Curso Online de Engenharia de Produção
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Engenharia de Produção

O engenheiro de produção é peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Ele gerencia os recursos humanos, fnancei...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas

De: R$ 60,00 Por: R$ 40,00
(Pagamento único)

Mais de 40 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O engenheiro de produção é peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Ele gerencia os recursos humanos, fnanceiros e materiais

UEMG - Universidade do Estado de Minas Gerais, em Ciência da Computação. Técnico em Contabilidade. pelo Colégio SOER Sociedade de Ensino Regional Ltda. Araçatuba, São Paulo.


- Bryan Lucas Oliveira Dutra Da Silva

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

  • Aula – Introdução
    Emgenharia de Produção

    Carlos Alberto da silva
    Carlosalberto.silva1@hotmail.com

  • Universidade

    Sociedade

  • Sociedade

    Brasil tem um parque produtivo
    -Metalúrgia
    -Siderúrgica
    -Automotiva
    -Papel e celulose
    -Aeronautica
    -Petroleo
    -Agroindustria

  • Pesquisa

    Universidade

    Local de conhecimento, lugar que a sociedade construí conhecimento
    Educação e avanço do conhecimento

    Crescimento da produção cientifica no Brasil
    1984 : 0,4 %
    2003: 1,6 %

    Artigo publicado equivale a pesquisa concluída

  • Então por que o país, com tais indicadores positivos - atividade industrial diversificada, universidades que pesquisam e aproximadamente 80 mil cientistas qualificados -, continua a padecer do problema crônico da baixa competitividade em muitas de suas áreas produtivas?

  • Competitividade, na visão microeconômica, é a capacidade de as firmas ganharem market share, aumentarem o lucro e crescerem. Para tanto é necessário se diferenciar...

    Competitividade, na visão microeconômica, é a capacidade de as firmas ganharem market share, aumentarem o lucro e crescerem. Para tanto é necessário se diferenciar...

    INOVAÇÃO  COMPETITIVIDADE

  • Fonte: OMC.

    Participação nas Exportações Mundiais (%)

    Países Asiáticos Aumentaram Muito Sua Participação no Comércio Mundial

  • Exportações Asiáticas Ganharam Participação em Produtos de Alta Intensidade Tecnológica

  • O Progresso Tecnológico e o Desenvolvimento Econômico

  • Inovação – Motor do Desenvolvimento Econômico

  • Inovação – Motor do Desenvolvimento Econômico


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 40,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Competitividade, na visão microeconômica, é a capacidade de as firmas ganharem market share, aumentarem o lucro e crescerem. Para tanto é necessário se diferenciar...
  • Conclusões
  • Afinal o que é Engenharia de Produção?
  • Perfil do aluno e profissional
  • As 11 sub-áreas da Eng. Produção
  • ABEPRO Associação Brasileira de Engenharia de Produção http://www.abepro.org.br/
  • Cursos de graduação
  • Mestrados e Doutorados reconhecidos pela CAPES:
  • Bibliotecas, Teses e dissertações
  • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO-DEFINIÇÃO
  • ENGENHARIA DE PRODUÇÃO - HISTÓRICO
  • ÁREAS DA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
  • GESTÃO DE OPERAÇÕES
  • GESTÃO DA QUALIDADE
  • O DESAFIO
  • PONTO DE PARTIDA – Consenso sobre diretrizes fundamentais
  • Ações (“O Plano”)
  • Fase I - Capacitação e discussões sobre o futuro
  • Fase I - Ações de capacitação e discussões sobre o futuro
  • Fase II - Mapeamento do perfil
  • Fase II - Preparação de propostas (estudos) baseadas em cadeias
  • Estudos específicos
  • Ambientalização Curricular
  • Fase III - Negociação com departamentos e unidades da USP
  • Primeiras alterações - 2013
  • Negociação com departamentos e unidades da USP
  • Reformulação Curricular – 2014
  • Disciplinas voltadas para PBL
  • Fase III – Aprovação na CoC e Conselho do SEP.
  • Aprovação no conselho
  • Resultado Final
  • Conclusão
  • Emgenharia de Produção