Curso Online de FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO

Curso Online de FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO

A tradição do pensamento filosófico apresenta as construções éticas como reflexões sobre o agir em busca de um elemento último como seu d...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 7 horas

Por: R$ 29,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

A tradição do pensamento filosófico apresenta as construções éticas como reflexões sobre o agir em busca de um elemento último como seu definidor. Nesse sentido, procuram estabelecer máximas universais e validade incondicional. A ética Kantiana, por exemplo, atribui à razão o governo absoluto quanto à moralidade, o que possibilita a universalidade de sua legislação. O projeto pedagógico moderno traz uma proposta de educação como uma ética aplicada, baseando-se na metafísica aspira à universalidade.

VAGNER FERREIRA SILVA É FORMADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS PELA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL(ULBRA)E PÓS GRADUADO(ESPECIALIZAÇÃO) EM SEGURANÇA PUBLICA E INTELIGENCIA ESTRATÉGICA E CURSO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO USO INDEVIDO DE DROGAS E MEDIAÇÃO DE CONFLITOS E CURSO DE EXTENSÃO DE DIREITOS HUMANOS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • NIETZSCHE E A EDUCAÇÃO

    NIETZSCHE E A EDUCAÇÃO

    .

  • Rir para não chorar...

    Rir para não chorar...

    Rir para não chorar...

  • .

    .

    A tradição do pensamento filosófico apresenta as construções éticas como reflexões sobre o agir em busca de um elemento último como seu definidor. Nesse sentido, procuram estabelecer máximas universais e validade incondicional. A ética Kantiana, por exemplo, atribui à razão o governo absoluto quanto à moralidade, o que possibilita a universalidade de sua legislação. O projeto pedagógico moderno traz uma proposta de educação como uma ética aplicada, baseando-se na metafísica aspira à universalidade.

  • .

    .

    Segundo Hermann,o pensamento de Nietzsche é uma das críticas mais profundas da idéia de ética universal, base para o projeto pedagógico moderno. Como profundo conhecedor do homem, Nietzsche em seu tempo, já percebeu a impossibilidade de realização dos ideais iluministas e vai procurar tirar o véu de Maia[2] da realidade, para que se veja o quanto há de crueldade por trás de ideais como moralidade, civilidade e por extensão, no projeto educacional moderno. A pedagogia pressupõe a idéia de aperfeiçoamento moral, de emancipação, crê no sentido e no aperfeiçoamento histórico. Por isso é devedora à metafísica.

  • .

    .

    A crueldade consiste na negação da vida na medida em que é submissão dos impulsos. A grande obra tanto da moral quanto da educação é a submissão dos impulsos.Para os iluministas os impulsos devem ser submetidos a uma razão universal. Nietzsche mostra o quanto há de doentio nesse pensamento metafísico. Para ele, sentido da vida, da história, os valores morais, não se estabelecem por um supra-sensível, por um a priori. “Não há assim um poder transcendental que dê sentido à vida, nem a religião, nem a moral legitimada pelo supra-sensível, pelo a priori, pelo princípio causal.

  • Rir para não chorar...

    Rir para não chorar...

    Rir para não chorar...

  • .

    .

    Tanto o conhecimento quanto a moral são tentativas do homem em impor ordem ao mundo. A força da qual deriva tanto a capacidade de conhecer quanto a capacidade de produzir valores é a vontade de poder[4]. Por isso, analisaremos o conceito chave em Nietzsche que é a vontade de poder e como a partir daí se estabelecem a moral e o conhecimento, já que convencionalmente a grande tarefa da educação é transmitir os conhecimentos constituídos pela humanidade ao longo dos tempos e transmitir os valores considerados necessários para os indivíduos conviverem em sociedade.

  • VONTADE DE PODER

    VONTADE DE PODER

    Como nos afirma Müller-Lauter [5], Vontade de Poder não é um caso especial do querer.Todo querer é querer algo. Esse algo - posto, essencial em todo querer é poder. Vontade de poder procura dominar e alargar incessantemente seu âmbito de poder. Alargamento de poder se perfaz em processos de dominação. Por isso querer-poder não é apenas desejar, aspirar, exigir. A ele pertence o afeto do comando.

  • .

    .

      A vontade de poder está em obra em todo vivente, e não se restringe à autoconservação, mas procura se tornar mais. Os seres vivos não procuram apenas se manterem vivos, querem dar vazão à sua força. “Os fisiólogos deveriam refletir antes de estabelecer o impulso de autoconservação como o impulso cardinal de um ser orgânico uma criatura viva quer antes de tudo dar vazão a sua força – a própria vida é vontade de poder- : a autoconservação é apenas uma das indiretas, mais freqüentes conseqüências disso.

  • .

    .

    Quando se diz que ela está presente em todo vivente, isso inclui também o dominado e submisso. Além da autopreservação, a vontade de poder é auto-superarão,autodesenvolvimento. Nietzsche utiliza a vontade de poder não apenas para explicar o acima citado, mas como uma chave geral para entender os processos da vida. Isso, entre outras obras aparece na obra Assim falou Zaratustra: “onde encontrei vida, ali encontrei vontade de potência, e até mesmo na vontade daquele que serve encontrei vontade de ser senhor.

  • .

    .

    Na vontade de poder se encontra a explicação para a geração, nutrição, para o estabelecimento do bem e do mal, fato que é importante para entendermos a origem da moral. “É vossa vontade e são os vossos valores que vós assentastes no rio do vir-a-ser; uma antiga vontade de potência é o que denuncia a mim aquilo que é acreditado pelo povo como bem e mal.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 29,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • NIETZSCHE E A EDUCAÇÃO
  • Rir para não chorar...
  • .
  • Rir para não chorar...
  • .
  • VONTADE DE PODER
  • .
  • Rir para não chorar...
  • .
  • PERSPECTIVISMO
  • .
  • Rir para não chorar...
  • .
  • Rir para não chorar...
  • .
  • A GENEALOGIA DA MORAL
  • .
  • Rir para não chorar...
  • .
  • IMPLICAÇÕES PEDAGÓGICAS
  • .
  • Rir para não chorar...
  • Fim
  • BIBLIOGRAFIA