Curso Online de Curso de Memorização - Vol 3

Curso Online de Curso de Memorização - Vol 3

Curso de Memorização ? Volume 3 A capacidade de memorizar rostos, nomes e fatos, é um trunfo valioso, um dos atributos mais importantes ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

De: R$ 80,00 Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso de Memorização ? Volume 3
A capacidade de memorizar rostos, nomes e fatos, é um trunfo valioso, um dos atributos mais importantes para o sucesso e riqueza na vida profissional.
Este é o último Curso da série ?Memorização ? dando uma força pra sua cuca?. Nesse último volume vamos aprender os seguintes conceitos sobre a memorização: Como memorizar fisionomias, nomes e imagens de ligação; Como memorizar características pessoais ligadas a nomes e fisionomias e Como memorizar prenomes, telefones e datas.

Teólogo



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Curso de Memorização

    curso de memorização

    prof. emerson elias

    a capacidade de memorizar rostos, nomes e fatos, é um trunfo valioso, um dos atributos mais importantes para o sucesso e riqueza na vida profissional.

    volume 3

  • 9ª ETAPA  COMO MEMORIZAR NOMES E FISIONOMIAS IMAGENS DE LIGAÇÃO

    9ª etapa  como memorizar nomes e fisionomias imagens de ligação

    é uma indagação comum de todos saber como, entre tantos milhões de rostos, não existem dois iguais.
    sr. thomas browne

  • INTRODUÇÃO

    introdução

    alguma vez você já ficou embaraçado por não lembrar o nome de alguém? desagradável, não é? pelo menos 80% das pessoas tem mais dificuldade para lembrar-se de nomes, que de rostos. a razão é simples. nos possuímos memória visual, isto é, registramos com muito mais facilidade – no cérebro – as coisas vistas do que as ouvidas. vemos o rosto das pessoas mas, em geral, apenas ouvimos o nome delas.
     
    é por isso que muitas vezes reconhecemos um rosto, mas não nos recordamos do nome. este incidente, além de constrangedor, pode prejudicar negócios, amizades e muito mais.
     
    algumas vezes recorremos a truques, para que o outro não perceba que esquecemos seu nome. chamamos o interlocutor de querida, colega, amigo, ou lhe damos um titulo como doutor, professor, etc. por volta da década de 60, alguns jovens que se autodenominavam existencialistas, tratavam os outros por pessoa. ô pessoa! bom te ver! alem de que esse disfarce não funciona, ainda denota falta de respeito e de consideração, pois a coisa mais importante, para o ser humano, ainda é o próprio ser humano e, em particular, seu próprio nome.

  • desde a antiga civilização greco-romana, vários sistemas têm sido usados, no auxilio da memorização de nomes. cícero lembrava o nome das mulheres dos aldeões e soldados, recorrendo a sistemas mnemônicos.
     
    antes de entrar no mérito de métodos e sistemas, vamos ver como dinamizar sua memória para nomes

  • CINCO REGRAS PARA MEMORIZAR NOMES

    cinco regras para memorizar nomes

    a principal razão pela qual você esquece um nome é que, para começar, nunca se lembrou dele. algumas vezes, nem chegou a ouvi-lo direito. quantas vezes você foi apresentado a alguém e tudo o que ouviu foi um amontoado de sons, em vez do nome? por outro lado, as vezes, você imagina que nunca mais irá encontrar aquela pessoa e então responde, mecanicamente, muito prazer, sem procurar entender corretamente o nome citado.

  • a primeira regra memorizar nomes é: procure ouvir claramente o nome. como dissemos antes, você vê o rosto e o reconhece, mas só ouve o nome. portanto, é preciso entende-lo corretamente. se não ouviu, ou não entendeu, solicite que repitam e, se ainda não tiver certeza, peça que o soletrem. as pessoas ficarão envaidecidas com seu interesse. se, após assegurar-se de como deve soletrar o nome, perceber que é igual ou semelhante ao de um parente ou amigo, mencione o fato. isso servirá para que você grave o nome na mente. quando se tratar de um nome estranho, ou que nunca ouviu antes, mencione isso à pessoa. todo mundo fica lisonjeado quando seu nome é alvo de atenções.

