Curso Online de A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Curso Online de A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Curso teórico sobre o ensino de matemática na Educação Infantil

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 0 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso teórico sobre o ensino de matemática na Educação Infantil



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

    ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

    Para compreender como se dá o ensino e a aprendizagem da Matemática na Educação Infantil, é preciso conhecer as características do pensamento e da aprendizagem da criança, pois os estímulos que ela recebe nos primeiros anos de vida influenciam seu desenvolvimento e determinam seu sucesso escolar.
    Para um desempenho competente, o profissional da Educação Infantil deverá ter conhecimento do processo evolutivo da criança e domínio das diferentes formas de representação e utilização do conhecimento lógico e matemático.

  • BASE LEGAL

    BASE LEGAL

    De acordo com sua Resolução 3 (Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996), o Conselho Nacional de Educação (CNE) definiu normas nacionais para ampliação do Ensino Fundamental para nove anos de duração. A Lei 11.274, de 6 de fevereiro de 2006, altera a redação dos artigos 29, 30, 32 e 87 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394, 20 dez.1996), dispondo sobre a duração de nove anos para o Ensino Fundamental, com matrícula a partir dos seis anos de idade.

  • A EDUCAÇÃO INFANTIL

    A EDUCAÇÃO INFANTIL

    Sendo assim, a Educação Infantil é a primeira etapa da Educação Básica, para crianças de zero a cinco anos de idade. A Educação Infantil deve ser compreendida como instância escolar de trabalho coletivo em que se estabelecem parcerias entre professores, educadores, famílias e comunidade em benefício do atendimento, do bem-estar, da educação e do desenvolvimento integral das crianças.
    Há que se ter uma compreensão integrada entre o cuidar e o educar, estabelecendo interações de afeto e respeito, fundamentadas em princípios da ética democrática. Constituída de creches e pré escolas, a Educação Infantil tem caráter educativo próprio e não deve ter a pretensão de substituir a família ou antecipar práticas acadêmicas da escola de Ensino Fundamental.

  • INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL

    INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL

    As instituições de Educação Infantil no Brasil são gratuitas e laicas, isto é, não pertencem a nenhuma ordem religiosa. São apolíticas e, juntamente com as instituições particulares, compõem o sistema de ensino do município ou do estado brasileiro.
    As instituições privadas podem ser: particulares, comunitárias, confessionais e filantrópicas. De acordo com o artigo 20 da LDB, as instituições particulares são instituídas e mantidas por uma ou mais pessoas físicas ou jurídicas de direito privado.
    "As instituições de Educação Infantil destinam-se às crianças, brasileiras e estrangeiras, sem distinção de gênero, cor, etnia, proveniência social, credo político ou religioso, com ou sem necessidades especiais" (MEC, 2006).

  • O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL

    O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL

    O professor da Educação Infantil deve compreender essa etapa como meio de construção de uma sociedade mais justa e solidária.
    Deve compreender a infância como categoria social e histórica, e as crianças como produtoras de cultura e protagonistas da sociedade em que vivem.
    Deve organizar o trabalho, oportunizando a interação e a colaboração entre as crianças, levando em conta suas necessidades, considerando seus direitos, sua identidade cultural e o caráter lúdico que devem ter todas as atividades desenvolvidas.

  • CARACTERIZANDO AS ESCOLAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL

    CARACTERIZANDO AS ESCOLAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL

    A caracterização da escola de Educação Infantil é uma conquista histórica que exige constância no exercício e na reflexão para que se supere ora a visão assistencialista, ora a concepção acadêmica herdada da preparação para o Ensino Fundamental.
    A Educação Infantil visa ao desenvolvimento integral da criança e está voltada às aprendizagens mais espontâneas, significativas e prazerosas. Ocorre em espaços e ambientes apropriados, mais lúdicos e atraentes. Já o Ensino Fundamental se relaciona com as aprendizagens mais científicas.
    Na Educação Infantil há o consenso de que se deve promover a integração dos aspectos físicos, emocionais, afetivos, cognitivos e sociais da criança, mas há divergência entre como ou o que fazer para ser desenvolvido cada um desses aspectos.
    Compreender, conhecer e reconhecer o jeito particular das crianças serem e estarem no mundo é o grande desafio da Educação Infantil e de seus profissionais. Embora os conhecimentos derivados da Psicologia, Antropologia, Sociologia, Medicina etc., possam ser de grande valia para desvelar o universo infantil apontando algumas características comuns de ser das crianças, elas permanecem únicas em suas individualidades e diferenças. (BRASIL, 1998)

  • RECOMENDAÇÕES AO PROFESSOR

    RECOMENDAÇÕES AO PROFESSOR

    Compreender o processo de desenvolvimento e de aprendizagem infantil como processos indissociáveis, reconhecer a importância do papel do professor e do grupo como mediadores e a importância das vivências e experiências das crianças com objetos e situações diversas, traz algumas implicações pedagógicas:
    apresentar às crianças os problemas, situações e materiais que estejam de algum modo relacionados à sua vida cotidiana, pedindo que os identifiquem e os analisem;
    planejar a prática educativa de modo que, às crianças, sejam oferecidas experiências ricas e ainda não vividas;

  • RECOMENDAÇÕES AO PROFESSOR

    RECOMENDAÇÕES AO PROFESSOR

    considerar o contexto sociocultural em que vivem as crianças;
    partir sempre do que a criança sabe e apresentar situações que lhes permitam avançar;
    não desvalorizar o que as crianças sabem e aceitar as respostas dadas, respeitando a individualidade de cada criança;
    aprender a observar qual é o nível da criança com relação aos jogos e aprendizagens, e intervir, facilitando e explicando de forma justa e adequada;
    sempre diversificar os materiais oferecidos às crianças;

  • RECOMENDAÇÕES AO PROFESSOR

    RECOMENDAÇÕES AO PROFESSOR

    não se preocupar em dar mais informações do que as crianças pareçam poder assimilar, pois cada criança assimilará aquilo que pode de acordo com seu nível de desenvolvimento;
    falar com as crianças de modo adequado para que entendam o que é dito, mas sem modificar as informações;
    não esperar que a criança amadureça para começar a introduzi-la em algumas aprendizagens mais elevadas;
    confiar nas ações docentes como agentes de desenvolvimento e aprendizagem que são.

  • A CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL

    A CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL

    Na primeira e segunda infâncias, ocorrem mudanças visíveis e surpreendentes [...]', intrigantes até, em se tratando de maturação, desenvolvimento e aprendizagem do ser humano. A maturação está ligada ao crescimento dos aspectos físicos, biológicos e evolutivos das pessoas. O desenvolvimento liga-se às funções da linguagem, do raciocínio, da memória e da atenção, por exemplo.
    Por sua vez, a aprendizagem se relaciona com valores, conhecimentos culturais e sociais e com a mudança de comportamento ou conduta - é o que leva o homem à evolução como ser humano inteligente e social.
    A capacidade de aprendizagem, memorização, internalização de padrões de comportamento, desenvolvimento de autoconhecimento e construção da identidade pessoal são marcantes, decisivas, nos primeiros anos da infância e, por isso, os adultos, o ambiente, as experiências vividas exercem grande influência na vida da criança.

  • A CONSRUÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL

    A CONSRUÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL

    A criança compreende o mundo e o meio em que vive e expressa esse conhecimento por meio de diferentes linguagens (oral, plástica, gestual ou corporal, musical, escrita, virtual) que permeiam a sua precípua atividade de brincar. Por meio das brincadeiras, das vivências, das experiências e interações que ela faz com adultos e outras crianças, acontece à construção do pensamento infantil.
    A construção de significações, a gênese do pensamento e a constituição de si mesmo como sujeito se fazem graças às interações constituídas com outros parceiros em práticas sociais concretas de um ambiente que reúne circunstâncias, artefatos, práticas sociais e significações. Ao interiorizar formas de interação social já vivenciadas, o indivíduo se apropria de estratégias para memorizar, narrar, solucionar problemas etc. criadas pelos grupos humanos com os quais ele partilha experiências. (OLIVEIRA, 2002)
    Dessa forma, quanto mais e melhores forem às trocas e interações entre adultos e pares de idades diferentes, qualitativamente melhores serão as experiências, a sociabilidade e a aprendizagem. A afetividade não estará separada da cognição e o estabelecimento de vínculos aparecerá como fundamental no processo de construção coletiva que é a aprendizagem.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • ENSINO DE MATEMÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
  • BASE LEGAL
  • A EDUCAÇÃO INFANTIL
  • INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL
  • O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL
  • CARACTERIZANDO AS ESCOLAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL
  • RECOMENDAÇÕES AO PROFESSOR
  • A CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL
  • A CONSRUÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL
  • A CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO INFANTIL
  • PIAGET
  • A APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NA INFÂNCIA
  • A MATEMÁTICA PRESENTE NA VIDA DA CRIANÇA
  • A MATEMÁTICA ONTEM E HOJE E AS PRÁTICAS CORRENTES
  • LETRAMENTO MATEMÁTICO
  • OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL
  • HISTÓRICO E OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA
  • A LINGUAGEM DA MATEMÁTICA
  • A CONSTRUÇÃO SOCIAL DA CRIANÇA E DA APRENDIZAGEM MATEMÁTICA
  • REFERÊNCIAS