Curso Online de GUITARRA INTERMEDIÁRIA

Curso Online de GUITARRA INTERMEDIÁRIA

CURSO COM O OBJETIVO DE FORMAR GUITARRISTAS MAIS TÉCNICOS MUSICALMENTE E CERTIFICAR E DAR RECONHECIMENTO A QUEM NECESSITA.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

De: R$ 60,00 Por: R$ 40,00
(Pagamento único)

Mais de 5 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

CURSO COM O OBJETIVO DE FORMAR GUITARRISTAS MAIS TÉCNICOS MUSICALMENTE E CERTIFICAR E DAR RECONHECIMENTO A QUEM NECESSITA.

formação pedagógica de professor de música



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Índice
    Introdução .................................................................................................................................. 01
    Notas no seu Instrumento ......................................................................................................... 02
    Escala Cromática Diatônica ...................................................................................................... 04
    Relatividade entre Acordes ....................................................................................................... 05
    Harmonia ................................................................................................................................... 06
    Formação de Dissonâncias ....................................................................................................... 07
    Conhecendo melhor os Intervalos ............................................................................................ 08
    Cifras . ....................................................................................................................................... 09
    Acordes Básicos e Tons Relativos ............................................................................................. 10
    Inversões ................................................................................................................................... 12
    Teoria Básica sobre Partitura .................................................................................................... 14
    Modos Gregos ........................................................................................................................... 15
    Outros tipos de Escalas ............................................................................................................. 16
    Dicas sobre Escalas .................................................................................................................. 17
    Entendendo a Tablatura ............................................................................................................ 18
    Trabalhando a Palheta .............................................................................................................. 19
    Arpejos e Sweeps ..................................................................................................................... 20
    Arpejos Diminutos ..................................................................................................................... 21
    Frank Gambale – Palhetada Rápida ......................................................................................... 22
    Tapping ...................................................................................................................................... 24
    Licks .......................................................................................................................................... 26
    Pentatônica E7 / Blues – Rock ................................................................................................... 27
    Frases de Blues / Rock ............................................................................................................. 28
    Blues - Fast Blues Licks ............................................................................................................ 29

  • CURSOS DE GUITARRA INTERMEDIÁRIA

    CURSOS DE GUITARRA INTERMEDIÁRIA

  • Introdução


    Olá pessoal, o objetivo desse curso não é dizer o que é certo ou errado, a música possui um campo muito grande de improvisação, e dentro desse campo o que deve contar é sua personalidade, é muito bom você estudar e ter conhecimento, pois isso torna a sua vida mais fácil na hora de compor ou tirar alguma música, mais que fique bem claro que o que vale é você ter o seu próprio estilo, costumo dizer que o difícil não é você tirar uma música daquele guitarrista predileto, e sim fazer uma música que te agrade, afinal de contas você vai ser lembrando pelo o que criou e não pelo o que copiou.

    Bom, sobre a apostila, comecei com a teoria básica que acho indispensável, pois a partir desse ponto você compreenderá o que esta tocando, abordei também a maioria das técnicas citando alguns guitarristas famosos, preferi escrever tudo em tablatura pois assim o conteúdo ficaria menor tornando mais viável o envio pelo o e-mail, fica a critério do leitor escolher as técnicas que lhe serão úteis, lembrando sempre que para executar essas técnicas é preciso muito estudo.

    Espero que todas essas informações possa contribuir de alguma forma no seu crescimento musical, se você necessita de algum assunto não abordado nessa apostila, por favor me envie um e-mail com assunto que gostaria de ter esclarecimentos, afinal de contas cada pessoa tem suas próprias dúvidas, e nessa apostila procurei citar os assuntos que ao meu ver são indispensáveis para se tornar um bom músico, tendo em vista que, essa apostila lhe traz somente informações técnicas para que você possa executar com mais facilidade a música que está dentro de você, ou seja, tente colocar os seus sentimentos em sua música, nunca se esquecendo que a música é uma arte, e deve ser tratada como tal.

  • Notas no seu Instrumento É de vital importância que seja decorado todas as notas do braço de seu instrumento, por incrível que pareça tem muita gente que toca que não sabe as notas, lembrando que a partir da casa n.º 12 as notas se repetem.

    Notas no seu Instrumento É de vital importância que seja decorado todas as notas do braço de seu instrumento, por incrível que pareça tem muita gente que toca que não sabe as notas, lembrando que a partir da casa n.º 12 as notas se repetem.

  • Notas


    Segue no quadro abaixo as sete notas musicais :



    Bom essas notas são notas naturais, isso quer dizer ausente de (#) sustenido e (b) bemol.

    # - Sustenido - altera a nota meio tom ACIMA, tornando-a portanto, MAIS AGUDA.

    b – Bemol – altera a nota meio tom abaixo, MAIS GRAVE.


    O gráfico abaixo representa o braço de seu instrumento, ele procura demonstrar um oitava de DÓ, mais aguda.

  • Como você pode notar no braço do seu instrumento, os intervalos MI-FA e SI-DO são de SEMITONS daí você exclui as possibilidades de haver notas como MI#, FAb, SI# e DOb.