  • outra coisa importante é repetir o nome – sem exagero – com certa freqüência, enquanto estiver conversando. essa forma de conduta ajuda a gravar nomes com mais facilidade. faça isso por algum tempo, até tornar-se um hábito. ao despedir-se, repita o nome.

  • na maioria dos países usa-se o nome da família – que aqui no brasil chamamos de sobrenome – ao sermos apresentados a alguém. por exemplo: meu nome completo é josé augusto machado mas, ao ser apresentado a outra pessoa – fora do brasil – eu declinaria apenas meu sobrenome – machado – e assim seria chamado, até que a convivência ou maior intimidade justificasse ser chamado pelo prenome. por essa razão você vai encontrar, nos exercícios seguintes, exemplos de sobrenomes, indicados simplesmente como nomes.

  • antes vamos resumir as cinco regras já explicadas:
     
    ouvir, sempre o nome da pessoa; ouvir e entender.
     
    soletrar o nome ou pedir para que o façam, se não tiver certeza da pronuncia.
     
    se perceber algo estranho ao nome, ou se for semelhante a outro que já conheça, mencionar o fato.
     
    repetir o nome – sem exagero – algumas vezes, durante a conversa.
     
    dizer o nome, ao despedir-se

  •  
    se usar essas cinco regras, junto com o que vai ver agora, nunca mais esquecerá um nome ou uma fisionomia.
     
    e, por falar em nunca mais se esquecer, ouça esta:
     

  • havia, naquela pequena cidade, dois homens, notáveis por sua memória. um era índio e o outro branco.
     
    certa vez foram levados, por um grupo de amigos, a se defrontarem em desafio, para descobrir quem era dotado de maior poder de memorização. dentre as várias perguntas feitas entre ambos, uma delas, expressa pelo homem branco, foi: o que você comeu, ao jantar da ultima 3ª feira de agosto, há 3 anos? – sem titubear, o índio respondeu: ovos.
     
    algo decepcionado, o outro retrucou: ora! isso não é vantagem! o pessoal daqui come ovos quase todos os dias!
     
    logo a brincadeira perdeu o interesse e o grupo se dispersou. por razões de negócio, o homem branco mudou-se para o exterior onde permaneceu por dez anos. de volta à sua terra, andava pela rua quando, de repente, deparou-se cara a cara com índio. tomado de surpresa, ele exclamou: como! - ao que o outro respondeu laconicamente: fritos!


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Curso de Memorização
  • 9ª ETAPA  COMO MEMORIZAR NOMES E FISIONOMIAS IMAGENS DE LIGAÇÃO
  • INTRODUÇÃO
  • CINCO REGRAS PARA MEMORIZAR NOMES
  • EXEMPLOS DE ASSOCIAÇÃO
  • COMO ASSOCIAR O NOME À FISIONOMIA  
  • 10ª ETAPA  COMO MEMORIZAR CARACTERÍSTICAS PESSOAIS LIGADAS A NOMES E FISIONOMIAS
  • COMO LOCALIZAR AS CARACTERÍSTICAS
  • EXERCÍCIO 1
  • COMO TREINAR SUA MEMÓRIA PARA JOGOS
  • A palavra de fixação pra cada carta começará, sempre com a letra inicial do naipe correspondente.  
  • 11ª ETAPA  COMO MEMORIZAR PRENOMES, TELEFONES E DATAS.
  • INTRODUÇÃO
  • COMO LIGAR FATOS A PESSOAS
  • COMO MEMORIZAR DATAS DE ANIVERSÁRIO
  • COMO MEMORIZAR DATAS E DADOS IMPORTANTES
  • CÓDIGO AERONÁUTICO
  • PALAVRAS SUBSTITUTAS  
  • Conclusão
  • SUPLEMENTO
  • SISTEMAS AUXILIARES (para emergências)
  • EXERCÍCIO DE RELAXAMENTO
  • RELAXAMENTO MUSCULAR-MENTAL
  • Uma oportunidade pra você....