Curso Online de Meio Ambiente - Noções Gerais

Curso Online de Meio Ambiente - Noções Gerais

Noções Gerais de Meio ambiente

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

De: R$ 80,00 Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Mais de 10 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Noções Gerais de Meio ambiente

Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Pós-graduando em Advocacia- Geral e Direito do Trabalho pela Universidade Cidade de São Paulo. Formado em Marketing e Propaganda na Faculdade Internacional de Curitiba. Mestrando em Administração de Negócios pela Flórida Christian University - E.U.A



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • MEIO AMBIENTE: NOÇÕES GERAIS

    meio ambiente: noções gerais

  • o homem em busca do seu desenvolvimento vem criando alternativas para melhorar sua qualidade de vida no planeta. tem construído, cada vez mais, novos ambientes, similares ao meio ambiente natural. vem utilizando a natureza para criar novos materiais.

    com a ciência e a tecnologia nossas vidas se modificam. sem dúvida o desenvolvimento traz ao homem muitas vantagens. mas será que só nos traz vantagens?
    os meios de comunicação como a televisão, os jornais, as revistas, e outros constantemente divulgam que o meio ambiente está em perigo. e você sabe o que é meio ambiente? quem faz parte do meio ambiente? por que ele está em perigo?
     
    vamos começar a estudar e entender a importância do meio ambiente para nós.

    1. definições de meio ambiente:

    o meio ambiente pode ser definido seguindo conceitos tradicionais e modernos.

    conceito tradicional:
     
    o conceito tradicional de meio ambiente e muito conhecido por nós é o que considera como meio ambiente tudo aquilo que nos cerca, incluindo água, ar e solo. ou seja, toda a atmosfera, o clima, o subsolo, as águas costeiras superficiais, subterrâneas, interiores, e toda a paisagem. a paisagem por sua vez inclui a flora (todas as plantas) e a fauna (todos os animais).

    você já percebeu que quanto mais se estuda o meio ambiente, mais se percebe que os seres que o habitam e suas relações não podem ser entendidos isoladamente?

  • conceito moderno:
     
    a rede de relações, na qual todos os seres e elementos que existem no planeta estão inseridos, funciona como uma delicada “teia da vida” que precisa ser preservada. verificamos então que um problema ambiental não pode ser estudado isoladamente, pois precisa ser associado a um contexto maior.
     
    dessa forma, chegamos ao conceito moderno de meio ambiente que nos traz que meio ambiente é um conjunto de elementos relacionados, com fluxo dinâmico e contínuo de processos naturais, históricos, culturais, sociais, políticos e econômicos que ocorrem através de uma rede de relações que dependem entre si.
     
    assim podemos perceber que o conceito de meio ambiente é muito mais abrangente, pois a origem dos problemas ambientais pode sofrer a influência de diversos fatores que envolvem tanto os aspectos relacionados com a natureza, como os aspectos sociais, culturais, históricos, éticos, estéticos, econômicos e políticos.

    2. tipos de meio ambiente:
     
    o meio ambiente pode ser dividido basicamente dois tipos: natural e construído.
     
    ambiente natural:
     
    o ambiente natural é constituído dos recursos naturais tais como a água, a fauna, a flora e os diversos recursos minerais existentes na crosta terrestre.
     
    sua principal característica está nos recursos que ainda não foram explorados pelo homem. também são importantes características:


  • - não acumular energia em excesso. a fonte principal é a radiação solar. toda energia deve ser aproveitada e reutilizada de modo que mantenha os processos que sustentam a vida e os níveis de população das espécies.
     
    - organização das comunidades de acordo com as interações biológicas. elas devem sobreviver com os recursos disponíveis nos locais onde estão situadas.
     
    - manter o equilíbrio por processos naturais. os organismos em sua maioria interagem com outros organismos, buscando a evolução e perpetuação de suas espécies.
     
    em suma notamos que se trata de um meio ambiente auto-suficiente, pois produz tudo que suas comunidades precisam para sobreviver por meio dos seus próprios recursos. como por exemplo, uma floresta, que tem alimento, água e abrigo para todos os organismos.

    ambiente construído:

    o ambiente construído é o ambiente urbano, formado pelas cidades, com os seus aglomerados de bairros, ruas, prédios, indústrias, escolas e parques.

  • sua principal característica é que resulta da ação do homem quando este utiliza os recursos disponíveis na natureza. também são importantes características:
     
    - seus processos são sempre acompanhados pela geração de resíduos não reaproveitados.

    - utiliza, principalmente, fontes de energia finitas tais como a proveniente dos combustíveis fósseis, como a gasolina para o abastecimento de veículos automotores.
     
    - não é auto-suficiente, pois suas comunidades e seus processos dependem dos recursos naturais que podem ser provenientes de outras áreas ou regiões.

    3. recursos naturais:
     
    a diferença entre os recursos naturais existentes é o tempo de renovação para a sua posterior utilização. tanto no ambiente natural quanto no ambiente construído, os recursos naturais disponíveis, a depender da sua capacidade de renovação, podem ser classificados como renováveis e não renováveis.
     
    os recursos naturais renováveis são aqueles que se renovam muito rapidamente na natureza. eles estão disponíveis em grandes quantidades, como a água, o oxigênio, o nitrogênio.
     
    os recursos naturais não renováveis são aqueles recursos que demoram muito tempo para serem renovados na natureza tais como os minerais, que são ricos em certos metais, e o petróleo.

  • 4. ecologia:
     
    hernst haekel, em 1869, criou o termo "ecologia". em seu sentido mais amplo, ecologia é "o estudo das relações dos seres entre si e o ambiente com que estes convivem".
     
    a palavra ecologia deriva do grego, sendo:

    eco = casa (oikos, em grego) e
    logia = estudo (logos, em grego).

    ecologia é o estudo de nosso planeta (casa).

    dentro de nosso planeta existem várias camadas
    (= cômodos da casa) e os seres vivos que o habitam.

    4.1. a camada da vida:
     
    apesar de nosso planeta terra ser "a grande casa" de todos os seres, a vida só é possível numa estreita camada denominada biosfera. é nela que os seres vivos encontram os elementos básicos necessários (luz, calor e água) para todos os processos da vida. por isto a biosfera significa "camada da vida".
     
    a biosfera subdivide-se em três regiões:
     
    • atmosfera: representada pela camada gasosa que circunda
    toda a superfície da terra.
    envolve a hidrosfera e a litosfera.
     
    • hidrosfera: representada pelas águas dos rios, lagos e oceanos.

    • litosfera: representada pelo solo e por rochas.

  • o ecossistema é o espaço onde ocorrem as relações entre os seres vivos e o ambiente em que estes habitam. ele sempre é constituído de elementos abióticos e bióticos. os elementos abióticos são aqueles referentes ao meio físico como ar, solo, água e todos os minerais. já os elementos bióticos são os seres vivos como, por exemplo, as árvores e os animais. para exemplificar lembremo-nos de um ecossistema com as árvores (elementos bióticos) se utilizando da luz do sol e dos sais minerais (elementos abióticos) para se desenvolver e crescer.
     
    o local onde uma espécie vive e de onde ela retira tudo que é necessário para a sua sobrevivência é chamado de habitat. por exemplo, o habitat dos peixes é composto das águas dos rios ou mares. são nessas águas que eles encontram seus alimentos e as condições necessárias para sua vida.

    4.2. os seres vivos e a cadeia alimentar:
     
    existem vários tipos de seres vivos com diferentes formas e funções, como veremos a seguir:
     
    seres autótrofos:
    também denominados de seres produtores ou fotossintetizadores.
    são seres capazes de utilizar a luz do sol para produzir seu próprio alimento, ou seja, que produzem sua própria energia. exemplo: as plantas.
     
    seres heterótrofos:
    também denominados de seres consumidores.
    são seres que necessitam de outros seres para se alimentarem já que não possuem a capacidade de transformar a luz do sol em alimento. exemplos: animais, como o boi que se alimenta das plantas.

  •  
    seres decompositores:
    são seres que fazem a decomposição de animais ou plantas, transformando-os em substâncias simples para que as plantas as absorvam. exemplos: microorganismos como fungos e bactérias.
    ao morrer, através da ação dos seres decompositores, uma espécie, pode se transformar em nutrientes para o solo, os quais serão absorvidos pelas plantas que servirão de alimento para outras espécies, dando continuidade a um ciclo que não gera resíduo.

    assim forma-se uma cadeia alimentar, onde uma espécie pode servir de alimento para outra, e esta por sua vez serve de alimento para outra, e assim sucessivamente. vejamos os exemplos:
     
    1º exemplo – na água, as plantas aquáticas servem de alimento para os peixes menores, que servem de alimento para os peixes maiores, e estes servem de alimento para as garças. as garças servem de alimento para os jacarés e estes quando morrem são decompostos por fungos e bactérias, dando, assim, continuidade ao ciclo da cadeia alimentar.
     
