Curso Online de INFÂNCIA, BRINCADEIRA E EDUCAÇÃO INFANTIL
5 estrelas 6 alunos avaliaram

Curso Online de INFÂNCIA, BRINCADEIRA E EDUCAÇÃO INFANTIL

O curso Infância, brincadeira e educação infantil tem como objetivo especializar os profissionais da educação para planejar e desenvolver...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 170 horas


Por: R$ 29,90
(Pagamento único)

Mais de 250 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso Infância, brincadeira e educação infantil tem como objetivo especializar os profissionais da educação para planejar e desenvolver prática pedagógicas lúdicas e que considerem os tempos e os espaços da Educação Infantil. Durante o curso o docente vai compreender a relação entre o lúdico e a infância, as culturas das infâncias, o brincar e as brincadeiras que atravessam os saberes e fazeres da Educação Infantil.

Equipe de professores especialistas, mestres e doutores nas disciplinas de administração, história, pedagogia, psicologia, sociologia, matemática, língua portuguesa,ciências biológicas, produção cultural, administração pública,engenheiros, advogados, cineastas, fotógrafos, jornalistas, profissionais e técnicos da saúde.


- Eliane Oelke

- Christiane Jacoby Pires

- Jeucassia Aparecida Nery Moura

- Rosilene Silva Costa Rocha

- Cleciane Riboldi Dos Santos

- Rayane Barbosa Almeida

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • INFÂNCIA, BRINCADEIRA E EDUCAÇÃO INFANTIL:primeiras aproximações

  • “As crianças, esses seres estranhos dos quais nada se sabe, esses seres selvagens que não entendem a nossa língua” (LARROSA, 2010, p. 183).

  • QUESTÕES INICIAIS

    Quem são, afinal, as crianças?
    O que identifica e distingue este grupo social internamente e relativamente a outros grupos?
    Que praticas e representações existem relacionadas com as crianças ?
    As práticas variam segundo posição social/sexo/lugar/atividades dos pais?
    Como é que as crianças vêem o mundo em que vivem e como é que vêem a sua condição de crianças?

  • QUESTÕES INICIAIS

    Fazer uma reflexão sobre a infância nos remete a diferentes olhares sobre a criança.

    Esses olhares se entrecruzam e nos fazem perceber que a infância é plural.

    E deve sempre ser pensada em relação a outros grupos geracionais.

  • ALGUNS PRESUPOSTOS FUNDAMENTAIS

    Manuel Sarmento (2005), sociólogo português, elege dois conceitos como fundamentais para o entendimento da infância: o primeiro deles é o conceito de geração e o segundo de alteridade.

  • ALGUNS PRESUPOSTOS FUNDAMENTAIS

    Geração: constitui-se como um grupo de pessoas que, ao nascer na mesma época, vive acontecimentos sociais comuns, partilha experiências semelhantes, originando uma consciência comum, que permanece ao longo da existência do grupo. No entanto, apesar de partilhar experiências comuns, essas pessoas têm também suas diferenças de classes sociais, gênero e etnia. Podemos dizer que cada geração se constitui a partir de semelhanças e diferenças, ao mesmo tempo.

  • ALGUNS PRESUPOSTOS FUNDAMENTAIS

    Alteridade: a idéia de que nos constituímos pelo olhar do outro. Os adultos, adolescentes e jovens se contrapõem às crianças, dando-lhes significados diferentes conforme se relacionam com elas.
    Por exemplo: para um adulto, a criança pode ser vista e significada como aquela que necessita cuidados, orientação e proteção. Os idosos, por sua vez, podem olhar a criança como portadora de vida e novidade que já lhes escapam por sua idade avançada.

  • ALGUNS PRESUPOSTOS FUNDAMENTAIS

    No entanto, constituindo-se enquanto alteridade por meio da convivência com outros grupos geracionais, as crianças têm sua forma peculiar de ser e estar no mundo que compartilham com seus pares. Dotadas de uma linguagem própria, com uma visão de mundo que lhes é particular, desenvolvem uma cultura infantil ao mesmo tempo próxima e distante daquela do adulto.

  • CULTURAS INFANTIS: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

    Estas produções possuem uma marca geracional, ou seja, algo “...distintivo que se inscreve nos elementos simbólicos e materiais para além de toda a heterogeneidade, assinalando o lugar da infância na produção cultural” (SARMENTO: 2003).

  • CULTURAS INFANTIS: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

    Constituem-se historicamente e são alteradas pelo processo histórico de recomposição das condições sociais em que vivem as crianças e que regem as possibilidades das interações das crianças, entre si e com os outros membros da sociedade.

    Nas culturas infantis podemos perceber tanto a forma como as crianças adquirem e aprendem os códigos que plasmam e configuram o real como a forma criativa em que fazem uso destes mesmos códigos.

  • As formas culturais produzidas e realizadas pelas crianças constituem não apenas os jogos infantis, mas também os modos específicos de significação e de uso da linguagem, se desenvolvendo especialmente nas relações entre os pares, distintamente diferentes dos processos vividos pelos adultos.
    CULTURAS INFANTIS: PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Infância, brincadeira e educação infantil:
  • primeiras aproximações
  • Alguns presupostos fundamentais
  • Culturas infantis: principais características
  • E como as crianças criam essas culturas?
  • Considerações sobre o brincar
  • O brincar: o olhar da psicologia
  • O brincar: a visão da sociologia
  • O brincar: a visão da filosofia
  • E qual é o papel da instituição de educação infantil em relação ao brincar?
  • Por que uma bncc para a educação infantil?
  • Os direitos de aprendizagem na segunda versão da BNCC
  • Articulação dos direitos de aprendizagem e desenvolvimento com os princípios que devem orientar as propostas pedagógicas
  • Os direitos de aprendizagem e desenvolvimento das crianças que devem ser garantidos na educação infantil
  • Sociologia da Infância
  • O que faz parte da infância?
  • A criança no Brasil atual
  • Aspectos críticos da educação pública
  • O cuidar e o educar - atribuições da educação infantil
  • Artes visuais - sob o olhar da criança
  • As artes presentes no dia-a-dia
  • Linguagem infantil: outras formas de leitura
  • Projeto pedagógico e aprendizagem
  • Avaliação da Educação Infantil
  • Avaliação na Educação Infantil
  • Avaliação formativa
  • Corpo, gestos e movimentos
  • Traços, sons, cores e formas
  • Implicação na prática docente: observação, escuta e registro
  • Origem das instituições para a infância no Brasil
  • Princípios da Pedagogia da Infância
  • O brincar na Educação infantil
  • História da criança no brasil
  • O brincar que encanta o lugar
  • Práticas Pedagógicas na Educação Infantil
  • Histórico da Ed.Infantil no Brasil
  • A criança no sec. XVII
  • A criança no sec. XVIII
  • A criança no Séc. XIX
  • O jardim de infância
  • Jardim de Infância Público
  • Educação Infantil no Séc. XX
  • Regulamentação da Educação Infantil
  • Diretrizes Curriculares
  • Processo de revisão DCNEI
  • Perspectivas da atualização das Diretrizes Nacionais Curriculares para a Educação Infantil
  • O brincar na pré-escola
  • Brincar, cuidar e educar
  • O brincar e a aprendizagem significativa
  • O brincar e as experiências motoras
  • A criança e a arte
  • O contexto sociocultural e a aprendizagem significativa
  • Simbolização e socialização
  • Tipos de Brinquedoteca
  • O Jogo para Vygotsky
  • O Brincar para Piaget
  • Critérios e Cuidados na Escolha dos Brinquedos
  • Preparação dos Jogos/ Brinquedos
  • O Brincar das Crianças Especiais
  • Elaborando Projeto do Espaço Lúdico/ Brinquedoteca
  • Sobre a Infância, a Escola e o Brincar
  • Sobre a importância do brincar
  • Criança, infância e linguagem
  • Infância e cultura
  • Brincar é importante, mas como planejar essa atividade?