Curso Online de UTI Neonatal e repercussões biopsicossociais

Curso Online de UTI Neonatal e repercussões biopsicossociais

Curso destinado aos diversos profissionais da saúde e estudantes universitários.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 2 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Curso destinado aos diversos profissionais da saúde e estudantes universitários.


  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • UTI NEONATAL E REPERCUSSÕES BIOPSICOSSOCIAIS

    UTI NEONATAL E REPERCUSSÕES BIOPSICOSSOCIAIS

    DRA. GISELLE STEFANELLI DE LIMA CREFITO-3/188771-F
    FISIOTERAPEUTA

  • PREMATURIDADE

    ENFERMIDADE

    ESPERANÇA

    MEDO

    DEPRESSÃO PÓS-PARTO

    DOR

    SOFRIMENTO

    AMOR

    PERSEVERANÇA

    FRAGILIDADE

    IMATURIDADE

    MORTE

    VIDA

    CIRURGIA

    CULPA

    DETERMINAÇÃO

    ANSIEDADE

    TRISTEZA

    ESTRESSE

    CONSOLO

    CHORO

    MALFORMAÇÕES

    FAMÍLIA

    LUTA

    COMPANHEIRISMO

  • vídeo

    vídeo

    Linda História de Amor bebê que nasceu com 15 semanas prematuro (Legendado)
    Disponível em: . Acesso em: 11/11/2015

  • DEFINIÇÕES

    DEFINIÇÕES

    Período pré-natal ⇨ Inclui três estágios: estágio germinal, estágio embrionário e estágio fetal
    Período neonatal ⇨ Compreende as quatro primeiras semanas de vida (0 a 28 dias incompletos)
    Período perinatal ⇨ Começa em 22 semanas completas de idade gestacional até o 7ª dia de vida

    NASCIMENTO:
    Quanto menor IG ⇧ são riscos de morbidades
    Tipo de parto influencia nas comorbidades
    Teste de APGAR ⇨ Observar vitalidade ao nascimento

  • ESCORE DE APGAR

    ESCORE DE APGAR

  • Classificação do neonato

    Classificação do neonato

  • Classificação do neonato

    Classificação do neonato

    RN é classificado segundo o seu crescimento em peso intra-uterino:

    RN grande para a idade gestacional: Peso acima do percentil 90 – GIG

    RN adequado para a idade gestacional: peso entre o percentil 10 e 90 – AIG

    RN pequeno para a idade gestacional: peso abaixo do percentil 10 – PIG

  • NEONATOLOGIA

    NEONATOLOGIA

    Origem do assunto no século XIX e origem do termo no século XX

    Palavra oriunda do latim neo (novo), nat (nascimento) e logia (estudo)

    Vertente da pediatria responsável por tratar crianças desde o nascimento até os 28 dias de idade, período em que deixam de ser consideradas recém-nascidos e passam a ser denominadas lactentes

    Idade pós-natal ⇨ RN ou neonato: 0 a 28 dias ⇨ ± 1° mês de vida

    Os avanços na neonatologia têm reduzido significativamente as taxas de morbidade e mortalidade de bebês de alto risco

  • BEBÊ DE ALTO RISCO

    BEBÊ DE ALTO RISCO

    Bebê de alto risco pode ser definido como aquele que apresenta intercorrências no curso clínico perinatal

    Inúmeros fatores podem determinar o alto risco ao neonato, sendo a prematuridade penas uma delas

    Nasceu um feto e agora?

  • BEBÊ DE ALTO RISCO

    BEBÊ DE ALTO RISCO

    Os bebês são considerados de risco quando estão expostos a condições adversas decorrentes de fatores de risco ocorridos no período pré, peri e/ou neonatal ⇨ Crescimento e desenvolvimento são produtos da interação biológica (intrínseca) e ambiental (extrínseca)

    O nascimento de um bebê de risco vem cercado de vários questionamentos pela equipe de saúde e pela família da criança

    Perguntas sobre como será o desenvolvimento da criança, se apresentará sequelas no decorrer dos primeiros anos de vida, se terá uma boa qualidade de vida, são frequentes entre os profissionais e familiares que cuidam desses bebês

    O acompanhamento do bebê de risco é denominado de follow-up

    Os objetivos dos programas de follow-up são cuidar e proteger o desenvolvimento físico e mental dos bebês expostos às complicações de saúde e ao ambiente hospitalar; detectar e intervir nas alterações do desenvolvimento global da criança; oferecer suporte especializado à família; realizar pesquisas com grupos específicos de recém-nascidos

  • ASPECTOS ANATÔMICOS E FISIOLÓGICOS

    ASPECTOS ANATÔMICOS E FISIOLÓGICOS

    NASCE APENAS COM O APARATO BIOLÓGICO ⇨ TOTAL DEPENDÊNCIA

    QUANTO MENOR A IG MAIORES OS RISCOS DE MORBIDADES

    IMATURIDADE DE ÓRGÃOS E SISTEMAS CORPORAIS, exemplos:

    SISTEMA NERVOSO
    SISTEMA DIGESTÓRIO
    SISTEMA RESPIRATÓRIO
    SISTEMA IMUNOLÓGICO
    SISTEMA TERMORREGULADOR


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • UTI NEONATAL E REPERCUSSÕES BIOPSICOSSOCIAIS
  • vídeo
  • DEFINIÇÕES
  • ESCORE DE APGAR
  • Classificação do neonato
  • NEONATOLOGIA
  • BEBÊ DE ALTO RISCO
  • ASPECTOS ANATÔMICOS E FISIOLÓGICOS
  • PECULIARIEDADES DO NEONATO
  • INDICADORES DE RISCO
  • INTERNAÇÃO HOSPITALAR em utin
  • UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL (UTIN)
  • UTIN
  • AMBIENTE DA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA
  • ACOLHIMENTO AOS FAMILIARES
  • ASPECTOS BIOPSICOSSOCIAIS
  • Equipe interdisciplinar na utin
  • Psicologia NO CONTEXTO HOSPITALAR
  • PROFISSIONAL DA SAÚDE
  • CALOSIDADE PROFISSIONAL
  • Distanciamento crítico
  • EMPATIA GENUÍNA
  • PROFISSIONALISMO AFETIVO
  • PERGUNTAS REFLEXIVAS
  • HUMANIZAÇÃO NEONATAL
  • HUMANIZAÇÃO NA UTI NEONATAL
  • MÃE, CADÊ O BEBÊ?
  • PREMATURIDADE
  • MÉTODO MÃE CANGURU
  • MÉTODO CANGURU
  • CARL JUNG
  • REFLEXÃO
  • REFERÊNCIAS
  • OBRIGADA! ?