Curso Online de Elaborando Documentos Psicológicos
4 estrelas 6 alunos avaliaram

Curso Online de Elaborando Documentos Psicológicos

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) considera que o psicólogo, no seu exercício profissional, tem sido solicitado a apresentar informa...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

Por: R$ 39,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) considera que o psicólogo, no seu exercício profissional, tem sido solicitado a apresentar informações documentais com objetivos diversos. Com isto, surge a necessidade de referências para subsidiar o psicólogo na produção e elaboração qualificada de documentos escritos, decorrentes de avaliação psicológica.

Portanto, o principal objetivo é orientar o profissional psicólogo na confecção de documentos decorrentes das avaliações psicológicas e fornecer os subsídios éticos e técnicos necessários para a elaboração qualificada da comunicação escrita.

Psicólogo, graduado em Psicologia pelo Centro Universitário do Norte - Laureate International Universities - UNINORTE LAUREATE. Formação e capacitação em: Investigação Diagnóstica das Demências - Indicadores clínicos, neurológicos, psicológicos e neuropsicológicos; Alzeheimer – Implicações Neuropsicológicas;Noções Básicas de Ludoterapia; Como Lidar com Crianças Hiperativas; e Arteterapia. Possui experiência em atendimento e acompanhamento psicológico, escuta terapêutica emergencial com técnicas de Psicoterapia Breve e Focal. Atendimento clínico a dependentes químicos, doentes mentais e familiares, pessoas com deficiência e pacientes em tratamento de câncer e outras demandas. Ministra palestras, cursos de capacitação, aplicação de testes, questionários e entrevistas.


- Dalila Paganini Sant'ana Stalla

- Cleuse Alves Nogueira

- Wanda GonÇalves LeitÃo

- Renata Teixeira Ramos

- Erik Billé De Oliveira

- Pâmella Freitas

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Elaborando Documentos Psicológicos

    Elaborando Documentos Psicológicos

  • Sumário

    Sumário

    Seguiremos, para fins didáticos a ordem:

    I - Princípios Norteadores
    1. Princípios norteadores na elaboração de documentos
    1.1. Princípios técnicos da linguagem escrita
    1.2. Princípios éticos e técnicos
    1.2.1. Princípios éticos
    1.2.2. Princípios técnicos

    II - Modalidade de Documentos
    2.1. Declaração (conceito)
    2.1.1. Declaração (finalidade)
    2.1.2. Declaração (estrutura)
    2.1.3. Modelos de declaração

    2.2. Atestado psicológico (conceito)
    2.2.1. Atestado psicológico (finalidade)
    2.2.2. Estrutura do atestado
    2.2.3. Modelos de atestado

    2.3. Parecer (conceito)
    2.3.1. Parecer (finalidade)
    2.3.2. Estrutura do parecer
    2.3.3. Modelo de parecer

  • Sumário

    Sumário

    2.4. Relatório psicológico
    2.4.1. Relatório psicológico (conceito)
    2.4.2. Relatório psicológico (finalidade)
    2.4.3. Estrutura do relatório psicológico
    2.4.4. Modelo de relatório psicológico

    2.5. Laudo Psicológico
    2.5.1. Laudo psicológico (conceito e finalidade)
    2.5.2. Estrutura do laudo psicológico
    2.5.3. Modelo de laudo psicológico

    III - Validade dos Documentos
    3. Validade dos Documentos

    IV - Guarda dos Documentos e Condições de Guarda
    4. Guarda dos Documentos e Condições de guarda

  • Sumário

    Sumário

    V - Outros Materiais Importantes de Produção e Utilização do Psicólogo
    5. Outros Materiais Importantes de Produção e Utilização do Psicólogo
    5.1. Modelo de agendamento
    5.2. Modelo de cartão de atendimento
    5.3. Modelo de convite em branco
    5.4. Modelo controle de atendimento diário
    5.5. Modelo controle de visitas residenciais
    5.6. Modelo de encaminhamento
    5.7. Modelo de ficha anamnese
    5.8. Modelo de matriz social

    REFERÊNCIAS

  • Introdução

    Introdução

    O Conselho Federal de Psicologia (CFP) considera que o psicólogo, no seu exercício profissional, tem sido solicitado a apresentar informações documentais com objetivos diversos. Com isto, surge a necessidade de referências para subsidiar o psicólogo na produção e elaboração qualificada de documentos escritos, decorrentes de avaliação psicológica.
    Assim, a avaliação psicológica é entendida como um processo técnico-científico de coleta de dados, estudos e interpretações de informações a respeito dos fenômenos psicológicos, utilizando-se para tanto, de estratégias psicológicas (métodos, técnicas e instrumentos). Visto e considerando que, muitos documentos psicológicos não podem ser produzidos simplesmente a esmo, devendo tal procedimento, anteriormente, passar por um processo de avaliação para que, só então, possa ser "confeccionado" um documento. Pois, os resultados das avaliações devem considerar e analisar os condicionantes históricos e sociais e seus efeitos no psiquismo.

  • Introdução

    Introdução

    Portanto, o principal objetivo é orientar o profissional psicólogo na confecção de documentos decorrentes das avaliações psicológicas e fornecer os subsídios éticos e técnicos necessários para a elaboração qualificada da comunicação escrita.

  • Algumas palavras sobre avaliação psicológica

    Algumas palavras sobre avaliação psicológica

    A avaliação psicológica refere-se a um conjunto de procedimentos confiáveis que permitem ao psicólogo julgar vários aspectos do indivíduo através da observação de seu comportamento em situações padronizadas e pré-definidas.
    Para tanto deve-se ficar claro, para a produção de documento psicológicos que: não há documentos psicológicos (principalmente o parecer, relatório e laudo) sem a realização de uma avaliação psicológica! Não se pode produzir aquilo que não foi feito, não se trata de inventar um laudo sobre alguém ou características sobre um indivíduo.

    O que é avaliação psicológica?
    Avaliação psicológica é um processo técnico-científico de coleta de dados que serão estudados e interpretados sob a luz de informações a respeito dos fenômenos psicológicos. Trata-se de um processo flexível e não padronizado, que tem por objetivo chegar a uma determinação sustentada a respeito de uma ou mais questões psicológicas analisada através de dados apropriados ao objetivo em questão.

  • Algumas palavras sobre avaliação psicológica

    Em resumo, a avaliação psicológica é:
    Um processo dinâmico, um processo de conhecimento do outro.
    Um processo científico, um trabalho especializado.
    A obtenção de amostras do comportamento

    A avaliação psicológica não é:
    Um trabalho mecânico.
    Somente avaliar determinadas características.
    Sinônimo de aplicação de testes.
    Um processo simples, rápido e fácil.
    Um conhecimento definitivo sobre o comportamento observado.

    Algumas palavras sobre avaliação psicológica

  • Algumas palavras sobre avaliação psicológica

    Os passos a serem observados em todo o processo de avaliação psicológica até se chegar na produção fidedigna de um documento, são estes:

    Identificar os objetivos da avaliação do modo mais claro e realista possível.
    Proceder a seleção apropriada de instrumentos.
    Aplicar de forma cuidadosa os instrumentos selecionados.
    Fazer a correção dos instrumentos de forma cuidadosa.
    Fazer a cuidadosa interpretação dos resultados.
    Desenvolver o uso criterioso dos dados coletados.
    Produzir o relatório, laudo, parecer, etc., com base naquilo que foi objetivado, selecionado, aplicado, corrigido, interpretado, desenvolvido, analisá-lo e concluído.

    Algumas palavras sobre avaliação psicológica

  • Algumas palavras sobre avaliação psicológica

    Nota-se que não é um processo simples nem rápido e nem fácil, mas que requer disciplina, aperfeiçoamento, estudo e comprometimento do profissional. Por esta razão, recomenda-se que o profissional procure se especializar no processo de avaliação psicológica.

    Algumas palavras sobre avaliação psicológica

  • Dimensões do processo de avaliação psicológica

    A avaliação psicológica tem se desenvolvido na direção de uma extrema complexidade. Os desavisados talvez não percebam, porém, as dimensões que a avaliação psicológica atinge vão além da simplicidade de aplicar testes ou fazer entrevistas com determinado objetivo ou, ainda, produzir um documento psicológico.

    Qualquer psicólogo que pretenda trabalhar com avaliações deverá ter em mente as dimensões técnicas, relacionais, éticas, legais, profissionais e sociais diretamente implicadas em seu trabalho. Se todas estas percepções caminham juntas e se inter-relacionam, é provável que possamos perceber a infinitude de cuidados e preocupações que devemos ter como profissionais que buscam, principalmente e acima de tudo, o respeito e a "construção" daquele que nos procura para se submeter a um processo psicológico.

    Dimensões do processo de avaliação psicológica


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 39,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Elaborando Documentos Psicológicos
  • Sumário
  • Introdução
  • Algumas palavras sobre avaliação psicológica
  • Dimensões do processo de avaliação psicológica
  • I - Princípios Norteadores
  • 1. Princípios norteadores na elaboração de documentos: 1.1. Princípios técnicos da linguagem escrita
  • 1.1. Princípios técnicos da linguagem escrita
  • 1.2. Princípios éticos e técnicos 1.2.1. Princípios éticos
  • 1.2.2. Princípios técnicos
  • II - Modalidade de Documentos
  • 2.1. Declaração (conceito) 2.1.1. Declaração (finalidade)
  • 2.1.2. Declaração (estrutura)
  • 2.1.3. Modelos de declaração
  • 2.2. Atestado psicológico (conceito) 2.2.1. Atestado psicológico (finalidade)
  • 2.2.2. Estrutura do atestado
  • 2.2.3. Modelos de atestado
  • 2.3. Parecer (conceito) 2.3.1. Parecer (finalidade)
  • 2.3.2. Estrutura do parecer
  • 2.3.3. Modelo de parecer
  • 2.4. Relatório Psicológico 2.4.1. Relatório psicológico (conceito)
  • 2.4.2. Relatório psicológico (finalidade)
  • 2.4.3. Estrutura do relatório psicológico
  • 2.4.4. Modelo de relatório psicológico
  • 2.5. Laudo Psicológico ou Pericial 2.5.1. Laudo psicológico (conceito e finalidade)
  • 2.5.2. Estrutura do laudo psicológico
  • 2.5.3. Modelo de laudo psicológico
  • III. Validade dos Documentos
  • 3. Validade dos Documentos
  • IV – Guarda dos Documentos e Condições de Guarda
  • 4. – Guarda dos Documentos e Condições de Guarda
  • 4. Guarda dos Documentos e Condições de Guarda
  • V. Outros Materiais Importantes de Produção e Utilização do Psicólogo
  • 5. Outros Materiais Importantes de Produção e Utilização do Psicólogo
  • 5.1. Modelo de agendamento
  • 5.2. Modelo de cartão de atendimento
  • 5.3. Modelo de convite em branco
  • 5.4. Modelo controle de atendimento diário
  • 5.5. Modelo controle de visitas residenciais
  • 5.6. Modelo de encaminhamento
  • 5.7. Modelo de ficha anamnese
  • 5.8. Modelo de matriz social
  • REFERÊNCIAS