    Como você pode notar no braço do seu instrumento, os intervalos MI-FA e SI-DO são de SEMITONS daí você exclui as possibilidades de haver notas como MI#, FAb, SI# e DOb.

    Em princípio as duas estão certas. Uma especificação só é necessária, quando as notas estão aplicadas numa música, ou seja, através do tom da música você sabe se a nota vai ser sustenida ou bemol.

  • Escala Cromática e Diatônica


    ü Escala Cromática - é a sucessão de todas as notas em SEMITONS, até completar uma
    OITAVA.

    Logo abaixo está o exemplo da Escala Cromática de Lá .

  • ü Escala Diatônica - é a sucessão das notas em intervalos de SEMITONS e TONS, podendo ser MAIOR ou MENOR. Veja o exemplo abaixo da Escala Diatônica de Lá – Maior :

    ü Escala Diatônica - é a sucessão das notas em intervalos de SEMITONS e TONS, podendo ser MAIOR ou MENOR. Veja o exemplo abaixo da Escala Diatônica de Lá – Maior :

  • Note que existe 2 tons entre LA e DO#, 1 Semitom entre DO# e RE, 3 Tons entre RE e SOL#, e 1 Semitom entre SOL# e LA. Agora veja abaixo o exemplo da Escala Diatônica de Lá – Menor Melódica.

    Note que existe 2 tons entre LA e DO#, 1 Semitom entre DO# e RE, 3 Tons entre RE e SOL#, e 1 Semitom entre SOL# e LA. Agora veja abaixo o exemplo da Escala Diatônica de Lá – Menor Melódica.

  • Note que existe 1 tom entre LA e SI, 1 Semitom entre SI e DO, 4 tons entre DO e SOL#, 1 Semitom entre SOL# e LA. As ESCALAS também podem ser ASCENDENTES ou DESCENDENTES, conforme a disposição das notas, isto é, do grave para o agudo ou vice-versa. Uma particularidade importante nas ESCALAS MENORES, é que a DESCENDENTE não é igual à ASCENDENTE, como acontece nas escalas maiores.

    Note que existe 1 tom entre LA e SI, 1 Semitom entre SI e DO, 4 tons entre DO e SOL#, 1 Semitom entre SOL# e LA.

    As ESCALAS também podem ser ASCENDENTES ou DESCENDENTES, conforme a disposição das notas, isto é, do grave para o agudo ou vice-versa. Uma particularidade importante nas
    ESCALAS MENORES, é que a DESCENDENTE não é igual à ASCENDENTE, como acontece nas escalas maiores.

  • ESCALAS MENORES, é que a DESCENDENTE não é igual à ASCENDENTE, como acontece nas escalas maiores.

