Curso Online de CURSO PREPARATORIO PARA O CONCURSO DA  EBSERH: POTRTUGUES E LEGIS DA EBSERH

Curso Online de CURSO PREPARATORIO PARA O CONCURSO DA EBSERH: POTRTUGUES E LEGIS DA EBSERH

CURSO PREPARATORIO PARA O CONCURSO DA EBSERH PORTUGUES LEGIS EBSERH

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 22 horas

Por: R$ 70,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

CURSO PREPARATORIO PARA O CONCURSO DA EBSERH
PORTUGUES
LEGIS EBSERH

ESPECIALISTAS EM ENFERMAGEM; BACHAREIS EM ENFERMAGEM E OBSTETRÍCIA; Experiência em: -Urgência e Emergência, -Clinica Médica, -Clinica Círurgica, -UTI, -Oncologia, -Nefrologia e -SAÚDE PUBLICA E ETC; PROFESSORES DE CURSOS TECNICO DE ENFERMAGEM EM DIVERSAS ÁREAS.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • CURSO PREPARATORIO PARA O CONCURSO DA EBSERH

    CURSO PREPARATORIO PARA O CONCURSO DA EBSERH

    Disciplinas básicas: PORTUGUÊS E LEGISLAÇÃO DA EBSERH

  • INTRODUÇÃO

    INTRODUÇÃO

    Orientações para um bom aproveitamento do estudo:
    1º Veja as aulas;
    2º Estude e leia, reserve um horário no dia para os estudos, crie uma rotina, faço um horário tipo horário escolar e anote o tempo que você estudou;
    3º Faça exercícios e só após passe para outro conteúdo, nunca faça exercícios sem gabarito;
    4º Sempre é valido estudar fazendo provas já realizadas pela banca que fará a sua prova, pois mesmo que em teoria as questões não se repitam, você terá uma leitura da linha que a banca adota em suas provas, um lugar que podemos encontrar varias provas de varias bancas examinadoras é no PCICONCURSOS;

  • 5º Local de Estudo deve ser o mais silencioso possível, sem música, sem telefone, sem gritos;
    6º Faça resumos, mapas mentais, cartões de lembretes etc;
    7º Mantenha sempre o foco e a concentração;
    8º Não dê importância para pessoas que não lhe apoiem ou que lhe digam que você não vai conseguir , não deixem que falsos amigos ou derrotados na vida te perturbem falando que concurso é só para cartas marcadas ou gênios etc, não de importância para a relação candidatos vaga;
    9º LEIA O EDITAL DO SEU CONCURSO!!!

  • NÃO DESISTA NUNCA!
    FAÇA TUDO QUE PUDER ANTES!
    PORQUE DEPOIS NÃO ADIANTA

  • PORTUGUÊS

    PORTUGUÊS

  • FONÉTICA

    FONÉTICA

    Em sentido mais elementar, a Fonética é o estudo dos sons emitidos pela voz humana, os quais caracterizam a
    oposição entre os vocábulos.
    Ex:. em pato e bato é o som inicial das consoantes p e b que opõe entre si as duas palavras. Tal som recebe a
    denominação de FONEMA.
    Quando proferimos a palavra aflito, por exemplo, emitimos três sílabas e seis fonemas: a-fli-to.
    Percebemos que numa sílaba pode haver um ou mais fonemas.
    È importante não confundir com fonema. Fonema é som, letra é sinal gráfico que representa o som.
    Vejamos alguns exemplos:
    Manhã – 5 letras e quatro fonemas: m / a / nh / ã
    Táxi – 4 letras e 5 fonemas: t / a / k / s / i
    Corre – 5 letras e 4 fonemas
    Hora – 4 letras e 3 fonemas
    Aquela – 6 letras e 5 fonemas
    Guerra – 6 letras e 4 fonemas
    Fixo – 4 letras e 5 fonemas
    Hoje – 4 letras e 3 fonemas
    Canto – 5 letras e 4 fonemas
    Tempo – 5 letras e 4 fonemas
    Campo – 5 letras e 4 fonemas
    Chuva – 5 letras e 4 fonemas
    LETRA – é a representação gráfica, a representação escrita, de um determinado som.

  • ENCONTROS VOCÁLICOS
    A sequência de duas ou três vogais em uma palavra, damos o nome de encontro vocálico. Ex.: cooperativa.
    Três são os encontros vocálicos: ditongo. tritongo, hiato.
    DITONGO
    É a combinação de uma vogal + uma semivogal ou vice-versa.
    Dividem-se em:
    - orais: pai, fui;
    - nasais: mãe, bem, pão;
    - decrescente: (vogal + semivogal) – meu, riu, dói;
    - crescentes: (semivogal + vogal) – pátria, vácuo.
    TRITONGO
    Semivogal + vogal + semivogal.
    Pa-ra-guai, U-ru-guai, Já-ce-guai, sa-guão, quão, iguais, minguam.

  • HIATO
    É o encontro de duas vogais que se pronunciam separadamente , em duas diferentes emissões de voz.
    fa-ís-ca, sa-ú-de, do-er, a-or-ta, po-di-a, ci-ú-me, po-ei-ra, cru-el, ju-í-zo.
    SÍLABA
    Dá-se o nome de sílaba ao fonema ou grupo de fonemas pronunciados numa só emissão de voz.
    Quanto ao número de sílabas, o vocábulo classifica-se em:
    Monossílabo – possui uma só sílaba: pá, mel, fé, sol.
    Dissílabo – possui duas sílabas: ca-sa, me-sa, pom-bo.
    Trissílabo – possui três sílabas: Cam-pi-nas, ci-da-de, a-tle-ta.
    Polissílabo – possui mais de três sílabas: es-co-la-ri-da-de, hos-pi-ta-li-da-de.
    TONICIDADE

  • Nas palavras com mais de uma sílaba, sempre existe uma sílaba que se pronuncia com mais força do que as outras: é
    a sílaba tônica. Exs.: em lá-gri-ma, a sílaba tônica é lá; em ca-der-no, der; em A-ma-pá, pá.
    Considerando-se a posição da sílaba tônica, classificam-se as palavras em:
    Oxítonas – quando a tônica é a última sílaba: Pa-ra-ná, sa-bor, do-mi-nó.
    Paroxítonas – quando a tônica é a penúltima sílaba: már-tir, ca-rá-ter, a- má-vel, qua-dro.
    Proparoxítonas – quando a tônica é a antepenúltima sílaba: ú-mi-do, cá-li-ce, sô-fre-go, pês-se-go, lá-gri-ma.

  • ENCONTROS CONSONANTAIS
    É a sequência de dois ou mais fonemas consonânticos num vocábulo.
    atleta, brado, creme, digno, etc.
    DÍGRAFOS
    São duas letras que representam um só fonema, sendo uma grafia composta para um som simples.
    Há os seguintes dígrafos:
    1) Os terminados em h, representados pelos grupos ch, lh, nh. Exs.: Chave, malha, ninho.
    2) Os constituídos por letras sobradas, representados pelos grupos rr e ss. Exs.: carro, pássaro.
    3) Os grupo gu, qu, sc, sç, xc, xs. Exs.: guerra, quilo, nascer, cresça, exceto, exsurgir.
    4) As vogais nasais em que a nasalidade é indicada por m ou n, encerrando a sílaba em uma palavra. Exs.: pomba,
    cam-po, on-de, can-to, man-to.

  • ORTOGRAFIA

    ORTOGRAFIA

    As dificuldades para a ortografia devem-se ao fato de que há fonemas que podem ser representados por mais de uma
    letra, o que não é feito de modo arbitrário, mas fundamentado na história da língua.
    Eis algumas observações úteis.
    DISTINÇÃO ENTRE J E G
    1. Escrevem-se com J:
    a) As palavras de origem árabe, africana ou ameríndia: canjica, cafajeste, canjerê, pajé, etc.
    b) As palavras derivadas de outras que já têm j: laranjal (laranja, enrijecer (rijo), anjinho (anjo), granjear (granja),
    etc.
    c) As formas dos verbos que têm o infinitivo em: jar - despejar, despejei, despeje; arranjar - arranjei, arranje; viajar –
    viajei, viajeis.
    d) O final – AJE: laje, traje, ultraje, etc.
    e) Algumas formas dos verbos terminados em – GER e GIR, os quais mudam o G em J antes de A e O: reger: rejo,
    reja; dirigir: dirijo, dirija.
    2. Escrevem-se com G:
    a) O final dos substantivos -AGEM, -IGEM, -UGEM: coragem, vertigem, ferrugem, etc. Exceções: pajem, lambujem.
    b) Os finais: -ÁGIO, -ÉGIO, -ÓGIO e ÍGIO: estágio, egrégio, relógio, refúgio, prodígio, etc.
    c) Os verbos em -GER e –GIR: fugir, mugir, fingir.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 70,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • CURSO PREPARATORIO PARA O CONCURSO DA EBSERH
  • INTRODUÇÃO
  • PORTUGUÊS
  • FONÉTICA
  • ORTOGRAFIA
  • PONTUAÇÃO
  • MORFOLOGIA
  • CLASSES DE PALAVRAS
  • CRASE
  • ANÁLISE SINTÁTICA
  • LEGISLAÇÃO DA EBSERH
  • Lei Federal nº 12.550
  • Decreto n° 7661, de 28 de dezembro de 2011
  • ANEXO
  • DISPOSIÇÕES GERAIS