Curso Online de O Mal-Estar na Civilização

Curso Online de O Mal-Estar na Civilização

Em O mal-estar na civilização, Freud apresenta como tese o fato de a cultura produzir um mal-estar nos seres humanos. Neste curso, é suge...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 9 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Em O mal-estar na civilização, Freud apresenta como tese o fato de a cultura produzir um mal-estar nos seres humanos. Neste curso, é sugerido que para a civilização desenvolver-se, o homem tem que pagar o preço da renúncia pulsional. Aborda ainda principais conceitos de Freud apresentado em sua obra O MAL-ESTAR NA CIVILIZAÇÃO.

Cabeleireiro de 31 anos, proprietário de Salão de Beleza, com experiência de 15 anos na área da Beleza. Especialidades: Cortes masculino, feminino e infantil. Colorimetria. Design de Sobrancelhas. Mechas. Alisamentos em Geral. Tratamentos de reconstrução capilar.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • FREUD E O MAL-ESTAR NA CIVILIZAÇÃO: CARACTERÍSTICAS E PRINCIPAIS CONCEITOS

    freud e o mal-estar na civilização: características e principais conceitos

  • INTRODUÇÃO

    introdução

    apesar de toda a teoria freudiana ser pautada na compreensão do psiquismo humano, enfatizando a questão individual, em diversos momentos do desenrolar da teoria psicanalítica, freud lança luz sobre aspectos culturais e a vivência do homem em grupo, em sociedade. freud busca decifrar o inconsciente e a integração de seus conteúdos na consciência.

  • para ele, são estes conteúdos inconscientes que determinam, de forma significativa, a atuação dos homens e dos grupos, destacando-se as dificuldades para viver, o mal-estar e o sofrimento.

  • em função do referencial clínico, a psicanálise, durante muito tempo, foi associada apenas ao trabalho em consultório. entretanto, muitos psicanalistas, principalmente, durante e após a segunda guerra, passaram a desenvolver trabalhos em diversas instituições, além de buscar a produção de conhecimentos para fenômenos sociais graves, elementos estes que têm suas raízes na obra freudiana intitulada o mal-estar na civilização, na qual freud coloca em pauta questões sociais como objeto de reflexão, procurando nos colocar frente ao que mais nos incomoda: a ameaça constante de quebra dos vínculos sociais

  • entretanto para compreender o que freud coloca em pauta na obra o mal estar na civilização, torna-se relevante retomar algumas obras anteriores, nas quais o autor desenvolveu conceitos relevantes que são revisitados na obra em questão, permitindo a compreensão do que ele está trazendo de novo, principalmente no que diz respeito à cultura, à civilização

  • Conceitos que antecederam as formulações feitas por Freud no Mal-estar: reflexões

    conceitos que antecederam as formulações feitas por freud no mal-estar: reflexões

    para entender a evolução do pensamento freudiano na obra o mal-estar na civilização, é importante retomar alguns conceitos desenvolvidos por freud em obras que antecederam a mesma, os quais foram retomados, revistos ou modificados a partir do mal-estar.

  • A interpretação dos sonhos

    a interpretação dos sonhos

    em 1900, no livro a interpretação dos sonhos, freud apresenta a primeira tópica, visando explicar a organização do aparelho psíquico, na qual o mesmo discute a existência de três sistemas ou instâncias psíquicas: inconsciente, pré-consciente e consciente. freud fez uma distinção, então, entre inconsciente (incs), pré-consciente (pcs), e consciente (cs). sabe-se ainda, que freud se mencionava ao inconsciente em mais de um sentido: 1) qualitativo, ou seja, o estado de um conteúdo psíquico que, no sentido 2) dinâmico pode ser inconsciente ou consciente.

  • freud estabeleceu inicialmente a primeira tópica, conhecida como teoria topográfica, e posteriormente, apresentou a segunda tópica, conhecida como teoria estrutural ou dinâmica. na primeira tópica de freud, o aparelho psíquico é combinado por três aparelhos: o inconsciente, o pré-consciente e o consciente, elementos discutidos anteriormente. conforme freud, o consciente é apenas uma pequena parte da mente, abarcando tudo aquilo de que estamos cientes em certo momento.

  • do ponto de vista tópico, o sistema percepção-consciência está localizado na fronteirado aparelho psíquico, recebendo, igualmente, as informações do mundo exterior e as derivadas do interior. o pré-consciente foi arquitetado como proferido com o consciente e trabalha como uma espécie de obstáculo que escolhe aquilo que pode ou não passar para o consciente

  • O pré-consciente

    o pré-consciente

    o pré-consciente constituiria uma parte do inconsciente que pode tornar-se consciente com relativa facilidade, ou seja, seus teores são abertos, podem ser invocados e apresentados à consciência. o sistema inconsciente indica a parte mais antiga do aparelho psíquico

  • no inconsciente ficariam os dados pulsionais não acessíveis à consciência, há ainda o material que foi eliminado da consciência pelos procedimentos psíquicos de repreensão e coerção. esse teor “censurado” não é tolerado ser lembrado, mas, permanece no inconsciente. a maior parcelado aparelho psíquico é inconsciente, ali ficam os principais decisivos da personalidade, as fontes da energia psíquica e as pulsões.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • FREUD E O MAL-ESTAR NA CIVILIZAÇÃO: CARACTERÍSTICAS E PRINCIPAIS CONCEITOS
  • INTRODUÇÃO
  • Conceitos que antecederam as formulações feitas por Freud no Mal-estar: reflexões
  • A interpretação dos sonhos
  • O pré-consciente
  • A pulsão
  • As catexias libidinais
  • o ego e o inconsciente reprimido
  • "topologia do ovo", ou "topologia da célula"
  • Complexo de Édipo
  • Na fase anal
  • formulações sobre os dois princípios do funcionamento mental
  • o princípio do prazer
  • Totem e tabu.
  • A proibição do incesto
  • sentimento de culpa
  • Além do princípio do prazer
  • Pulsão de Morte
  • a ‘catéxis’
  • Eros e Thanatos
  • a questão da metapsicologia
  • Deus-pai/Natureza-mãe
  • O ego e o id
  • modelo estrutural ou dinâmico
  • O id
  • O ego
  • o ego é pressionado pelos desejos insaturáveis do id
  • o superego
  • Totem e Tabu
  • Psicologia das massas e análise do ego
  • O mal-estar na civilização: a subjetivação e o existir em sociedade
  • princípio da realidade
  • Primeira Guerra Mundial
  • “sintomas” do mal-estar
  • A civilização é edificada sobre a repressão das pulsões e sobre a renúncia.
  • A religião enquanto mecanismo de defesa da sociedade
  • A constituição da religião
  • oposições incestuosas
  • O mal-estar e a felicidade: é possível ser feliz segundo a Psicanálise?
  • mal-estar na atualidade
  • Conclusão
  • Contato
  • Bibliografia