Curso Online de Aquisição da linguagem

Curso Online de Aquisição da linguagem

Um aspecto fundamental para os momentos iniciais da alfabetização é que o aluno faça a diferenciação entre as formas escritas e outras fo...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Um aspecto fundamental para os momentos iniciais da alfabetização é que o aluno faça a diferenciação entre as formas escritas e outras formas gráficas de expressão. Este curso pretende trazer reflexoes sobre o tema e somar conhecimento.Endereço da página de matrícula: https://www.buzzero.com/cursos-online-de-educacao-e-inclusao-social/cursos-de-pedagogia/curso-online-letramento-_60205?a=marjorie-oliveira&keep=true

Graduada em Historia e Pedagogia; Pós graduada em Alfabetização e letramento; Pós graduada em docencia no ensino superior.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Apropriação do sistema de escrita

    Apropriação do sistema de escrita

  • Um aspecto fundamental para os momentos iniciais da alfabetização é que o aluno faça a diferenciação entre as formas escritas e outras formas gráficas de expressão. Esse não é um saber óbvio e que "já vem pronto" e, por isso, precisa ser trabalhado em sala de aula, em situações que levem as crianças a distinguir entre:
    letras e desenhos;
    letras e rabiscos;
    letras e números;
    letras e símbolos gráficos como setas, asteriscos, sinais matemáticos, etc. ( *, +, =,%,@,$).

    Compreender diferenças entre escrita e outras formas gráficas (outros sistemas de representação)

  • Esse tipo de conhecimento pode ser abordado, por exemplo, através da exploração, em livros, revistas e outros impressos, das diferenças gráficas entre o texto escrito e o desenho, entre a escrita alfabética e os ícones e sinais, muito usados atualmente, mas que não representam a pauta sonora. Quanto à distinção entre letras e números, é possível propor aos alunos que procurem saber ou levantem hipóteses sobre a presença dos símbolos que representam os números em calendário, listas telefônicas, folhetos com preços de mercadorias, etc.

    Compreender diferenças entre escrita e outras formas gráficas (outros sistemas de representação)

  • Dois tipos de convenção gráfica fundamentais no sistema de escrita do português precisam ser compreendidos pelos alfabetizandos logo no início do aprendizado:
    Nossa escrita se orienta de cima para baixo e da esquerda para a direita;
    Há convenções para indicar a delimitação de palavras (espaços em branco) e frases (pontuação). Por isso se recomenda que sejam introduzidos e trabalhados sistematicamente na Alfabetização, objetivando-se a sua consolidação.

    Dominar convenções gráficas


  • Um conhecimento importante a ser ensinado na fase inicial do processo de alfabetização se refere à compreensão pelo aluno de que os símbolos da escrita são sempre unidades estáveis e que obedecem a certos princípios de organização, tais como a direção da leitura da esquerda para a direita, de cima para baixo, etc. Esse conhecimento, que parece óbvio e "natural" para quem domina a leitura e a escrita, pode ser uma novidade inimaginável para muitas crianças que chegam pela primeira vez à escola.

    Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa


  • O alinhamento e a direção da escrita, para muitos aprendizes iniciantes, nem sempre são observáveis e identificados como convenções a serem seguidas.

    A finalidade do ensino dessas convenções é fazer com que o aluno perceba e domine as regras de alinhamento e orientação da escrita. Os alunos precisam compreender que escrevemos da esquerda para a direita e de cima para baixo, isto é, que a sequência das letras nas palavras e das palavras nas frases obedece a uma ordem de alinhamento e direcionamento que é respeitada como regra geral e que tem consequência nas formas de distribuição espacial do texto no seu suporte.

    Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa


  • Por exemplo: a escrita ocupa, em sequência, a frente e o verso da folha de papel, escreve-se dentro das margens, a partir da margem esquerda. A compreensão desse princípio convencional básico - que abrange a ordenação das letras nas palavras -é indispensável para o aluno desvendar os segredos da escrita alfabética.

    Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa


  • Para aprender a ler, os alunos devem saber, logo no início de sua aprendizagem, em que direção a escrita se orienta. É bom que eles comecem por perceber e aprender a direção convencional e que, aos poucos, possam analisar outras disposições da escrita, em diferentes materiais.
    A exploração dos gêneros textuais que subvertem o alinhamento e/ou a direção mais frequentes deve ser feita tomando-se como ponto de referência a orientação convencional. Num momento posterior do processo, um objetivo a alcançar será, por exemplo, ensinar aos alunos os princípios direcionais da leitura de gráficos e tabela.

    Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa


  • No início do processo, uma atividade que contribui para o aprendizado da orientação e do alinhamento convencionais é o professor assinalar com o dedo as linhas dos textos que lê, para que os alunos observem a direção da leitura. Nesse caso, o professor atua como modelo e, ao mesmo tempo, cria oportunidade para os alunos observarem a relação existente entre o que ele lê e os signos escritos presentes no texto. Progressivamente, os alunos deverão ganhar autonomia, lendo por conta própria textos que ocupam linhas inteiras ou que se organizam em colunas, além de poemas de diferentes configurações.

    Compreender a orientação e o alinhamento da escrita da língua portuguesa


  • Um outro aspecto importante da organização do sistema alfabético está relacionado com o fato de que a linearidade da escrita tem características diferentes da linearidade da fala. Para quem já sabe ler, esse conhecimento parece muito simples e é acionado quase que de forma automática. No entanto, para um aprendiz iniciante, as questões decorrentes desse fato podem não ter sido ainda percebidas e representar grande dificuldade.

    Compreender a função de segmentação dos
    espaços em branco e da pontuação


  • Tanto a fala quanto a escrita são produzidas em sequência linear, isto é, "som" depois de "som", ou letra depois de letra, palavra depois de palavra, frase depois de frase. Mas um dos pontos fundamentais no início da alfabetização é compreender que essa linearidade acontece de maneira diferente na fala e na escrita.
    Em geral, os enunciados da fala parecem aos ouvidos uma cadeia contínua, em que não se distinguem nitidamente os limites entre as palavras. Quando falamos, articulamos consoantes e vogais, mas a intenção de nos comunicar com o outro, num determinado contexto, nos leva a marcar a sequência sonora com determinada entonação e determinado ritmo, enfatizando determinadas palavras ou expressões, etc.

    Compreender a função de segmentação dos
    espaços em branco e da pontuação



Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Apropriação do sistema de escrita