Curso Online de TREINAMENTO DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO - BPF
4 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de TREINAMENTO DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO - BPF

Este curso destina-se aos profissionais das mais diversas áreas ligadas as indústrias de produtos alimentícios, principalmente aos as ind...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 34 horas

Por: R$ 80,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso destina-se aos profissionais das mais diversas áreas ligadas as indústrias de produtos alimentícios, principalmente aos as indústrias de produtoras de produtos de origem animal. Nele você aprenderá sobre treinamentos sobre Boas Práticas de Fabricação, em indústria produtora de produtos de origem animal. Nele você aprenderá, sobre o ciclo PDCA, a montar e a implantar o Manual e o Programa de Este curso fornece as informações básicas nas condições de higiene e manipulação de alimentos, visando a obtenção de produtos seguros à saúde, com custos mais baixos e processos padronizados. Aborda a qualidade dos alimentos, as ferramentas de gestão da qualidade, legislação alimentar, produção primária, recebimento das matérias-primas, armazenamento, produção, prevenção da contaminação cruzada, embalagem, registro e transporte. Neste curso você aprendera sobre a capacitação do profissional, a trabalhar adequadamente e instruí-lo nas Boas Práticas necessárias à funcionalidade e à operacionalização de uma fabrica garantindo a qualidade do ambiente de trabalho e dos produtos ao consumidor final. Para isso foi elaborado o curso a fim de fornecer subsídios para a implantação das Boas Práticas de Laboratório BPL de maneira corretada, com a finalidade de evitar possíveis erros virtude de um erro no durante os processos de produção. Este curso possui 349 slides.

Sou Biológo Licenciado pela Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat, com Especialização em Processamento e Controle de Qualidade em Carnes, Leite e Ovos, pela Universidade Federal de Lavras - UFLA, com 17 (doze) anos de experiência em laticinios, nas mais diverdas aréas, como laboratório Fisico-quimico e Microbiológico,atuando no Controle e na garantia da Qualidade. De 2013 a 2015 trabalhei na area de processamento e no controle de qualidade em um Frigorifico (abatedouro) de Aves, e em uma fabrica de industrializados embutidos de derivados de aves, atuando como Supervisor nas areas de Processamento Industrial na produção de Linguiças, Salsichas, Mortadelas, Presunto e Apresuntado de frango, e no Controle e Garantia da Qualidade. Em outubro de 2015 voltei a para no setor lacteo trabalhando novamente em laticínio, com produção de queijos: Mussarela, Prato, Provolone, Parmessão, Ricota, Minas Frescal, manteiga, doce de leite em pasta e barra, requeijão cremosso, creme de leite, nata, bebida láctea fermentada e não fermentada,iogurte,coalhada, etc. email para contato: jpdanibio@hotmail.com


- Jackson Soares Galvão

- AndrÉia Tavares De Barros

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • TREINAMENTO DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO P. B. F.

    TREINAMENTO DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO P. B. F.

    JOÃO PAULO DANI
    Biólogo CRB: 43.140/01
    Especialista em
    Controle de Qualidade

    1

  • 2

    2

    Olá!

    Sejam bem vindos.
    Neste cursos vamos estudar sobre:
    Treinamento sobre Boas Práticas de Fabricação, para industrias produtoras de alimentos.

    2

    2

  • APRESENTAÇÃO

    APRESENTAÇÃO

    3

  • 4

    As Boas Práticas de Fabricação, para serem realmente efetivas, seus conceitos devem ser conhecidos e seguidos corretamente por todos os funcionários.
    Um programa de treinamento simples, porém constante sempre promove bons resultados.

    INTRODUÇÃO

  • APRESENTAÇÃO

    APRESENTAÇÃO

    5

  • 6

    Até recentemente, o controle da qualidade sanitária dos alimentos era realizado pelas indústrias na forma de análise ou inspeção do produto final, com o objetivo de comparar os resultados com requisitos específicos para verificar se a conformidade foi atendida.
    Esse procedimento não permitia a adoção de ações corretivas, levando a custos e índices de perdas elevados, inerentes a um sistema de inspeção por amostragem.