    Pela a tabela ao lado podemos classificar a
    escala ASCENDENTE como LA Menor Melódica, e a DESCENDENTE como LA
    Menor Natural, pois esta não possui nenhum (#) - Sustenido ou (b) - Bemol.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 40,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • CURSOS DE GUITARRA INTERMEDIÁRIA
  • Notas no seu Instrumento É de vital importância que seja decorado todas as notas do braço de seu instrumento, por incrível que pareça tem muita gente que toca que não sabe as notas, lembrando que a partir da casa n.º 12 as notas se repetem.
  • Como você pode notar no braço do seu instrumento, os intervalos MI-FA e SI-DO são de SEMITONS daí você exclui as possibilidades de haver notas como MI#, FAb, SI# e DOb.
  • ü Escala Diatônica - é a sucessão das notas em intervalos de SEMITONS e TONS, podendo ser MAIOR ou MENOR. Veja o exemplo abaixo da Escala Diatônica de Lá – Maior :
  • Note que existe 2 tons entre LA e DO#, 1 Semitom entre DO# e RE, 3 Tons entre RE e SOL#, e 1 Semitom entre SOL# e LA. Agora veja abaixo o exemplo da Escala Diatônica de Lá – Menor Melódica.
  • Note que existe 1 tom entre LA e SI, 1 Semitom entre SI e DO, 4 tons entre DO e SOL#, 1 Semitom entre SOL# e LA.
  • As ESCALAS também podem ser ASCENDENTES ou DESCENDENTES, conforme a disposição das notas, isto é, do grave para o agudo ou vice-versa. Uma particularidade importante nas
  • ESCALAS MENORES, é que a DESCENDENTE não é igual à ASCENDENTE, como acontece nas escalas maiores.
  • O sentido de HARMONIA em música é tão complexo e sutil, que uma DISSONÂNCIA da 1ª oitava, na maioria das vezes não igual na 2ª oitava , faça o seguinte teste com seu instrumento, monte o acorde de DO Maior com Sexta citado acima e depois monte o mesmo acorde só que com essa Sexta ou seja, (LA) mais aguda (oitavada). Você verá que o som do mesmo acorde vai mudar, para que esse processo pudesse ser escrito foi criada uma EXTENSÃO DE INTERVALOS, ultrapassando a 1ª oitava, e provocando o aparecimento da NONA, DÉCIMA, DÉCIMA PRIMEIRA, DÉCIMA SEGUNDA e DÉCIMA TERCEIRA, a partir da qual o efeito das dissonâncias passa a se repetir.
  • As dissonâncias são assinaladas ao lado da nota. Quanto ao critério das alterações, dá-se preferência aos BEMOIS, por uma questão de padronização. Assim, por exemplo, o tom que está entre D e E , será representado por Eb e não D#.
  • Bom, como vimos acima, você pode montar o seu acorde do jeito que a sua música necessita, esse ultimo mesmo possui quatro dissonâncias.
  • Acordes Básicos / Tons Relativos Bom começamos então com a seguinte pergunta. Como encontrar os mais prováveis acordes que uma música normalmente exige para que se possa acompanha-la satisfatoriamente ? Escolhido o tom da música, pode-se encontrar esses acordes entre os INTERVALOS de sua própria escala.
  •   Os prováveis acordes citados acima podem ser consideradas ACORDES BÁSICOS. Vamos achar cada um deles em DÓ MAIOR.
  • Com o quadro acima conseguimos identificar os quatro ACORDES BÁSICOS para se acompanhar em DÓ, SOL7, DO7 e FA. Bem, mas esses acordes serviriam talvez para acompanhar músicas bem simples, como valsas antigas e canções infantis. Recorre-se então ao tom RELATIVO, procurando ampliar o campo de ação. Para os tons maiores, os RELATIVOS acham-se a um tom e meio abaixo, acontecendo o inverso para os menores. Em DO MAIOR, portanto, o RELATIVO é LA MENOR.
  • O que foi feito em DO MAIOR, repete-se em LA MENOR, para achar seus ACORDES BÁSICOS. Observa-se que, na Sétima da Tônica, o tom menor passa para maior.
  • Então já temos oito ACORDES BÁSICOS para acompanharem DÓ MAIOR e LA MENOR, prestem muita atenção nas pestanas desses acordes e nos dedos a serem usados na formação de cada um.
  • Inversão Esta é a parte mais importante da HARMONIA. Refere-se ao tratamento que se deve dar ao acorde, afim de adaptá-lo a uma seqüência. No decorrer da apresentação dos TONS e DISSONÂNCIAS, os acordes foram dados com as TÔNICAS no BAIXO, porém esta condição de uma harmonia perfeita, as vezes não basta, é preciso uma coordenação entre os baixos, e as tônicas nem sempre podem oferecer tal possibilidade. A partir de agora vamos começar a utilizar as CIFRAS para dar nome aos acordes.
  • Vamos construir uma frase.
  • Logo acima podemos ver o exemplo de um a seqüência de acordes sem alterações, com o baixo em suas respectivas TÔNICAS, porém os seus componentes acham-se isolados entre si, sem qualquer adaptação em conjunto.
  • Modos Gregos
  • Outros tipos de Escalas
  • Entendendo a Tablatura
  • Paul Gilbert Esses arpejos possuem saltos de corda, é uma seqüência muito legal e gostosa de praticar, foi retirada de uma das Vídeo Aulas de PAUL GILBERT. Preste muita atenção no posicionamento dos dedos que está marcado abaixo da tablatura.
  • Arpejos Diminutos Bom, os arpejos diminutos são muito usados no estico Rock / Clássico, se o acorde diminuto é composto pela TÔNICA, TERÇA MENOR, e QUINTA MENOR, no arpejo temos a inserção da SÉTIMA DIMINUTA. O Malmsteen se utiliza os arpejos diminutos sobre uma dualidade dominante (com sétima). Experimente fazer a seqüência Aº = Cº = Eº = Gº sobre B7.
  • Arpejos do Malmsteen
  • Frank Gambale – Palhetada Rápida
  • Esse terceiro exemplo é um Arpejo em A Maior, tente acostumar a palhetar dessa maneira, com Sweep e Alternada, com essa técnica você vai adquiri uma maior agilidade tanto em Arpejos como Escalas.
  • Tapping O Tapping é uma técnica onde com a mão esquerda você utiliza “pull-off” e “Hammer-on”, e com a mão direita você “martela” as notas marcadas com um “T”, todas essas técnicas estão citadas na página 18, abaixo citei dois estilos diferentes.
  • Continuação de “Eruption “
  • Licks Nas frases abaixo procurei usar a maioria das técnicas citadas nessa apostila, Sweeps, Bends, Reverse Bend, Pull-Off, Hammer-On, essas técnicas são assinaladas na tablatura através de suas iniciais. Preste muita atenção na hora de reproduzir as frases com as suas respectivas técnicas. Muitas das frases citadas abaixo podem ser usadas em improvisos.
  • Frases de Blues
  • Frases de Blues Pentatônica Gm
  • Pentatônica E7 / Blues – Rock
  • Mais Frases de Blues – Rock
  •   Blues – Fast Blues Licks
  • AGORA VOÇÊ PODE TOCAR SUA GUITARRA COM MAIS QUALIDADE MUSICAL
  • CONCLUSÃO