Curso Online de VENTILAÇÃO MECÂNICA

Curso Online de VENTILAÇÃO MECÂNICA

CURSO SOBRE VENTILAÇÃO MECÂNICA - É o suporte oferecido ao paciente por meio de um aparelho, o ventilador, auxiliando-o em sua ventilação...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas


Por: R$ 32,50
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

CURSO SOBRE VENTILAÇÃO MECÂNICA - É o suporte oferecido ao paciente por meio de um aparelho, o ventilador, auxiliando-o em sua ventilação em suas trocas gasosas. Este suporte, pode ser oferecido e diferentes níveis, com nenhuma ou com grande participação do paciente, conforme sua condição clínica.
A ventilação mecânica pode ser classificada em invasiva ou não-invasiva, conforme a interface entre o aparelho e o paciente seja por meio de canulação da traqueia (por intubação oro ou nasotraqueal ou traqueostomia) ou por máscara, respectivamente.

Fisioterapeuta, pós graduada em: Fisioterapia Intensiva em Pediatria e neonatologia. Cursos de extensão em: Ventosaterapia, Ergonomia, Dry Needling, Ventilação Mecãnica em Pediatria, nas áreas de ortopedia, e de pediatria entre outros. APAIXONADA PELA PROFISSÃO, AMO PODER ENSINAR E PASSAR O POUCO QUE SEI. *OS CURSOS SÃO CURSOS COMO INTRODUÇÃO NO ASSUNTO CITADO, COM OBJETIVO DE ENSINAR AO ALUNO SOMENTE O CONTEÚDO TEÓRICO SOBRE O ASSUNTO. SENDO ASSIM, NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS E NÃO GARANTIMOS O DESEMPENHO DO ALUNO NA PRÁTICA, POIS A EXECUÇÃO DA PARTE PRÁTICA SOBRE TUDO O QUE O ALUNO APRENDEU ESTUDANDO A TEORIA DURANTE O CURSO, DEPENDERÁ DA HABILIDADE, COMPETÊNCIA E APTIDÃO DE CADA ALUNO.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • VENTILAÇÃO MECÂNICA(VM)

  • O QUE É VENTILAÇÃO MECÂNICA (VM)?

    É o suporte oferecido ao paciente por meio de um aparelho, o ventilador, auxiliando-o em sua ventilação em suas trocas gasosas. Este suporte, pode ser oferecido e diferentes níveis, com nenhuma ou com grande participação do paciente, conforme sua condição clínica.

    A ventilação mecânica pode ser classificada em invasiva ou não-invasiva, conforme a interface entre o aparelho e o paciente seja por meio de canulação da traqueia (por intubação oro ou nasotraqueal ou traqueostomia) ou por máscara, respectivamente.
    fonte: google imagens

  • OS PRINCIPAIS OBJETIVOS CLÍNICOS DA VM:

    Reverter a hipoxemia = a VM deve ser instituída quando não é possível manter uma SaO2 acima de 90%, mesmo após a oferta de oxigenio por máscara. Quando o paciente mantem uma SaO2 limitrofe, com necessidade de grande esforço respiratorio( taquipneia, utilização de musculatura acessória da respiração), principalmente quando a causa da hipoxemia não tem perpctiva de respiração rápida, a VM tambem deve ser instituida. A presença de instabilidade hemodinamica deve antecipar o inicio da VM nessas situações limitrofes.
    Reverter a hipercapnia e a acidose respiratória = em pacientes agudos a retenção de gás carbonico levando a acidose respiratória, é indicação de VM. Em pacientes retentores de CO2, tolera-se a hipercapnia. Nesses pacientes, a piora do nível de consciencia e do padrão respiratório e o surgimento de acidose respiratória são importantes indicadores para a intubação traqueal e ventilação mecanica.

  • OS PRINCIPAIS OBJETIVOS CLÍNICOS DA VM:

    Reverter ou prevenir atelectasias = em pacientes com respirações superficiais (ex: pós-operatórios, doenças neuromusculares).
    Reduzir o consumo de oxigênio em condições graves de baixa perfusão = nas formas graves de choques circulatório, mesmo na ausência de indicação gasomêtrica, a VM, diminuindo o consumo de O2 pelos músculos respiratórios, pode favorecer a perfusão de outros órgãos( coração, SNC e território esplâncnico).

  • OS PRINCIPAIS OBJETIVOS CLÍNICOS DA VM:

    Permitir sedação e/ou curarização =para a realização de cirurgias ou outros procedimentos na UTI.
    Reduzir a pressão intra-craniana = a hiperventilação pode ser instituida em situações de hipertensão intra-craniana, com necessidade de monitorização desta pressão.
    Estabilização torácica = a VM pode ser necessária em pacientes com múltiplas fraturas de arcos costais.

  • AS FASES DOS CICLOS RESPIRATÓRIOS NA VM:

    São determinadas pela abertura e fechamento de duas válvulas:
    Válvulas de fluxo ou inspiratória;
    Válvulas de exalação.

