Curso Online de Sistema Único de Saúde

Curso Online de Sistema Único de Saúde

O curso aborda legislação, normas operacionais, o futuro do SUS, etc. Possui vídeos

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 12 horas

De: R$ 50,00 Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Mais de 150 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso aborda legislação, normas operacionais, o futuro do SUS, etc. Possui vídeos

Cursos com vídeos, imagens ilustrativas, bem explicado. Equipe só enfermagem Duvidas e Sugestões soenfermagem@soenfermagem.net



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • Sistema Único de Saúde

    Sistema Único de Saúde

    Olá, bem-vindo (a) ao curso de Sistema Único de Saúde. Utilize as teclas abaixo para sair, voltar ou avançar.
    Bons estudos!

  • Programa de Educação Continuada à Distância
    EAD – Educação à Distância

  • Introdução

  • O Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo. Ele
    abrange desde o simples atendimento ambulatorial até o transplante de órgãos, garantindo
    acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país.
    Amparado por um conceito ampliado de saúde, o SUS foi criado, em 1988 pela Constituição
    Federal Brasileira, para ser o sistema de saúde dos mais de 180 milhões de brasileiros. Além
    de oferecer consultas, exames e internações, o Sistema também promove campanhas de
    vacinação e ações de prevenção e de vigilância sanitária – como fiscalização de alimentos e
    registro de medicamentos –, atingindo, assim, a vida de cada um dos brasileiros.

    Antes da criação do SUS, que completa 20 anos em 2008, a saúde não era considerada um
    direito social. O modelo de saúde adotado até então dividia os brasileiros em três categorias:
    os que podiam pagar por serviços de saúde privados; os que tinham direito à saúde pública por
    serem segurados pela previdência social (trabalhadores com carteira assinada); e os que não
    possuíam direito algum. Assim, o SUS foi criado para oferecer atendimento igualitário e
    cuidar e promover a saúde de toda a população. O Sistema constitui um projeto social único
    que se materializa por meio de ações de promoção, prevenção e assistência à saúde dos
    brasileiros.

  • Objetivos
    Identificar e divulgar os fatores condicionantes e determinantes de saúde e de doença
    Formular políticas para redução de riscos, promoção, proteção e recuperação da saúde
    Atuar de forma organizada em rede hierarquizada e regionalizada com capacidade resolutiva

  • Funções do SUS

  • Formulação de políticas/planejamento
    Financiamento
    Coordenação, regulação, controle e avaliação do sistema/redes e dos prestadores públicos ou privados
    Prestação direta de serviços de saúde

  • Diretrizes e pressupostos do SUS

  • Diretrizes
    Descentralização, com administração única em cada esfera de governo, com ênfase na municipalização das ações e serviços de saúde;
    Atendimento Integral, com definição das prioridades dentro de cada nível de atenção (básica, média e alta complexidade);
    Participação da Comunidade, por meio dos representantes que integram os Conselhos de Saúde.

  • Pressupostos
    Essencialidade, a saúde como direito fundamental do cidadão e como função do Estado;
    Universalização, a saúde como direito de todos;
    Integração, participação conjunta e articulada das três esferas de governo no planejamento, financiamento e execução;
    Regionalização, o atendimento realizado mais próximo do cidadão, preferencialmente pelo município;
    Diferenciação, a autonomia da União, dos Estados e dos Municípios na gestão, de acordo com as suas características;
    Autonomia, a gestão independente dos recursos nas três esferas de governo;
    Planejamento, a previsão de que os recursos da saúde devem fazer parte do orçamento da Seguridade Social nas três esferas de governo;
    Financiamento, garantido com recursos das três esferas de governo;
    Controle das ações e serviços de saúde.

  • História das políticas de saúde no Brasil


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Sistema Único de Saúde