Curso Online de Auriculoterapia Francesa
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Auriculoterapia Francesa

Descoberta e sistematizada pelo médico francês Paul Nogier, a Auriculoterapia Francesa (AF) vem sendo usada nos últimos 60 anos, em vário...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 10 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 24,90
(Pagamento único)

Mais de 30 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Descoberta e sistematizada pelo médico francês Paul Nogier, a Auriculoterapia Francesa (AF) vem sendo usada nos últimos 60 anos, em vários países do mundo, para tratamento de diversas doenças. Em 1990, a OMS (Organização Mundial de Saúde) passou a recomendar oficialmente a utilização da AF no tratamento de dores as mais diversas e distúrbios psicossomáticos (ansiedade e depressão). Além dessas indicações clássicas, a AF vem sendo usada com grande sucesso no tratamento de várias outras patologias e síndromes de difícil controle como: enxaquecas, artroses/artrites, distúrbios posturais, neuralgias, bursites/tendinites, zumbidos, alergias, problemas na articulação têmporo-mandibular, calores da menopausa, dores no ombro e joelho, tabagismo (para parar de fumar). A técnica age de forma a estimular as terminações nervosas até todas as glândulas do corpo, proporcionando que o órgão doente possa alcançar o seu equilíbrio natural.

Fisioterapeuta, Pós Graduada em: Traumato Ortopedia, Gestão de PSF, Saúde do Trabalhador, saúde Pública, Fisioterapia Uroginecológica. Cursos de extensão em: Manipulação Articular, Crochetagem, Mobilização Neural, Auriculoterapia, Ventosaterapia, Moxabustão, Florais de Bach, Aromaterapia,Fitoterapia, Spiral Tape, Kinesio taping, Ginástica laboral, Ergonomia, Dry Needling, Distúrbios da ATM entre outros. *OS CURSOS SÃO CURSOS BÁSICOS E INTRODUTÓRIOS, QUE TÊM POR OBJETIVO ENSINAR AO ALUNO SOMENTE O CONTEÚDO TEÓRICO SOBRE O ASSUNTO, ATRAVÉS DE APOSTILAS. SENDO ASSIM, NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS E NÃO GARANTIMOS O DESEMPENHO DO ALUNO NA PRÁTICA, POIS A EXECUÇÃO DA PARTE PRÁTICA SOBRE TUDO O QUE O ALUNO APRENDEU ESTUDANDO A TEORIA DURANTE O CURSO, DEPENDERÁ DA HABILIDADE, COMPETÊNCIA E APTIDÃO DE CADA ALUNO.


- Ana Paula Araujo Gonçalves

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • AURICULOTERAPIA FRANCESA

    AURICULOTERAPIA FRANCESA

    Fst Andréa A. Costa

  • Definição

    Definição

    É um método de tratamento terapêutico que utiliza as propriedades reflexas do pavilhão auricular para tratar doenças e equilibrar o corpo como um todo.

  • Histórico

    Histórico

    A auriculoterapia francesa foi descoberta por Paul Nogier (Lyon na França) em 1591. Ela foi alvo de inúmeros estudos neurofisiológicos. Em 1990, um grupo de trabalho reunido pela Organização Mundial de Saúde, normatizou a nomenclatura de 43 pontos auriculares.

  • Esta terapia é por vezes mencionada em tratados clássicos de acupuntura chinesa, mas não são descritos com profundidade. Obviamente, não é considerada como parte do conteúdo principal da acupuntura clássica, sendo esta totalmente derivada da china antiga, já a auricular apresenta, na sua maioria, um desenvolvimento mais recente, com influencia no Ocidente.

  • O Dr. Paul Nogier, dedicou parte importante da sua carreira ao estudo e utilização da acupuntura na Europa e em especial na aplicação teórica e prática da auriculoterapia. Sua hipótese sobre a presença de uma relação entre a posição fetal e o ouvido adulto contribuiu para o desenvolvimento da acupuntura auricular e mais tarde, medicina auricular.