    Tem se:
    Disparo
    Fase inspiratória
    Ciclagem
    Fase expiratória

  • fonte: google imagens

  • Observa-se:

    Disparo = a transição da fase expiratória para a inspiratória. Ocorre pela abertura da válvula de fluxo e fechamento da válvula de exalação.
    Fase inspiratória = fornecimento do fluxo inspiratório pelo ventilador ao paciente, pressurizando o sistema respiratório.
    Ciclagem = é a transição da fase inspiratória para a expiratória. Ocorre o fechamento da válvula de fluxo e abertura de exalação.
    Fase expiratória = a pressão positiva no sistema respiratório será equilibrada com a atmosferica, com a exalação progressiva do volume corrente previamente recebido.

  • AS FORMAS DE DISPARO DO VENTILADOR:

    Existem duas formas básicas de disparo do ventilador, ou seja de inicio da fase inspiratória:

    A partir da frequência respiratória ajustada ( fator tempo)
    A partir da sensibilidade ajustada, que reconhece o esforço do paciente.

  • AS FORMAS DE CICLAGEM DO RESPIRADOR:

    A ciclagem, passagem da fase inspiratória para a expiratória pode se dar pelas seguintes variaveis:

    Volume corrente = a ciclagem ocorre quando um volume corrente pré-estabelecido foi ofertado ao paciente.
    Tempo inspiratório = a ciclagem ocorre após um determinado período de tempo pré-estabelecido.
    Fluxo inspiratório = a ciclagem ocorre quando o fluxo inspiratório é reduzido para um valor previamente estabelecido.

  • Entre o disparo e a ciclagem do ventilador, como ocorre a fase inspiratória?

    A fase inspiratória é caracterizada pelo fornecimento do fluxo inspiratório pelo ventilador ao paciente, o que pode ocorrer de diferentes formas.
    Em alguns casos, o operador escolhe este fluxo e ele é oferecido ao paciente sem que haja qualquer participação deste. Em outras modalidades há participação do paciente. Quando o paciente aumenta seu esforço inspiratório, ele recebe maior fluxo.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 32,50
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • VENTILAÇÃO MECÂNICA (VM)
  • O QUE É VENTILAÇÃO MECÂNICA (VM)?
  • OS PRINCIPAIS OBJETIVOS CLÍNICOS DA VM:
  • AS FASES DOS CICLOS RESPIRATÓRIOS NA VM:
  • Observa-se:
  • AS FORMAS DE DISPARO DO VENTILADOR:
  • AS FORMAS DE CICLAGEM DO RESPIRADOR:
  • Entre o disparo e a ciclagem do ventilador, como ocorre a fase inspiratória?
  • Entre a ciclagem e o disparo do ventilador, como ocorre a fase expiratória?
  • Com base nas variáveis de disparo e de controle da inspiração como são classificação dos ciclos ventilatórios?
  • Com base na ciclagem e no controle da inspiração como são classificação dos ciclos ventilatórios?
  • Classificação das modalidades ventilatórias
  • Ventilação mecânica controlada
  • Ventilação mecânica assisto-controlada
  • Ventilação mandatória intermitente sincronizada(SIMV)
  • Ventilação volume controlada(VVC)
  • VVC
  • Como ajustar a fração de oxigênio (FiO2)?
  • Como ajustar a frequência respiratória (FR) na VM?
  • Como ajustar o volume corrente no decorrer da ventilação assitido-controlada?
  • Como ajustar o fluxo inspiratório no decorrer da ventilação assitido-controlada?
  • Como ajustar a sensibilidade no decorrer da ventilação assitido-controlada?
  • Como ajustar a PEEP?
  • Pausa inspiratória e seu objetivo
  • Ajustes iniciais da VVC
  • Como ajustar os parâmetros ventilatórios para melhorar a oxigenação?
  • VENTILAÇÃO PRESSÃO- CONTROLADA
  • Como ajustar a pressão controlada?
  • O que define o fluxo inspiratório na ventilação pressão controlada (VPC)?
  • Volume corrente na ventilação pressão-controlada ( VPC)?
  • As vantagens da ventilação pressão controlada(VPC) em comparação com a volume controlada (VVC)?
  • VENTILAÇÃO PRESSÃO DE SUPORTE
  • As modalidades ventilatórias que permitem a a pressão de suporte
  • COMO AJUSTAR A PRESSÃO DE SUPORTE?
  • Quais as principais aplicações clínicas da pressão de suporte?
  • Os principais parâmetros de mecânica respiratória a serem monitorados:
  • Cálculo da complacência do sistema respiratório.
  • Complacência
  • Cálculo da resistencia do sistema respiratório.
  • Resistência
  • AUTO-PEEP
  • Os pincipais alarmes da ventilação mecânica
  • Desmame
  • Condições gerais para desmame
  • Criterios para suspenção do desmame
  • As principais falhas do desmame
  • Fatores que comprometem a capacidade de ventilar e/ou oxigenar:
  • Fatores que aumentam a demanda ventilatória: