áreas brancas entre as ciências. A ciência que cuida dessas ligações foi chamada por Wiener de cibernética: era um novo campo de comunicação e controle.

  • c. Os estudos sobre informação e comunicação começaram com o livro de Russell e White- head, Principia Mathematica, em 1910. Entre Ludwig Wittgenstein até a lingüística matemática de A. N. Chomsky, surgiram vá- rios trabalhos sobre a lógica da informação. Com os trabalhos de Alfred Korzybski sobre a semântica geral surgiu o interesse pelo sig- nificado da comunicação. Mas foi com a abertura dos documentos secretos sobre a Primeira Guerra Mundial que se percebeu que a falta de comunicação entre as partes conflitantes, apesar das informações copio- sas, fora a causa da terrível catástrofe que po- deria ter sido evitada. Como decorrência, a informação passou a absorver a atenção do mundo científico.

  • d. Os primeiros estudos e experiências com com- putadores para a solução de equações diferen- ciais. Essas máquinas rápidas e precisas deve- riam imitar o complexo sistema nervoso hu- mano. Daí seu nome inicial: cérebro eletrôni- co. O comportamento da máquina tinha co- mo modelo o cérebro humano. A comunica- ção e o controle no homem e no animal deve- riam ser imitados pela máquina. O computa- dor deveria ter condições de autocontrole e auto-regulação, independentes de ação huma- na exterior - típicas do comportamento dos seres vivos - para efetuar o processamento eletrônico de dados. A inteligência artificial (IA) é um termo que significa fazer máquinas e computadores que se comportem como seres humanos.

  • e. A Segunda Guerra Mundial provocou o desen- volvimento dos equipamentos de artilharia aérea na Inglaterra em face do aperfeiçoamen- to da força aérea alemã. Wiener colaborou no projeto de um engenho de defesa aérea basea- do no computador em uso na época, o analisa- dor diferencial de Bush. Esse engenho prees- tabelecia a orientação de vôo dos aviões rápi- dos para dirigir projéteis do tipo terra-ar para interceptá-los em vôo. Tratava-se de um ser- vomecanismo de precisão capaz de se auto- corrigir rapidamente a fim de ajustar-se a um alvo em movimento variável. Surgiu o concei- to de retroação (feedback): o instrumento de- tectava o padrão de movimento do avião e ajustava-se a ele autocorrigindo o seu funcio- namento. A variação do movimento do avião funcionava como uma entrada de dados (re- troação) que fazia a parte regulada reorien- tar-se no sentido do alvo em movimento.

  • f. A Cibernética ampliou seu campo de ação com o desenvolvimento da Teoria Geral dos Siste- mas (TGS) iniciado por Von Bertalanffy, em 1947,6 e com a criação da Teoria da Comuni- cação por Shannon e Weaver/ em 1949. Von Bertalanffy pretendia que os princípios e con- clusões de determinadas ciências fossem apli- cáveis a todas as demais ciências. A TGS é uma abordagem organicista que localiza aquilo que as diversas ciências têm em comum sem pre- juízo daquilo que têm de específico. O movi- mento sistêmico teve um cunho pragmático voltado à ciência aplicada.

  • g. No início, a Cibernética - como ciência apli- cada - limitava-se à criação de máquinas de comportamento auto-regulável, semelhante a aspectos do comportamento do homem ou do animal (como o robô, o computador eletrôni- co, denominado cérebro eletrônico e o radar, baseado no comportamento do morcego; o piloto automático dos aviões etc.) e onde eram necessários conhecimentosvindos de di- versas ciências.8 As aplicações da Cibernética estenderam-seda Engenharia para a Biologia, Medicina, Psicologia, Sociologia etc., chegan- do à teoria administrativa.

  • Conceito de Cibernética

    Conceito de Cibernética

    Cibernética é a ciência dacomunicação e do contro- le, seja no animal (homem, seres vivos), seja na má- quina. A comunicação torna os sistemas integrados e coerentes e o controle regula o seu comportamen- to. A Cibernética compreende os processos e siste- mas de transformação da informação e sua concre- tização em processos físicos, fisiológicos, psicológi- cos etc. Na verdade, a Cibernética é uma ciência in- terdisciplinar que oferece sistemas de organização e de processamento de informações e controles que auxiliam as demais ciências. Para Bertalanffy, "a Ci- bernética é uma teoria dos sistemas de controle ba- seada na comunicação (transferência de informa- ção) entre o sistema e o meio e dentro do sistema e do controle (retroação) da função dos sistemas com respeito ao ambiente.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • TECNOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO
  • Origens da Cibernética
  • Conceito de Cibernética
  • Principais conceitos da Cibernética
  • Campo de estudo da cibernética: os sistemas
  • Representação dos sistemas: os modelos
  • Principais conceitos de sistemas
  • Conceito de entrada (input)
  • Conceito de saída (output)
  • Conceito de caixa negra (black box)
  • Conceito de retroação (feedback)
  • Conceito de homeostasia
  • Conceito de informação
  • Teoria da Informação
  • Conceito de redundância
  • Conceito de entropia e sinergia
  • Conceito de informática
  • Automação
  • Tecnologia da Informação
  • Sistemas de informação
  • Integração do negócio
  • E-business
  • Homo digitalis
  • FIM...