    INTRODUÇÃO

  • 7

    Surgiu então, a necessidade das indústrias aperfeiçoar seus sistemas de controle da qualidade, com foco, na prevenção das não-conformidades, incluindo, portanto, ações corretivas e reativas e medidas preventiva.

    INTRODUÇÃO

  • 8

    A regra base de um controle de qualidade, é ser tanto mais preventivo, quanto maior for o risco.
    No competitivo mercado de produtos alimentícios, a qualidade dos produtos, deixou de ser apenas uma vantagem competitiva e se tornou requisito fundamental para a comercialização dos produtos.

    INTRODUÇÃO

  • 9

    Uma das formas mais utilizadas, para se atingir um alto padrão de qualidade é a implantação do Programa de Boas Práticas de Fabricação - BPF.
    Composto por um conjunto de princípios, regras, e princípios, para o correto manuseio de alimentos, que abrange desde as matérias-primas até o produto final.

    INTRODUÇÃO

  • 10

    INTRODUÇÃO

    As normas que estabelecem as chamadas Boas Práticas de Fabricação – BPF, envolvem requisitos fundamentais que vão desde as instalações da indústria, passando por rigorosas regras de higiene pessoal e limpeza do local de trabalho (tais como lavagem correta e freqüente das mãos, utilização adequada dos uniformes, disposição correta de todo o material utilizado nos banheiros e o uso de sanitizantes) até a descrição, por escrito, dos procedimentos envolvidos no processamento do produto.

