Curso Online de Paralisia cerebral, Hidrocefalia e Microcefalia
5 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Paralisia cerebral, Hidrocefalia e Microcefalia

Paralisia cerebral ou encefalopatia crônica não progressiva é uma lesão de uma ou mais partes do cérebro, provocada muitas vezes pela fal...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 6 horas

De: R$ 80,00 Por: R$ 50,00
(Pagamento único)

Mais de 20 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Paralisia cerebral ou encefalopatia crônica não progressiva é uma lesão de uma ou mais partes do cérebro, provocada muitas vezes pela falta de oxigenação das células cerebrais.

Acontece durante a gestação, no momento do parto ou após o nascimento, ainda no processo de amadurecimento do cérebro da criança. É importante saber que o portador possui inteligência normal (a não ser que a lesão tenha afetado áreas do cérebro responsáveis pelo pensamento e pela memória).

Mas se a visão ou a audição forem prejudicadas, a pessoa poderá ter dificuldades para entender as informações como são transmitidas; se os músculos da fala forem atingidos, haverá dificuldade para comunicar seus pensamentos ou necessidades. Quando tais fatos são observados, o portador de paralisia cerebral pode ser erroneamente classificado como deficiente mental ou não-inteligente.

Microcefalia (do grego mikrós, pequeno + kephalé, cabeça) é uma condição neurológica em que o tamanho da cabeça é menor do que o tamanho típico para a idade do feto ou criança. Também chamada de Nanocefalia, constitui-se no déficit do crescimento cerebral, quer pelo pequeno tamanho da caixa craniana, quer pelo diminuto desenvolvimento do cérebro. Constitui-se num dos casos de oligofrenia.

Hidrocefalia é, de forma genérica, a acumulação de líquido cefalorraquidiano (LCR) no interior da cavidade craniana (nos ventrículos ou no espaço subaracnóideo), que por sua vez, faz aumentar a pressão intracraniana sobre o cérebro, podendo vir a causar lesões no tecido cerebral e aumento e inchaço do crânio.

É um problema de saúde que, na maior parte das vezes, está associado ao aparecimento de Spina Bifida. O líquido cefalorraquidiano passa, no cérebro, de um ventrículo para o seguinte (existem, ao todo, quatro) através de canais relativamente estreitos, circulando depois na superfície do cérebro e sendo, finalmente, absorvido pela sistema sanguíneo. Existe ainda uma parte do líquido que circula ao longo da medula espinhal.

Ora, a acumulação já referida de LCR no interior da cavidade craniana dá-se quando, por qualquer razão, existe uma obstrução à drenagem do líquido para o sistema sanguíneo. Essa obstrução pode estar relacionada, como já se disse, com o aparecimento de Spina Bifida mas pode, efectivamente, ocorrer por outras razões.

A hidrocefalia pode resultar de excesso de produção de LCR (situação normalmente rara, diga-se) ou quando é impedida a circulação ou absorção desse líquido. Quando o líquido cefalorraquidiano é constantemente produzido mas, de facto, está impedido de circular, acumula-se e causa um aumento, por vezes muito grande, da pressão no interior do cérebro. Os ventrículos incham e o tecido cerebral pode vir a sofrer lesões.

Fisioterapeuta formado pela Escola Superior da Amazônia (ESAMAZ), Pós-Graduando em Fisioterapia Traumato-Ortopédica (CBES).


- Valquiria Machado De Oliveira

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • Paralisia cerebral, Hidrocefalia e Microcefalia

    paralisia cerebral, hidrocefalia e microcefalia

  • algumas informações:

    nossos cursos não possuem avaliação;
    oferecemos tais cursos como forma de atualização e, também para ajudar os acadêmicos (carga horária) em suas atividades complementares que são exigidas pelo mec;
    esperamos contribuir no aumento de seus conhecimentos;
    este curso possui 59 slides.

  • Paralisia Cerebral:

    paralisia cerebral:

  • O que é Paralisia Cerebral ?

    o que é paralisia cerebral ?

    paralisia cerebral é uma lesão de alguma(s) parte(s) do cérebro. acontece durante a gestação, durante o parto ou após o nascimento, ainda no processo de amadurecimento do cérebro da criança. é uma lesão provocada, muitas vezes, pela falta de oxigenação das células cerebrais .