  • Indicações

    Indicações

    A indicação da auriculoterapia é muito ampla, podendo ser usada para o tratamento de cerca de 200 enfermidades, entre as quais estão as de caráter funcional, neurótico e psicótico (insônia, depressão, ansiedade, cefaléias etc.), males de caráter estrutural (dor lombar, dores nas pernas, torcicolo, artrite, artrose etc.), doenças cardiovasculares, do aparelho urinário, alérgicas, e ainda obesidade e dependências como alcoolismo, drogas e tabagismo.

  • Contra indicações

    Contra indicações

    Gestantes - < 5 meses não tratar e de 6 a 9 meses não picar útero, ovário, endócrino, genitais, pontos abdominais e pélvis;
    Não usar muitos pontos e estímulos em pacientes debilitados;
    Pacientes em Fase terminal;
    Pacientes Epiléticos / Neurológicos
    Crianças (pode tratar com sementes nos PA)
    Inflamação / Infecção no pavilhão auricular.
    Diabéticos atenção redobrada ao tecido.

  • Mecanismo de Ação

    Mecanismo de Ação

    Estímulos neurológicos em receptores específicos, geram efeitos de modulação da atividade neurológica em três níveis local, espinhal ou segmentar, e supra espinhal ou supra segmentar.

  • Descobertas mais recentes no campo da pesquisa científica sobre acupuntura e auriculoterapia, mostram evidencias do envolvimento neuro-humoral e neural no mecanismo de ação da analgesia pela acupuntura somática e auricular. As substâncias bem conhecidas no mecanismo são as endorfinas, encefalinas, serotonina, histamina, prostaglandina, entre outras.

  • Anatomia do pavilhão auricular

    Anatomia do pavilhão auricular

    O pavilhão da orelha está situado em ambos os lados da cabeça, atrás da articulação temporo mandibular e da região parotídea, antes da região mastóide e abaixo da temporal, unindo-se à cabeça pela parte média de seu terço anterior.
    É constituído por um tecido fibrocartilaginoso, como sustentação de suas de suas estruturas anatômicas, está formado também por ligamentos, tecido adiposo e músculo. A parte inferior do pavilhão é rica em nervos, vasos sangüíneos e linfáticos, mas os terços superiores e o lóbulo da orelha é constituída, em sua maior parte, por tecido adiposo e conjuntivo.

  • Vista anterior: cruz superior do anti-hélix, tubérculo auricular, fossa escafóide, hélix, anti-hélix, fossa superior do antitrago, antitrago, incisura do intertrago, trago, concha cava, incisura do supratrago, raiz do hélix, concha cimba, cruz inferior do antihélix, fossa triangular e lóbulo.
    Vista posterior: eminência posterior da fossa triangular, face dorsal do hélix, iminência da fossa escafóide, sulco do antitrago, sulco posterior do antihélix, sulco da cruz inferior, eminência posterior da concha cimba, sulco da raíz do hélix, eminência posterior da concha cava, face dorsal do lóbulo.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 24,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • AURICULOTERAPIA FRANCESA
  • Definição
  • Histórico
  • Indicações
  • Contra indicações
  • Mecanismo de Ação
  • Anatomia do pavilhão auricular
  • Vascularização
  • Músculos
  • Inervação
  • Vasos Linfáticos
  • Os 7 Pontos de Comando
  • Pontos Mestres Auriculares(30)
  • Profundidade dos Sistemas(folhetos)
  • Protocolos de Tratamento
  • Obesidade
  • Protocolos Terapêuticos por Sistema (tabelas chinesas)
  • Sistema Nervoso
  • Sistema Urogenital
  • Sistema Respiratório
  • Sistema Cardiovascular
  • Sistema Digestivo
  • Ginecologia e Obstetrícia
  • Sistema Endócrino
  • Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Estomatologia
  • Material e Procedimento
  • Material de uso
  • Apalpadores / Aplicadores
  • Técnicas de Diagnóstico e Tratamento Detecção da dor
  • Detecção elétrica da dor
  • Diagnóstico e Tratamento
  • Passo a passo
  • Vídeos instrutivos