Curso Online de ANALISES DE ROTINA EM LEITE NAS INDUSTRIAS DE LATICÍNIOS
5 estrelas 6 alunos avaliaram

Curso Online de ANALISES DE ROTINA EM LEITE NAS INDUSTRIAS DE LATICÍNIOS

Este curso destina-se aos profissionais das mais diversas áreas ligadas as indústrias de produtos lácteos, principalmente aos analistas f...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 42 horas

De: R$ 100,00 Por: R$ 70,00
(Pagamento único)

Mais de 150 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso destina-se aos profissionais das mais diversas áreas ligadas as indústrias de produtos lácteos, principalmente aos analistas físico-químicos de das indústrias de laticínios. Este curso tem como objetivo fornecer os principais métodos e procedimentos analíticos das principais análises de rotina realizadas no leite fluido. Neste curso você aprendera sobre fundamentos, princípios e métodos analíticos para a realização das seguintes analises físico-químicas em leite fluido: temperatura de recebimento, teste do alizarol, teste do álcool, teste de cocção - fervura, determinação da acidez Dornic, determinação da acidez em % percentual de ácido lático, teste Dornic, determinação do ph do leite, determinação da prova da densidade, determinação do índice crioscópico - crioscópia, determinação do teor de gordura, prova de lacto-filtração, determinação do teor de proteínas determinação do extrato seco total - EST, extrato seco desengordurado - ESD, determinação da eficiência da pasteurização - teste de pasteurização, pesquisa de fosfatase alcalina, pesquisa de peroxidase, teste de redutase, contagem de células somáticas - CCS, pesquisa de resíduos de antibióticos.Para isso foi elaborado o curso a fim de fornecer subsídios para a realização das analises físico-químicas de maneira corretada, com a finalidade de evitar possíveis erros virtude de um erro no durante os procedimentos analíticos. Este curso possui 419 slides, com fotos ilustrativas.

Sou Biológo Licenciado pela Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat, com Especialização em Processamento e Controle de Qualidade em Carnes, Leite e Ovos, pela Universidade Federal de Lavras - UFLA, com 17 (doze) anos de experiência em laticinios, nas mais diverdas aréas, como laboratório Fisico-quimico e Microbiológico,atuando no Controle e na garantia da Qualidade. De 2013 a 2015 trabalhei na area de processamento e no controle de qualidade em um Frigorifico (abatedouro) de Aves, e em uma fabrica de industrializados embutidos de derivados de aves, atuando como Supervisor nas áreas de Processamento Industrial na produção de Linguiças, Salsichas, Mortadelas, Presunto e Apresuntado de frango, e no Controle e Garantia da Qualidade. Em outubro de 2015 a abril de 2019, voltei novamente em laticínio, com produção de queijos: Mussarela, Prato, Provolone, Parmessão, Ricota, Minas Frescal, manteiga, doce de leite em pasta e barra, requeijão cremoso, creme de leite, nata, bebida láctea fermentada e não fermentada,iogurte,coalhada, etc. Atualmente estou trabalhando como supervisor do controle e qualidade em uma rede de supermercado. email para contato: jpdanibio@hotmail.com


- Jonas Nascimento Veda

- Aline Beatriz Schmidt Vaz

- Tainara Luísa Luciano

- Fernando Henrique Ferreira Alves

- Michael Vitor Dias Sousa

- Everton Luis De Almeida

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • 1

    ANALISES DE ROTINA
    EM LEITE NAS INDÚSTRIAS
    DE LATICÍNIOS

    1

    JOÃO PAULO DANI
    Biólogo CRB: 43.140/01
    Especialista em
    Controle de Qualidade

  • 2

    2

    Olá!

    Sejam bem vindos.
    Neste cursos vamos estudar sobre:
    Os principais métodos analíticos para a realização das principais analises físico-químicas de rotina em leite fluido.

    2

    2

  • 1 - APRESENTAÇÃO

    A qualidade de um produto, definida como sua adequação ao uso para o qual se destina, pode ser garantida por muitas medidas, que se resumem em aplicar tecnologias seguras a matérias-primas de boa qualidade. 
    O monitoramento das características de produtos e processos pode ser implementado por meio de muitas ferramentas analíticas, entre as quais os métodos físico-químicos destacam-se como rápidos e objetivos, se comparados, respectivamente, aos microbiológicos e sensoriais.

    1 - APRESENTAÇÃO

    3

    3

  • 1 - APRESENTAÇÃO

    Os métodos analíticos físico-químicos aplicados ao controle de qualidade do leite, constituem-se em medições de grandezas das propriedades físicas e avaliações de composição química, e de propriedades do leite, e seus derivados para avaliação e definição de sua qualidade.
    Os métodos físico-químicos são aplicados na avaliação da matéria-prima, e também pode ser aplicados durante todas as etapas do processamento, e no produto final.

    4

    4

    1 - APRESENTAÇÃO

  • 1 - APRESENTAÇÃO

    A qualidade do leite é definida pelos valores obtidos em conjunto nos ensaios físico-químicos, sensoriais e microbiológicas.
    A composição do leite é determinante para o estabelecimento da sua qualidade nutricional e aptidão para processamento e consumo humano.
    A biossíntese do leite ocorre na glândula mamária, sob controle hormonal.
    Muitos constituintes são sintetizados nas células secretoras e alguns têm acesso ao leite diretamente a partir do sangue e do epitélio glandular.

    5

    5

    1 - APRESENTAÇÃO

  • 1 - APRESENTAÇÃO

    Muitos constituintes são sintetizados nas células secretoras e alguns têm acesso ao leite diretamente a partir do sangue e do epitélio glandular.
    Provavelmente, o leite possui em torno de 100.000 constituintes distintos, embora a maioria deles não tenha ainda sido identificada, SILVA, et al. (1997).

    6

    6

    1 - APRESENTAÇÃO

  • 2 - INTRODUÇÃO

    2 - INTRODUÇÃO

    7

    A água é o constituinte quantitativamente mais importante do leite, no qual estão dispersos, com grau de afinidade mais alto ou mais baixo, os demais componentes.
    A maior parte da água apresenta-se na forma livre, embora haja alguma fração ligada às proteínas, à lactose e aos minerais.
    É conveniente agrupar os principais constituintes do leite, excetuando a água, como extrato seco total, ou sólidos totais.

    7

  • 2 - INTRODUÇÃO

    8

    Se, deste grupo, for desconsiderada a gordura, passamos a ter o extrato seco desengordurado ou os sólidos não gordurosos do leite.
    Atualmente, estes parâmetros têm sido freqüentemente considerados para o pagamento da matéria-prima pelas indústrias processadoras.
    Por isso, é necessário conhecer alguns conceitos sobre a qualidade do leite, referentes à composição e condição higiênico-sanitária.

    8

    2 - INTRODUÇÃO

  • 2 - INTRODUÇÃO

    A qualidade do leite é muito importante para as indústrias e produtores, tendo em vista sua grande influência nos hábitos de consumo e na produção de derivados.
    Ao levar a sua matéria-prima a um centro processador ou industrial, o produtor tem o seu leite submetido a testes de avaliação, para verificar a sua qualidade.
    São efetuadas análises, conforme as normas vigentes, visando garantir produtos com o menor risco possível para a população.

    2 - INTRODUÇÃO

    9

    9

  • 2 - INTRODUÇÃO

    10

    É conveniente agrupar os principais constituintes do leite, excetuando a água, como extrato seco total, ou sólidos totais.
    Se, deste grupo, for desconsiderada a gordura, passamos a ter o extrato seco desengordurado ou os sólidos não gordurosos do leite.
    Atualmente, estes parâmetros têm sido freqüentemente considerados para o pagamento da matéria-prima pelas indústrias processadoras de leite.

    2 - INTRODUÇÃO

  • CONTROLE DE QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICO EM LEITE

    CONTROLE DE QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICO EM LEITE

    11


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 70,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • 1 - APRESENTAÇÃO
  • 2 - INTRODUÇÃO
  • CONTROLE DE QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICO EM LEITE
  • O QUE É LEITE?
  • LEITE SOB O PONTO DE VISTA FISIOLÓGICO
  • 5 - LEITE SOB O PONTO DE VISTA FISIOLÓGICO
  • LEITE SOB O PONTO DE VISTA FÍSICO-QUÍMICO
  • LEITE SOB O PONTO DE VISTA HIGIÊNICO
  • LEITE SOB O PONTODE SEU ESTADO FÍSICO
  • COMPOSIÇÃO DO LEITE
  • ANÁLISES FISICO-QUIMICAS DE CONTROLE QUALIDADE EM LEITE
  • CONTOLE DA TEMPERATURA DE RECEBIMENTO DO LEITE
  • TESTE DO ALIZAROL EM LEITE
  • TESTE DO ÁLCOOL EM LEITE
  • TESTE DE COCÇÃO - FERVURA DO LEITE
  • DETERMINAÇÃO DA ACIDEZ DORNIC EM LEITE
  • DETERMINAÇÃO DA ACIDEZ EM PERCENTUAL DE ÁCIDO LÁTICO EM LEITE
  • TESTE DORNIC EM LEITE
  • DETERMINAÇÃO DO pH DO LEITE FLUIDO
  • DETERMINAÇÃO DA PROVA DA DENSIDADE EM LEITE
  • DETERMINAÇÃO DO ÍNDICE CRIOSCÓPICO DO LEITE
  • DETERMINAÇÃO DO TEOR DE GORDURA DO LEITE
  • PROVA DE LACTOFILTRAÇÃO EM LEITE
  • DETERMINAÇÃO DO TEOR DE PROTEINAS
  • DETERMINAÇÃO DO EXTRATO SECO TOTAL - EST EM LEITE
  • MÉTODOS INDIRETOS: DISCO DE ACKERMANN
  • MÉTODOS INDIRETOS: RÉGUA DE FURTADO
  • MÉTODOS INDIRETOS: FÓRMULAS
  • EXTRATO SECO DESENGORDURADO - ESD EM LEITE
  • DETERMINAÇÃO DA EFICIENCIA DA PASTEURIZAÇÃO: TESTE DE PASTEURIZAÇÃO EM LEITE
  • PESQUISA DE FOSFATASE ALCALINA
  • PESQUISA DE PEROXIDASE
  • TESTE DE REDUTASE EM LEITE
  • MÉTODOS PARA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS EM LEITE
  • MÉTODOS PARA PESQUISA DE RESÍDUOS DE ANTIBIÓTICOS EM LEITE
  • TESTES LENTOS - PRÍNCIPIOS E PROCEDIMENTOS
  • TESTES RÁPIDOS - PRÍNCIPIOS E PROCEDIMENTOS
  • REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS