Curso Online de Enfermagem Pediátrica
4 estrelas 4 alunos avaliaram

Curso Online de Enfermagem Pediátrica

Curso descreve: Maturação sexual masculina e feminina, Mecanismo do trabalho de parto, Apgar, Primeiros atendimentos ao RN, Método mãe-...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas

Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso descreve:
Maturação sexual masculina e feminina,
Mecanismo do trabalho de parto,
Apgar,
Primeiros atendimentos ao RN,
Método mãe-canguru,
Principais alterações cromossômicas,
Desenvolvimento da criança mês a mês,
Fatores que interferem no crescimento da criança,
Avaliação do perímetro cefálico,
Desenvolvimento motor mês a mês,
Triagem neonatal,
Legislação,
Cuidados alimentares mês a mês,
Cuidados com o coto umbilical do bebê,
Principais patologias pediátricas.

Curso de ótima qualidade, aproveite essa oportunidade, pois está em preço promocional.

VML Cursos. Aproveite para se atualizar profissionalmente, cursos de ótima qualidade, temas diversos, com preços promocionais. APROVEITEM PARA FAZER UMA ATUALIZAÇÃO/EXTENSÃO DE QUALIDADE. Sou bacharel em enfermagem e pós graduada em saúde pública com ênfase em saúde da família, tenho seis anos de experiência profissional na área e vários cursos de atualização profissional. Meus cursos são de ótima qualidade técnica e de ótimo embasamento bibliográfico. EXPERIMENTE!!! VOCÊ NÃO IRÁ SE ARREPENDER. APROVEITEM O CERTIFICADO DESSES CURSOS TEM VALIDADE EM FINS CURRICULARES E EM PROVAS DE TÍTULOS, COMO UM CERTIFICADO DE ATUALIZAÇÃO/APERFEIÇOAMENTO/EXTENSÃO.


- Fabiane Moreira De Souza

- Priscila Araujo Chimenez

- Juliana Reis Da Silva

- Creuseli Maria Mariano

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • ENFERMAGEM PEDIÁTRICA

    ENFERMAGEM PEDIÁTRICA

    20 horas

  • Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    Os principais órgãos masculinos envolvidos na reprodução são os testículos, epidídimo, canais deferentes, vesículas seminais, próstata e o pênis.

    Durante o ato sexual os reflexos neuronais enviam um sinal para a ereção peniana, secreção do muco pelas glândulas para a lubrificação, e a ejaculação.

  • Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    No testículo, as espermatogônias se multiplicam formando os espermatócitos primários, secundários e posteriormente espermátides, que maturam-se em espermatozóides (esperma).

    No intervalo entre primário e secundário, os 23 pares de cromossomos da espermatogônia se dividem para formar 23 cromossomos individuais.

  • Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    Também nesse processo de divisão metade do esperma recebe o cromossoma masculino Y, outra metade recebe o cromossoma feminino X.

    O hormônio sexual masculino (testosterona) é secretado pelos testículos, levando ao desenvolvimento das características corporais masculinas.

  • Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios

    Tanto a secreção da testosterona como a formação do esperma são controladas por hormônios secretados pela hipótese anterior.

    FSH: responsável pelo início da espermatogênese.

    LH: secreção da testosterona.

  • Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    As principais estruturas sexuais femininas são a vagina, útero, trompas e ovário.

    Através da estimulação sexual a vagina secreta um líquido para lubrificação.

    Durante cada ciclo sexual mensal, as células foliculares, começam a proliferar e desenvolvem-se, esses folículos rompem-se em torno do 14º dia, liberando o óvulo na cavidade pélvica.

  • Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    FSH: hormônio que auxilia no desenvolvimento do folículo para ovulação.

    LH: hormônio que auxilia na preparação do útero para receber uma gestação.

    Se não ocorrer a fecundação a produção dos dois hormônios diminui e ocorre a menstruação.

  • Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    A fecundação ocorre na primeira porção da trompa.

    Um único espermatozóide atravessa a membrana do óvulo, carregando os 23 cromossomos, imediatamente combinam-se com os outros 23 cromossomos femininos, dando início ao processo da multiplicação celular, resultando no desenvolvimento de um bebê.

  • Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios

    Aproximadamente 7 dias após a fecundação o blastócito se implanta no útero.

    Em torno da 12º semana de gestação a placenta encontra-se bem desenvolvida para nutrir o feto.

  • mecanismo do parto

    mecanismo do parto

  • Mecanismo do parto

    Mecanismo do parto

    Rotação interna da cabeça: rotação do pólo cefálico do bebê abrindo espaço para a sua passagem, é a saída do canal do parto.

    Desprendimento da cabeça: é a passagem da cabeça do bebê pelo anel vulvar.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • ENFERMAGEM PEDIÁTRICA
  • Sistemas reprodutivos masculinos e seus hormônios
  • Sistemas reprodutivos femininos e seus hormônios
  • mecanismo do parto
  • Mecanismo do parto
  • Recebimento do recém-nascido
  • Recebimento do recém-nascido
  • Apgar
  • Escore Apgar
  • Etapas do recebimento do RN
  • Método mãe - canguru
  • Objetivo
  • Alterações cromossômicas
  • Síndrome de Down
  • Síndrome de Edwards
  • Síndrome de Patau
  • Trissomia do 08
  • Trissomia do 09
  • Trissomia do 22
  • Trissomia Parcial do 22
  • Síndrome de Tuner
  • Síndrome de Klinefelter
  • Triplo X
  • Tripo X
  • Duplo Y e variantes
  • crescimento
  • Crescimento
  • Fatores ligados ao baixo peso ao nascer:
  • Crescimento físico de 0 a 6 meses:
  • Crescimento físico de 6 a 18 meses:
  • Crescimento físico de 18 meses a 3 anos:
  • Crescimento físico de 3 a 6 anos:
  • Crescimento físico de 6 a 12 anos:
  • Crescimento físico menina 10 a 14 anos:
  • Crescimento físico menino 12 a 16 anos:
  • Fatores que influenciam no crescimento
  • Fatores Intrínsecos:
  • Fatores Extrínsecos:
  • Número de consultas de puericultura
  • Avaliação do perímetro cefálico
  • Perímetro cefálico
  • Desenvolvimento motor no primeiro ano de vida
  • Desenvolvimento Motor
  • Desenvolvimento de 0 a 6 meses
  • Zero a seis meses
  • Desenvolvimento dos 6 aos 12 meses
  • Seis a doze meses
  • Desenvolvimento do 1º ao 2º ano
  • De 1 a 2 anos
  • Desenvolvimento do 2º ao 3º ano
  • De 2 a 3 anos
  • Desenvolvimento do 3º ao 4º ano
  • De 3 a 4 anos
  • Desenvolvimento do 4º ao 5º ano
  • De 4 a 5 anos
  • Desenvolvimento do 5º ao 6º ano
  • De 5 a 6 anos
  • Triagem neonatal
  • Sinal de Ortolani
  • Teste do reflexo vermelho
  • Teste do pezinho
  • Triagem auditiva
  • Fórmulas para o cálculo aproximado do peso
  • Fórmula
  • LEGISLAÇÃO
  • Legislação
  • CUIDADOS COM O UMBIGO DO BEBÊ
  • COMO CUIDAR???
  • O QUE É O UMBIGO???
  • CORDÃO UMBILICAL
  • ???
  • COMO CUIDAR???
  • CUIDANDO DO UMBIGO DO BEBÊ!!!
  • ALGUMAS DICAS!!!!
  • DICAS!!!
  • NÃO SE DESESPERE!!!
  • DICAS!!!
  • IMPORTANTE!!!
  • patologias pediátricas
  • Disfunção Gastrointestinal
  • Desidratação
  • Diarréias
  • Meningites
  • Disfunções Respiratórias
  • Pneumonia