Curso Online de Arte Guerra,reflexões....
5 estrelas 28 alunos avaliaram

Curso Online de Arte Guerra,reflexões....

A bienal de Arte de São Paulo de 2010, propondo o tema Política e Arte ,traz à tona um assunto recorrente em toda a arte mundial, a quest...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

A bienal de Arte de São Paulo de 2010, propondo o tema Política e Arte ,traz à tona um assunto recorrente em toda a arte mundial, a questão da guerra e da paz, dos destinos do planeta nas mãos de poucos e da consciência social que pode ser e que por muitas vezes foi influenciada pela arte engajada, pela arte pela PAZ.
Por meio de obras de artes visuais,fazemos um link entre acontecimentos de guerra mundiais e o poder que a arte possui de modificação social.

Eliana Angélica Peres D'Alessandro Formada em Sociologia desde 1989. Especialista em cultura e arte UNESP 2002. Mestre em Artes Visuais UNESP 2006. Atuou como professora de Sociologia de 1989 a 2010. Pintora e escultora desde os 09 anos de idade. Autora de diversos artigos e livros ligados à política, sociologia, história e arte. Atualmente é pesquisadora do Laboratório de Identidade e Diversidade Cultural do IA/UNESP,em cultura e arte paulista.


- Zulena Aparecida Rodrigues

- Renata Gonzaga De Barros

- Camila Teixeira Magdaleni Neves

"ÓTIMO"

- Mikaele De Oliveira Mesquita

- Evanio Olszewski

- Denise Faustino Valentim Santos

- Denise Faustino Valentim Santos

"muito bom"

- Denis Andrade Torres

- André Luiz Santos Da Conceição

- Wagner Andre Johansson

- Tatiane Da Silva

"Muito bom!"

- Viviane Muniz De Andrade

- Thais Aparecida Schile

- Luciene Amorim Pereira

- Susan Helena Veroneze

- Escia Boaventura

- Luciene Amorim Pereira

- Luis Felippe Augusto De Oliveira Alves Leal

- Valdinéia Dias Dos Santos

- Ana Paula Oliveira Da Silva

- Elizângela Nogueira Moretti

- Dione Prates Porto

- Adriana Lourenço

- Rosely Aparecida Ruziska Tondato

"Bem explicado.Adorei"

- Antonio Paiva

- Elisangela Aparecida Das Graças Da Silva

- Dilma Carvalho Pereira

"Esperava mais conteúdo."

- Valdete Barros Gonçalves Da Silva

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • ARTE GUERRA “INFLUÊNCIAS” ......... Primeira Guerra Mundial Guerra Civil Espanhola Segunda Guerra Mundial Conflitos na Coréia e no Vietnã 11 de Setembro Ocupação do Iraque Esteja atualizado,veja como arte e guerra podem sofrer influências....

    arte guerra “influências” ......... primeira guerra mundial guerra civil espanhola segunda guerra mundial conflitos na coréia e no vietnã 11 de setembro ocupação do iraque esteja atualizado,veja como arte e guerra podem sofrer influências....

    “influências”

  • GUERRA ARTISTA, ARTE, GUERRA.

    guerra artista, arte, guerra.

  • COLETIVO DE ARTISTAS CUBANOS,”GUERRA DE LA PAZ”,LIDERADOS POR ALAIN GUERRA E NERALDO DE LA PAZ,

    coletivo de artistas cubanos,”guerra de la paz”,liderados por alain guerra e neraldo de la paz,

    residentes em miami (eua) transformaram blusas,calças e agasalhos encontrados...

  • Duas Guerras Mundiais, acontecimentos ... início da democratização mundial após a Guerra-Fria

    duas guerras mundiais, acontecimentos ... início da democratização mundial após a guerra-fria

    primeira guerra mundial

    em 1914, o arquiduque francisco ferdinando, de 51 anos, herdeiro do império austro-húngaro foi assassinado a tiros, juntamente com sua esposa sophia, em uma rua de sarajevo (bósnia-herzegovina), pelo jovem gavrilo princip, pertencente a uma organização que defendia a criação de um grande estado em torno da sérvia.

    o governo austro-húngaro acusou a sérvia de preparar o atentado, ameaçando-a com a guerra. o secretário do estado britânico, edward grey, solicitou a mediação internacional para evitar novos conflitos nos bálcãs, a exemplo das guerras locais de 1912 e 1913, em que já se definiam apoios militares a austro-húngaros/alemanha, sérvia-rússia, frança, grã bretanha, estados unidos, pois se temia que um novo conflito se alastrasse pelo mundo. em período anterior, os gigantes da europa haviam construído imensos exércitos com a maior parte dos países adotando o serviço militar obrigatório (1870-1914) e, assim, qualquer impasse no delicado equilíbrio europeu levaria à mobilização geral. uma vez mobilizados tropas e generais, ficaria difícil voltar atrás. a população européia apoiou cegamente o conflito, foi o efeito do nacionalismo propagado por muitas décadas.

  • Imagem I GUERRA

    imagem i guerra

  • Ilustração (I GUERRA) Revista da Época

    ilustração (i guerra) revista da época

  • Foto de Mulher trabalhando na fábrica de armas e munição I Guerra Mundial

    foto de mulher trabalhando na fábrica de armas e munição i guerra mundial

  • I GUERRA -Máscara anti-gases

    i guerra -máscara anti-gases

  • Posição de artistas e de personalidades da época

    posição de artistas e de personalidades da época

    algumas personalidades importantes na época eram contra a guerra, como o cientista alemão albert einstein, o filósofo inglês bertrand russel, os líderes socialistas karl liebknecht e rosa luxemburgo (alemanha) e wladimir lênin (rússia). a partir de 1914 foi declarada a guerra, que durou quatro anos, causando a dissociação de vários impérios da europa, do austro-húngaro, turquia e rússia, com um saldo de 9 milhões de mortos e 21 milhões de feridos.
    no período de 1914 a 1918, artistas e intelectuais de diversas localidades do mundo eram contrários ao envolvimento de seus países no conflito, exilando-se em zurique, na suíça. fundaram um movimento literário para expressar suas decepções com o fracasso das ciências, da religião e da filosofia, revelador da incapacidade de evitar a grande destruição que assolava a europa. a arte perdia todo seu sentido, já que a guerra havia sido instaurada.
    nessa ocasião, os estudos de freud chamavam a atenção para um aspecto novo da realidade humana. eles revelavam que muitos atos praticados pelos homens eram automáticos e independentes de ações lógicas, tal como menciona arnheim em seu trecho sobre o 6º livro de a interpretação dos sonhos, de freud.

  • Einstein, foto....

    einstein, foto....

  • Einstein.....arte.

    einstein.....arte.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Primeira Guerra Mundial
  • Guerra Civil Espanhola
  • Segunda Guerra Mundial
  • Conflitos na Coréia e no Vietnã
  • 11 de Setembro
  • Ocupação do Iraque
  • Posição de artistas e de personalidades
  • da época
  • A escolha de Guernica
  • A segunda-feira negra de Guernica
  • A Guernica, de Picasso
  • A Guernica, segundo Giulio Argan
  • A Legião Condor e a Armada de Hitler
  • O surgimento do ETA