  • Diagnóstico:

    diagnóstico:

    o diagnóstico de pc usualmente envolve retardo ou atraso no desenvolvimento motor, persistência de reflexos primitivos, presença de reflexos anormais, e o fracasso do desenvolvimento dos reflexos protetores, tal como a resposta de pára-quedas, caracterizada pela extensão dos braços como se a criança fosse apoiar-se e com isso apoio do corpo sobre os braços.

  • Quadro Clínico:

    quadro clínico:

    na observação clínica da paralisia cerebral, deve-se levar em consideração a extensão do distúrbio motor, sua intensidade e, principalmente, a caracterização semiológica desse distúrbio. assim a paralisia cerebral apresenta várias formas clínicas.

  • Classificação:

    classificação:

    hemiplegia : é a manifestação mais freqüente, com maior comprometimento do membro superior; acompanha-se de sinais de liberação tais como espasticidade , hiper-reflexia e sinal de babinski.
    hemiplegia (bilateral tetra ou quadriplegia) : ocorrem de 9 a 43% dos pacientes. ocorrem lesões difusas bilateral no sistema piramidal dando além da grave tetraparesia espástica com intensas retrações em semiflexão, síndrome pseudobulbar (hipomimia, disfagia e disartria), podendo ocorrer ainda microcefalia, deficiência mental e epilepsia.
    diplegia : ocorre em 10 a 30 % dos pacientes, sendo a forma mais encontrada em prematuros. trata-se de um comprometimento dos membros inferiores.

  • Classificação:

    classificação:

  • discinesia : a mais rara, pois manifesta-se através de movimentos involuntários, sobretudo distonias axiais e/ou movimentos córeo-atetóides das extremidades.
    ataxia : igualmente rara. inicialmente pode traduzir-se por hipotonia e, aos poucos, verificam-se alterações do equilíbrio (ataxia axial) e, menos comumente, da coordenação ( ataxia apendicular).
    formas mistas : é o encontro de movimentos distônicos e córeo-atetóides ou à combinação de ataxia com plegia (sobretudo diplegia). cerca de 75% dos pacientes doentes com paralisia cerebral apresentam padrão espástico.

  • Classificação topográfica:

    classificação topográfica:

    quadriparesia (acometimento dos quatro membros e tronco) = é a mais freqüente e grave
    hemiparesia (acometimento de um hemicorpo)
    diparesia (acometimento dos quatro membros, principalmente dos mmii)
    monoparesia = raro

  • Principais causas antes do nascimento:

    principais causas antes do nascimento:

    - ameaça de aborto, choque direto no abdômen da mãe; - exposição ao raio x nos primeiros meses de gravides ; - incompatibilidade entre rh da mãe e do pai ; infecções contraídas pela mãe durante a gravidez (rubéola , sífilis, toxicoplasmose ); - mãe portadora de diabetes ou com toxemia de gravidez; - pressão alta da gestante.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 50,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Paralisia cerebral, Hidrocefalia e Microcefalia
  • Paralisia Cerebral:
  • O que é Paralisia Cerebral ?
  • Diagnóstico:
  • Quadro Clínico:
  • Classificação:
  • Classificação topográfica:
  • Principais causas antes do nascimento:
  • Principais causas durante o parto:
  • Principais causas depois do nascimento:
  • Tratamento:
  • Tratamento fisioterapêutico:
  • Tratamento fisioterapêutico:
  • Objetivos do tratamento:
  • Prognóstico:
  • PREVENIR É IMPORTANTE:
  • Hidrocefalia:
  • Três grandes causas:
  • A Hidrocefalia pode estar presente ao nascimento (congênita) ou pode desenvolver depois (adquirida).
  • Hidrocefalia Congênita:
  • Hidrocefalia Adquirida:
  • A Hidrocefalia pode ser classificada de acordo com sua causa:
  • Hidrocefalia Não-obstrutiva:
  • QUADRO CLÍNICO: CRIANÇAS
  • QUADRO CLÍNICO: ADULTOS
  • Os sintomas em crianças:
  • Nas crianças mais velhas e em adultos, os sintomas incluem:
  • Diagnóstico:
  • Prevenção:
  • Tratamento:
  • Microcefalia:
  • O que é?
  • Incidência:
  • Etiologia:
  • Fatores que predispõe o feto a sofrer esses problemas:
  • Sintomatologia:
  • As microcefalias podem ser classificadas:
  • Microcefalia Radiogênica:
  • Microcefalia por Cranioestenose:
  • Tratamento:
  • Tratamento Global das Microcefalias:
  • Fisioterapia:
  • Menino com microcefalia cercado pelos seus colegas.