  • 11

    INTRODUÇÃO

    Gerências, chefias e supervisão devem estar totalmente engajadas para o êxito do programa, pois o planejamento, organização, controle e direção de todo o sistema depende destes profissionais.
    Sendo necessários investimentos para a adequação das não-conformidades detectadas nas instalações e nas ações de motivação dos funcionários, o comprometimento da alta administração torna-se fundamental.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 80,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • TREINAMENTO DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO P. B. F.
  • APRESENTAÇÃO
  • O QUE SÃO BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO (BPF) ?
  • O que são Boas Práticas de Fabricação (BPF) ?
  • POR ONDE COMEÇAR?
  • O CICLO PDCA
  • P PRIMEIRO PASSO (PLAN - PLANEJAMENTO)
  • D SEGUNDO PASSO (DO - FAZER, DESENVOLVER)
  • C TERCEIRO PASSO (CHECK - CHECAR)
  • A QUARTO PASSO (ACT - AGIR, CORRIGIR AS FALHAS)
  • TREINAMENTO SOBRE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO
  • INTEGRAÇÃO
  • REUNIÃO SEMANAL
  • REGISTROS DE TREINAMENTO JUNTO DAS ITs
  • QUADROS DE AVISO
  • SIPAT OU SEMANA DA QUALIDADE
  • O QUE É O MANUAL DE BOAS PRÁTICAS ?
  • O QUE SÃO POPS ?
  • PORQUE PADRONIZAR PROCEDIMENTOS ?
  • AS BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO NA INDUSTRIA DE ALIMENTOS
  • POR QUÊ IMPLANTAR O PROGRAMA BPF?
  • VANTAGENS COM A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA BPF?
  • BENEFÍCIOS DAS BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO - BPF
  • Os Quatros fundamentos das Boas Práticas de Fabricação
  • FUNDAMENTO: EXCLUSÃO
  • FUNDAMENTO: REMOÇÃO
  • FUNDAMENTO: INIBIÇÃO
  • FUNDAMENTO: DESTRUIÇÃO
  • OS ELEMENTOS DAS BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO
  • ELEMENTO: FÁBRICA
  • ELEMENTO: PESSOAL
  • ELEMENTO: LIMPEZA E SANITIZAÇÃO
  • ELEMENTO: EQUIPAMENTOS E UTENSÍLIOS
  • ELEMENTO: PROCESSOS E CONTROLES
  • ELEMENTO: ARMAZENAMENTO E DISTRIBUIÇÃO
  • REQUISITOS PARA A IMPLANTAÇÃO DO BPF
  • REQUISITO: HIGIÊNICO-SANITÁRIOS DAS INSTALAÇÕES, EQUIPAMENTOS E UTENSÍLIOS
  • REQUISITO: HIGIÊNICO-SANITÁRIOS DO PESSOAL
  • REQUISITO: HIGIÊNICO-SANITÁRIOS DA PRODUÇÃO
  • REQUISITO: PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS PADRÕES - POPs
  • REQUISITO: DOCUMENTAÇÃO E REGISTROS
  • REQUISITO: MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE BPF
  • REQUISITO: PROGRAMA DE BOAS PRÁTICAS DE ARMAZENAGEM E TRANSPORTE DAS MATÉRIAS-PRIMAS, INGREDIENTES E EMBALAGENS
  • REQUISITO: PROGRAMA DE QUALIDADE DA ÁGUA
  • REQUISITO: MANEJO INTEGRADO DE CONTROLE PRAGAS - MIP
  • REQUISITO: MANEJO E DESCARTE DE RESIDUOS
  • REQUISITO: CONTROLE DA CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL
  • REQUISITO: PROCEDIMENTOS ESTABELECIDOS E DOCUMENTADOS DE HIGIENE E SANIFICAÇÃO DAS INSTALAÇÕES, EQUIPAMENTOS, MÓVEIS E UTENSÍLIOS
  • REQUISITO: PROGRAMA DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS
  • REQUISITO: PROGRAMA DE CALIBRAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO
  • REQUISITO: PROGRAMA DE RECOLHIMENTO ? ?RECALL?
  • REQUISITO: PROCEDIMENTOS SOBRE RECLAMAÇÕES DOS CONSUMIDORES E/OU IMPORTADORES
  • REQUISITO: PROGRAMA DE QUALIDADE ASSEGURADA DE FORNECEDORES
  • REQUISITO: PROGRAMA DE TREINAMENTO DE PESSOAL
  • REQUISITO: GARANTIA E CONTROLE DE QUALIDADE
  • REQUISITO: MONITORAMENTO, REGISTROS E AVALIAÇÃO DO MONITORAMENTO
  • PONTOS IMPORTANTES DE CONTROLE
  • PONTO DE CONTROLE: COLABORADORES - FUNCIONÁRIOS
  • PONTO DE CONTROLE: EDIFICAÇÕES E INSTALAÇÕES
  • PISO
  • PAREDES
  • JANELAS
  • PORTAS
  • ESCADAS
  • TETOS
  • PÁTIOS
  • INSTALAÇÕES SANITÁRIAS
  • INSTALAÇÕES ELETRICAS
  • VENTILAÇÃO
  • PONTO DE CONTROLE: PRODUÇÃO - PROCESSO
  • PONTO DE CONTROLE: RECEPÇÃO E ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS E INGREDIENTES
  • PONTO DE CONTROLE: ARMAZENAMENTO E TRANSPORTE DE PRODUTO ACABADO
  • PONTO DE CONTROLE: CONTROLE DE PRAGAS
  • PROGRAMA DE PROCEDIMENTOS ? PADRÃO DE HIGIENE OPERACIONAL (PPHO) NOS ESTABELECIMENTOS DE LEITE E DERIVADOS
  • ESTRUTURAÇÃO DO PLANO PPHO
  • IMPLEMENTAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO
  • ELABORAÇÃO DO MANUAL DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO
  • PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA DE PPHO PELO SIF / DIPOA
  • QUAL O PAPEL DA SUPERVISÃO?
  • AUDITORIA DO PROGRAMA BPF
  • BIBLIOGRAFIA CONSULTADA