    2º exemplo – na terra, os insetos servem de alimento para os sapos, que servem de alimento para as cobras, que são alimentos dos gaviões. estes, quando morrem, são decompostos por fungos e bactérias, dando assim continuidade ao ciclo da cadeia alimentar.

  • 4.3. ciclos biogeoquímicos:
     
    os ciclos biogeoquímicos são ciclos que envolvem o fluxo de elementos biológicos, químicos, geoquímicos presentes no solo, água, ar, onde estes podem se encontrar como elementos puros ou combinados a outros elementos.
     
    nos ciclos biológicos todas as transformações sucedem através ou com a participação dos seres vivos. exemplo: organismo morto sendo decomposto por bactérias.
     
    os ciclos químicos acontecem sempre por meio de sucessivas reações químicas envolvendo sempre elementos químicos. exemplo: água fervendo.
     
    nos ciclos geoquímicos/geológicos a origem de todos os elementos está ligada à composição básica da superfície do globo terrestre. exemplo: erupção de um vulcão.
     
    são estes ciclos contínuos que permitem que os recursos naturais se mantenham, garantindo a vida das espécies que deles dependem.

    observando-se a natureza podemos perceber que todos os processos que ela realiza são cíclicos e contínuos.

    todos os elementos da natureza que compõem os ecossistemas têm seus ciclos próprios.

    vejamos alguns:

  • ciclo da água:

    também é denominado de ciclo hidrológico.
    a água evapora dos mares, oceanos, lagos, rios e plantas pela ação da luz solar. o vapor é condensado (transforma-se em líquido) e volta à terra em forma de chuva. essas águas podem sofrer escoamento superficial no solo, infiltração, escoamento subterrâneo ou evaporação, quando retornam de novo para a atmosfera.
    *importante! apesar da água (h2o) ser uma das substâncias mais abundantes na natureza também é o recurso mais ameaçado do planeta.  
     
    ciclo do carbono:

    o carbono é retirado do ar através do processo de fotossíntese realizado pelas plantas e algas, que também são responsáveis pela restituição da concentração do gás carbônico no ar, através do processo de respiração. com a morte, os seres vivos são decompostos por microorganismos que ao respirarem também liberam gás carbônico para a atmosfera.
    * o carbono existe na forma de gás carbônico na atmosfera e, na forma de carbonatos nos oceanos. estes constituem o seu maior reservatório.
    ciclo do nitrogênio:

    devido à ação de bactérias desnitrificantes, que transformam os nitratos em nitrogênio gasoso (n2), o ar constantemente recebe nitrogênio. do ar, o nitrogênio pode ser retirado pela ação de algumas bactérias e algas capazes de fixá-lo novamente, formando matéria orgânica nitrogenada e passando esta ao solo e à água.


  • * o nitrogênio (n) é um dos elementos mais importantes para a constituição das células e, portanto, dos seres vivos. esse participa das moléculas das proteínas e outros compostos orgânicos essenciais à vida.

    5. impactos ambientais (poluição do ar, água e solo):
     
    como vimos todos os processos naturais ocorrem de uma forma cíclica, onde tudo é “reaproveitado”, ou seja, um processo em equilíbrio.

    por outro lado quando há alguma alteração no ciclo desses processos naturais ocorre um desequilíbrio ecológico.
     
    a poluição é considerada pela lei 6.938, de 31/08/1981, que dispõe sobre a política nacional do meio ambiente, como sendo qualquer tipo de alteração no meio ambiente que possa prejudicar os seres vivos ou o local em que estes se encontram.

    segundo esta lei, a poluição é uma degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que direta ou indiretamente:
     
    - prejudica a saúde, a segurança e o bem-estar da população;
    - cria condições contrárias às atividades sociais e econômicas;
    - afeta desfavoravelmente a biota (conjunto de seres vivos de um ecossistema);
    - afeta as condições estéticas ou sanitárias do meio ambiente;
    - lança matéria ou energia em desacordo com os padrões ambientais estabelecidos.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • MEIO AMBIENTE: NOÇÕES GERAIS